PplWare Mobile

Maioria dos utilizadores Android quer apps pré-instaladas


Autor: Pedro Simões


  1. rui says:

    O que eu acho é que deveria de ser possivel poder desinstalar todas as aplicações que não são fundamentais para o sistema. Tipo Google Play Filmes, apps do fabricante tipo calculadora ou bloco notas…

  2. MiguelDias says:

    Se compro um Android é óbvio que quero o gmail, YouTube, galeria Google, PlayStore já instalados. No entanto acho que todas as aplicações deveriam dar para ser desinstalados.

    • PTZulu says:

      Se compras um Samsung, ou um Alcatel, ou um (Insert Brand Here), não estás a comprar um Android. Estás a comprar um dispositivo com esse SO, e por isso mesmo, vem com essa cangalhada toda instalada de raiz!
      E Não é obvio querer gmail ou youtube ou wtv… No android que tenho (verdade, não é o telefone pessoal) uso o cloudmagic (tem outro nome que não me lembro).
      A bem dizer, nem devia ver com nada pela ordem de ideias da maior parte. Só com a PlayStore, para ser mais fácil..

    • DoContra says:

      Eu não quero a galeria Google, por exemplo. E não quero o Hangouts. E não quero o Play Music, o Play Books, o Play Games e mais o Play que o parta.

  3. Crist. N says:

    Ai agora 2800 pessoas falam por todo o mundo? Que tal um título menos sensacionalista?

  4. Informatico Amador says:

    Uma boa ideia seria a hipótese de desinstalar aplicações do fabricante, sem ter de ter root. Há maneira de o fazer?

  5. Guilherme Peruzzi says:

    Concordo com os outros comentários, eu também não me importo de ter aplicações já instaladas, mas deveria ser possível, sem root, desinstalar essas aplicações.

  6. Freitas says:

    Tenho aplicações que até gostava de desinstalar mas não dão sem ter de fazer root

  7. K says:

    “está no facto da maioria destes utilizadores não alterar os seus ecrãs, mantendo as aplicações e os atalhos tal como vêm de fábrica, com os acessos da mesma forma. Isto mostra que as opções que os fabricantes fazem das aplicações aparentam ser as correctas.”

    Não concordo. Tirar uma conclusão dessas soa me mais como uma tentativa de forçar uma conclusão que vai ser benéfica a alguém do que realmente querer apurar porque é que isso acontece. Raramente são o correcto, varia de pessoa para pessoa. Mas o que acontece na maioria das vezes em que o utilizador não muda os atalhos é por desconhecimento. Ou não sabe como, ou não sabe sequer que pode etc. Também já vi gente que simplesmente não se dá ao trabalho. Principalmente se vierem de um iPhone que nem home screen tem e as personalizações são limitadas. Mas nunca vi ser porque são as exactas que a pessoa vais usar. Então ainda pior quando são aplicações da operadora que raramente vi alguém usar.

    Eu prefiro ter o telefone sem extras que posso ou não usar. Pelo mesmo motivo que vou mudar os meus atalhos e o meu home, também vou só querer as aplicações que preciso, tralha que eu não uso só existe para ocupar espaço e gastar bateria, se for o caso. Isto inclui os básicos. Prefiro perder 5min adicionais e ir instala los eu.

    • Guiomar says:

      A bem da verdade o que estudo diz é até o oposto da afirmação que citas. A maioria dos utilizadores (90%) faz alguma modificação nos “ecrãs”.

  8. Tiago says:

    Of the record
    Ola pessoal queria obter um xiaomi redmi note 4 de uma loja online, poderão dizer me qual a melhor sem risco de parar na alfândega?

  9. Guiomar says:

    A maioria das pessoas parece que cai que nem patinho nas falácias que a Google tem vindo sistematicamente a criar nos últimos meses. O problema da Comissão Europeia não é com smartphones terem apps pré-instaladas (quaisquer que sejam), o problema é na forma e como a Google obriga fabricantes a pré-instalar um conjunto de aplicações da Google, aproveitando-se da sua posição dominante para impor termos a esses fabricantes que prejudicam o funcionamento da concorrência noutras áreas. Isto é, o que se torna ilegal são termos nos acordos entre a Google e fabricantes

  10. dumitru says:

    O problema é nao poder desinstalar essas tretas, so da para desativar. Claro que youtube, gmail, play store, as mais importantes precisamos, mas a maioria que vem instaladas nunca toquei ou nao preciso delas e so ficam la a ocupar espaço.. Para um sistema aberto esta muito fechado. Sim sei que com root da para desinstalar

  11. Pedro Fernandes says:

    Não me importo que o meu smartphone tenha apps pré-instaladas. Incomoda é não as poder remover e/ou mover para o cartão de memória, como opção stock, sem ter que recorrer a apps de terceiros.

  12. José Lopes says:

    Só gosto de apps pré instaladas se forem apps sem publicidade. Se forem versões, que depois me pedem constantemente para comprar a versão pro…. Assim dispenso…

  13. Pirata says:

    Nunca percebi estas cenas do monopólio, a Microsoft é obrigada a ter de dar alternativas no Browser, a Google não pode ter as suas aplicações pré instaladas, no entanto a Apple pode tudo… É mesmo estranho.
    Eu gosto de ter tudo pré instalado, mas devia ser possível apagar, as aplicações que não são necessárias ao sistema.

    • Guiomar says:

      A Microsoft é/foi obrigada como medida punitiva pelas várias práticas anti-concorrênciais no início do século, aproveitando-se da sua posição dominante no fornecimento de sistemas operativos a fabricantes de hardware. A Google está a ser investigada em moldes parecidos, pelos acordos com fabricantes aproveitando posição dominante no mercado de smartphones. A Apple não tem posição dominante no mercado nem sequer tem acordos com outros fabricantes para fornecer software, por isso não tem como ser acusada pela mesma coisa em que os outros foram acusados.

      • Pirata says:

        Lol… Sim eu sei que a Apple não é líder em nada.
        Por isso não pode usar posição dominante. Mas não entendo o porque de duas medidas, porque é que a Microsoft foi obrigada a facilitar a instalação de outro Browser e a Apple não o é, deveria ser. Ou as regras é do para quem domina?

        • Guiomar says:

          As leis da concorrência têm um enfoque especial sobre empresas com posição dominante, são muito mais exigentes com essas empresas.
          Dito isto parece que não entendeste que a diferença não está só nessas (MS e Google) terem posição dominante, nem o problema está na possibilidade de haver aplicações pré-instaladas nos aparelhos, o problema está nos termos dos acordos que essas empresas fizeram com fabricantes de aparelhos.

        • Ze says:

          Sim, chama-se antitrust.

  14. Flávio Ferreira says:

    O hangouts é uma delas que só ocupa espaço e não me serve de nada, o google+ agora já dá para desinstalar o que é bom, de resto acho que podem estar pré-instaladas são me essenciais por certa parte.

  15. censo says:

    Todos sistemas trazem lixo, todas marcas acrescentam-lhe mais lixo. Para mim podem trazer tudo, mas também tem de trazer a hipótese de os remover.

  16. Tiago Santos says:

    Acho que é unânime que o o pessoal gostava era de ter a opção de desinstalar tudo o que não quer.
    Eu tenho um nexus e mesmo assim consigo ter umas quantas desactivadas.

  17. n3o says:

    Geralmente só os utilizadores que não sabem usar um smartphone android é que querem aplicações pré-instaladas.

  18. Pedro says:

    Estudos patrocinados valem o que valem… nada!

  19. Joao 2348 says:

    O que quero é que os modelos com Android só tragam como obrigatório para além do sistema operativo o sistema de actualização do fabricante, se for um modelo que não obtenha actualizações directas da Google.

    Mesmo a Play Store é limitar o mercado de aplicações à plataforma da Google… o que ainda posso aceitar já que é esta a principal responsável pelo desenvolvimento do Android… mas mais que a PlayStore já considero um abuso de posição dominante.

    Uma coisa que ninguém parece preocupar-se é com as cópias de segurança feitas para a Internet, deveria ser possível fazer cópias de segurança para qualquer serviço de alojamento online sendo que o Android deveria apenas garantir que as informações são encriptadas e autenticadas de tal forma que ninguém possa ver nem alterar os dados mesmo que tenham acesso ao servidor remoto (ou seja não conseguirem ver nada, nem alterar nada e se alterarem algo o utilizador saber de imediato).

    • Guiomar says:

      A cópia de segurança é suposto poder ser usada para transferir todos os dados para outro aparelho. Para que seja possível de ser feito da maneira que estás a dizer obrigaria as pessoas a guardar uma chave criptográfica de tamanho considerável noutro sítio qualquer, o que reduziria significativamente a facilidade de uso para muitos utilizadores comuns.

  20. Rui Moritz says:

    Só queria de uma app pré instalada… “uninstall”…

  21. Miguel says:

    Não acho que devia ter aplicações pré-instaladas ate porque isso só vai encher o telemovel e também aquele tipo de aplicativos que temos de instalar root no android e outros software para desinstalar os aplicativos em questão

  22. Nuno Santos says:

    Gosto de ser livre para instalar o que eu quero, nao o que os outros desejam. Como tal devria de dar para remover o que nao queremos aquando da compra de um smartphone/tablet

  23. says:

    Kingoroot para pc->depuracão usb telm-> ligar telm ao pc por usb- > iniciar o root. Depois apagar toda tralha que não interessa.
    Antes convem instalar o uninstall que esta na playstore e aptoid, este app explica o que se pode desinstalar para não provocar problemas ao SO android.

  24. K0izo says:

    Este estudo deve ter sido bem pago.

    Independentemente disso o principal problema não está nas aplicações já instaladas mas sim na gestão de aplicações e do serviço Android em geral que não nos possibilita a utilização do telemóvel sem conta Google, nao permite udar android sem o “espião” Google Play Servives instalado, nao permite mover aplicações para o sd, nao permite desinstalar completamente Apps que simplesmente não queiramos, limita o uso da playstore. E não estou a incluir o Root nesses pontos…

    Concluindo que como não há almocos o Google usa tudo o que pode e o que as vezes não pode para nos retirar qualquer tipo de dados de modo a ganhar com isso pouco se importando se ficamos mais mal servidos ou menos seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.