Quantcast
PplWare Mobile

Esqueça o iPhone ou um smartphone Android! O PinePhone já chegou

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. abdu says:

    Parece mais um FailPhone

  2. radamel says:

    Se tivessem investido mais uns 50 euros em melhor hardware, talvez se tornasse mais interessante. Começar por atacar a gama média-baixa. Assim, parece fraco. Parece aquele que vai na frente para falhar e entreabrir a porta a quem realmente trará valor.

  3. Nando says:

    Especificações de um charuto

  4. Manuel João says:

    100% de acordo.

  5. Augusto Pires says:

    Pelo nome, e apenas pelo nome, parece qualquer “porcaria” com falta de qualidade – o célebre made in china, outra vez – vinda da China. São caricatos os nomes que aquela gente com gritante e proverbial falta de imaginação – não são eles famosos por copiar tudo o que vem do ocidente – inventa. Uns exemplos para entreter aqui o pessoal: Pocophone, Elephone, Mi, Xiaomi, One (este, o suprasumo da falta de imaginação), etc

    • David says:

      Concordo com o Pocophone e o Elephone, nomes ridículos, quanto aos outros não vejo onde está o problema… qualquer um dos outros nomes está ao nível do nome “Apple” (Maçã)…

    • CÃO DO MAÇÃS says:

      Augusto Pires, está visto que nunca viu nenhum dos smartphones que enunciou em acção.
      Só assim se compreende um juízo de valor com base nos nomes.
      Ou então falta de imaginação mesmo…

  6. Duarte Mira says:

    Não passa de um básico intermediário de 2014 perdido em 2019

  7. David says:

    Windows phone? 🙁

  8. The boy says:

    Finalmente, um título que apesar de ser demasiado, porque o hardware em si é de gama baixa, mas finalmente um título que corresponde quase à realidade.
    O pinephone, tal como o purism phone, são duas marcas que apostam num smartphone com sistema operativo Linux.
    Ambos os projectos são de enorme importância, porque são aquela luzinha que se chama liberdade e que cada vez é menor.
    Como o post é sobre o pinephone, em termos de hardware é de gama baixa, e tendo em conta que não é tão restritivo na escolha do hardware como o purism, poderiam gastar mais um pouco e faziam um de gama mais perto da média, mas em termos de oferta de sistema operativo, pela foto nem queria acreditar que estava ali um símbolo que me fez querer ter um imediatamente.
    Portanto, quando trocar de telemóvel, vou obviamente ver que tipo de telemóveis têm, e como me basta um de gama média em termos de hardware, e tendo em conta ser Linux, é compra na certa.

    • radamel says:

      Estamos de acordo. Também eu compraria um, caso escolhessem um modelo com um pouco mais de exigencia. Foram muito pouco ambiciosos. O que espero é que eventualmente alguém de jeito pegue neste SO e o meta numa máquina em condições (apesar que as ofertas ao nivel de apps deve ser perto de zero. A não ser que evolua muito rapidamente, será um SO de oferta muito estática, ficando com as aplicacoes que vêm e pouco mais.

  9. The boy says:

    Já agora, onde dizem que pode ser vendido com 4 sistemas operativos, há pelo menos mais 2, a julgar pela foto. E fui confirmar que um deles está em fase de adaptação e vai passar a ser possível instalar, apesar de oficialmente ainda não ser possível.

  10. Luís Sousa says:

    Eu também quero um… Mas na Black friday… Certo???

  11. António Paulo says:

    Gostaria de ter um, aonde é que posso adquirir? Pode não ser o melhor, mas para mim é top, estou contente por ver SO Linux a pouco e pouco cativar pessoas e empresas a experimentar algo diferente das habituais propostas da Microsoft e da Apple. Bom Ano Novo para todos…

  12. @jmsbrito says:

    Este não é um telefone para idiotas ok…

  13. Gelu says:

    Boas.finalmente ha um smartphone que conseguimos controlar!! E que nao sejam ” controlados” …para quem perceber do software

  14. Pedro says:

    São apenas objetos que tem o mesmo propósito, comunicar á distância. Uns mais caros,outros mais baratos, fazem todos o mesmo. Objectos esses que servem também para a ostentação de quem gosta de fazer.

  15. Pedro says:

    São apenas objetos que tem o mesmo propósito, comunicar á distância. Uns mais caros,outros mais baratos, fazem todos o mesmo. Objectos esses que servem também para a ostentação de quem gosta de fazer.

  16. Helder Pires says:

    Sugiro que este custe 2000 euros..
    Pois muitos palermas compraram certamente….
    Os louros claro

  17. deepblue says:

    Não é novidade. O projecto Ubuntu Touch surgiu faz anos, morreu mas há uma comunidade activa a dar-lhe seguimento.
    Vejam os dispositivos do mercado suportados, não são muitos, mas melhores.
    É só uma ideia para os menos informados.

  18. Josué Lopes says:

    Para tentar entender o que se passa nesta revolução é preciso conhecer ou experimentar os diferentes SO(sistemas operativos) realmente as especificações do hardware não são ao nível da concorrência mas não quer dizer que o desempenho do mesmo seja pior! são sistemas diferentes ou seja a evolução do XP para o vista que foi dos grandes erros da Microsoft tal e qual como o milénio que se arrastava no pc ambos tinham diferentes desempenho no pc o xp sem dúvida que era e ainda deve ser dos melhores sistemas que a Windows lançou fica na descrição um site para quem não detenha o conhecimento da função dos diferentes tipos de SO https ://www.google.com/amp/s/netsupport.com.br/blog/windows-macos-linux-melhor-sistema-operacional/

  19. Valter Pinho says:

    Oh não, vou comprar um Linux Phone para digitar comandos de Unix na Shel ou no Terminal…naaaaaaao…eu não sei comandos de Terminal…só sei de MS DOS…e agora ? como posso mexer num telefone destes?
    “sudo apt-get instal phone”
    “sudo phone to Mãe -s”
    i want to call my mom baaaaackkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.