PplWare Mobile

Não tem rede? Estas apps permitem-lhe enviar SMS!


Marisa Pinto

Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

41 Respostas

  1. Valter says:

    Nada do tipo para Windows Phone?

  2. Henrique says:

    A minha questão é mesmo: mas que raio?! Como é que isso funciona mesmo? Magia?!

    • Alegom says:

      Também gostava de saber. De facto sem utilizar rede móvel, wi-fi, bluetooth ou algum meio mais conhecido, de repente não imagino…

    • ze.ccjs says:

      Exatamente a mesma dúvida: se não tem NET nem rede, como é que as mensagens são enviadas? Se conseguirem explicar, agradeço.

    • Mota says:

      Wifi? Bluetooth?

    • raz0r24 says:

      https://pplware.sapo.pt/apple/firechat-uma-nova-geracao-de-comunicadores/

      “O que são redes Mesh?

      Rede mesh, ou rede de malha, é uma alternativa de protocolo ao padrão 802.11 para directrizes de tráfego de dados e voz além das redes a cabo ou infra-estrutura wireless.

      Uma rede de infra-estrutura wireless é composta de APs (Access Point = Ponto de acesso) e clientes, os quais necessariamente devem utilizar aquele AP para navegarem numa rede. Uma rede mesh é composta de vários nós/roteadores, que passam a comportar-se como uma única e grande rede, possibilitando que o cliente se ligue em qualquer um destes nós.

      Os nós têm a função de repetidores e cada nó está conectado a um ou mais dos outros nós. Desta forma é possível transmitir mensagens de um nó a outro por diferentes caminhos. Já existem redes com cerca de 500 nós e mais de 400.000 utilizadores a usar.

      Redes do tipo mesh possuem a vantagem de serem redes de baixo custo, fácil implantação e bastante tolerantes a falhas. A esta característica tem-se dado o nome de “resiliência”. Nessas redes, roteadores sem fio são geralmente instalados no topo de edifícios e comunicam-se entre si usando protocolos como o OLSR em modo ad hoc através de múltiplos saltos de forma a encaminhar pacotes de dados aos seus destinos.

      Os utilizadores nos edifícios podem-se ligar à rede mesh de forma cabeada, em geral via Ethernet, ou sem fio, através de redes 802.11. Quando estiverem 100% definidos os parâmetros para padronização do protocolo mesh pelo IEEE, este protocolo será denominado padrão 802.11s. in Wikipédia”

    • Marisa Pinto says:

      Redes MESH, aqui esplicamos melhor:

      O que são redes Mesh?
      Rede mesh, ou rede de malha, é uma alternativa de protocolo ao padrão 802.11 para directrizes de tráfego de dados e voz além das redes a cabo ou infra-estrutura wireless.

      Uma rede de infra-estrutura wireless é composta de APs (Access Point = Ponto de acesso) e clientes, os quais necessariamente devem utilizar aquele AP para navegarem numa rede. Uma rede mesh é composta de vários nós/roteadores, que passam a comportar-se como uma única e grande rede, possibilitando que o cliente se ligue em qualquer um destes nós.

      Os nós têm a função de repetidores e cada nó está conectado a um ou mais dos outros nós. Desta forma é possível transmitir mensagens de um nó a outro por diferentes caminhos. Já existem redes com cerca de 500 nós e mais de 400.000 utilizadores a usar.

      Redes do tipo mesh possuem a vantagem de serem redes de baixo custo, fácil implantação e bastante tolerantes a falhas. A esta característica tem-se dado o nome de “resiliência”. Nessas redes, roteadores sem fio são geralmente instalados no topo de edifícios e comunicam-se entre si usando protocolos como o OLSR em modo ad hoc através de múltiplos saltos de forma a encaminhar pacotes de dados aos seus destinos.

      Os utilizadores nos edifícios podem-se ligar à rede mesh de forma cabeada, em geral via Ethernet, ou sem fio, através de redes 802.11. Quando estiverem 100% definidos os parâmetros para padronização do protocolo mesh pelo IEEE, este protocolo será denominado padrão 802.11s.

      https://pplware.sapo.pt/apple/firechat-uma-nova-geracao-de-comunicadores/

  3. Nuno says:

    Tipo walkie-talkie, mas para sms

  4. manuel says:

    Deve funcionar com o serviço dos operadores rede de antenas julgo eu

  5. Daniel says:

    Será que na prática funciona? Porque pelo que percebi as outras pessoas tem de ter a mesma app instalada, se eu for com isso e mais ninguém tiver ativado não irá funcionar, certo?

  6. irlm says:

    Através do router hotspot também dá para enviar SMS com o Sim da rede.

  7. Manuel Silva says:

    Até 60m?!… Para isso… Vou ao pé da pessoa e falo con ela!… 😀

    • Joselito says:

      Não sei se é apenas uma piada ou não viste bem o filme: O teu telemovel comunica com outro equipamento e por sua vez este outro comunica com outro novo e assim sucessivamente até chegar ao destino final. Tudo isso utilizando distancias de até 60m entre equipamentos.

  8. MR says:

    Por exemplo a utilizar o Serval podem colocar um router ou uma sequencia de routers em mesh a atravessar a cidade ou multiplas cidades e assim permite ampliar esses 60 metros, que alguem mencionou, neste aspeto o record vai pra mais de 300km por isso já podem ter uma ideia das possibilidades. Em PT os projectos existem mas o pessoal gosta de pagar e alem disso dava trabalho logo não tem tanto tempo para futebol hehehe xD

  9. Dave says:

    Ou seja… isto só funciona sem os dados ligados se as pessoas aderirem massivamente a isto, se a cada raio de 60m estiver alguém com a app instalada… estou a experimentar o FireChat, estou numa cidade, mas, só recebo vejo mensagens novas nas salas se ligar os dados… Estou a perceber bem o funcionamento da coisa?

    • rui says:

      Não. Nem soubeste explicar a tua dúvida. 😀

      • Dave says:

        Estás a usar ou já usaste o FireChat? Eu só consigo comunicar com outras pessoas se tiver os dados (3G /internet móvel) ligados… nem através da rede da operadora recebo novas mensagens… logo a minha conclusão é que este sistema só será viável se houverem muitas pessoas a utilizar a app, porque de outra forma a app só funciona com o 3G ligado… consegui explicar-me desta vez?

  10. rui says:

    Agora só um aparte: com aquelas 3 da imagem apanhava rede em qualquer lado com a minha antena. 😛 Mas mesmo este tipo de comunicação não ser fácil de perceber para muitos, penso que para uma emergência será bastante útil, já que a “cobertura” é num raio muito pequeno. Irei experimentar certamente para ver “que tal”. Mas terei de ir para uma grande cidade pois na cidade onde me encontro, sou capaz de apostar que ninguém usa nenhuma das apps deste género.

  11. Pedro Pinto says:

    Parece-me muito útil para quando se viaja com companhia para o estrangeiro e assim evitar roaming de voz e dados ou estou a pensar mal?

  12. Paulo says:

    Estas aplicações são sobretudo usadas por organizações anti-governo em países onde existe censura/controlo nas telecomunicações como, por exemplo, na China. Lembram-se das manifestações em Hong Kong no ano passado? Os manifestantes comunicavam entre si através do FireChat (ver http://edition.cnn.com/2014/10/16/tech/mobile/tomorrow-transformed-firechat/ ) 🙂

  13. Hugo says:

    fantochada. Isso tem de usar o wifi ou o BT do tlm e só funciona no alcance de 60metros (e duvido desta distancia!) houver alguem tb com essa app instalada e esse alguem o outro alguem e por aí fora até à pessoa destino. Como isso é impossivel, mm que a pessoa que queiras ligar esteja na mm cidade que tu (porque é impossivel ter pessoas todas interligadas a 60metros de distancia) alguem destes nós terá de estar ligado à internet pra entao a pessoa destino que está no outro lado do país, receba a mensagem.. ou seja, é pura fantochada.
    Alem do mais isso ja surgiu na altura em que começaram a aparecer os centrinus com o wifi… apareceram programas que permitiam conexoes pear-to-pear a partir do wifi e alguem conseguiu sequer usar isso por mais de 5 minutos?! e agora nos tlms que toda a gente se queixa da bateria vai alguem estar smp ligado ao BT ou ao wifi a gastar bateria pros outros poderem conversar ou gastar dados da nossa internet?! lol

    • MR says:

      Os utilizadores não precisam de se ligar uns aos outros diretamente, sendo isto usado em conjunto com redes mesh atravessam o país com apenas duas pessoas, sem Internet ou dados moveis.

      • Hugo says:

        vao se ligar a outras redes mesh tipo quais? hotspots, foneras? normalmente sao tudo de operadoras e é preciso ser cliente, as internets wifi dos cafés, requer password e login, as internetes que algumas camaras disponibilizam, teem fraca cobertura.. nao sei bem que meshes gratuitas falas..

    • Felipe Teixeira says:

      Não percebes te como funciona.

      • Hugo says:

        pois, às tantas nao percebi, mas entao alguem explica por miudos? é que a dada altura ja até com o tlm desligado se envia msgs ou se telefona gratuitamente! LOL

        Ok, n estou mto dentro destas tecnologias ou protocolos, mas pra algo ser enviado os tlms teem de estar conectados entre si via wifi ou BT ..porque n sei que outros sinais os tlms podem emitir e duvido que as operadoras tenham portas abertas para comunicaçoes nao taxadas. Segundo este programas, usam um protocolo igual ou cada programa só funciona numa rede igual? ou seja é preciso as pessoas terem no tlm o mm programa para ficarem interligados? ou é um protocolo standard que funiona independente do programa mesh instalado? (se estes programas abrem portas no tlm de cada pessoa, tb é problematico para controlo de virus e roubo de informaçoes pessoais nao?..ja nem vou entrar mto neste campo).
        Mas para uma msg chegar a uma pessoa que está a 500km ou na outra ponta do país, como é que se consegue fazer chegar essa msg, se nenhum dos tlms usados co ponte, conseguem fazer chegar se nao tiverem ligados via internet/operadora (wifi ou por dados)? só com o wifi ou BT, co disse é quase impossivel ter tlms a menos de 60metros uns dos outros e desses estarem todos smp com o wifi ou o BT ligados. Ou com esses programas os tlm passam a usar outra frequencia de transmissao, tipo walkie-talkie co alguem referiu atrás? se assim é e se funciona tao bem, entao seria o game over prás operadoras! coisa que duvido.

        Por isso n percebo mm nada como isso funciona e se alguem de facto está a conseguir usar ou nao, sem estar a consumir trafego de dados ou de internet do seu plafond!

  14. Alex M. says:

    Isto são aplicações sociais ou melhor anti-sociais para podermos conversar via smartphone com as pessoas que estão ao nosso lado, é particularmente útil para NADA.

  15. Luis Alves says:

    Opinião de quem acha que entendeu “a coisa” (neste caso eu mesmo):
    Imaginemos o cenário em que o facebook “adicionava” a utilização desse protocolo no messenger.
    Partindo do princípio de que a maioria das pessoas com smartphones (e not-so-smartphones) tem a dita app instalada no referido aparelho, teríamos uma rede mesh com milhões de AP’s espalhados por todos os cantos do mundo (teoricamente). Facilmente iríamos conseguir comunicar com alguém que estivesse bem longe de nós (fisicamente). Na forma física de comunicar é que me apanharam… Não tendo wifi, nem BT, nem sinal de rede, como é que “a coisa” funciona?
    Pelo sinal que a antena do aparelho acaba por emitir quando vai à procura de sinal?
    Elucidem-me se acharem que o devem fazer e não se ofendam se disse alguma baboseira.

    • MR says:

      Amigo Luis, os smartphones também podem fazer de ponto de acesso e permitir que se interliguem pc’s, smartphones e outros equipamentos semelhantes e que comuniquem entre si. Utilizando por exemplo o Serval se vires bem tens opção de ser tu o ponto de acesso dos outros ou podes ligar a alguem ou até podes ligar a um router que pode ou não ter ligação à internet e mesmo assim permite maior alcance, digamos facilmente km’s sem obstaculos. Um smartphone obviamente que como tem uma antena minuscula tem pouco alcance, possivelmente os tais 60 metros mas um router pode ser ligado a outros routers via wifi e utilizando antenas omnidirecionais, planares ou direcionais e expande-se a rede para todo o país se quiserem. As possibilidades são muitas e dou-te mais um exemplo, existe uma coisa que são as redes mesh que são basicamente redes de routers colocados em caixas estanques no telhado, existem dezenas e dezenas destas redes pelo mundo e dou-te a conhecer uma, a guifi.net aqui ao lado em espanha tem mais de 28 mil pontos de acesso livre em que possivelmente utilizam coisas como o Serval que aqui se fala e permite assim que se fale em grande parte do país sem sequer recorrer à internet e em sitios onde nem existe sequer essa possibilidade. Em PT existe um ou dois projectos desses onde qualquer pessoa pode contribuir iniciando a rede na sua localidade ou quando possivel ligando a uma rede existente. Cada vez que te ligas a um equipamento estás não so a ligar-te à rede como é obvio mas estás a criar um novo ponto de acesso e por esse pormenor a rede vai-se expandindo.

    • Hugo says:

      ninguem vai partilhar nada com ninguem. As empresas matam-se pra terem o monopolio e procuram roubar os clientes da empresa rivais e n teem interesse nenhum em oferecer o melhor às pessoas qto mais oferecer serviços gratuitos!
      Qto ao processo fisico, ainda n compreendi e o pessoal simplesmente vai ao wikipédia citar explicaçoes que nem eles entendem!..

  16. Hugo says:

    https://www.youtube.com/watch?v=GogPPT3ePGQ

    pronto, foi o que eu disse, é preciso ligar o wifi ou BT, pra grandes distancias, alguem tem de transportar a msg e/ou fazer uma ligaçao à internet ou à operadora para chegar ao destino..ou seja, um gaijo vai ser correio pra outros e gastar o seu trafego, e se assim é, é pouco apelativo.. e afinal nao tao gratuito co parecem dizer!
    O firechat só dava pra usar no IOS, era tecnologia propria, logo ainda resta a duvida, de que estas meshes sao privadas e apenas pra quem usar este ou aquele programa na vez de outro qq.

    É tipo os aparelhos BTL 4 para procurar objectos perdidos, tb criam redes mesh pra ampliar alcances de procura, mas que só funciona pra quem usa o mm aparelho e programa, e nao com outros similares… co disse, isto nunca vai funcionar porque todas as empresas querem uma coisa só pra si.

  17. MR says:

    Ou usamos as operadoras e continuamos a pagar por cada chamada, sms, etc, ou podemos criar a nossa própria rede de comunicações com equipamentos que dificilmente passam os 20€ com alcance de km’s e criamos a nossa rede publica onde depois estas apps funcionam e não pagamos nada pelo trafego na rede, desta forma os donos da rede são os proprietários dos equipamentos e fazem com ela o que bem entenderem sendo até opcional o acesso à internet, isto para mim é bastante apelativo e gratuito. Agora se so tens telemoveis e queres comunicar para 500km de distancia sem wifi, sem bt, sem operadoras e sem mais nada devias querer algum milagre lol Quando ao “ninguem vai partilhar nada com ninguem”, explica-me os mais de 28 mil pontos de acesso da rede mesh em espanha (guifi.net) criada pelos utilizadores da rede. Detalhes da Guifi.net: 33.146 links, 53.301 total kilometers of links, 175 last week new nodes, 54 working nodes last week.

    • Hugo says:

      Eu nao pedi milgare nenhum, e smp afirmei que ninguem vai dar nada gratuitamente, ou deixar dar. O que quis dizer é que isto nao vai por ninguem a largar os serviços que teem com as operadoras de tlm ou de trafego internet, e vai implicar smp alguem ligado à internet ou ao consumo que tem no seu contracto. E como ninguem vai largar nada, porque é mais certo a mesh falhar do que o sinal do operador e as pessoas nao vao esperar minutos ou horas pra ver a msg chegar ao destino, logo nunca vai funcionar isoladamente e gratuitamente. Pronto ok, servirá para certos casos ou para certas brincadeiras, praticamente vai ser mais um de mtos grupos de chats que uma pessoa ja usa. Mas pelo que vi é preciso partilhar e habilitar os sistemas ao sistema em causa, e o mais certo usarem para outros fins menos legais ou para situaçoes que vai por em causa a segurança e privacidade de cada user, e como ha centenas de programas desses, e parece n haver compatibilidade entre eles, entao ainda pior.
      Agora tb quase ninguem paga por sms ou chamadas feitas, as operadoras estao praticamente a levar as pessoas a fazer contractos com pagamentos mensais onde o trafego e chamadas são praticamente ilimitadas, por isso tb n vai ser uma necessidade em poupar em chamadas ou sms’s e co disse, o maior problema que o pessoal tem com os tlms, é a durabilidade das baterias e é complicado alguem ter smp o wifi ou o BT ligado pois uma pessoa fica sem tlm em poucas horas se mantiver smp esses sinais ligados. Para n falar em reduçao dos recursos do sistema e ter mais uma app a paralelizar o tlm.
      E n critico quem use ou as potencialidades da mesma, critiquei o titulo e como deram a noticia, e tb acho que as coisas estao a começar mal, parece haver dispersão na vez de uniformidade no sistema por interesses puramente economicos.

  18. Isaque says:

    O pessoal que gosta disto podia era juntar-se e planear algo. Há uns anos comecei a ver isto, mas sozinho fica dificil de chegar longe.
    Alguém alinha?

  19. Isaque says:

    sp1ke77 at gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.