Tablets estão em declínio e voltam a perder terreno


Destaques PPLWARE

34 Respostas

  1. Homo Erectíssimo says:

    Gostei de ler esta notícia e de saber que o mercado dos Tablets já se encontra em declínio há mais de 2 anos e meio,e como afirma,e bem,o Pedro Simões,é notório que o interesse nos Tablets “está a desaparecer”.Do meu ponto de vista o mercado dos Tablets está também em declínio por causa da imensa oferta que existe hoje em dia nos mercados,o que faz com que o consumidor se sature um bocado.E,no meu entender,o grande “boom” dos Tablets já passou,as pessoas agora estão muito mais contidas.Por exemplo,quem comprou um Tablet há 2 ou 3 anos já precisa de comprar um novo ?? Já está assim tão desactualizado ?? Eu acho que não.E depois vem,como habitualmente,a época do Natal,onde sempre se escoa muita boa parte deste material.Nessa altura vendem-se aos milhões,um pouco por todo o mundo. Off-topic(e desculpe-me novamente,Pedro Simões)—»saiu ontem,Quinta-feira,dia 4 de Maio,uma nova Build para PC’s(e também para Mobile/WPM-Build 15210),do programa Windows Insider,relativo ao sistema operativo Windows 10.É a versão 16188.Na marca de água no canto inferior direito lá vem referido(Cópia de avaliação. Build 16188.rs_prerelease.170430-1928).Graças a Deus com esta nova Build já consegui instalar quer o nVIDIA GeForce Game Ready Driver 382.05,para Windows 10 64-bit(que também saiu ontem,Quinta-feira),e também consegui instalar o NVIDIA GeForce Experience 3.5.0.76(que já saíra no passado dia 27 de Abril,também a uma Quinta-feira),que não conseguia instalar.Esta nova Build é muito boa,podem confiar em mim. 🙂

  2. Belmiro says:

    Gostava era de ver vendas de tablets vs híbridos. A quebra na venda de exclusivamente tabletes é de esperar, com Phablets ninguém quer tablets. A ipad pro e teclado era a ver se colava mas honestamente raramente vejo alguém com um fora americanos ou nos bares e restaurantes com o software de restauração …

    • Zéi says:

      Tablets vs híbridos nao sei números, mas as vendas dos híbridos (2 em 1) tem estado a subir.

      Em Tablets windows tem 1 quota de mercado baixa de 15%, mas a subir 1-2% ao ano.

      iPad Pro conta com 10% das vendas dos Tablets da Apple. 1 em cada 10 tablets vendidos sao a versao Pro

  3. Alvega says:

    “O mercado de tables está saturado e já viu melhores dias”
    SATURADO ? Isto quereria dizer que todos tínhamos pelo menos 1.
    Se fosse verdade eu tinha cá por casa uns 5, nao está saturado coisa nenhuma, simplesmente as pessoas NAO QUEREM tijolos. Nem com publicidade massiva a coisa vai.
    O facto de uns ILUMINADOS, com ajuda de milhões em publicidade, querem impingir algo, nao significa que seja isso que as pessoas querem \ precisam.
    Podem igualmente falar dos Smartwatch, que tentam vender como imprescindíveis, mas que sao um fiasco de vendas.
    Outros FIASCOS, virao, nao fosse isso, que sentido faria um museu dos FALHANÇOS como o agora inaugurado na Suécia !!!

    • Popopo says:

      Ao estar saturado quer dizer que a maioria dos possíveis compradores já têm um e por isso não precisam de comprar outro.

    • Carlos says:

      Psst…
      “Mercado saturado” não quer dizer que toda a gente no mundo já tem um, quer dizer que toda a gente que quer um já o tem. Repara que não é bem a mesma coisa.

  4. iDespairing says:

    Acho normal. Um ano atras comprei um think pad yoga 12 por curiosidade. Por acaso uma boa maquina para trabalho em movimento. Mas rarament uso em posição tablet.

  5. Joao says:

    Quando houve o “boom” dos tablets muita gente dizia que era o fim dos laptops….

    Salvo algumas excepções em que o tablet pode substituir o laptop, um laptop é sempre um laptop.

