Quantcast
PplWare Mobile

Android P: Google lançou a última versão de testes do seu próximo sistema operativo

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Sérgio J says:

    Popcorn?

  2. Joao says:

    isso, o P quase pronto e o Oreo com 10% de utilizadores…daqui a um ano se a taxa de utilizadores do P nao for superior a 10% é grande fail do project treble. O que me assustou foi ver mais de 10% ainda ter android <=4.4.
    CREDO…….não tem 170euros para comprar um xiaomi mi a2?

    • AskMe says:

      Não não têm. Se o telemóvel desses 10% funciona bem o suficiente para o que utilizam porque é que vão gastar 170€, que fazem faltas para coisas mais importantes, num smartphone só para terem a versão mais recente do Android?

      • Joao says:

        A kestao é mesmo essa…com esse telemovel nao fazem mais ke telefonar…e para isso gastar mais de 10 euroa num telemovem é mau investimento…

    • Diogo says:

      Meu grande cromo, há pessoas que nem 170€ têm de orçamento mensal

    • Oscar says:

      Há 2 milhões de portugas no limiar da pobreza, e esses infelizmente nem dinheiro para comer têm.
      Depois há uma faixa de pessoas mais idosas com telemóveis mais antigos com 4.4 que lhes serve muito bem para o uso que lhe dão.
      Por isso João 170 euros hoje em dia é muito dinheiro sim!

      • Joao says:

        2 milhoes? É que vou a pe para o trabalho e so vejo povo nos cafes nas esplanadas. 2 em 10 passam fome em portugal? Tens nocao do ke dizes? Por acaso ajudo numa instituicao privada de ajuda aos pobres…e cerca de 70 familas sao ajudas numa cidade de 140mil pessoas…pelas tuas contas 28mil pessoas precisariam de ajuda ke esta longe da verdade…estes teoricos da treta fazem.me rir

    • Tec. Basico says:

      O Joao, se para ti 170€ não são nada, aranjo-te a conta de muitas pessoas que ficariam contentes com esse valor para ajudar o dia a dia.
      Deves ser um daqueles que tudo lhe foi dado sem o minimo de esforço. …pfff

      • Joao says:

        Comecei a trabalhar aos 18 nas ferias enquanto o resto se divertia. Continuei a trabalhar durante a universidade para pagar as minhas despesas. Agora, sei bem é gerir o meu dinheiro. Nao te vou dar licoes de como o gastar que cada um sabe de si. Smartphone hoje em dia é a ferramenta mais importante de trabalho e lazer. Cada um tem as suas prioridades….mas ter um smartphone 4.4 é pior que ter um smartphone sem android. Se é so para dizer ke tem….isso é pior do ke nao ter….ou seja dinheiro mal gasto. Eu tenho um android 4.2 no trabalho para testar as apps ke fazemos em aparelhos antigo…ate me doi quando trabalho nele…a produtividade diminui ao ponto do desespero. Se for so para telefonar mais vale ter um de 10 euros…para os ke que dzem que ha muita gente no limiar da pobreza…a resposta é a mesma. Telemovel de 10 euros é o indicado. quem nao tem dinheiro nao tem vicios….

  3. Daniel says:

    O João come a xixa e deixa o pão
    Não sabes o que dizes não é o android que põe o telefone lento é o hardware ( o proprio telefone) tenho um p8 lite que é um desespero. E um ulephone de 70 muito mais fluido.
    Mas têm atenção que muita gente não pode gastar em telefones e é prático não é fundamental?

  4. Luis says:

    Eu tenho um p8 lite huawei e funciona muito bem comparado com outros da Samsung.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.