Quantcast
PplWare Mobile

Disney+ chegou a Portugal: Os filmes e séries originais a não perder

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. disneyboa? says:

    Na minha OLED C7 ainda não existe a app disponivel para download

  2. King Baniram says:

    Havendo Netflix e TV cabo, porque razão a “Disney” achou que iria angariar muitos clientes?
    Só um pai riquinho é que vai pagar para ter este serviço, e mesmo assim… Com tantos serviços de streaming, este é mais um que nao vai ter saida.

    • Jamaral says:

      É para outra gama de publico. A chancela Disney é um garante de ausências de excessos seja em imagens seja em linguagem.

      Hoje é dia são incapazes de realizar um filme sem incluírem cenas de sexo, umas mais explicitas que outras, muitas vezes apenas de forma gratuita sem em nada contribuírem para a narrativa.

    • Sergio says:

      Tambem achava isso, mas um dos meus melhores amigos que trabalha na Fox e responsavel agora por este lançamento, falou-me de alguns dados.. e vais ver que ter muita subscriçao.
      A publicidade mexe com muita coisa.

      ainda assim, do ponto de vista do utilizador ter mais uma plataforma é ridículo .. por isso é que cada vez mais pessoas aderem a serviços piratas

      • King Baniram says:

        Certo, a audiencia vai sempre ter, mas nao é a desejada.

        Pelo menos em Portugal, quem suporta pagar 15€ netflix, +10€ de disney, +20€ de sportTV, +10 BTV, +30€(o minimo que as operadoras cobram e a maioria dos clientes nao paga o minimo, paga bem mais). Tens ai 85€ só em TV+net, fora o telemovel que nao tá incluido nos packs minimos dos operadores. 100€ por mes para teres conteudo, acho que é demasiado dinheiro para uma familia tradicional.

        A Netflix veio cedo e conseguiu apos um tempo trazer conteudo atualizado, duvido que alguem troque a Netflix por outro concorrente, e falando em Portugal, mais duvidoso é manter 2 serviços, sendo que 1 deles é exclusivo para crianças…

        • SB says:

          Simples: 1 mês Netflix papo as séries todas que quero…
          Cancelo, depois 2o. mês HBO e vejo o que quero e assim sucessivamente! As séries quando saem ficam na plataforma algum tempo, por isso é deixar sair, ver e depois trocar…

          • Woot! says:

            A maioria das pessoas não está sentada em casa sem fazer nenhum para papar as séries “todas” num mês.

          • SB says:

            pronto, ainda bem que não somos todos a maioria… nem tudo na netflix , na HBO ou qualquer serviço stream é interessante para mim. se num mês conseguir ver 4 ou 5 series que quero ver na plataforma, já dou o dinheiro por bem investido. agora subscrever tudo de uma só vez fica pesado, para mim claro!

        • Tony Costa says:

          Tem razão, o mundo de serviços de streaming esta bastante fragmentado e para os preços que pedem cada um é dificil uma quota de mercado significante neste pais no qual os ordenados e poder de compra são uma miséria…. e muito mais neste período dificil…… Tenho Netflix e já chega, já tenho bastante contas mensais para pagar quanto mais pagar por mais serviços. Sim gostava de ter, mas muitos tugas não a nadar em dinheiro neste momento.

        • José Fonseca Amadeu says:

          Por essa ordem de ideias faltam aí N serviços, elevensports, amazon prime, apple tv+, hulu, etc, para ter acesso a todos os conteúdos.
          A verdade é que isso pouco importa, as pessoas subscrevem os serviços nos quais está o conteúdo com que mais se identificam, depois pontualmente podem subscrever um ou outro para ter acesso a outro conteúdo.
          No meu caso tenho capacidade financeira para ter esses serviços todos, opto por ter apenas o que consumo quando consumo e ir mais uma vez por mês ao ramiro 😀

        • Paco says:

          Tenho já há algum tempo o serviço Netflix e pagava 13,99€.

          Como queria o também o Disney+ mas não queria abdicar do Netflix, baixei o pacote de 13.99€ para 10,99€ (FullHD para mim é suficiente). Poupei 3€.

          Aderi à promoção da Disney+ por 59,99€ anual, o que dá 4.99€ por mês. Menos os 3€ que poupei da Netflix fiquei com o serviço por 1.99€ por mês.

          Assim, tenho os dois serviços Netflix e Disney+ por 15,98€, o que dá 7,99€ por mês, por serviço.

    • Hugo says:

      Eu subscrevi… Pagámos 60 euros para um ano, dá para 4 pessoas. Fica a 1,25 euros por mês. Só pela quantidade de material da National Geographic compensava.
      Realço o facto de ter muito material com os extras do bluray.

