PplWare Mobile

Dica – Download de torrents remotamente via Dropbox


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

30 Respostas

  1. Guilherme de Sousa says:

    É uma boa ideia, e é de sublinhar que funciona em qualquer SO, dado que praticamente todos os clientes de torrents têm esta opção de adicionar automaticamente torrents contidos numa determinada pasta.

    Em alternativa há sempre as webui’s.

    cumps!

  2. jpng81 says:

    Não é por nada, mas estas funcionalidades que estão a dar ao dropbox é mais para fazer de servidor…. isto pode ser feito em linux, com mais estilo (webinterface do transmission), que consome menos recursos e dá para controlar velocidades e de upload e download.

    • Pedro Pinto says:

      @jpng81
      Sim, há muitas formas de o fazer. Está é mais uma alternativa para quem precisar.

      “isto pode ser feito em linux, com mais estilo”, sim, pode fazer…mas caso não tenhas um IP publico, tens de proceder a alterações no router entre muitas outras questões.
      Esta é apenas uma das muitas possibilidades que existem. No entanto, como o dropbox é uma “SENHOR” serviço…nada melhor que tirar o melhor proveito do mesmo.

      Abraço

    • NeMewSys says:

      esta dá menos dores de cabeça.

    • jpng81 says:

      Eu por exemplo no meu caso tive de criar um servidor de linux com todas as funcionalidades que o dropbox tem e ainda mais, pois não iria ter em casa o outro computador com uma fonte de 1000watts a sakar torrents 24h sobre 24h. 😉 Mas deve haver muito pessoal que nem sabe quantos watts tem a fonte no seu computador e poem os computadores a sakar 24/7, isto ao fim do mês deve ser upa upa 😀 de euros.

      • pfbatista says:

        Mas 99% dos utilizadores não tem um mínimo de conhecimentos para utilizar linux, quanto mais configurar um servidor em linux com esses serviços activos.

        Linux, pode ser uma alternativa viável… mas talvez daqui a algumas décadas, quando houver hipóteses de automatizar grande parte das tarefas, nalgumas distros, pelo menos.
        Por isso há que utilizar o dropbox que é um serviço com muitas possibilidades e alia-se isso à configuração do cliente torrent.

        • Xehoz says:

          Alternativa viável a quê? A ter esses serviços? Talvez daqui a décadas o Windows seja um alternativa viável ao Linux. E digo-o com sérias reservas.

          Agora, neste caso em específico a questão Windows/Linux é irrelevante. Linux só será relevante se quiseres ter outros serviços (aí sim, é que o Windows não é alternativa viável).

          Por isso, é uma falsa questão. O utorrent já tem há anos (como grande parte dos clientes de torrent de hoje em dia) WebUI integrado (sem ser necessário configurar um servidor http e afins) com suporte a UPnP: http://www.utorrent.com/intl/pt/help/guides/webui

      • Tiago says:

        BIG LOL
        Realmente.. e depois também há aquele pessoal que percebe ‘bué’ de servidores e as suas configurações.. e depois não sabe que uma fonte (computador) raramente gasta os ‘100000watts’ que estão lá descritos, a menos que o pc esteja em full-load… que não me parece que o ‘uTorrent’ o faça!

        • jpng81 says:

          Como fonte de alimentação o que é preferes ter a sakar torrents, uma fonte de 1000w que te custa para cima de 200euros ou preferes uma fonte 300w de 20euros para sakar torrents? E olha um servidor com linux com o transmission instalado e a sakar montes de torrents não te rouba mais do que 10% do cpu e a memória esta em constante utilização é de 282mb embora eu no meu caso tenha montes de cenas a correr como Apache2 e afins. Agora em windows, é melhor nem dizer nada, apartir do momento que é obrigado a ter ambiente gráfico e ter que instalar o utorrent, ficas logo a perder. @Tiago, é apenas uma questão de fazer contas. E então se entras com boards ATOM ao barulho e com linux, é ouro sobre azul.

  3. O dropbox vai ter de ter uma boa politica anti pirataria, mas sem duvida que é algo bastante útil. Nem todos os torrents sao warez

    • Xehoz says:

      É uma questão complicada. No dia em que começarem a apagar coisas das contas dos seus utilizadores, é o dia em que começam a perder utilizadores em massa.

  4. chicosoft says:

    utorret + webui, faz isso a anos, e nem temos que sacar o torrent, basta metermos o link directo do torrent…

    • Pedro Pinto says:

      optimo, tens aqui mais uma alternativa 🙂

    • Pedro says:

      Pá, tipo, estas num pc de um amigo e vez um ficheiro que queres sacar quando chegares a casa mas tens o teu pc em casa desligado. De que ter serve o webui? com isto mandas o torrent para o dropbox e em casa mal ligas o utorrent começa logo a sacar automaticamente. Nem tens que te preocupar com mais nada. mesmo que já não te lembres do torrent o utorrent começa a sacar.

      Acho uma graça a estas criticas desconstrutivas. Eu uso esta funcionalidade á muito tempo e sim, dá mt jeito. Nem todos podem ter o pc casa sempre ligado.

      E agora é que o webui está mais “funcional” porque antigamente tinhas que o configurar e ter acesso ao ip e por ai fora.

      enfim… quem não sabe está calado!

  5. Pedro Castro says:

    O uTorrent permite ter uma interface Web e nem sequer é preciso ter instalada a dropbox!

    Basta aceder ao PC onde temos instalado o uTorrent atraves de IPdaMaquina/gui (depois de activado nas preferencias do utorrent)

    Depois basta colocar o URL do torrent nessa página e o uTorrent trata de tudo!

    🙂

    • Pedro Pinto says:

      Sim, nós sabemos. Apenas apresentamos uma alternativa. Atenção a isto que referes:

      “Basta aceder ao PC onde temos instalado o uTorrent atraves de IPdaMaquina/gui (depois de activado nas preferencias do utorrent)”….ora fora da rede isto não é um processo trivial…configuração no router, ou adesão ao serviço no-ip…. Nisto o teamviewer e o dropbox trabalham de forma “transparente” para o utilizador….sem complicações

  6. Marcos Santos says:

    Nunca tinha pensado dessa forma, visto que Android + uTorrent 3.0 dá para fazer remotamente, mas assim já posso usar o 2.2.1 😉

  7. murtinho4ever says:

    eu tenho no meu server o utorrent com interfacw web e é muito util e muito rapido…acho isto um bom tutorial mas nao me vai ser util…cupmz

  8. Este já é velha… mas muito útil… em relação a este: “mas caso não tenhas um IP publico, tens de proceder a alterações no router entre muitas outras questões.” não tem nada a ver! já alguém ouviu falar de upnp? apontar portas dinamicamente? funciona lindamente com o transmission daemon (eu uso é muito tempo em debian e ubuntu) e com o transmission-remote (cliente identico ao utorrent) é uma maravilha, tenho a sucata lá em casa e tudo funciona as mil maravilhas… há muitos tutoriais na net, mas se alguém quiser um detalhado, posso dar-me ao trabalho…

  9. varader0zs says:

    já agora ao fazer desta maneira não se irá “entupir” largura de banda? O dropbox depois terá de enviar aquilo sacado para os servidores certo?

  10. Luis says:

    Para quem ainda não tiver o DropBox e quiser ganhar + 250MB é só fazer o registo através do link:

    http://db.tt/PSQj6Nl

  11. imgburn says:

    pessoal eu não entendi exatamente o q o dropbox vai fazer.
    eu poderei enviar meus arquivos torrents mesmo com o computador desligado?

  12. Deyvison Oliveira says:

    Tbm gostaria de saber sobre a pergunta do imgburn, em cima!?

    Pode estar desligado o pc? E consigo upar pelo site do Dropbox que ele vai começar a baixá-lo em casa?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia