Quantcast
PplWare Mobile

Desbloqueio do telemóvel: Operadoras cobram em excesso

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Papa Joe says:

    Aconteceu-me a mim…Chateei a ZON até dizer chega (na altura era Optimus) e deram-me 50 euros em credito na minha conta de casa…Queriam que pagasse 150 euros.

    Mandei-os passear e fui ao centro comercial Ali Bábá na Amadora…

  2. Pedro Nogueira says:

    Como sempre a ANACOM assobia para o lado…

  3. B@rão Vermelho says:

    Sejam bem vindos a Portugal terra de ricos onde pagamos tudo a preço de ouro, e onde enchemos o S aos amigos para depois irmos buscar a nossa parte.

  4. Realista says:

    Só uma coisa.
    Na primeira imagem o cartão SIM não está inserido ao contrário?!?!?!?!?!

  5. David Guerreiro says:

    699€ o preço de mercado do Galaxy S6 32GB? Eu compro por 530€. Certamente a imagem deve ser antiga.

  6. Hélder P. says:

    Cada vez menos compensa comprar bloqueado à rede. Comprar iphone bloqueado à rede, me parece uma idiotice, quando o preço desbloqueado é o mesmo. Comprar android, é pedir lixo das aplicações no telemóvel.
    Tenho um telemóvel antigo que está bloqueado, a MEO sabe que não comercializa o equipamento há mais de 2 anos, sabe também a data de activação do IMEI, mas como não tenho a factura de tão antigo que é, simplesmente não fazem o desbloqueio a título gratuito.

  7. Benchmark do iPhone 6 says:

    Uma certa trapalhada no post quando se fala em € 182 e em € 10.

    Os € 182 (na altura paguei € 152 pelo desbloqueio de um 3Gs) é pelo desbloqueio do iPhone, pago a pronto – sem período de fidelização.

    Paguei os € 152 e tinha-o há três anos, bloqueado ao mesmo operador, com as assinaturas mensais todas pagas. Pagava o mesmo se lá tivesse ido para o desbloquear no dia seguinte ou no mês seguinte, tivesse pago assinaturas ou não.

    Como fiquei pior que estragado, na altura li tudo o que havia para ler, incluindo o que dizia a Deco. Trata-se de um roubo – mas é um roubo legal, porque a legislação não obriga a que o tratamento seja diferente. Só refere os contratos com período de fidelização – em que o preço do desbloqueio vai ficando mais barato com o passar do tempo e ao fim de dois anos é gratuito ou perto disso.

    A imoralidade maior é porque – se compra o operador não avisa. Pensa-se que se comprou um produto a pronto, que é nosso, que se pode fazer dele o que se quiser – e não é assim, tem que se pagar mais agora, €182, quando se quer mudar de operador.

    Para quem pense que desbloquear é uma coisa complicada, que seja preciso mexer no hardware não é – passa-se o iPhone para a mão do empregado da loja, que lhe introduz um código em 30 segundos está feito – já te enganámos, passa para cá mais €182.

    iPhones comprem-nos desbloqueados no Apple Store (ou em campanhas, raras, de desboqueados em alguns operadores) ou, se os compram bloqueados, comprem com fidelização.

    • shephiro says:

      errado nos equipamentos da Apple , é a própria apple que faz isso, e o equipamento fica desbloqueado quando fazes a sincronização com o itunes , após receberes uma sms ou email para o fazeres, são eles próprios que fazem isso porque é a me$#& da aplle, nos outros equipamentos(marcas) sim é na hora, por isso de meter código na hora do iphone é info errada

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Nos 30 segundos – na loja, introduziram o que penso ser o número de série do iPhone no computador ligado ao servidor da Apple, e introduziram um código no iPhone.

        Para mudar de operador o dono do iPhone, em casa, coloca-lhe o novo SIM e liga-o ao iTunes.

        Não vejo em que é que isto altere o que queria mostrar – que desbloquear não dá trabalho nenhum ao operador.

      • jorge santos says:

        Meu caro, um iPhone comprado na Apple Store não vem bloqueado a NENHUMA operadora. Não sabes o que dizes.
        Já tenho 3 iPhones na mesma situação e uso neles SIM de vários paîses sem problemas.

    • TR says:

      Aconteceu-me o no inicio deste ano com a Vodafone. Tenho um S3 que possuo desde que saiu o mesmo o qual comprei sem fidelização à Vodafone. Tendo sido cliente deles até a data desta ocorrência. Pretendia o desbloqueio do mesmo pois como tinha adquirido um smartphone novo desejava por um cartão TMN (que uso esporadicamente) no S3 e continuar a usar a Vodafone como rede principal no novo smartphone. Qual não foi o meu espanto quando na vodafone me pediram cerca de 180€ para desbloquear o mesmo. Resultado.. após muita discussão acabei por terminar o meu contrato com a vodafone tendo-me mudado para um concorrente e desbloqueei o telemóvel num serviço online, de confiança, por 15€..

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Já agora. A operadora era a Optimus e confirmei muito recentemente que a NOS continua a fazer o mesmo. Na altura em que desbloqueei o 3Gs fiquei convencido que as condições eram iguais nos outros operadores.

      • Catarino says:

        O período de fidelização não pode exceder 24 meses. Para desbloquear nos primeiros 6 meses, os operadores móveis não podem cobrar mais do que a diferença entre o valor do telemóvel, à data da sua compra e sem descontos ou créditos, e o que o cliente pagou. Após meio ano, podem exigir até 80% daquele valor. No último ano de fidelização, o limite é 50 por cento.

        No fim do período de fidelização, o desbloqueio é gratuito e garantido pela operadora que bloqueou o equipamento. O consumidor deve esperar, no máximo, 5 dias a partir do pedido. As penalizações ou cobranças de anular o contrato antes do prazo são agora proibidas.

        Sem fidelização, não podem cobrar-lhe uma quantia superior à diferença entre o valor do telemóvel na altura da compra, sem descontos ou créditos, e o que pagou.

        Cumprido o período de fidelização, o fim do custo do desbloqueio dos telemóveis satisfaz uma reivindicação antiga da DECO. Os custos eram um entrave à mudança confirmado pelo último estudo da Autoridade da Concorrência que também defendeu aquela medida.

        Estimular a mudança
        Nos últimos 2 anos, menos de 5% dos consumidores mudaram de operador, segundo a Autoridade da Concorrência. Entre os inquiridos, 60% desconhecem as ferramentas on-line para comparar tarifários dos operadores móveis em função do perfil. Mas mais de metade consideram importante a sua consulta. Veja o nosso simulador para escolher o operador e tarifário mais adequado de telemóvel ou ligue 808 200 145 ou 21 841 08 58.

        Segundo a Comissão Europeia (CE), é preciso facilitar a mudança de operador e reduzir prazos para o processo de portabilidade do número. A CE salienta que o processo deve ser realizado num dia útil. Em Portugal, para números de telemóvel, o prazo máximo é de 3 dias úteis, a partir do pedido ao novo operador.

        Fonte: DECO

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          “Sem fidelização, não podem cobrar-lhe uma quantia superior à diferença entre o valor do telemóvel na altura da compra, sem descontos ou créditos, e o que pagou”

          No caso do iPhone o operador não o vende desbloqueado. Qual é então o valor “sem descontos ou prémios”? O da Apple Store, desbloqueado, que efectivamente pouco mais caro é que o do operador bloqueado e pago a pronto?

          Faz todo e completo sentido e assino em baixo. Mas a Deco já ganhou algum caso em tribunal com essa argumentação? É que papaguear o que diz a legislação também não me custa nada.

          • Catarino says:

            Não sei se já ganhou mas que está na legislação está.

            Fonte anacom
            http://www.anacom.pt/render.jsp?contentId=1027945

            Decreto-Lei n.º 56/2010, de 1 de Junho

            «Deste modo, em primeiro lugar, proíbe-se cobrança, pelos operadores de serviços de comunicações electrónicas, de qualquer contrapartida pela prestação do serviço de desbloqueamento dos aparelhos findo o período de fidelização.»

            ………..

            Artigo 3.º
            Operação de desbloqueamento
            A obrigação de proceder ao desbloqueamento do equipamento incumbe ao operador ou prestador de serviço que o bloqueou, devendo ser realizada no prazo máximo de cinco dias a contar do dia em que o utente solicitou a sua realização.

            Artigo 4.º
            Prazo máximo do período de fidelização
            O período de fidelização não pode ter duração superior a 24 meses.

            ………..

            Artigo 10.º
            Entrada em vigor
            O presente decreto-lei entra em vigor no prazo de 90 dias a contar da data da sua publicação.

            Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 25 de Março de 2010. – José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa – José Manuel Santos de Magalhães – Fernando Medina Maciel Almeida Correia – António Augusto da Ascenção Mendonça.

            Promulgado em 20 de Maio de 2010.

            Publique-se.

            O Presidente da República, ANÍBAL CAVACO SILVA.

            Referendado em 20 de Maio de 2010.

            O Primeiro-Ministro, José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa.

          • jorge santos says:

            Evita intermediários e dores de cabeça. Compra na AppStore.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            “… findo o período de fidelização”.

            Mas do que estou a falar é de – comprar a pronto, bloqueado, sem período de fidelização.

            Procura lá no DL esta situação em concreto. Não está lá. O que lá está é o que diz a Deco: “Sem fidelização, não podem cobrar-lhe uma quantia superior à diferença entre o valor do telemóvel na altura da compra, sem descontos ou créditos, e o que pagou”. Mas se o operador não vendia o smartphone desbloqueado volta tudo à estaca zero – qual é então o valor “sem descontos ou prémios”?

            O que os operadores têm é um preço fixo, não varia com o tempo, para o desbloqueio do iPhone nessas condições. Se lhes perguntares, antes de comprar, dizem-to – mas como ninguém imagina uma coisa destas deviam, obrigatoriamente avisar as pessoas. Quem aceitava pagava – quem não aceitava ia comprar ao Apple Store que pouco mais pagava e estava desbloqueado.

            Assim não passa de uma burla para apanhar os mal informados, que são sempre muitos.

        • Francisco Catarino says:

          “No fim do período de fidelização, o desbloqueio é gratuito e garantido pela operadora que bloqueou o equipamento. O consumidor deve esperar, no máximo, 5 dias a partir do pedido. As penalizações ou cobranças de anular o contrato antes do prazo são agora proibidas.”

          A meo tem um link em que podemos calcular o preço de desbloqueio, se pusermos a data de compra ha mais de 2 anos, o preço de desbloqueio não é 0€. eles cobram sempre algo…

          Já tentei desbloquear a custo 0 e nunca consegui…

          • Catarino says:

            Como o Ricardo comentou tens de te fazer valer da lei e fazer reclamação na defesa do consumidor.
            Tens é de te “mexer” para conseguir que o desbloqueio aconteça.

            Eu para evitar isso sempre comprei os meus no fabricante no meu caso na apple.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Há uns pormenores na descrição que não são de somenos. Já tinham passado três meses. Já tinha pago o desbloqueio há três meses. O operador enviou-lhe um SMS … “Já está desbloqueado” – há que tempos que já estava.

      • Catarino says:

        Certo, nesse deixo as duas opões:
        ….
        Se o seu contrato tem um período de fidelização.

        Após o período de fidelização: O desbloqueamento é gratuito

        Durante o período de fidelização, o valor a pagar pelo desbloqueamento não pode ser superior a:
        Nos primeiros seis meses: 100% X (PVP Desbloqueado – PVP pago pelo utente) – eventuais créditos do cliente
        Após os primeiros 6 meses: 80% X (PVP Desbloqueado – PVP pago pelo utente) – eventuais créditos do cliente
        No último ano do período de fidelização: 50% X (PVP Desbloqueado – PVP pago pelo utente) – eventuais créditos do cliente

        Se o seu contrato não tem um período de fidelização

        O desbloqueamento não pode custar mais do que a diferença entre o valor de mercado do equipamento na data em que o comprou e o valor que pagou por ele.

        Esta regra aplica-se independentemente do tempo em que tenha permanecido cliente do operador.

        Exemplo: O cliente comprou um telemóvel cujo preço de mercado (desbloqueado) era de 500€ sendo que pagou por ele o valor de 300€ (bloqueado).

        Se decidir desbloqueá-lo nos primeiros seis meses: o preço máximo a pagar pelo desbloqueamento será 200€. Fórmula usada: 100% X (500€ – 300€)
        Se decidir desbloqueá-lo após os primeiros seis meses: o preço máximo a pagar pelo desbloqueamento será 160€. Fórmula usada: 80% X (500€ – 300€)
        Se decidir desbloqueá-lo no último ano do período de fidelização: o preço máximo a pagar pelo desbloqueamento será 100€. Fórmula usada: 50% X (500€ – 300€)
        ….

        fonte: Anacom
        https://www.anacom-consumidor.com/voz-internet-TV/mudar-ou-cancelar-o-contrato/telefone-movel/desbloquear-o-equipamento-de-telefone-movel.html

  8. Peter says:

    De fato é um roubo a olhos vistos,de qualquer forma a culpa também é em parte dos consumidores destes equipamentos.
    Porque adquirem os equipamentos nas redes e não em lojas de tecnologia ou mesmo na marca?!
    Que benefícios têm ao comprar equipamentos nas operadoras a não ser ficar fidelizado ou bloqueado a rede?!
    É um erro comum comprar telemoveis nas lojas da rede que usam ,pois estes vêm sempre bloqueados a rede,por exemplo,um iPhone 6 64GB custa na MEO 779,90€ bloqueado a rede, e na Fnac o mesmo equipamento custa 804,44€ desbloqueado ,uma diferença irrisória mas um conforto tremendo , tendo em conta que se pretender a posterior vender o equipamento o leque de compradores é muito maior.
    São pequenos pormenores que fazem a diferença,mas como o povo português é de costumes continua a cair na esparrela das operadoras.
    Não custa viver , custa é saber viver 🙂

    • Jorge Rodrigues says:

      sim agora lembra-te que há muita mas mesmo muita gente que usa os pontos que tem para adquirir um equipamento novo… esse dito iPhone 6 de 64 gb não te custa 780€ na operadora mas sim 652,50 € ou se a pessoa em questão tiver muitos pontos 603 € ……
      805 € – 603 € = 202 € de diferença…….

      Xii 202 € no meu caso paga me 3 meses de serviço Tv, Voz, Net, Telemovel e ainda sobra.

      Podes chamar o que quiseres … mas 200 euros de diferença é muito, a meu ver.

    • Jorge Rodrigues says:

      Esqueci-me se podes desbloquear o dispositivo por 15 € ou menos porque vais pagar um balúrdio na operadora que só não te rouba mais se não puder?
      è que a garantia dura dois anos….. depois disso… fazes o que quiseres, como quiseres.

  9. Hugo Santos says:

    Qualquer telemóvel desbloqueado comprado no comércio online (e não só) sai mais barato do que os bloqueados comprados em lojas de operadores…

    O consumidor comum é muito ignorante, não pesquisa, papa tudo o que lhe colocam no prato para gáudio dos operadores que vão fazendo o que querem (e bem, se podem vender por 500 mais possível desbloqueio, porque irão vender por 400 desbloqueado). Infelizmente 90% dos consumidores não estão informados como a maior parte dos leitores do pplware.

    • Vitor says:

      É verdade. Desbloqueado é mais barato. Apesar de parecer que são as operadoras que abaixam o preço original (e até que abaixam, mas é só o original) elas acabam por fazer uma concorrencia para que ganhem a dobrar : em clientes ignorantes e no próprio preço.

      É uma situação lamentável, já que nos Estados Unidos eles colocam os preços mais baratos de verdade, por vezes com um contrato de menos de 20€ por mês tem-se um telemovel bom.

  10. Zefra says:

    Em bom senso as operadoras nem deveriam cobrar um cêntimo quando termina o período do contrato. Acaba e desbloqueiam. Essa coisa de cobrar mesmo depois do contrato ter terminado por mim não passa de roubo. Em Franca é o que se faz mas isso falamos de Países um pouco mais civilizados. Em Portugal tudo serve para se ir ao bolso.

    • leinad says:

      isso já acontece. Se comprares um telem. com contrato de fidelização, no final o desbloqueio é gratuito.
      Este artigo refere-se aos telemoveis comprados sem contrato.

  11. Guilherme says:

    Tentei simular o desbloqueio de um iphone 5 16gb da MEO com mais de 2 anos
    Eles dissem que o valor do equipamento desbloqueado era de 862,38€…

    Valor para desbloquear o equipamento €362,38
    Valor do equipamento desbloqueado €862,38

  12. Cristiano says:

    ebay meus amigos tem tudo, contra o roubo sempre…

  13. Rafael Marcelino says:

    Equipamentos fidelizados 24 meses (Planos Pos-Pagos/Factira) e adquiridos a partir de 2010 não tem custo no desbloqueio… Já desbloqueei alguns na MEO sem qualquer custo

  14. Pedro N says:

    A tudo isto ainda falta somar a taxa da cópia privada.

  15. R o B says:

    É por essas que só compro desbloqueados apesar de não ter intenções de mudar de operador.

  16. Ricardo says:

    Eu também tive um problema com o meu antigo iPhone 5, que comprei na MEO a pronto pagamento por 689.90€, sem promoções, descontos ou fidelizações. Até aqui tudo excelente, porem passados dois anos, iria precisar de usa-lo num outro pais e então precisei de o desbloquear. Dirigi-me a uma loja MEO e disseram-me, com ar de gozo estampado na p*** da cara, que teria de pagar 25% do valor já pago pelo equipamento, o que daria um total de 172.475€. Fiquei puto da vida, pedi o livro de reclamações (no qual após muitos porquês e olhares um tanto incomodativos, o trouxeram), logo depois fiz queixa à defesa do consumidor e à ANACOM, olhem lá o q

    • Catarino says:

      +1
      Acho bem, o problema é as pessoas não reclamarem.
      Fizeste muito bem em pedir o livro de reclamações.
      PT tem mania que tem o rei na barriga e pode criar as suas próprias leis e regras… enfim.

  17. Asdrubal says:

    Agora fiquei perplexo. Pensei que de há uns tempos para cá, que se podia desbloquear os telemóveis gratuitamente passados 2 anos após a compra.

  18. Bruno says:

    Isto não se passava se os telemóveis vendidos pelas operadoras fosses já desbloqueados como acontece noutros países

  19. RF says:

    Nem percebo o porquê de comprarem telemóveis dessa gama bloqueados às operadoras!! A não ser que estejam em algum pacote empresarial ou assim.. porque para a pessoa comum, é mau negócio dar na hora os 500/600/700 Eur. por um equipamento bloqueado, quando o valor do desbloqueado às vezes é apenas mais 50 Eur… Mas pronto, cada um sabe de si…

    • epro says:

      A diferença para o 6 desbloqueado eram apenas 10€.
      Problema que muitas das pessoas não têm 600€ no bolso, mas tem 100 ou 150. Então compram a prestações bloqueado.

    • José Coelho says:

      +1 mas há uma razão. Quanto e como investem as operadoras em publicidade nos media nacionais? E quanto investem os fabricantes? É que eu vejo anúncios ao Meo, Nos e Vodafone a toda a hora, com preços e pacotes, já o marketing dos fabricantes….

    • Jorge Rodrigues says:

      isso é mais ou menos verdade, até considerares a cena dos pontos que te fideliza por 18 meses se não me engano e ai sim começa a ser giro comprar o dispositivo por menos 150 ou 200 euros do que se for desbloqueado.

      • epro says:

        Por pontos faz sentido. Vais usufruir de um desconto na compra o equipamento e passado o período de fidelização (normalmente 18meses) o desbloqueio é gratuito.

        • Jorge Rodrigues says:

          Estou a contar com isso para um iphone 6S de 64 Gb em principio a adquirir em Dezembro.

          A não ser que consiga um grande negócio num 6

  20. Filipe says:

    Façam como eu compro equipamentos desbloqueados acabou esse problema, por vezes a diferença de preço não é assim tanta

  21. Ricardo says:

    Eu também tive um problema com o meu antigo iPhone 5, que comprei na MEO a pronto pagamento por 689.90€, sem promoções, descontos ou fidelizações. Passados dois anos, iria precisar de usa-lo num outro pais e então precisei de o desbloquear. Dirigi-me a uma loja MEO e disseram-me, com ar de gozo estampado na p*** da cara, que teria de pagar 25% do valor já pago pelo equipamento, o que daria um total de 172.475€. Fiquei puto da vida, pedi o livro de reclamações (no qual após muitos porquês e olhares um tanto incomodativos, o trouxeram), logo depois fiz queixa à defesa do consumidor e à ANACOM. Passados um dias, recebi uma carta da PT a informar que teria de pagar os ditos 25% se o quisesse desbloquear, peguei na mesma e fui à defesa do consumidor. Passados uns 3 meses, estava eu no meu trabalho quando me ligam da defesa do consumidor a informar que o equipamento seria desbloqueado gratuitamente. RESUMO….. reclamem de c******, façam barulho… a PT depois mandou SMS a informar que o equipamento tinha sido desbloqueado (https://www.dropbox.com/s/qe6o32v0g2uce4q/2015-03-27%2021.20.46.png)…. Já não tenho MEO, nem desejo isso a ninguém, desisti no mesmo dia em que confirmei o desbloqueio do iPhone…

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Há uns pormenores que não percebi.

      Já tinham passado três meses. Já tinha pago o desbloqueio há três meses. O operador enviou-lhe um SMS a dizer “Já está desbloqueado” – há que tempos que já estava.

      Qual foi o efeito prático da queixa? Devolveram-te o dinheiro que tinhas pago pelo desbloqueio? Quem esperar três meses pode ser que o desbloqueiem gratuitamente? É que esperar três meses é pouco prático. Agora pagar – reclamar – e ser reembolsado interessa-me porque também teria dinheiro a haver (assim estou a ver navios, pior que uma barata).

      Guardo religiosamente a factura porque não me lembro de terem feito de mim tão estúpido como nesta história. Ah e fiz comício na loja para avisarem os clientes quando comprassem porque aquilo era um roubo (juro pela minha saudinha) 🙂

  22. Pedro Pinto says:

    Pessoal, relativamente a este assunto, sera que me podem ajudar com a minha situação?
    Eu tenho um iphone 4 ha 3 anos bloqueado a vodafone. Ja fui varias vezes, ao longos destes anos, pedir para me desbloquearem. mas eles pedem me sempre o mesmo preço , 150€. Isto é permitido? Na altura ele custava 300€ e eu comprei por 250€ (usei um voucher de 50€). Qual é afinal o calculo do preço para o desbloqueio segundo a nova lei?
    Obrigado

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Não há nenhuma nova lei. Há esta: Decreto-Lei n.º 56/2010, de 1 de Junho, foi óptima para os com período de fidelização, mas para os que compram a pronto, bloqueado, sem período de fidelização – criou um lindo molho de bróculos, mesmo que durante dois anos em nada se distingam dos com período de fidelização, tendo pago pelos serviços do operador.

      Há quem diga que vale a pena fazer queixa a quem trata dos direitos do consumidor. Do lado dos operadores parece-me que a pandilha é a mesma (na NOS é, se não for pior).

  23. HP says:

    Na MEO, ao fim dos 2 anos de fedelizacao de contrato simplesmente pedi para desbloquear o telemovel e, como manda a lei, enviaram-me o codigo sem cobrar nada por isso.
    Agora fiquei baralhado!

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      “ao fim dos 2 anos de fedelizacao de contrato”.
      Nesta situação não há baralhanço nenhum é mesmo assim (parece que há quem leve €10).

      Mas os € 182, do subtítulo do post – é para iPhones comprados a pronto, bloqueados ao operador na mesma, mas sem período de fidelização. Podes guardá-lo na gaveta que não te aparece conta nenhuma para pagar – porque pagaste a pronto. Mas, se o quiseres desbloquear, passado um dia, um mês um ano ou cinco – podes ter tido uma assinatura perfeitamente normal – o operador leva-te os mesmos €182 pelo desbloqueio.

      P.S. Os €182 há-de ser pelo iPhone 6. Há anos levaram-me €152 por um 3Gs.

  24. Marcos C. says:

    Era interessante ter uma carta-modelo da Deco para apresentar na altura de pedir o desbloquear do telemóvel, assim enviava-se com cópia para a ANACOM…

  25. epro says:

    “Por exemplo, se comprar online com desconto, o PVP de referência considerado é o das lojas físicas sem desconto”

    O valor considerado para desbloqueio é o valor pago pelo cliente e o valor do equipamento sem descontos nem subsidiação.

    Eu concordo com o atual modelo de desbloqueios exceto os tais 25%.
    Se a operadora oferece um desconto no equipamento e mais tarde o cliente pretende mudar de operadora deverá devolver o que a operadora ofereceu.

    As pessoas esquecem-se que compraram o telemóvel mais barato e depois falam de papo cheio no momento de o desbloquear.

  26. Raul says:

    Só mesmo em Portugal!!

    Em Londres qualquer “baiuca” desbloqueia qualquer telemóvel por 10 £ e legalmente.

  27. JJ says:

    A questão aqui é: Qual é o valor do equipamento desbloqueado?

    Peguei no exemplo do iPhone 6 16GB.
    No site oficial, o equipamento esta a venda por 701€. Quando foi lançado, o Pplware noticiou que o preço era 699€, por isso aqui a diferença deve ser por questões da desvalorização do Euro.

    Depois fui ao site da MEO: https://loja.meo.pt/Desbloqueio-de-equipamentos?search=type&keyword=desblo
    Fiz a pesquisa como tivesse comprado o equipamento a dia 1 de Outubro 2014, sem fidelização, e desbloquear no fim de Agosto.

    Resultado:
    Valor para desbloquear o equipamento €183,38
    Valor do equipamento desbloqueado €862,38

    Pergunta: Onde é que eles calcularam o valor do equipamento desbloqueado?
    Resposta: É o preço do equipamento desbloqueado mais os tais 25%…

    Pergunta: Mas o porque desses 25%?
    Resposta: ???

    • JJ says:

      Outra detalhe… segundo as condições de desbloqueio, ao fim de 7 meses (depois da compra) paga-se apenas 80% desse valor.

      Se contar desde Out2014 até Ago2015, são 10 meses…

      Pergunta: Se são dez meses, porque é que se paga o mesmo que quem comprou a 2 meses?
      Resposta: ???

    • JJ says:

      Pergunta: Mas o porque desses 25%?
      Resposta: Segundo eles devem vender os equipamentos com menos 25% face ao valor do produto bloqueado.

      Pergunta: Como é que o equipamento bloqueado tem o mesmo preço que o PVP da marca desbloqueado?
      Resposta: ???

      • Catarino says:

        Pergunta: Como é que o equipamento bloqueado tem o mesmo preço que o PVP da marca desbloqueado?
        Resposta: Porque existe sempre quem compre bloqueado, quando poderia comprar desbloqueado ao mesmo preço 😀 (ou seja culpa do cliente hehe)

      • Jorge Rodrigues says:

        seguindo essa lógica eles deveriam vender o iphone 6 de 16 Gb por 525 +- mas não….
        são uns pseudo espertos.
        acho que até ao natal compro um tlm novo, vou chorar a rir na operadora quando me vierem com a cena dos 25% para desbloquear o meu actual tlm…
        vai logo dar direito ao livro vermelho…

  28. Alex says:

    Não posso deixar de colocar a questão:

    “Mas quem é que na sua perfeita inteligência, na actualidade se vai enterrar a comprar telemóveis de operador”??

    Com tanta oferta de equipamentos livres, muitos deles até melhores e a preços iguais ou menores que a oferta dos operadores (e sem trafulhices de (des)bloqueios), comprar no ano 2014/2015, etc., desculpem dizer isto, mas é estupidez.

    Os telemóveis de operador vêem com os tais tarifários “vantajosos” (é para rir) e os desbloqueados não? Nem vale a pena estar a comentar outro roubo…

    • Zaark says:

      Além de que não temos software da operadora metido no telemóvel e as actualizações não estão dependentes dela.

    • Raul says:

      Eu comprei um telemóvel de um operador, neste caso Vodafone e estou na minha perfeita inteligência. Pois é, comprei um Vodafone Smart Ultra 6 com pontos do clube viva. É um smartphone ZTE que custa entre 200 e 250 euros, e só paguei 90 euros com estas caracteristicas:

      Processor: Octa-core 1.7GHz ,Qualcomm Snapdragon 615, Screen Size: 5.5in, Screen resolution: 1,920×1,080, Rear camera: 13 megapixels, Front camera 5 megapixels, Storage (free): 16GB (11GB), Wireless data: 3G, 4G, Size: 154x77x8.4mm, Weight: 159g, Operating system: Android 5.0.2. NFC. Battery 3000 mAh.

      É verdade que fiquei fidelizado por mais 18 meses, mas como não estou a pensar mudar de operador pois ainda sou do tempo da Telecel, não estou a pensar desbloqueá-lo, mesmo assim se o quisesse fazer era só comprar um código no Ebay para o desbloquear.

  29. Benchmark do iPhone 6 says:

    Acabei de ouvir o representante da Deco na televisão. Para o caso de terem lido alguns comentários que escrevi nada tenho a alterar. Podia ser que houvesse alguma coisa de novo, importante, mas não há.

    A Deco limitou-se a denunciar/barafustar e a pedir à ANACOM para interpretar a lei de modo a obrigar os operadores a praticar preços de desbloqueio de smartphones sem período de fidelização, dando o caso do iPhone, semelhantes aos dos bloqueados.

    Podem fazer queixa na Deco, entram para as estatísticas dos queixosos e, por enquanto nada mais. Eu optei por fazer escarcéu na loja quando tive que pagar – para que avisem os incautos quando compram a pronto (há uns gajos assim, só compram a pronto, o quer dizer que só compram o que têm dinheiro para comprar) e enviar uns mails ao operador a classificar o preço do desbloqueio como roubo.

  30. Paulo Correia says:

    ignorar a lei não é para quem quer… é para quem pode, é uma tristeza

  31. Carlos says:

    Estou farto de ler comentários a dizer “então para quê comprar telemóveis bloqueados se os desbloqueados são mais caros, bla bla”… sinceramente, tanta gente sem inteligência? obviamente que quem compra bloqueado é porque tem vantagem nisso: o meu Samsung s6 foi comprado bloqueado porque na altura consegui comprar por 485€ em vez do “barato” preço desbloqueado de 743.74€. Em vez de enviarem postas de bacalhau, talvez fosse boa ideia tentarem informar-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.