Quantcast
PplWare Mobile

Será o Samsung S9+ mais caro a produzir que o iPhone X?

                                    
                                

Autor: Daniel Jesus


  1. Belmiro says:

    O mais importante não é quanto custa a produzir mas o que nos deixam fazer, durabilidade, duração em ciclos da bateria, fenômeno burn in, etc.

    Em ambos os casos temos engenharia, câmara, ecrãs e potências de topo; no caso do S9+ acredito que a câmara e ecrã sejam superiores, para além do modo desktop que servirá para alguns. Além que prefiro o Android ao IOS.

    Honestamente com um S7 edge, S8, S9, Huawei P10, P20, Mate 10 Pro, iPhone X, LG G6, G7 e afins qualquer um deverá estar mais que satisfeito com as câmaras, ecrãs e performance. E se a Google e respectivas marcas actualizassem estes modernos com hardware potentíssimo para o último Android, teríamos muita gente contente.

    O S7 edge da minha mulher não tira piores fotos que o meu S8 mas a APP tem mais opções e tweaks no meu. Origem? Software e hoje em dia é mais este o “jogo”…

  2. Joao Pedro Reis says:

    Tendo em conta que o ios e feito e desenvolvido pela Apple e o android e de borla, o samsung s9 deveria custar metade

    • Belmiro says:

      Tens umas piadas giras.

    • Brasão SS says:

      De borla também não é, mas é verdade que o custo de desenvolvimento que a Samsung gasta para colocar “skins” num sistema já feito, é muito, mas muito mais baixo do que a Apple gasta. Já para não falar dos updates e correcções ao iOS que a Apple põe nos clientes a tempo e horas, que também custa dinheiro e é um processo contínuo. Na Samsung por vezes é tarde, mal ou nunca. Não entrando em exageros, mas a Samsung é uma marca muito sobrevalorizada. Tem aspetos que se destaca dos demais concorrentes Android, mas não vale o dinheiro que pedem pelos topos de gama. Já tenho dito noutros posts, é apenas mais um smartphone Android, só que muito caro. Pelo menos o iPhone tem sistema exclusivo e proprietário, melhor loja de apps, e com apps exclusivas e de grande qualidade que não existem na Play Store, updates garantidos. E quem tiver a “frota” toda Apple, pelo excelente ecossistema. E ainda ter a vantagem de ter o melhor de todos os mundos. Apple, Google, Microsoft, etc.

    • Jorge Silva says:

      Lol. Falas como se a cada versão nova a Apple desenvolvesse um SO novo. Sabes bem que não e que a maioria das funcionalidades já existem e são copiadas. A Samsung também tem a sua skin para o Android que tem de trabalhar, e embora não dê tanto trabalho como actualizar um SO, também dá trabalho. Se vires bem, o S8 custa quase metade do X, o preço de lançamento baixa sempre, ao contrário dos iPhones, que quase não baixam de preço. Só compra um smartphone quando é lançado quem tem muito dinheiro ou quem é muito fanático!

  3. Helder says:

    Deve ser… a dinamite é cara…

  4. iDespairing says:

    Acho piada estes estudos! Aposto que nunca consideram os custos q estas empresas têm com as varias equipas envolvidas em desenvolvimento de hardware e software. E claro outras despesas basicas.

    • Jorge Silva says:

      Claro que não! Estes estudos são uma treta porque é muito difícil saber, até para as próprias marcas, qual o valor exacto que um smartphone custou porque o R&D é difícil de contabilizar, principalmente para quem está de fora. Chegar ao ponto de dizer que o smartphone “x” custa mais 10.50$ do que o “y” é ridículo. Ao menos arredondavam para 10$, mas não! A margem de erro é enorme e é preciso ter lata para chegar ao cêntimo de diferença…

  5. Pedro Pereira says:

    O Samsung S9+ nao tem os sensores 3D (IR Camera, IR Projector) que estao disponiveis no iPhone X. Acho que se esta a comparar alhos com bogalhos. Ja foi dito noutro artigo (Face ID) que esses sensores encarencem o preco do telemovel, dai que nao haja ate ao momento um telemovel a replicar o iPhone X.

    • Enfim... says:

      E os custos da samsung nao contabiliza todos gastos com as fabricas, equipamentos, desenvolvimento de hardware, etc.
      Nao e tipo Apple que compra ja feito

  6. SG says:

    Eu acho que é importante referir que, mesmo que qualquer um destes smartphones custe 350 ou 370 dólares, o lucro quer da Apple, quer da Samsung está longe de ser um valor igual a esse. Vou dar um exemplo, pois fico surpreendido quando há gente a dizer “como é possível que eles ganhem 700 dólares em cada exemplar vendido”.
    Vou dar exemplo da Apple, que é também válido para Samsung. Por favor notem que os valores de lucro não são tão lineares como aqui os exponho, apenas para dar um exemplo de escalonamento de valores.
    Custo de fabrico telemóvel: 370 dólares (não tem R&D, ou seja, pesquisa e desenvolvimento, nem nada disso, é simplesmente a Apple a pagar a quem fabrica o equipamento)
    Imaginemos que a Apple garante um preço de venda aos seus representantes de 570 dólares (por cada Iphone vendido, a Apple “ganha” 200 dólares).
    O representante Apple em determinado país está a comprá-lo à Apple por 570 dólares, e, no seu país, entra em acordo com Fnacs, Wortens e semelhantes (digo estas empresas, por serem referência cá, mas obviamente que em cada país haverá as suas) e vende por 770 dólares, por forma a também salvaguardar 200 dólares.
    Fnacs, Worten e afins compram o Iphone por 770 dólares + Iva e põem-no à venda por 950 + Iva, .
    Assim sendo, a Apple (sendo otimistas) lucra 200 dólares por equipamento vendido. Antes disso, pagou a milhares de engenheiros para desenvolvimento do smartphone, durante sensivelmente um ano (pois é o tempo que leva, regra geral, a desenvolver cada novo modelo), assinou contratos de fornecimento com os fornecedores, adquire a empresa detentora de tecnologia de reconhecimento facial, para ser proprietária dessa tecnologia. E agora digo, 200 dólares é muito? Claro que no final ganham, e muito, mas qualquer empresa na dimensão deles tem de o fazer. Imaginem o risco de correr mal com um modelo. Quem paga os salários dos milhares de engenheiros, instalações, e tudo o resto, quando a coisa corre mal?
    Sim, em Portugal temos a filosofia do “depois vê-se”, mas uma empresa para existir tem de ser rentável, caso contrário, ao mínimo erro que cometa, abre falência.
    E, como disse no início, isto aplica-se à Apple, Samsung, todas as marcas e todos os negócios, não apenas empresas de smartphones.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.