TeamDrive 2.2 – O significado de Cloud!


Destaques PPLWARE

21 Respostas

  1. gustavo says:

    Semelhante a ele tem o dropbox e com 2 GB de espaço gratuito!

  2. FredRF says:

    Este, o Mesh ou o Dropbox…?

    Há um melhor? Um pior?

    eu uso o Dropbox, e estou muitíssimo satisfeito…

    • avlis rotiv says:

      Eu também, é um dos meus software (em geral) preferidos! 😛
      Mas já agora, perguntamos ao Sr. Vítor:
      Sr. Vítor, pelo curioso tópico verificamos algumas semelhanças ao (do género) Dropbox. No entanto, Sr. Vítor, o ultimo parágrafo deixou-me um pouco confuso… E pergunto; não só referindo pelo tamanho Sr. Vítor, são só 3.5 vezes o tamanho (contando com aqueles refers) 😀 … este software/serviço, conseguirá “substituir” o conceituado Dropbox?

      Eis a questão…

      • Vítor M. says:

        É uma questão de preferência. Este software/cliente que é instalado, ou usado como portable, tem um leque de opções maior que o Dropbox, não necessitando de usar o interface web para gerir algumas funções.

        No entanto, é mais “somítico” no espaço oferecido.

        A estrutura de armazenamento utilizada, o Amazon S3 é comum a ambos, mas para uma utilização mais profissional, este serviço é “mais interessante”, pois permite uma utilização colaborativa, por uma equipa de trabalho por exemplo, utilizando a tecnologia WebDAV.

        É um pouco e em grosso modo, tipo o Groove da Microsoft.

        Para uma utilização “ponto-a-ponto” o Dropbox será mais interessante, instalando ali uma ou outra extensão para facilitar algumas acções no cliente, para evitar termos de abrir o interface web.

        • avlis rotiv says:

          À! Agora sim… Estou confuso! 😆
          Bom, o melhor é mesmo experimentar… 😛

          • Vítor M. says:

            Aquela hora não admira estares confuso, é preciso um grande domínio da mente para absorver os mais pequenos detalhes, isto a ler, podes agora imaginar o tremendo domínio mental para, depois de 18 horas a laborar ainda escrever 😉 com rigor.

  3. DCA says:

    Não me convence, mantenho o DropBox como escolha!

  4. beirao says:

    Não sei se me podem esclarecer, mas quais são as limitações ou inconvenientes do ADrive relativamente aos aqui referidos, uma vez que, creio, proporciona 50GB de alojamento grátis?

    • Só você tem acesso à sua conta do ADrive… A não ser que você ceda teu login e senha para outro (s) usuário (s) de sua confiança.

      O ADrive não faz sincronismo automático de pastas “compartilhadas”, pois não possui um aplicativo próprio. Ele funciona a partir de qualquer computador e navegador que possuam, respectivamente, o Java Runtime Environment e o plugin Java instalados.

      OHHH YEAHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • beirao says:

        Obrigado a ambos (Xavier e Pedro, abaixo). Creio que posso partilhar ficheiros sem ter de dar as minhas credenciais, uma vez que ao partilhar é gerado um link que posso enviar ou disponibilizar para que outros possam aceder (repito, sem que eu tenha de dar as minhas credenciais). De facto, parece-me que o ADrive não é colaborativo. No entanto, como solução de armazenamento online parece-me interessante.

  5. Pedro Vicente says:

    A versão free pelo que vi não é colaborativa é individual. Ou seja são 50G mas só podes aceder tu, e não partilhar como no DropBox.

    • beirao says:

      Obrigado a ambos (Pedro e Xavier, acima). Creio que posso partilhar ficheiros sem ter de dar as minhas credenciais, uma vez que ao partilhar é gerado um link que posso enviar ou disponibilizar para que outros possam aceder (repito, sem que eu tenha de dar as minhas credenciais). De facto, parece-me que o ADrive não é colaborativo. No entanto, como solução de armazenamento online parece-me interessante.

  6. Paulo says:

    Para fazer back up, uso o SkyDrive, onde tenho 25GB. Experimentei o Dropbox, mas para este efeito pareceu-me inutil. É, no entanto, muito bom quando necessitamos de aceder a ficheiros de diversos locais e mante-los sincronizados.

  7. Karlus says:

    Depois de experimentar vários e de trabalhar em ficheiros com “sincronismo”, acabei por decidir pelo SkyDrive + SkyDrive Explorer. Só coloco os ficheiros na nuvem para tê-los disponíveis a partir de outro PC (para não transportar a pen).
    Acho que ainda estamos um pouco longe (de 3 a 5 anos) de trabalhar directamente nos ficheiros da nuvem e deixarmos de ter disco rígido.
    Mas não é com 25 (SkyDrive) nem 50 gigas (Adrive).
    E francamente com 1 mísero giga do TeamDrive não vamos a lado nenhum.

    • É, Karlus… Com a qualidade de nossa internet (banda larga, entre aspas), realmente fica difícil aderir de vez à chamada computação nas nuvens. Só este ano é que pude assinar um plano de banda larga aqui na rua onde moro (Rio de Janeiro/Brasil).
      Durante anos eu liguei paras as operadoras de telefonia implorando para me cederem um serviço de banda larga e nenhuma delas fornecia. Mesmo eu podendo pagar pelo serviço.
      Esse ano chegou a minha vez e fiz a assinatura de um plano de internet a cabo de 1Mbps. Não é lá essas coisas, mas pelo menos é estável. Não cai nunca. E depois que eu voltar a trabalhar (estou há quase 1 ano desempregado…) vou pedir pra aumentarem a velocidade, pois dependo da internet pra tudo. E sem uma internet de qualidade, toda a funcionalidade da computação na nuvem cai por terra.

      OHHH YEAHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.