PplWare Mobile

Facebook explica finalmente como funciona o algoritmo da rede social


Fonte: Facebook

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Pedro Ferreira says:

    O maior problema destes redes sociais é o enorme conteudo publicitário. Talvez não devessem ter crescido tanto. O que me chateia não é o que outros publicam, é as coisas que me tentam impingir (anuncios e afins). E isso, compreensivelmente, só conseguimos desligar quando fechamos a conta. Foi o que fiz.

    • Pedro says:

      Se o uso é gratuito, há que ter fontes de rendimento. Uma delas sendo anúncios.
      Facebook é um negócio como outro qualquer, se não faz dinheiro vai abaixo.
      Propõe-lhes alternativas então 🙂

  2. Paulo Pinho says:

    Andamos todos(quem tem faceboock) a ser manipulados por uma escumalha que molda as mentes de quem se deixa moldar, tendo em vista o lucro. Talvez a maioria das pessoas aonda não se interrogou o porquê de o faceboock não ser pago, e o seu presidente ser um multimilionário????

  3. BlackFerdyPT says:

    E, pensam vocês que o Facebook vos irá revelar *tudo* o que este algoritmo realmente faz?

    Passou-vos ao lado a denúncia de há dois meses, de que o Facebook manipula as colocações de que não gosta? (“Facebook Insider Leaks Docs; Explains ‘Deboosting,’ ‘Troll Report,’ & Political Targeting in Video Interview”)

    E, não sabem vocês também que funcionários do Twitter, por exemplo, já foram apanhados a admitir que têm um algoritmo de censura oculta, que esconde os tweets de contas que sejam alvo do mesmo? (Procurem pelo termo “shadow banning” na imprensa alternativa – e também pelas filmagens obtidas pelo “Project Veritas”.)

    Mas, sobre a questão mais abrangente que tudo isto levanta…

    A única maneira de se estar bem informado, é sermos nós próprios a vasculhar a variada imprensa que existe, à procura do que é de interesse – sobretudo na imprensa que o poder estabelecido denigre ou nos diz para não ler – e nunca deixar que sejam outros a escolher por nós o que devemos ou não ler (pois, este último processo pode sempre ser alvo de *manipulação* oculta).

    A mais importante informação a que eu próprio já tive acesso, foi sempre fruto desta procura própria – e obtida até em sítios recônditos da Internet. Informação esta, que dada à sua seriedade e gravidade, torna-se óbvio porque razão nunca poderia ter sido publicada nos média detidos pelo poder económico-político estabelecido, ou ditos “de referência”.

    Ora, junte-se a isto o facto de que o Facebook irá assumidamente começar a censurar informação de que não gosta (como a que denuncia os malefícios das vacinas) e é garantido que, se já é numa sociedade de alienados que vivemos, ainda mais alienados ficarão todos os utilizadores desta rede social, sobre o que realmente se passa no mundo à sua volta.

    Facebook: a rede social dos descendentes de quem encolhia os ombros face à Censura do Estado Novo, se sentava contente na sua sala de estar a ouvir as “Conversas em Família” do Prof. Marcello (o que era para ser padrinho do actual) e de quem, desprovido de sentido crítico ou possuidor de uma inteligência equivalente à duma criança, precisa duma figura paternal que lhe diga o que deve ou não ler.

  4. Spoky says:

    Porque é que eu vejo mais publicaçoes de paginas do que amigos? Lol?

  5. martins says:

    Muito bem, assim baixa-se ainda mais a incerteza associada à atuação do algoritmo, otimizando os perfis. Boa medida… interna.

  6. Cesario Evora says:

    Facebook , claro e transparente na mesma frase é o mesmo que dizer Benfica , sinceridade e honestidade , só mesmo para rir e alto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.