IKEA: App mostra como fica um móvel lá na sua casa


Destaques PPLWARE

20 Respostas

  1. Helder Vaz says:

    Esse jogo chama se furniture go… Muito bom

  2. LR says:

    As tintas Barbot têm uma app semelhante, em que nos permite visualizar uma ou mais cores numa ou mais paredes.

  3. Helder says:

    Assim se vê a capacidade técnica da Apple.

    Isto só é possível com o ARKit e com processadores potentes da Apple.

    Já os Andróides vão ter que se contentar com andar com fitas métricas.

    E sim, não me venham falar do Project Tango porque isso usa chips da PrimeSense, que foi adquirida pela Apple.

    • KaYs3r says:

      #blindfolded

    • Marco B. says:

      Tu sabes que o arkit foi uma tecnologia comprada, que na altura dava para android tbm.

      Procura ORB SLAM.

      • Rui P. says:

        O ARKit não é uma tecnologia comprada, foi sendo desenvolvida dentro da Apple. O que a Apple fez foi comprar empresas ao longo dos anos (3-4 anos) que lhe trouxeram vantagens para o desenvolvimento.
        Estás a querer dizer que o ARKit é ORB SLAM?

        • Marco B. says:

          Não o Arkit e mais VIO do que outra coisa, o que estou a dizer e que é ridiculo quando empresas como a apple, google, facebook limitam se a comprar pequenas empresas inuvadores e depois ficam com o credito.

          ORB SLAM considero o futuro.

          • Rui P. says:

            Está bem está, a Apple demora 3-4 anos a ficar com o crédito e é incapaz de desenvolver alguma coisa nesse tempo. VIO é uma classificação do tipo de tecnologia, não te diz que usa a tecnologia de outros.
            És capaz de justificar porque é que o ORB SLAM é o futuro quando apenas faz uma parte do que o ARKit faz para determinar posicionamento?

          • Marco B. says:

            @Rui P. Eu ate perdia tempo em explicar, mas ja vi que estas com ideias formadas, se quiseres estuda um pouco Computer Vision.
            O facebook esta a apostar no futuro.

    • David Silva says:

      Mais um a apanhar migalhas para justificar o valor astronómico que deu por um equipamento da Apple.

    • eu says:

      Desenvolvi durante bastante tempo aplicações para Android com a Metaio. Adivinha… foi comprada pela Apple 😀
      Posso-te garantir que tinha qualidade em Android, mas assim como a tecnologia avança, tambem as capacidades de processamento tanto em Android como em iOS.

    • Goncalo says:

      E possivel tambem no Windows 10 Mobile ja ha algum tempo, com processadores mais antigos, mas nada como pesquisares, vais encontrar uma das anteriores apresentacoes da MS onde podes ver isto mas para melhor, nao e AR mas sim MR, o que te da uma perspectiva muito mais realista, podes posicionar um movel move-lo, andar a volta dele, uma experiencia muito mais rica. Mas sim, continuem a defender a maca e a ver so numa direccao. A diferenca aqui e que a Apple vai ja ter esta app de AR, enquanto que a MS ainda nao tem disponivel para o mercado a App MR que apresentou.

  4. Hugo says:

    Boa João…. Ahah. Anos luz da realidade! Aquilo já é doença… Que fanatismo.

  5. Helder Vaz says:

    Vejam só onde chegou a falta de lucidez das pessoas!!! Publicação sobre uma App do IKEA, discusão sobre Apples and pears!!!

  6. Renato Alberto says:

    Já tinha ouvido falar desta app há uns anos, pensei que já havia para todos os SOS

  7. jc says:

    Alguém sabe quando é que esta App fica disponível ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.