PplWare Mobile

Novo LibreOffice 6.2 confunde-se com o Office da Microsoft


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. André Fontes says:

    LibreOffice, Bom, Bonito, Barato.
    Parabéns a todos os que contribuem para esta magnífica suíte.

    • Pensamento Positivo says:

      Bonito… Até pode não ser… Mas, para, digamos assim, uns 80% dos utilizadores faz e bem o que lhe é pedido… Mas, começa a ter a concorrência dos online, nomeadamente o da Google que é mais simples… Mas, em alguns casos por isso mesmo faz ainda melhor o que lhe é pedido!… 🙂

      • Rrrrrr says:

        tb sou apologista deste software, mas o meu problema é quando abria um ficheiro no libreofice e/ou no Word e ficava completamente desformatado (a nivel de tabelas, tabulacoes, margens)

  2. Danilo says:

    Sim, mas este layout tem que se instalado, pois não vem por padrão.

    Agora os infelizes que não usam o LibreOffice por falta de funções que só existem no Microsoft Office poderão usá-lo (mentira, eles não usam o LibreOffice por causa da aparência, mesma coisa com Gimp).

  3. Miguel Costa says:

    Desde que deixem escolher se queremos usar o interface antigo ou o novo, pode ser.
    Sou muito mais produtivo com as 3 barras e com os menus.

  4. Jorge Gomes says:

    Pelo menos é gratuito.

  5. Wesley says:

    Nunca consegui me adaptar a isso. Sempre foi uma for de cabeça pra mim, além da dificuldade enorme para e executar simples funções. Depois que eu conheci o WPS Office e descobri que ele tem nuvem própria além de só ocupar 300MB de disco, nunca mais quis saber do Libre Office.

  6. Nuno says:

    Há uns 15 anos que usamos no trabalho, desde o tempo do OpenOffice. Mais de 150 colaboradores e sempre a bombar e a custo zero sem cracks. Usei o Msoffice desde 1995 no Windows 3.1, mas com estes 15 anos de Open e livre Office já não consigo voltar ao Ms. Único senão: trabalha certinho com os formatos odt, ods, doc e xls, mas a Microsoft não facilita muito nos docs e xlsx e aí a compatibilidade não é a melhor, mas dentro da empresa como usamos todos libreoffice esse problema não se coloca.

  7. TiagoDM says:

    A minha grande dúvida, sem ainda ter visto a página sobre o produto… Tem QQ coisa como o VBA, ou mesmo VBA ? Daria para usar em ambiente empresarial para desenvolver bases de dados como o Access?

  8. Napoléon Bonaparte says:

    Tenho uma assinatura mensal de € 10,00 e o Office 365 instalado em cinco máquinas. Sempre disponível, sempre atualizado. Quando abro os ficheiros nunca fica com formatações manhosas.
    Aposto na vantagem de utilizar o original. Simplesmente.

  9. Marco says:

    Bom artigo Pedro,
    Eu instalei esta semana para ver se me adapto e deixo de vez o MS Office 2016 que me pede a chave a cada documemto que abro, tinha a versão antiga e fiquei a pouco a saber aqui pelo artigo e já atualizei, não experimentei para ver as diferenças mas amanhãjá dou uma vista de olhos.
    Ainda não estou familiarizado com o LibreOffice visto que só instalei esta semana, sempre usei MS Office e ainda tenho instalado por precaução, mas parece-me um bom Office e mais que suficiente para as minhas necessidades.
    Pedro se poder ser acho que é artigo para continuar quando houver novas atualizações, assim a malta fica informada e atualiza-se! 🙂

  10. Joao Ptt says:

    Claramente o Libre Office continua inferior ao Microsoft Office no Windows.
    Pelo menos sempre que tento copiar páginas web para o word, ou faço tabelas lembro-me sempre porque o Microsoft Office ainda continua muito superior.
    Eu nem preciso de acesso a bases de dados e macros, mas aquelas coisas que referi acima simplesmente normalmente funcionam muito melhor no Microsoft Office que no Libre Office infelizmente.

  11. Joao Ptt says:

    O novo aspecto, como já escreveram em cima, não existe… só se for algo que se vá descarregar a algum lado externo.

    Esta nova versão (6.2.0.3) nem os icones dos ficheiros aparecem como deve ser no Windows 7!

    Os ficheiros PDF assinados não são reconhecidos como válidos por exemplo no Acrobat reader.