      • Woot! says:

        Mas os putos já trabalham para fazer parte da divisão das contas ou compraste com amigos?

      • rodrigues says:

        Acabo de inserir a App no meu tv Android e algures por lá informa que pode ser visto, simultaneamente, em 4 dispositivos diferentes mas dentro da mesma rede… Confirma que é possível em 4 dispositivos diferentes em 4 redes diferentes?

    • Asdrúbal says:

      A concorrência é boa e recomenda-se.
      Não quereríamos estar dependentes dum monopólio da NetFlix (nem de nada, já agora), por isso bem vindos estes serviços.
      O que vai acontecer, é que ao longo do tempo muitos terão que desaparecer e depois o mercado é “governado” pelos melhores e mais fortes

      Falando da Disney+ em específico,
      1. Eles vão fechar os canais nas operadoras (já aconteceu noutros países onde o serviço já existia, aqui não será excepção), depois quem quer conteúdos disney, no por stream;
      2. No próximo ano vão agregar o catálogo mais “adulto” da FAX num serviço com o nome STAR;
      3. No Disney+ vão existir muitas séries e outros conteúdos exclusivos, para “agarrar” os Fãs de Starwars e Marvel, por exemplo
      4. Daqui a muito, muito, muito pouco tempo, os canais temáticos tal como os conhecemos (Hollywood, Fox’s…, AXN’s e por ai fora) vão deixar de existir e as operadoras ou vão criar serviços de stream proprietários, ou vão “oferecer” estas plataformas incluídas nas suas ofertas

      Resumindo, respondendo à tua questão, faz sentido?
      Faz! ai faz, faz… ai não que não faz…

    • Athomic says:

      Adoro a classificação de “pai riquinho” quando o serviço custa 69.9€/ano…deves ser comunista…

      • Woot! says:

        A questão é que quem compra a Disney+ provavelmente já tem outros serviços subscritos e penso que foi ai que ele se referiu a “pai riquinho”.

        Porque se todas as empresas começarem a cobrar por serviço rapidamente tens 10 serviços distintos a 5-7€ por mês cada um + a box e quaisquer conteúdos premium que ai tenhas subscrito.

        A Disney eventualmente vai cancelar o Disney Junior e o Disney Channel e ficas sem conteúdo Disney para os miúdos, subscreves. Depois o Panda cancela os canais Panda e lança um serviço, subscreves. Estás a ver onde isto vai parar certo?

      • King Baniram says:

        @Athomic, comunista porque? Por achar caro 60€/ano para os putos terem conteudo que nem ligam muito? Os putos papam tudo e nao precisam de andar a escolher e os que escolham ja mexem no Youtube. O meu sobrinho com 2 anos ja sabia navegar melhor que eu!

        Ate te digo que sou apoiante do Chega, logo estou muito longe de ser comunista, apenas partilho da mesma opinião do Woot!, que tem uma visão clara sobre a transformação do mercado.

        Quando pagares 7€ por mes(por cada serviço), para acederes a tudo a que tens a “borla” por 30€, logo choras um bocadinho e dás razão, mas o mais provavel é meteres um telemovel na mao do puto e ele que seja feliz no Youtube LOL

    • JJ_ says:

      Primeiro aspecto é que temos de pensar que este serviços, regra geral, tem origem nos EUA onde o mercado esta bem diferente.
      Lá existem muito mais canais premium e cada vez mais serviços destes. Por exemplo, por cá quem quis ver a Guerra dos Tronos, bastava ter um serviço por cabo com SyFy. Nos EUA tinha de subscrever HBO.

      No caso do Disney+ já existe a quase 1 ano, e por ter saída é que esta a expandir para outros países.

      O que irá acontecer nos próximos anos, será surgirem cada vez mais serviços deste tipo. O mercado nos EUA esta em crescimento. Depois, estes serviço vão ser reduzidos a 4 ou 5, ligados as maiores empresas de broadcasting.

      Ficará o Netflix, porque já ganhou um estatuto muito grande. Ficará o Disney+, porque é dos maiores grupos de broadcasting que existe, com muito conteúdo de alta qualidade e é uma marca que atrai publico. O da Apple, talvez se aguente, não pelo conteúdo original, mas o peso da marca, começando agregar conteúdo de outros canais. O mesmo será com o da Amazon Prime, que será mais um onde irá agregar conteúdo, e mantém-se por causa de todos os serviços associados que trás consigo. Depois ficam mais um ou dois serviços deste tipo. O mais certo, por exemplo, é o serviço HBO fechar, e espalhar o conteúdo por uma dessas plataformas.

      Logicamente que esta alteração do mercado, irá fazer com que os operadores alterem a sua abordagem.

  3. