PplWare Mobile

Mendeley – Impressionante gerador de bibliografias


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Confirmo que esta aplicação é simplesmente genial!
    Poupa-me bastante tempo e ainda para mais é gratuita.

    • André Conrado says:

      Quanto a mim só tem um pequeno senão..não faz automaticamente o download dos artigos em .pdf (quando eles são possíveis), o que é estranho já que ele grava o link para o documento em .pdf. Seria uma excelente funcionalidade!

      Se alguém conseguir meter o Mendeley a fazer o download automaticamente dos artigos avise.

      Obrigado.

  2. odkaz says:

    wow! parece uma ferramenta muito poderosa. Vai ajudar muito na tese

  3. Alguém sabe se funciona com LaTeX ou é só para Word?

    Abraços!

  4. Mário says:

    Tenho duas dúvidas/objecções:

    1ª quando tentei “intercalar” com a “biblioteca” de um amigo, mesmo estando os pdf’s na mesma directoria, o programa não foi capaz de ir buscá-los, nem tão pouco foi capaz de, ao importar, aceitar as alterações que ele tinha feito na descrição dos artigos. Por exemplo, havia artigos em que ele tinha tomado notas na descrição, mas ao passar para mim as notas não vieram junto. Outro exemplo, ao carregar um documento nem sempre ele vai buscar os campos correctos, tipo, mete no nome do artigo o nome da revista, e vice-versa;

    2ª o suplemento do word não funciona muito bem, e depois de o desactivar e ter apagado do computador o .dot do suplemento, continua a chatear-me sempre que abro o word.

    Quem usa o endnote diz que isto não acontece, mas como levam 100€ por uma licença… não posso confirmar 🙂

  5. kekes says:

    Eu ja usei o Bibtex, mas é para Latex, o que nao será de agrado de muitos…

    So sei dizer que quando era puto e percisava de fazer trabalhos nao havia nada disto 😀

  6. Academic says:

    Excelente.

    Não sei se é melhor. Já usei ele e a vantagem do mesmo é o fato de ser freeware. Todavia minha Universidade tem uma perceria com a Thompson e adquiriu o EndNote X3 em volume e cada estudante matriculado ganha uma cópia. Pena ser pago (e caro!) mas o EndNote X3 é compatível com o OpenOffice também.

    Valeu pela recomendação do Mendeley ao público do PPLWARE.Parabéns Vítor, normalmente programas de gerenciamento de referências não são muito citados em blogs.

  7. Paulo Heleno says:

    Boa Tarde

    Parece ser uma óptima aplicação, contudo não consigo instalar o plugin para openoffice. Obtenho sempre a seguinte resposta:

    The OpenOffice unopkg utility gave the following output
    ERROR: operation on read only context

    Alguémm me pode ajudar a inverter esta situação?

    Obrigado

  8. o_unico says:

    O tamanho do arquivo está informado errado, é em MB, não KB.

  9. Joe says:

    Uso à cerca de um ano e é muito bom, ainda não é a versão final pelo que ainda pode melhorar.

    o facto de permitir guardar e sincronizar os nossos PDFs com o servidor deles e poder consulta-los na web é uma mais valia, ao mesmo tempo que serve de backup é óptimo, pena q sejam só 500MB.

    O leitor de PDF incorporado e a pesquisa em tempo real é outro ponto que ajuda bastante

    Só temo que quando saia a versão final e deixe de ser beta possa passar a ser pago, que é o mais certo…. visto a licença não ser aberta.

  10. Santos says:

    Excelente este programa, mas já utilizo o Zotero para o Firefox que faz mais ou menos o mesmo…

  11. Tiago Sá says:

    Eu peço desculpa pelo offtopic, sinceramente, mas acabei agora mesmo de postar uns quantos comments no post “ao lado” sobre “o que fazias pelo pplware” por causa de cenas como esta:

    “academicos”
    “o quanto é importante”
    “bibliografías bem documentadas”
    “usamos”
    “Só temos de importar os ficheiros que usamos para documentar, Mendeley faz então a extracção do arquivo dos dados necessários para manter a bibliografia constantemente actualizada.”
    “o desktop do Mendeley Desktop”
    “no interface”

    E por aí fora… Eu não me importo, pessoalmente, pelo menos não importo o suficiente para fazer alguma coisa sobre o assunto, mas não me digam que estou a alucinar ou a ser picuinhas. Uma coisa é fazer as coisas ao calhas e sem controlo, o que não é o caso neste post (mas parece ser nos outros), mas outra coisa completamente diferente é ter atenção o que se faz e brio no trabalho.

    Descanso o meu caso, ou lá como se diz. Continuem assim que, como disse, eu não me importo (muito).

    • Olá Tiago,

      Obrigado pelo seu comentário!

      Desde já denoto uma elevada instrução escolar, deve ter sido um aluno exemplar.

      Apôs uma analise cuidada precisei de um tradutor para na perfeição perceber o que de tão errado está neste artigo.

      Assim, após releitura e passagem pelo melhor corrector ortográfico consegui os seguintes erros graves:

      Foram detectados: 2 erros ortográficos e 2 erros sintácticos.
      Sendo os erros ortográficos:
      – Substitua academicos por académicos
      – Substitua bibliografías por bibliografias

      Sendo os erros sintácticos:
      – Substitua palavras chave por palavras-chave
      – Substitua palavra chave por palavra-chave

      Para mim, talvez pelos anos e cansaço web e fundamentalmente devido ao tipo de publico-alvo deste blog não vejo qualquer inconveniente usar termos em língua inglesa, como por exemplo
      :
      – Desktop
      – Web
      – Interface

      São assim tão graves que até parece que estamos a suicidar a nossa língua materna? (como o seu comentário sugere)

      • Tiago Sá says:

        A minha instrução é irrelevante. Os casos que apontei estão errados, e correctores automáticos não são substitutos para bom português. “Academicos” deveria ter acento, bem como “bibliografías”, mas os outros casos também não estão correctos: “o quanto é importante” deve ser “o quão importante”, “bibliografias” não deve ser aplicado no plural no caso em questão, “usamos”, sendo no passado, tem um acento a menos, a frase completa que citei é confusa, especialmente pela vírgula, a cacofonia é uma cacofonia, e interface, já que não está em itálico (o que significaria que seria a palavra inglesa e não a portuguesa) é feminino.

        Não tenho nada contra falar-se inglês, aliás, é essa a língua em que escrevo a nível profissional (ou pré-profissional, vá 😛 ). E reforço que não me importo por demais com a política do “para quem é serve”.

        • Mário says:

          Sem querer tomar partido nenhum nem alimentar dramas desnecessários, saliento o pormenor engraçado de “após” o reparo do Tiago, teres escrito “apôs” na resposta. LOOL

        • @Tiago Sá

          Aplaudo sinceramente a intenção do teu comentário.
          É triste assistirmos ao recorrente maltratar da língua Portuguesa e ainda mais triste verificarmos a passividade, por um lado, e a paixão, por outro, com que se brindam as atitudes medíocres e ignorantes – que é de igual modo uma característica tão genuinamente Portuguesa. Tal como tão bem referiste: “para quem é serve”.
          Por outro lado, ninguém gosta de ser corrigido ou de quem corrige (mesmo quando pode representar uma oportunidade para nos cultivarmos), do mesmo modo que ninguém gosta que outro condutor se meta na fila, à frente do nosso carro…

          Não creio, no entanto, que neste caso estejamos perante uma demonstração assim tão grave. Não confundamos o dever com a obrigação. Todos temos o dever, mas obrigação têm os comunicadores profissionais tais como jornalistas, escritores, advogados, comentadores, analistas, etc. e sabemos bem a triste figura que fazem, infelizmente.
          No caso presente, muito pior do que errar é nada fazer, e disso o nosso país também já tem a conta cheia.
          Este blog tem um historial notável de trabalho que honesta e respeitosamente vem enriquecendo o conhecimento colectivo quem o visita, na área das “tecnologias”. E para isso tem contado com a participação da própria comunidade de seguidores como tu e eu.
          Certamente que existem, e continuarão a existir, falhas, mas o nosso papel deverá ser (na minha humilde opinião) a de notificar a pessoa que escreveu de modo a que esta possa ter oportunidade de corrigir e de não voltar a cometer esses erros. A mera indicação de que “não está correcto” é inconsequente se não for acompanhada pela correcção. O teu 2º post é um excelente exemplo de esclarecimento. Se me permites, teria sido ainda mais útil se esse esclarecimento tivesse sido colocado juntamente com o texto do 1ºpost. Mais uma vez afirmo estar em total sintonia com a tua intenção.

          Abraço

  12. Bruno Rodrigues says:

    O mais engraçado disto tudo é que tou em mestrado a ter uma cadeira chamada metodologias de investigação e a aula de hoje foi sobre referências bibliográficas…e imaginem qual foi o programa utilizado?!?!?!

    Que coincidência! Saquei-o hoje e tou maravilhado! Outro programa assim que eu e os meus colegas conheciamos era o EndNote e os seus seguidores já se converteram todos!!!

  13. Ola a todos,

    Antes de mais, como elemento da equipa Mendeley, quero agradecer os vossos comentarios e o blog post tambem, obviamente.

    Quem tiver questoes mais tecnicas, podera’ contactar-me por email em ricardo.vidal@mendeley.com ou entao enviar um email (em ingles) para suporte@mendeley.com

    @Paulo Heleno: Penso que estara’ a utilizar Linux? O erro que esta’ a encontrar surge por falta de uma biblioteca ou pacote qualquer. Envie-me um email e responderei com os passos que podera’ tomar para corrigir esse problema.

    Para os interessados em LaTeX, Mendeley permite exportar para BibTeX. Se tiver alguma questao mais especifica, responderei por aqui ou mesmo por email.