    Assim como quando houve a febre dos laptops e o pessoal dizia que era o fim dos desktops…

    Tecnologia! 😀

    • Daniel says:

      Comentário muito assertivo, tudo depende onde se quer utilizar, por exemplo os desktops ainda são bons para usar no trabalho fixo, onde o espaço não é problema!
      A diferença é que cada vez temos soluções mais adaptáveis e ainda bem.

  6. Jo says:

    Tablets estão em declínio e voltam a perder terreno. Sim agora são os Tablets, a seguir serão os smartfhones. Os Desktop, voltarão a ser os computadores para agora e sempre, não haverá nada que os substitua, apenas vão sendo cada vez melhores.
    Mas como a esperança de vida na Terra, está por mais ou menos 100 anos. Tudo acabará por serem apenas cinzas. É uma pena, mas nós os humanos, arrumamos a Terra para o lixo. Agora só encontrando outro planeta, o que tenho muitas duvidas, que exista. ENTÃO ADEUS VIDA QUE JÁ FOSTE, A NÃO SER QUE A MÃO divina, apenas destrua os humanos, e deixe toda a outra vida continuar, uma vez que não fazem mal algum ao Planeta. Que raiva.

  7. Antunes says:

    Prefiro um bom smartphone com um ecra maior do que andar com um tablet!

  8. kekes says:

    À uns anos eu disse que esta moda dos tablets era passageira, era só até que os telemóveis ficassem maiores e os portáteis o suficientemente portáteis para que deixassem de ter sentido ferramentas que a maior utilidade é ler PDF’s.
    Parece que o mercado com o tempo deu-me razão.

  9. GevaFerois says:

    A verdade é que o tabletes possui uma vida útil muito maior que um smartfone e o publico que consome esse gadget não vê a necessidade de trocar com tanta frequência, um tabletes não cai na sanita, difícil de perder ou esquecer em locais públicos, ser furtado, além de não sofrer outros acidente comum aos smartfones. Assim em 7 anos comprei apenas 2 tabletes, enquanto nesse período troquei de smartfones 5 vezes.

    • Tablerone says:

      Nem mais. Tenho um tablet HP de 8 polegadas ainda com Android Kitkat, nunca vi necessidade de trocar, todos os dias uso-o, especialmente à noite. Entretanto comprei 3 smartphones…

  10. Zeque Tefodd says:

    Tenho um Laptop, um hibrido e dois tablets, uso o Laptop com alguma frequencia, o hibrido a toda a hora e os tablets estao “encostados” a um canto. Nada como um hibrido, da para fazer tudo de maneira bastante pratica.

  11. Pedro says:

    O combo: PC Portátil Windows x86 + Smartphone; é a combinação perfeita.

    PC desktop e tablets estão a descer todos os anos nas vendas. Conheço uma grande loja de informática nacional que vende mais portáteis, telemóveis e televisões, do que hardware de PC desktop.

    • Hugo says:

      Combinação perfeita depende dos casos.
      A única vantagem do portátil, como o nome indica, é a portabilidade. A menos que o objectivo principal seja a portabilidade não faz sentido comprar um portátil.

      • Zéi says:

        Isso é verdade da mesma forma que conheço pessoal que compram portátil x ou y e bastante mais caro,por ser mais leve e com mais autonomia e depois está sempre na secretária ou o máximo que faz é sala -> quarto -> sala.

  12. jorge says:

    Ainda bem espero que fiquem mais baratos

  13. Blob says:

    Só preciso de um iPad para correr um software que só existe para iOS.
    No Ebay já se compra o iPad 4 por menos de 200€, mas vou esperar que desçam mais o preço…

  14. Ricardo says:

    O problema é a durabilidade também dos mesmos, a qualidade de construção e o desgaste dos tablets é menor que um telefone, não afectará esses valores? Penso que se troca mais vezes de telefone do que de tablet.

    Tenho um iPad 2, cerca de 6 anos acho eu, sempre a funcionar, horas a fio todos os dias, bateria óptima. Pequenos jogos e safari, não falha nunca. Quem compra iPad arrisca-se a nao ter de comprar durante anos.

    • hotel says:

      Tenho um Samsung com a mesma idade e o mesmo uso, com a agravante de nos últimos anos ter andado na mão de duas crianças pequenas. Já lhe partiram o ecrã, já o esmurrraram todo nas inúmeras quedas, já levou com líquidos que nem vou contar e aquela coisa nunca mais acaba… Atualizações teve poucas, mas em hardware é equiparável aos antigos Nokia.

