Gianduia – Nova tecnologia Apple para substituir o Flash?


Destaques PPLWARE

93 Respostas

  1. Mário says:

    O artigo está bem compilado e gosto do assunto, mas queria só alertar para alguns erros de ortografia. Às vezes pode falhar um acento ao teclar ou metermos um acento a mais, como em “duvida” ou “razoávelmente”, mas “lenções” é quase imperdoável. Há correctores ortográficos para isso.
    Não estamos num blogue de Português, mas fica-nos sempre bem escrever correctamente.

    • Tony Silva says:

      Tens de dar um desconto. Já viste a que horas saiu o artigo. Muito bem explicado e estruturado. Parabéns Vítor, continua.

      • Vítor M. says:

        Sim o aFriend fez um excelente trabalho de pesquisa para que se perceba o que está em causa.

        Não é uma questão de “guerrilha” é sim uma nova etapa que nasce na Internet.

        estas tecnologias são importantes pois vão definir tendências futuras.

        Quanto às pequenas gralhas, foi por minutos, a revisão terminou uns minutos depois da publicação… é o timming sempre apertado.

        São 3.30 da manhã, vou dormir para ver se às 8 estou de novo no activo 😉

      • avlis rotiv says:

        Isso não tem nada a ver… O tópico pode não ter sido feito neste momento… Uma coisa é desenvolver-lo, outra é publicar… 😉

        E quanto ao trabalho 7, parabéns! 😛

        • Vítor M. says:

          Por acaso foi escrito por partes, depois foi feita uma analise ao que poderia se dito e como o iríamos fazer, o aFriend compilou um excelente leque de pormenores vídeos e informações relevantes e a redação foi feita em tempo corrido para publicar no final da montagem dos vários elementos.

          Não foi feito de véspera a versão final.

          Estas coisas têm de ser percebidas para poder explicar e não fazer como se vê nos jornais diários que apenas compilam texto da lusa e não sabem de que falam.

          Como este nosso trabalho é feito nas horas não laborais, exige de nós uma gestão de tempo muito apertada.

          Mas mesmo assim saiu um trabalho muito bem estruturado e completo.

          O resto… são pormenores que temos de dar a atenção devida mas sem receios. 😉

        • a Friend® says:

          Como o Vitor M explicou, estes artigos infelizmente são feitos em curto espaço de tempo, e este especialmente envolveu alguma pesquisa directa sobre a tecnologia em si, para enriquecer um pouco aquela que já possuia, e tentar perceber também do que trata esta nova tecnologia. Depois foi compilar isso tudo e tentar explicar ao máximo e fazer uns videos à mistura, tudo num dia. Infelizmente o tempo é mesmo apertado e por melhor revisão que façamos, escapa sempre qualquer coisa. E eu, por azar os azares não tenho o dicionário a funcionar correctamente que é uma grande ajuda quando nos escapa uma gaffe ou outra para nos aparecer o famoso sublinhado a vermelho a dar-nos nas orelhas 😀

          Mas tanto eu como o Vitor, as horas que foi inserido o artigo tivemos o cuidado de fazer correcções de ultima hora, enquanto a grande maioria já ia no quinto sono 😉

    • Vítor M. says:

      Mário obrigado pelos reparos. Revisão feita e claro temos de ter sempre atenção.

    • mac_user says:

      “razoavelmente” sem acento é que está correcto. Já razoável é que leva acento.

      • Olly says:

        Fica uma dica: Os advérbios terminados em -mente nunca levam acento, independentemente de o adjectivo que lhe dá origem ser acentuado ou não.

        Por isso, tudo o que “mente” não tem acento em lugar algum.

        • Vítor M. says:

          hmmmm mas olha que eu tenho visto tantos que mentem com assento na Assembleia da República… 😉

          Sempre bem vindas as dicas gramaticais. Relembra quem se esqueceu e ensina que não sabia.

    • caco2 says:

      esquece la isso aqui esta vídeo que que o iphone de inovador nao tem nada

      The Quietly Brilliant Story of HTC
      The Quietly Brilliant Story of HTC
      The Quietly Brilliant Story of HTC

      http://www.youtube.com/watch?v=yai2u3nVlN4&feature=player_embedded

      ver para Crer vou HTC a marca pioneira lol a apple so aproveitou tecnologia e copiou outras marcas

  2. Anfanger says:

    Grande, mas mesmo grande notícia! Adorei.
    Apple, what else? 😀

  3. Glink says:

    quanto mais e com melhor qualidade, melhor ^^

    por acaso ja tinha visto noutro site, mas estava muito incompleto.

    Excelente noticia, bem estruturada.

    obrigado PPLWARE e a Friend®

  4. DCA says:

    Impressionante esse primeiro vídeo.
    Vou começar a pensar em arrumar para o lado o Adobe Flash e Adobe After Effects, ai vou vou!

  5. Ecchin says:

    É mais que normal a Apple tomar este rumo. Só se consegue uma coisa bem feita se formos nós a fazê-la, não é? Acho que a Apple sempre pensou assim lol.
    Quanto ao flash. Foi bom enquanto durou, mas a selecção natural dita que quem deixa de se superar a si próprio vai ser derrotado…

    Os vídeos estão altamente btw.

  6. The STK says:

    O uso de standarts é sempre bom, mas não acaba por ser o standart aquilo que é mais usado, ou que tenta se impor sobre outras tecnologias?
    Aponto muitos defeitos ao flash, mas não esqueçamos a dinâmica que trouxe aos conteúdos na internet.
    inda assim o ponto de vista da Apple tem alguma razão de ser, mas faz-me um bocado de confusão ver uma marca do mais fechado que existe a defender padrões abertos…

  7. Ricardo Nunes says:

    A Friend e Vitor, só um pequeno reparo… Convém dizer que essas demos, para já, só funcionam no iPhone e na nightly build do webkit para Mac, para já. Não vá começar a aparecer I-haters a dizer que no pc deles não funcionou…

    • António Mendes says:

      Também funciona no Chrome, que também é baseado em webkit.

      Quanto à tecnologia, promete. Pelo menos o pessoal de Linux e Mac vão pinchar já que não precisam da treta do flash para esses SO’s.