    @Mario, quanto ‘as suas questoes em relacao a partilha de ficheiros, precisarei de mais detalhes para lhe ajudar. Se me puder contactar, farei os possiveis para lhe encontrar uma solucao.

    Ficarei atento a este post e a quaisquer emails. Nao hesitem em entrar em contacto, em Portugues ou Ingles.

    Cumprimentos,
    Ricardo

  14. Paulo Pereira says:

    Bom programa mas ficam aqui relacionados

    Alternativas ao Mendeley
    CiteULike – http://www.citeulike.org/

    Comercial:
    RefWorks – http://www.refworks.com/
    Endnote – http://www.endnote.com/

  15. R. Castro says:

    Antes de mais APLAUDO esta publicação (post) e agradeço imenso, pois vai ser muito útil para um projecto que estou a realizar. Obrigado J. Teixeira.

    Tiago,

    Sinceramente na minha modesta opinião estás a ser “picuinhas” e isso é uma problemática que aqui não se põe em causa!

    E no teu primeiro texto, queres tanto elucidar que és um “corrector nato” que tu próprio acabas por demonstrar que também cometes erros!
    – “ao calhas”
    – “cenas”

    Neste País é muito habitual correr atrás do que se faz mal e errado, mas ao invés disso se toda gente motivasse ou agradece-se quem muito faz em torno da comunidade toda em troca de NADA!

    Os melhores cumprimentos para todos e PAZ.

  16. Ana Narciso says:

    Mas que grande aplicação!

  17. SérgioT says:

    Boas, pessoal do pplware.

    Estava aqui a perguntar-me se nao haveria uma versao portátil deste programa. Ou algum programa semelhante (na funcao e na qualidade) com essa alternativa.

    Obrigado

    • Esta’ planeada uma versao portatil (eg. pen drive USB) mas ainda nao esta’ disponivel. Contudo, podera’ sincronizar todos os seus documentos para Mendeley Web e aceder a estes a partir de qualquer computador com acesso ‘a Internet atraves do seu browser preferido.

  18. SérgioT says:

    Já agora acrescento: para Windows, ou pelo menos compatível, ja que é o SO que utilizo na esmagadora maioria das vezes.

  19. Gustav says:

    Olá,

    gostaria de saber se é possível exportar minha biblioteca do Mendeley para o EndNote e como eu faço esse procedimento.

    Obrigado

    • Ricardo says:

      Ola Gustav,
      Pode exportar toda a sua biblioteca para o EndNote muito facilmente. Basta seleccionar todos os documentos da sua biblioteca (painel central – all documents) e depois ir ate ao menu FILE > Export e depois seleccionar a opcao EndNote (ou outro formato como RIS ou BibTeX).

  20. maria armanda Quintela says:

    Olá,

    Eu gostaria de saber se é possível exportar a biblioteca do EndNote para o Mendeley.

    Obrigada

  21. Walkiria says:

    Olá,
    Gostaria de saber se pode-me esclarecer uma dúvida: criei uma conta no mendeley, só que o e-mail de acesso tive que inativar, aí criei outra conta. Agora estou tendo problemas por ter duas contas, e gostaria de saber, como faço para excluir uma das contas?

    desde já obrigada

  22. Jakson Leite says:

    Olá.

    Como faço para montar inserir referências no texto no word?

    Grato.

  23. Filipe Lima says:

    Ricardo

    Há alguma possibilidade de utilizar as Normas Portuguesas (NP 405) no mendeley, para as citações bibliográficas?

    • Ola’ Filipe,
      Mendeley permite a utilizacao de qualquer estilo de citacao que esteja de acordo com as regras definidas pela linguagem de citacao (CSL). Julgo que ainda nao existem as NP405 no repositorio de estilos, contudo se houver algum semelhante (julgo que IEEE e’ semelhante) podera’ alterar este estilo facilmente utilizando o editor de estilos de citacao que se encontra aqui: http://csl.mendeley.com/about/
      Espero que isto seja util e que se alguem fizer o estilo, que seja partilhado no repositorio para posteriores utilizadores.
      Se houver alguma questao de teor mais tecnica, agradeco que contactem a nossa equipa de apoio, support@mendeley.com
      Cumprimentos,
      Ricardo

  24. Mocni says:

    Boa tarde,
    Já tentei instalar o mendeley no word e não consigo, instalei e desinstalei várias vezes e nada. Tenho o office 2007, acho muito estranho não dar. Alguém tem solução?
    Obrigada

    • Ola’ Mocni,
      O melhor que posso recomendar nestas circunstancias e’ contactar a equipa de apoio via http://support.mendeley.com e fornecer todos os detalhes sobre o teu sistema (ie sistema operativo, versao de office, versao do mendeley, etc)
      Deveras receber uma resposta rapidamente e muito provavelmente resolverao o assunto sem grande dificuldade.

      Cumprimentos,
      Ricardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.