  15. hotel says:

    Sinceramente, olhando para os números, vejo mais uma estagnação média, com a excepção dos iPad que já há muito tempo que estão em queda.

  16. Homo Erectíssimo says:

    Ó Pedro Simões,porque razão não publica os meus comentários ?? Já é a 2ª vez esta semana que comento um artigo seu e o senhor não o publica.Mas porquê ?? No mínimo,é estranho.Mas eu fiz-lhe algum mal,ou disse alguma coisa que o incomodasse ?? Por favor,deve-me uma explicação.

    • Vítor M. says:

      Acho que não, tem sempre uma participação óptima. Vou indagar.

      Abr.

      • Homo Erectíssimo says:

        Muito obrigado pelas suas palavras,Vítor Martins.Não quero faltar ao respeito a ninguém e o comentário que fiz a este artigo do Pedro Simões até foi o primeiro que ele recebeu,isso lho garanto.Por isso devia ser o primeiro listado.Muitas horas antes do primeiro comentário aqui feito pelo senhor Belmiro já eu tinha feito o meu,por isso não entendo de que forma ele foi ignorado(e bastante,ao que parece !!).E nem me acredito que ele tenha sido “filtrado” pelo teor das palavras,Deus me livre !! Agora,que alguém não quis(e sublinho–»não quis),que o meu comentário aparecesse isso é mais do que evidente !! Mas pronto,não há problema,eu acredito que o Vítor Martins vai resolver esta situação,pois acredito muito em si.O meu muito obrigado.

  17. androidx says:

    muito honestamente tenho alguns tablets de 7 e um de 10 polegadas todos Samsung, para a brincadeira lazer tem sido impecáveis, mas não tenciono voltar a comprar mais nenhum, a ultima opção em que necessitei de um tablet versátil para trabalho e não tanto para lazer, acabei por me virar para os Híbridos(WINDOWS/android), é um 2 em 1 posso usar sem problemas e quaisquer limitações ao contrario dos tablets convencionais, e muita gente já se começou a aperceber disso e naturalmente que o mercado dos tablets a dada altura tinha de estagnar, então anda-se tudo a virar para os Híbridos permitem o mesmo e muito mais, e pode-se usar mais que um sistema operativo…

    não englobo aqui os ipad’s que basicamente aqui estes estão focados noutro tipo de utilizadores ao contrario dos tablets android…

  18. Elkido says:

    Vocês ainda não abriram os olhos? O que está na moda são os Phablets… E o futuro são Phablets com quase tudo em ecrán e molduras muito estreitas tipo Xiaomi Mix/2 ou Samsung Galaxy S8 /S8+ ou Note 8… Com o Dex do S8 podem o ligar a uma TV ou um monitor e servir de computador e teclado

  19. Rui says:

    Esses números têm que ser visto com cautelas. Na minha família há 2 situações. No meu caso, tentei usar tablets mas acabei sempre por encostá-los. Em relação ao primeiro dei-o aos meus pais. Em relação ao segundo vendi-o. Eu sou um caso de quem perdeu interesse. Já os meus pais adoram o tablet e passam horas a navegar, mesmo tendo portátil. MAS eles também contribuem para a estatística de declínio apresentada acima. Mas não é por falta de interesse. Ao fim de uns 4 anos o tablet ainda é excelente em todos os aspetos. Logo eles não sentem qualquer necessidade de comprar um novo. Durante este período já trocaram várias vezes de telemóvel. Só compram um novo de o atual avariar. O desgaste é muitooooo menor que um telemóvel.

  20. wishmaster says:

    Os tablets não têm utilidade nenhuma quando se pensa que tem que se carregar o “tijolo”.

    E para trabalhar, antes ter um portátil (mas alguém quer escrever num ecrã táctil ou seleccionar algo apenas co mo dedo? lol É-se muito mais eficiente com o rato).
    O resto é lixo, pelo menos para mim, que nunca comprei nenhum precisamente por não terem teclado físico. Neste aspecto, a opção da MS foi inteligente com a criação do Surface, misturando portátil e tablet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.