    • Fernando Jorge says:

      Ainda bem que avisas… é que já tinha experimentado com o Firefox e não tinha conseguido ver nada…

      …depois, até me lembrei que o Opera era o único que fazia os 100% no ACID test e fui buscar a versão portable (sim, de facto o browser tem bom aspecto) :O) … mas também não tive muito mais sorte. Apenas consegui ver as demonstrações do vídeo.

      Não seria suposto no Opera ver tudo?!?

      • a Friend® says:

        Infelizmente dos testes que fiz, o Firefox ainda não consegue abrir a maioria.

        Só tive sucesso a 100% no Mac a usar o Safari, já outros como é o caso do video a explodir ou a girar abrem bem no Chrome tambem (Pc e Mac).

        É uma questão de testarem que no final do artigo tem os links, onde diz “mais informação”.

        Pelo sim pelo não decidi fazer o video para poder explicar da melhor forma especialmente para quem não conseguisse nesta altura abrir bem as páginas. O HTML5 é relactivamente novo e ainda nem todos os browsers têm o suporte completo para o abrir, como é o caso do Firefox que só lê algumas tags. 😉

  8. Ou a Adobe consegue tirar um coelho ENORME da cartola ou então o Flash já tem o destino traçado. O HTML5 é de facto muito mais universal, rápido e apresenta (neste momento) os maiores trunfos para poder vingar.

    Já vi várias coisas feitas em HTML5 e é simplesmente impressionante as capacidades que isto tem. E o standard nem sequer está completamente definido…

    • a Friend® says:

      A cartola da Adobe é fazer software que permita a compilação e exportação de conteúdos HTML5/Canvas, etc… que segundo já se diz, eles já andam a tratar disso.

      O que espero é que façam mesmo boas ferramentas como o Photoshop ou Adobe Premier, já que por exemplo, tanto o Ilustrator como o Adobe Flash são ferramentas a meu ver que poderiam ser melhores, mais simples. São muito completas mas por vezes complexas.

      Um exemplo que dou muito é o After Effects que era uma ferramenta péssima, e as versões actuais são um luxo de se trabalhar.

  9. Fábio A. Domingues says:

    Não sei se sabem mas HTML+CSS+JS é *muito* mais lento que flash.

    Flash 10.1 num Android:
    http://www.youtube.com/watch?v=0y7XJI4NN7k

    • a Friend® says:

      Sem plugins, sem perca de performance e sem drenar a bateria em tempos record.

      http://www.youtube.com/watch?v=Q-73zYoUsd4

      Videos em Flash num smartphone infelizmente não têm qualidade alguma nem performance, e aí o HTML5 irá dar clara vantagem mesmo, lendo directamente os MP4 como já é possivel ser visto em alguns smartphones actuais, dos quais iPhone/iPod Touch.

      • Fábio A. Domingues says:

        Essa é sem duvida uma tecnologia que promete!

        Mas não estás a comparar com o flash, eu não sei se o mesmo em flash não ficava mais rápido.

        Quanto à parte do vídeo concordo perfeitamente contigo, não há necessidade de um plugin para isso. E acredito que não falta muito para os browsers que suportam h.264 comecem também a usar o GPU na descodificação.

        Eu sou a favor de cada macaco no seu galho, há coisas que não vale a pena fazer em flash, mas há outras que faz sentido. Por exemplo fazer cálculos complexos ou animações complexas em html+css+js é um verdadeiro problema para o CPU.

        Vejam este benckmark e testem vocês mesmos.
        http://vimeo.com/10553088
        http://themaninblue.com/writing/perspective/2010/03/22/

        Mas nada me garante que dentro de uns meses/anos a performace dos browsers não suba ainda mais e consiga dar conta do recado (espero que sim). Neste momento no meu EEE não consigo ver esta animação em condições a não ser no flash.

        Há que não ser radicais e perceber que há lugar para ambas as tecnologias!

        • a Friend® says:

          Sim mas isso sem duvida que tem que melhorar ainda, e os browsers estão a ser preparados para suportar o HTML5 tirando o máximo partido possivel.

          O interessante é estar a ter as linguagens necessárias para poder fazer o mesmo que o Flash, mas sem requerer plugins, que é esse o passo a ser dado. O Flash por mais que cresça ou melhore, continua a ser dependente de plugins, tal como expliquei no artigo. E outro factor é que embora o Flash consiga comunicar com várias linguagens, ele continua sempre a estar numa camada aparte, o que compromete um pouco a dinamização do conteúdo rico web. Por isso é que nesse campo é muito pouco usado.

          Facebook, Youtube, etc.. é tudo baseado em padrões, apenas os videos é que não. Quase todos os designers evitam o Flash para conteudo dinamico (comentários, menus, etc…etc.. )

          O HTML5, para além de estar a conseguir oferecer o mesmo que o Flash em termos de conteudo rico, tem total dinamização com as restantes linguagens associadas, e irá enriquecer ainda mais os sites.Vai permitir menus com efeitos, interactividade com fotos e videos, tudo directamente das fontes..etc..etc… acho que poderiamos aqui enumerar muitas vantagens do html5 frente ao flash. E é como já foi dito, não se trata de uma guerra o flash, trata-se mesmo da evolução da web.

      • Fábio A. Domingues says:

        A minha resposta gigante perdeu-se? 🙁

    • Ricardo Nunes says:

      Não sei se sabes, mas HTML5 é diferente de HTML+CSS+JS

  10. NCB says:

    Enfim, é melhor irmos com calma. Tanto o flash está bem longe de ser morto, tal como o HTML5 está bem longe de ser o salvador do mundo. E quanto a este Gianduia nem quase do berço ainda saiu. Profecias e hypes no desenvolvimento web já acontecem desde há décadas.

    E para que se diga muita da má fama por o flash ganhou ser lento é porque muitos de quem nele trabalham não tem consciência do que faz e nem sabe fazer preloadings, carregamentos distribuído e progressivos.

    Estou certo que como em tudo o HTML5 e Giunduia vão acabar por ter também os seus designers de pacotilha que vão também dar igualmente dores de cabeça aos utilizadores e tornar essas tecnologias lentas, falíveis, mal usadas e subaproveitadas.

  11. Agora percebe-se a razão de tanto alarido da Apple contra o flash. (O HTML5 é que é bom) e posteriormente em background desenvolvem o Gianduia.