    Acho que foi o pior lançamento do Libre Office dos últimos tempos. Não melhorou em nada, só está pior.

  12. Toni says:

    Usamos o LibreOffice cá na nossa empresa, e dá perfeitamente conta das nossas necessidades.
    Usamos muito o Draw para documentar os nossos processos.

    Mas devo de confessar, que na minha máquina, também tenho o mais recente MS Office e o corrector ortográfico do Word ajuda-me imenso.

    • Toni says:

      Estou na Alemanha, daí o corrector ortográfico ser de importância extrema. Alemão é complicado às vezes hehe

    • Mateus Pinto says:

      O problema dos “outros” Office para a maioria das pessoas é a falta de compatibilidade com o da MS. Se recebes ficheiros de outras pessoas ou fazes apresentações ,o da MS é o mais usado. Ninguém arrisca a ter tabelas ou funções desorganizadas.

      • Nuno says:

        Libreoffice há cerca de 15 anos (como já referi acima), para envio de documentos ou apresentações para o sistema da MS, ou saem em pdf ou verifica-se a formatação no WPS office. Se o formato XLSX e DOCX fosse mais normalizado e seguisse regras como foi feito para o formato PDF seria muito mais fácil!!! A Microsoft chegou a estra num grupo de trabalho em que se pretendia fazer ao DOCX e XLSX o mesmo que se fez com o PDF (que não desconfigura em vários softwares), mas acabou por abandonar esse grupo.
        Dou um bom exemplo: há 24 anos atrás quando criei a minha 1ª conta de e-mail da yahoo e posteriormente hotmail (no site original que tinha o foguetão vermelho), já na altura o padrão era qualquer provedor de e-mails enviar e receber e-mails de outro provedor sem problemas. Imaginem o que era ter de criar conta da yahoo só para poder receber e-mails da yahoo. Com o DOCX e XLSX a Microsoft não pretende mesmo que o formato chegue a outras plataformas, e admito que é um trabalho de gigante ter de criar código (pela malta do Libreoffice) que não viole patentes mas consiga ser o mais compatível possível.
        Para quem recebe e envia muitos documentos com pessoal que use MSOffice, não é a solução ideal. Mas encaixa que nem uma luva em ambiente empresarial onde todos dentro da empresa precisam de criar e partilhar documentos entre si.

      • Paulo says:

        Mateus, não sei quando foi a última vez que experimentaste o LibreOffice, mas as versões mais recentes melhoraram bastante a compatibilidade com os ficheiros office da Microsoft. Uso o LibreOffice tanto a nível pessoal como profissional e não me lembro da última vez em que tive problemas de compatibilidade. Sobre o uso de macros, “The most recent versions of LibreOffice can run some Excel Visual Basic scripts if you enable this feature at LibreOffice – PreferencesTools – Options – Load/Save – VBA Properties.”.

  13. Alex says:

    Sendo o Office uma suíte mais abrangente que não só o Word ou Excel , que alternativa existe para o Acsess? A base de dados do Libre vale a pena? E alternativas grátis? Obg

  14. Rodrigo says:

    A Microsol já deve estar pra lançar uma nova interface pro office e só agora que o libreoffice implementou o ribbon…

    • paulo g. says:

      Prefiro por exemplo arrastar células do calc apenas com rato ou exportar um pdf como eu quero do que uma ribbon que é uma perda de produtividade só para ficar mais bonito.

    • Pedro says:

      No LibreOffice podes escolher entre 5 interfaces de utilizador diferentes. E na versão 6.3 vão passar a 7.
      Entre quantas podes mudar no Microsoft Office?

  15. André says:

    Na empresa onde trabalho usamos o Google Docs para tudo e, até hoje, não sentimos falta de nenhuma funcionalidade que o Microsoft Office tenha.
    Este faz tudo o que é necessário, é grátis e temos sempre backups e rastreabilidade de tudo o que foi feito, graças ao autosave.
    Além disso funciona em qualquer sistema operativo e nem sequer é preciso ligação constante à internet porque tem o modo offline no Chrome.

  16. Matheus Alexandre says:

    Gostei muito dessa nova versão!

  17. Cabral says:

    Muito bom. Vou mudar já. Numa fase exprimeantal.

  18. censo says:

    Prefiro o office por 100€/ano para 6 utilizadores, com as versões mais recentes dos aplicativos e sempre atualizadas acrescido de 1TB de espaço no onedrive para cada um.

  19. Roberto says:

    Falta agora só um Outlook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.