    Estratégia típica da Apple. Mandar abaixo a competição e lançar um produto “similar” ganhando em marketing e não propriamente em Specs.

    Para evitar conflitos, tenho Macbook, tenho produtos Apple – o que não gosto é da estratégia que o Steve Jobs usa para ganhar nicho de mercado.

    • a Friend® says:

      Atenção que HTML5 e suas linguagens são padrões abertos, até num editor de texto é possivel os programar, ao contrário do Flash que é proprietário e necessita sempre de Software da Adobe ou Software que tenha direitos para compilar em Flash, ou seja, o único que ganha dinheiro com isso é a Adobe.

      E o Gianduia será outra linguagem que poderá a vir ser associada ao HTML5, tudo padrões abertos.

      • alftuga says:

        Software da Adobe ou Software que tenha direitos para compilar em Flash, ou seja, o único que ganha dinheiro com isso é a Adobe.
        mais uma grande enorme mentira!

        • a Friend® says:

          E que tal em vez de passares de troll ofensivo, sejas um troll daqueles que apresenta argumentos a comprovar o que diz?..

          Pois, apontar o dedo é facil… já argumentar….

          Fica o desafio. Onde está a mentira? Fiquei curioso pela resposta.

          • a Friend® says:

            @alftuga

            Definição de Troll:

            Aqueles que aparecem a criticar, apontar o dedo, sem mostrar qualquer tipo de poder argumentativo. Normalmente os trolls são pessoas que por falta de capacidade argumentativa atacam directamente às pessoas de raiva, por não terem o mesmo poder argumentativo.

            E sim, Flash é Proprietario. Se não sabes a definição, deixo-te aqui:

            http://pt.wikipedia.org/wiki/Adobe_Flash

            Licença: Proprietária – EULA

            “Software proprietário ou não livre é aquele cuja cópia, redistribuição ou modificação são em alguma medida restritos pelo seu criador ou distribuidor. A expressão foi cunhada em oposição ao conceito de software livre.”

            “Uma Licença de Software é uma definição de acções autorizadas (ou proibidas) no âmbito do direito de autor de um programador de software de computador concedidas (ou impostas) ao usuário deste software. Entende-se por usuário qualquer entidade legal, empresas ou um “usuário final (doméstico)”, origem da expressão End User License Agreement (EULA).”

    • vis says:

      Loool.. Mas isto são as leis do mercado, ganha o mais forte… Se não fores forte de “corpo”, tens de ser em “mente”… 🙂 Isto não é uma empresa sem fins lucrativos, é assim que se fazem os negócios, eu pessoalmente também não aprovo algumas acções dele, mas se estivesse no lugar dele se calhar não fugia muito do que ele fez… 🙂
      Quem pode pressionar, pressiona, quem não pode, aguenta a pressão 🙂

  12. alftuga says:

    pplware está a ficar uma miséria… se agora dão aos troll’s a possibilidade de escreverem…

    • a Friend® says:

      É verdade, e com muito gosto desde 6 de Março de 2009
      https://pplware.sapo.pt/microblogs/blu-twitter/

      ou 26 de Março de 2009
      https://pplware.sapo.pt/informacao/onlive-cloud-gaming/

      entre muitos outros…

      Obrigado por seres um leitor atento 😉

    • Bónus says:

      Ao contrário do teu comentário, o artigo é bastante interessante e informativo.

      • Hip says:

        Até se podia considerar interessante de um ponto de vista, mas o título diz tudo: “A cartada da Apple que poderá custar a vida ao Flash”

        Já disse isto antes e volto a dizer, o PPLWARE parece que foi comprado pela Apple para deitar abaixo o Flash e “endeusar” a Apple. Não se admite um site desta qualidade ter um teor de sensacionalismo nos seus artigos como o que vemos quando o assunto é Flash.

        Mas isto é apenas a minha opinião, que pretende ser uma crítica construtiva.

        Cumpts.

        • Vítor M. says:

          Sim e foi construtiva. Como falamos de tudo, desde Windows, Mac, Linux… fomos comprados por ambos 😉

          Não vistam a camisola do contra. D~em a vossa opinião sobre o tema, não se desviem por falta de argumentos, é feio e não ficamos bem na fotografia.

          Imagina que temos razão?

          Como eu acho que temos… eu e muitos outros claro 🙂

          Abraço.

          • Hip says:

            Vítor, o que disse em relação ao Flash digo em relação a outros artigos seja ele de Windows, Linux, Café com chocolate ou lá do que seja.

            Tem sido marcante este ataque ao Flash neste blog. Uma coisa é expor o ponto de vista do autor, outra é tentar passar para o leitor menos dotado tecnicamente algo falso e sensacionalista do tipo “Plugin desconhecido de uma empresa vai acabar com outro já estável no mundo da internet há vários anos”.

            O vossos artigos em relação a este assunto Apple vs Adobe são tudo menos isentos.

            A Apple deu um tiro no pé ao declarar guerra à Adobe e ao flash. 90 e tal do pessoal que navega na internet usa flash no seu dia a dia, nos telemóveis vai-se tornar numa tecnologia poderosa porque vai-se poder desenvolver aplicações em AIR/FLEX usando a poderosa linguagem AS3, tal e qual como eram desenvolvidas até agora.

            A nível de pessoal que conheço que tem macs, iphoneys e do género dessa empresa… Estão todos chocados com o tratamento que a empresa está a dar aos seus consumidores. Inclusive há pessoal que já vendeu o seu iphone para comprar um HTC com android… E por falar nisso a Adobe tem um aliado de peso, nada mais nada menos que o Google.

            Eu não estou a dizer que o flash um dia não desaparecerá, até porque tudo tem um fim (daqui a muitos anos até a Microsoft ou apple podem nem existir, isso nunca se sabe), apenas acho muito sensacionalista e surreal este tipo de artigos que dão a ideia que este blog foi pago para dizer mal.

            Mais não digo porque não vale a pena. Penso que não será a primeira vez que ouves isto de leitores assíduos do teu blog.

            Cumpts.

            PS: Sou leitor diário desde o início do blog, é por isso que me causa tanta estranheza e por vezes indignação este tipo de artigos aqui.

          • a Friend® says:

            @HIP

            Expor ponto de vista do autor?

            Das duas uma.. ou não leste o texto todo, ou… não leste!

            http://www.appleinsider.com/articles/10/05/07/apple_developing_flash_alternative_named_gianduia.html

            http://touchreviews.net/apple-developing-flash-replacement-gianduia/

            E se procurares mais no Google, encontras facilmente o que falei aqui é o que é debatido e falado por todos os desenvolvedores ligados a este ramo. Este artigo não foi inventado ou gerado na minha cabeça, fiz pesquisas e entrei dentro do assunto para assim poder escrever este artigo. Sim, aqui no pplware fazemos pesquisa, ao contrário de muitos que comentam e criticam sem conhecimento de causa.

          • Vítor M. says:

            Hip o teu erro é pensares e acusares que estamos a dizer mal.

            Não é verdade, aquilo que temos feito é mostrar para onde caminha a opinião mundial, esta linha de abordagem é comum aos grandes sites mundiais dedicados ao assunto. Apenas fazemos eco mostrando e dando fortes argumentos para mostrar o porquê destas movimentações.

            É totalmente descabido e provavelmente é tendencioso colar a nós essa frente de critica a uma tecnologia.

            Falem com conhecimento, argumentem com conhecimento, isso sim é inteligente.

            Cito:

            Eu não estou a dizer que o flash um dia não desaparecerá, até porque tudo tem um fim (daqui a muitos anos até a Microsoft ou apple podem nem existir, isso nunca se sabe), apenas acho muito sensacionalista e surreal este tipo de artigos que dão a ideia que este blog foi pago para dizer mal.

            Repara, não se trata de uma profecia, o que estamos a mostrar é que há caminhos já traçados para as alternativas. Uma alternativa não é obrigatoriamente o fim de algo, pode e parece-me que é neste caso, o aparecimento de mais e melhor.

            Tanto se fala nos web standards, tanto se fala no open source e neste caso vejo muitos players do mercado tecnológico com a cabeça enterrada na areia.

            Mostramos o outro lado, o lado dos que apresentam algo novo e que mostram e argumentam o porque de criar algo novo.

            Mostramos alternativas, justificamos por A mais B porque algumas empresas seguem esse caminho e isso é dizer mal?

            Basta ver o trabalho deste post, não andamos a ler horas a fio, a testar, a juntar as várias peças do puzzle para denegrir. Estão ali os argumentos, está ali conhecimento. Leiam, com ambos os olhos sff.

            É fácil culpar o árbitro, quando não se sabe jogar ou quando o jogo não corre à nossa feição.

          • Hip says:

            Sim claro, mas também é fácil festejar com arrogância antes do jogo começar, e neste caso o HTML5 ainda não foi adoptado “de facto” e já estão a deitar foguetes.

            Não vou dizer mais nada, não vale a pena. Se vocês não têm consciência de como escrevem…

    • Vítor M. says:

      Quando li este comentário pensei… hmm respondo, não respondo… mas como hoje não estava virado para o lado poético, deixei que os visitantes avaliassem o grau de utilidade deste comentário.

      Se eu digo que os trolls deveriam ir à escola, cai o “Carmo e a Trindade” porque chamei troll a um iletrado, se os deixo trollar eles habituam-se ao rendimento mínimo e não produzem riqueza.

      Então, achei que pelo contrario, estamos mesmo no bom caminho. Olho em volta, principalmente na impressa tradicional, com canais de tecnologia e reparo nos comentários que lá aparecem.

      Não têm resposta, ninguém lhes liga patavina, fazem de conta que o visitante é apenas um numero.

      Têm bons artigos (da lusa) mas genéricos, sem sumo, sem saberem mesmo, alguns, o que é um browser ou o que é um servidor.

      Por sua vez, nós por cá, explicamos, aprendemos e discutimos. Aumentamos o conhecimento geral e produzimos conteúdos únicos em língua de Camões.

      Convidamos pessoas para participar nos temas, desde o útil e informado utilizador, à directora de uma subsidiaria (das melhores) da maior, ou das maiores empresas do mundo.

      Estaremos assim na miséria? Ou será o contrário?

      Vou aproveitar a vinda do PAPA ao Porto, para lhe pedir um artigo sobre “Apple versus Flash”, mas um post escrito em Latim… e abençoado 😉

  13. Tiago Órfão says:

    Não vejo isto como um flash-killer.

    Parece-me algo que será bastante útil na migração para a Web de aplicações criadas para as gadgets da Apple e será útil (pelos vistos já é) para a própria Apple, suponho, na criação de produtos Web-based.

    Mas não é propriamente uma revolução para o web development, tal como não são os outros projectos semelhantes referidos nesse twitt. São essencialmente compilações de frameworks JavaScript que tentam tornar a programação mais amigável e directa, mas ao mesmo tempo podem ser consideradas limitantes por quem desenvolve, apesar de serem baseadas em standards.

    Todas as tecnologias têm o seu espaço e até os plugins desaparecerem, como penso que será inevitável, ainda vai demorar um tempo considerável.

    • NCB says:

      Olha, não estragues a excitação de quem escreveu o artigo e dos seguidores de uma certa marca. 😉

      Dá-me muito a ideia de que o pessoal ainda não se apercebeu de que o Flash e as ditas tecnologias substitutas nem competem ainda muita na mesma divisão para já porque simplesmente esquecem-se que a grande vantagem do flash é poder ser ser facilmente feito por designers gráficos e pessoal sem grande conhecimento de linguagens e markups web. Digam o que dissserem bem pode ser o flash fechado, lento etc, mas tem a grande vantagem de produzir contéudos e site de uma maneira fácil, o que simplesmente tal não acontece com HTML5’s e quejandos sem ser por via de frameworks e que mesmo assim ficam longe na aparente simplicidade do timeline do editor flash.

      • a Friend® says:

        “flash é poder ser ser facilmente feito por designers gráficos e pessoal sem grande conhecimento de linguagens e markups web.”

        Que diga-se de passagem, são os principais responsáveis de por vezes encontarmos conteúdo WEB em flash mal compilado e que dão um grande mau nome ao Flash… e que por sua vez responsáveis de outro tipo de Crashes associados ao Flash.

        Flash não é só brincar com imagens. Há que ter conhecimento de como as inserir, comprimir e dar as devidas acções de forma bem feita para que este seja rápido, leve e fiável…

        • NCB says:

          O teu comentário acaba por ser redundante porque já disse essencialmente isso algum tempo atrás num comentário lá em cima.

          https://pplware.sapo.pt/informacao/gianduia-nova-tecnologia-apple-para-substituir-o-flash/comment-page-1/#comment-307396

          E também vai acontecer o mesmo com o HTML5 ou seja o que for quando passar para as mão de utilizadores casuais e devs menos competentes. Rotinas e subrotinas mal-construídas, mal loops. Tal como já há JS lento que crasha browsers e mesmo HTML/CSS redundante que mete peso desncessáriamente.

          Vira o disco e toca o mesmo.

          • a Friend® says:

            Exactamente, vira o disco e toca o mesmo isso é… mas a despreocupação de um plugin já me tira o sono.

            Sei que seja em Smartphones, Linux, Mac, Windows, os meus sites vão funcionar operacionalmente. Como qualquer profissional se prese. Quem programa mal limita-se a não ter visitantes e não ter a garantia que os seus sites em flash são abertos devidamente em Mac, Linux devido aos maus plugins que a Adobe oferece. Ou seja, é algo alheio a qualquer webdesigners.

  14. manuel says:

    Olá,

    Não consigo ver o cubo… 🙁
    nem com o chrome nem com o ie…

  15. Berto says:

    Para mim, enquanto webdeveloper, a unica vantagem do flash/silverlight/whatever, é que quando se faz um flash, funciona em todos os browsers (mais ou menos rápido), enquanto html… basta termos de pegar no ie para já termos dores de cabeça.

    Espero que a microsoft (e eu trabalho em c#) desta vez com o ie9 consiga cumprir alguns standarts do html5, pq não me vai servir de muito ter uma nova “linguagem” e n frameworks que depois só me vão dar dores de cabeça…

    BTW, muito bom artigo, gostei de o ler :D, venham mais!

    • NCB says:

      Exacto, o que adoro no flash é que no momento que o “publico” sei que as hipóteses de chatices inter-browser/plataforma são mínimas e não tenho de andar a rescrever html/css preocupado com qualquer browser e subversão de browser.

      Olha que enquanto lidares com guerras de browsers vais ter infelizmente sempre o mesmo problemas. :S

    • a Friend® says:

      É verdade. O IE sempre foi uma GRANDE dor de cabeça mesmo… mas felizmente a MS já se está a render às evidências e tenho visto um IE9 muito promissor no que toca a cumprir direito esses standards.

      Eles com a quota que tem vindo a descer bastante não tinham outra hipotese senão melhorar, e o facto de terem adicionado renderização por GPU, juntamente com HTML5 e afins, vai dar uma grande luta à concorrência. Nunca fui apologista do IE, mas ultimamente tenho lhes tirado o chapeu das previews que tenho visto do IE9… e lá está, eles estão igualmente a apostar muito no HTML5. 😉

      O que anseio neste momento é que com a forte aderência que o HTML5 está a ter, que surjam optimas ferramentas ao alcance do designers mais leigo ao mais pro, com ferramentas que permitam compilar sem grandes conhecimentos de programação. Segundo se diz, a própria Adobe anda a trabalhar nisso.. o que sem crer é um sinal que eles próprios sabem que o HTML5 é o futuro inevitável.

      • NCB says:

        Pois, mas apesar dos ditos esforços da Microsoft estragou-me a festa quando anunciaram que o IE9 não correrá no XP.

        Quanto à Adobe eu quase que apostoria que vão adicionar no próprio editor Flash edição HTML5 ou pelo menos um exportador HTML5 para reter os devs flash na platforma.

      • NCB says:

        A friend só para terminar o que já não pode ser escrito acima.

        Pois, porque francamente os problemas do Flash para mim acabam por me passar ao lado porque se o outros fazem mal Flash eu sei bem que não o faço, tornando as aplicaçoes e sites bem leves, rápidos e fiáveis.

        Para mim o maldito plugin até é uma benção e não uma maldição porque é +- “universal”. Enquanto que tenho de eternamente andar às marradas entre os vários “sabores” de browsers para HTML/CSS/JS no flash tenho a felicidade de tudo ficar tal e qual exactamente como quero com o flash em todo o lado.

        Vais ver que daqui a uns tempos quando vires que nem tudo afinal vai funcionar exactamente igual entre os browsers em relação aos mashups html5 até irias preferir que houvesse antes um plugin “html5 e extras” universal 😉

        • a Friend® says:

          Num futuro poderia sim aparecer problemas, mas é precisamente isso que o consorcio W3C está a definir os padrões, que assim deverão ser igualmente aplicados e adoptados pelos browsers, pondo de lado as velhas incompatibilidades que normalmente só encontravamos no IE, que era o único que fugia um pouco à regra de certos padrões e acabava por ser a grande dor de cabeça dos webdesigners uma vez que sempre foi o Browser mais usado e é claro, só nos tinhamos que debruçar perante ele. Mas como é obvio isso teve e tem que mudar, obrigando assim todos os browsers estabelerecem padrões universais permitindo aos webdesigners uma despreocupação com o que devem inserir ou não dadas certas faltas de compatibilidade que poderão existir.

          Se reparares, existem cada vez menos esse tipo de incompatibilidades nos browsers da actualidade. Passou-se práticamente essa “batata quente” dos webdesigners para os browsers. Eu por ex, gosto do Flash e ainda trabalho com o Flash, mas reconheço que o mercado web é cada vez mais amplo e não meramente de desktops. Estão envolvidas várias plataformas como smartphones, tv’s, consolas, netbooks, etc… ou seja, seria uma variável de plugins que a Adobe não tem capacidade para os suportar, e é nessa variedade que o HTML5 acaba por ser a resposta ideal. O plugin do Flash é a tal camada que pode prejudicar não só o consumidor, como também quem programa, que mesmo que faça tudo correctamente fica sempre dependente de terceiros (plugin-adobe).

          • NCB says:

            Pois, mas também já reparaste que nestes anos isto dos consórcios foi muito bonito mas no momento da verdade alguém se marimbava para a coisa por causa dos interesses próprios. E nem falo só da Microsoft, se não eram estes era a Netscape ou qualquer outro a furar o esquema. E nos dias de hoje ainda não vejo essa débil coisa chamada W3C a por na linha Googles, Operas, Mozillas e ainda por mais Microsoft e sobretudo Apple. Provalvemente é bem mais provável que sejam eles a pôr o W3C a aceitar as suas “sugestões”.

            Por mim, seja por onde der se não tiveres problemas por um plugin, hás-de sempre ter problemas por implementações incompletas, por demasiados browsers, demasiadas plataformas, problemas de cores, de resoluções ou seja o que for.

            Já trabalho nisto há anos, até WAP e TVDI para as velhas set top boxes tive de fazer e até se há coisa que ironicamente menos dor de cabeça me foi dando sempre ainda foi sendo o Flash.

            E não vamos fechar os olhinhos quanto ao verdadeiro motivo que esta guerrinha Adobe/Apple está a acontecer. Baterias e inseguranças são pretextos para desviar do que realmente preocupa a Apple. Controlo absoluto dos contéudos e eliminação de alternativas a “gameware” via app. No browser a única coisa que lhes assustava até agora eram as alternativas flash. Resulta por agora a jogada mas eles estão a adiar o inevitável quando o jogo via browser se tornar realmente sério e tão evoluído como o Flash.

            E também vai ser uma risota quando começarmos a reparar de como os mashups html5 a sério (e não as demos básicas que por aí andam) começarem a ficar penduradas por essas plataformas todas.

  16. Victor Leal says:

    Mais uma vez o ppplware a alinhar numa política sensacionalista…pelos títulos é fácil de perceber que adoram estes rumores, e adicionando bi-polaridade ao assunto, tipo comparação entre duas coisas apresentadas como “rivais”, aí então é que a discussão fica acesa!

    Quanto a este assunto, acho completamente ridícula esta guerra…seria suposto serem os produtores de conteúdos e os respectivos clientes a terem o papel activo nesta discussão e serem eles tomar a iniciativa na migração entre tecnologias. Não acontece isso, porque os grandes grupos interessados, Apple, Google e todas as outras que se falam, estão cegos com o seu novo brinquedo, o nicho de mercado dos dispositivos portáteis…e as pessoas directamente envolvidas na produção de conteúdos e os consumidores são bonecos que eles controlam, desta forma, a lançar boatos que mais uma vez, o pplware adora, come e passa a mensagem, sem sentido crítico e sem imparcialidade.

    Não tentem sequer comparar os resultados conseguidos com o flash e com o html5…é ridiculo fazer referência a links com demonstrações do potencial do html5 porque à beira no flash não é nada!

    Quem não conhece, que veja o site http://www.thefwa.com e vejam o que o flash consegue fazer…

    Exemplo: Também não dá para jogar jogos tipo GTA IV no ipad, iphone e etc…e também gastaria muita bateria, como o flash! E então ? Tem que deixar de se fazer esses jogos ? Só joga quem tem acesso a dispositivos com capacidade para isso, a questão do flash é semelhante! Pode não ser ideal para determinados tipos de situações, mas começar a falar do seu fim e da sua substituição e aliás, provocar isso, não faz o mínimo sentido!

    • a Friend® says:

      Fica o desafio:

      Um site em Flash que cumpra todos os efeitos aqui apresentados dos videos HTML5, em que ele aplique os efeitos 3D ou desintegrar, mas sem ser compilado em SWF mas sim pegando nas fontes de video (mp4,ogg,flv..)

      É que o HTML5 apresentado nos videos, ele está a ir buscar à fonte o video Mp4 ou OGG, e se alterar essa mesta fonte por outro video, ele continua a aplicar esses efeitos no video seleccionado.

      Como pode confirmar aqui neste link:
      http://craftymind.com/factory/html5video/CanvasVideo.html

      Ao ver o código fonte

      ##

      ##

    • NCB says:

      Victor, nem tentes gastar muito do teu latim, eu concordo contigo, mas como reparaste a cegueira é muita para ser imparcial. Quem ganha são os interesses de uns.

      Transforma-se isto das vantagens da manipulação via canvas/htm5 do suporte vídeo o centro de tudo quando aquilo até parece aquelas librarias flash comuns no flashkit.com não manipulando imagens mas pronto sim com vídeos.

      O que eles não falam é o essencial e o que vai preocupar os produtores de contéudos.
      – “Oiçam lá quanto é que iria demorar fazer um bom sites comerciais desses como vemos hoje em dia via esse tal html5+canvas+etc? igual por exemplo aquele da (substituir por site decente feito em flash)?”
      – “Pois, teria que uma equipa de devs programarem as librarias para tal fazer aquele efeito que é nativo no flash, depois lá tinham dia-a-dia os designers gráficos andarem a trocar uns mailzitos a explicarem o que eles querem fazer para a gente indo fazendo o código, etc etc…” lol

      E sim a cegueira é tanta que nem falam de como as apps de jogos gastam rapidamente a bateria e pasme-se! Até crasham. Eu já nem me dou ao luxo de jogar nada no meu touch, sobretudo se meter 3D 😀

      • a Friend® says:

        “Victor, nem tentes gastar muito do teu latim, eu concordo contigo, mas como reparaste a cegueira é muita para ser imparcial.”

        Claro, especialmente quando não há resposta a dar é assim que se foge às questões. 😉

        Aqui ninguém está a entrar em guerra, debatesse questões sobre os pros e contras de cada tecnologia.

        O Flash é uma janela “embebida” em HTML, os seus parametros são separados dos HTML. Um dos factores de se apostar no HTML5 é ter todas as funcionalidades em janelas ou plugins, usando apenas o recurso do browser. É isso que se pretende também. Embora o Flash tenha potêncial, está sempre aparte dos restantes conteudos web e isso dá-lhe menos dinamica face ao HTML5. Alias, esse é precisamente a vantagem do próprio Silverlight frente ao Flash, que embora o Flash em animação seja melhor, o Silverlight é mais dinamico. O HTML5 consegue juntar as virtudes de ambos e sem plugins.

        • Victor Leal says:

          É curioso que aqui toda a gente procura usar argumentos científicos para parecer que sabe alguma coisa…mas ficam-se por aí! Falta alguma coerência nas coisas que são ditas…o HTML5 não consegue juntar as virtudes do Flash e do Silverlight, ponto final! Creio que isso deve ser um dado adquirido para todos…Tem potencial? Não duvido, mas então que evolua, que o prove e o de certeza que o mercado migrará para o HTML5. Esta é a visão utópica mas é a visão justa, os grandes grupos não deviam querer forçar a migração, ela aconteceria por selecção natural, tal qual aconteceu ao longo dos milhares de anos de toda a existência!

          Contra-argumentando o que disse…o Flash não está completamente à parte dos outros conteúdos! Caso não saiba o flash permite integração com: HTML, Javascript, PHP, SQL, XML, CSS…etc etc!

          Além disso, o Actionscript é uma linguagem com um potencial tremendo, que apesar de derivar do ECMAscript tal como o javascript, é acessível a programadores, designers e produtores multimédia…

          • a Friend® says:

            Eu não disse que ele não permite interacção com outras linguagens, ele simplesmente está APARTE das restantes, fazendo o imput/output não ser tão directo.

            HTML, Javascript, PHP, SQL, XML, CSS…etc etc! São interpretadas pelo Browser

            Flash, é interpretado pelo plugin.

            Ou seja, vamos supor que tenho um video ou animação flash num container, só consigo mover o seu conteudo “Flash” apenas nesse container.

            O HTML5 não… permite funcionar com as outras linguagens como um todo, porque o responsável por toda a sua interpretação é o Browser. Só vai enriquecer ainda mais as páginas web e interactividade das mesmas, quer seja 3D, 2D, informação dinamica, etc..

          • Vítor M. says:

            Já gostei mais deste teu comentário, tem algum sumo, porque o de cima é completamente idiota (com todo o respeito) ao acusar-nos de sensacionalistas. Vejo que aqui neste teu comentário… afinal, dás-nos razão, há de facto matéria discutível.

            Porque razão as pessoas antes de dizerem mal (de nos atacar), não dizem o que realmente sabem sobre o assunto?

            Pelo menos traziam algo de útil à discussão, como o fizeste agora… estava a ver que não o ias fazer e que ias ficar pelo primeiro e “faccioso” comentário.

  17. NCB says:

    Vitor M (ou outro editor), uma sugestão, que tal um artigo MAC a anunciar por exemplo que o Steam chegou hoje (sem sem por outras vias) ao MAC e que até o jogo Portal é free. 😉

  18. Wilson Silva says:

    Um outro jogo feito em Flash, bem melhor que o Farmville, é o Dofus. http://www.dofus.com/en

  19. Carlos says:

    e achavam todos, que a apple andava contra o flash, por causa dos utilizadores …

  20. Gonçalo Oliveira says:

    Desculpem se estou a dizer uma barbaridade, mas isto não está mais para os lados de um GWT ( google web toolkit ) de que Adobe flash?

  21. alftuga says:

    *a friend dizes:
    Software da Adobe ou Software que tenha direitos para compilar em Flash
    eu respondo que é mentira
    pedes para argumentar eu argumento
    e depois vens me falar da eula do flash PLAYER…
    ou não sabes do que estas a falar… ou tas a querer enganar as pessoas…
    sobre a questão do player tens razão ele está +- fechado
    http://www.mozilla.org/projects/tamarin/
    mas não completamente…
    de qualquer maneira ja se viu a posição deste site sobre o assunto… acho que não vale a pena continuar com o ping pong…

    • Vítor M. says:

      “…de qualquer maneira ja se viu a posição deste site sobre o assunto…”

      Hmmm mas estás a falar de quê?

      Não percebo porque razão paga o árbitro quando acabam os argumento!

      Joguem à bola…

    • a Friend® says:

      @alftuga

      Pedi para argumentares quando de facto nem deveria ter pedido. Partindo de um principio básico, entraste aqui a chamar troll sem sequer defender uma posição ou argumentar, ou seja, logo inicialmente não demonstraste respeito algum, coisa que em nenhum artigo que faço ou até mesmo comentário, entro por esses caminhos.

      E quiseres falar e debater porque acho o SWF fechado, eu não me importo de explicar. O SWF funciona em containers, o dialogo que tem com outras linguagens não é tão directo como o HTML5. Funciona por camadas, e no futuro não é isso que se quer… quer-se o HTML como um todo que permita as mais variadas linguagens e efeitos sem plugins ou “containers” … percebes agora porque digo que o SWF é fechado?

      Não há necessidade alguma termos standards assim quando se pode apostar numa tecnologia mais completa e mais universal. O que poderias dizer é: olha, se não fizerem ferramentas que compilem facilmente o canvas como o flash, eu não gosto ou não apoio… é plausivel. Eu no artigo tive todo o cuidado de mostar o que é o Flash e mostar um pouco do que é o HTML5… cada um tira as conclusões que bem entender, até porque o titulo se reparares bem, tem no final um ponto de interrogação, ou seja, ninguém está aqui a afirmar nada nem tão pouco a incutir nada a ninguém. As pessoas têm o minimo de consciência e personalidade, se souberem do que estão a falar e debater, de apresentar argumentos ou até mesmo fazer perguntas de forma a todos nós perceber-mos o que está aqui envolvido. Não é a entrar na linha ofensiva que vamos longe… só contribui é negativamente para o pplware, e se for para isso mais vale nem comentarem.

      • Procha says:

        Enfim… axo que ja todos os leitores deste post ja perceberam que o problema essencial para si e o facto de o flash correr sobre um plugin, e não ser um web standard… mas dai a dizer que o html5 esta prontinho para o substituir, vai um longo caminho. Acredito que as varias opiniões sobre o HTML5 e o seu futuro possam estar correctas, mas mesmo assim tambem acredito que este ainda vai ter que crescer e muito para cobrir metade das potencialidades que o flash actualmente ja cobre.

        Tanta discussão sobre a Apple e etc… estarem contra o flash…. (sem querer entrar em polemica) assim como muitos leitores deste Blog, mas será que ainda ninguem se perguntou , ou ainda ninguem tentou saber qual o parcer da Adobe? Ninguem axa estranho a Adobe ainda não ter vindo defender com unhas e dentes uma das “joias da coroa” ?.

        Pois o que tenho lido actualmente em defesa do flash da parte de funcionarios da adobe tratam-se apenas de pequenas respostas a algumas das criticas feitas pelo steve jobs, nomeadamente a falta de suporte a dispositivos multi-touch, o engraçado e que para responder a Steve Jobs a adobe tem lançado enumeros exemplos de App’s desenvolvidas em Flash para Android…. e promovido o seu desenvolvimento cada vez mais…

        Como ja deu para reparar chegou a altura de a web dar mais um salto em frente, mas duvido que o flash se deixe ficar pelo caminho …

        Como web developer mantenho-me atento ao assunto… mas há qualquer coisa que me diz… que a Adobe esta prestes a ganhar um aliado de peso nesta guerra… ou esta guerra ira mudar de “inimigo”.

        • Vítor M. says:

          Alto, afinal sempre tenho razão. Os leitores do pplware sabem do que estamos a falar e entendem sim senhor qual é a verdadeira razão desta conjuntura.

          Esta é uma resposta à letra a alguns dos que nos criticam, tentando colar-nos o “cenário apocalíptico do flash”, tipo cruzada começada ou continuada por nós.

          Afinal os leitores sabem do que falamos.

        • a Friend® says:

          Sem duvida, isso não está mesmo em questão de o Flash deixar-se ficar, até porque seria uma pena o Flash ser extinto (digo isto porque trabalho com o Flash à 7 anos).

          Mas olhando para o caminho que a web está a seguir, e as exigencias que cada vez mais lhe são impostas, o Flash começa a chegar a um ponto de se desenquadrar devido à sua separação entre as restantes linguas, que embora comunique com elas, há sempre aquela ponte de plugin que afecta a dinamização. E isto estou a ir apenas para este lado técnico, nem estou a fala da qualidade dos plugins nos diferentes sistemas, porque aí as minhas criticas são fortes, uma vez que uso Windows/Mac/Linux diariamente e o trabalho que a Adobe faz para Linux e Mac em termos de plugins não há discrição possivel. Mas mesmo que isso melhore (e tem vindo a melhorar) o problema do flash é ter limitações de uso. Sites 100% flash, sim sr… agora sites que tenham que ter dois tipos de conteudo, o flash não é o ideal, quer em videos, quem em termos de toda a dinamica do site, por isso é que não é usado em Facebooks, Youtubes e companhia sem ser nos videos e publicidade.

          O que vejo no HTML5, ele irá existir, é um passo a seguir do HTML, isso já sabemos, agora o que eu vejo é que as linguagens associadas ao mesmo, como Canvas, CSS3, etc… conseguem trazer cada vez mais a riqueza que o flash já nos habituou, mas de uma forma mais universal ainda, ou seja, sem plugins onde todo o site é renderizado pelo browser o que nos deixa fazer sites bem mais completos, mais dinamicos, sem ter que pensar num “container” flash, separado de todo o resto. É este o potêncial principal que vejo no HTML5.

          Quanto à Adobe, espero que consiga puxar um bom coelho da cartola, e enriquecer ainda mais o conteúdo web, mas pelo que já se ouve dizer, eles andam a trabalhar em ferramentas para HTML5/Canvas… o que já disse um pouco qual a posição da Adobe no meio disto tudo… eles próprios sabem que o caminho está traçado… vamos ver no que isto dá, como é obvio são apenas analises, e não certezas absolutas. Infelizmente muita gente nem leu o artigo todo e não reparou que foi isso que transmiti no artigo, onde até o titulo tem uma interrogação…

          Pessoalmente, posso dizer que já tive a minha balança inclinada entre o HTML5 e o Flash, a coexistir.. mas cada vez mais a balança está mais inclinada para o lado do HTML5 ao ver o progresso das linguagens que a ele estão associadas a crescer e a mostrar o seu potêncial. Talvez alguns só terão essa visão quando a própria Adobe puser cá fora as ferramentas que nos façam trabalhar com o Canvas da mesma forma que se trabalha facilmente com o Flash…

  22. a Friend® says:

    Já agora deixo um gráfico muito interessante sobre os browsers e actuais compatiblidades HTML5+CSS3

    http://html5readiness.com/

  23. alftuga says:

    *Vitor
    não é bater em quem tem opiniões contrarias. E acho, assumidas sobre este tema. Respeito o trabalho deste site.
    Bater foi no a friend.
    Porque estava a dizer uma mentira em dizer que compilar um swf dava dinheiro a adobe.
    E não contestei mais nada…
    Troll porque é´só ver a quantidade de comentários a bater no ceguinho que ele faz neste site (opinião pessoal não detenho a verdade).
    Quando html5 estiver pronto em todos browser´s, quando tempo vamos demorar a ter o html6?
    Eu posso estar muito enganado… mas dizer que a net vai ficar sem VM´s dentro dos browser’s é limitar um pouco a evolução das coisas…
    Se querem as pub´s em html5+js ou os videos eu não vejo nada de mal.
    Mas se quererem limitar a web a uma tecnologia que demora anos a evoluir não entendo essa guerra… Porque matar?

    E para acabar deveriam ver a ultima RC4 do plug in ouvi dizer que estava muito melhor.
    http://labs.adobe.com/downloads/flashplayer10.html

  24. Victor Leal says:

    http://discover.sonystyle.com/piiq/#/product/menu

    Um grande exemplo do que o Flash é capaz de fazer…Quem é capaz de dizer que não funciona perfeitamente?

    • a Friend® says:

      É um site bem construido, mas não usa de longe nada complexo, alias é bem simples fazer esse site. Há sites bem mais complexos que esse, feitos em Flash. Como por exemplo este: http://www.sectionseven.com/ que sim é um site flash à séria e muito desafiador de se fazer.

      Esse, continua a não mostrar aquilo que fiz como desafio.
      Ler um video directamente do ficheiro (video.flv) e rodar o mesmo em 3D, assim como aplicar efeitos no mesmo, usando apenas a fonte do ficheiro.

      Esse site que aí está é feito por diferentes camadas com um FLV de fundo a fazer o video em cada menu que se selecciona.

      Qual o objectivo do HTML5 no meio disto tudo? Usar as diferentes linguagens existentes e outras que estão a ser aplicadas como o Canvas, e tudo ser renderizado pelo browser, ao invés do Flash, que é renderizado pelo plugin, ou seja, embora consiga “dialogar” com as outras linguagens, não consegue interagir no mesmo ambiente porque o flash abre sempre em containers.

  25. curiosa says:

    Ola. li este artigo ,achei muito interessante. estou a criar o meu site e estou a ter dificuldades no flash . alguem sabe como se faz o download deste novo produto. obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.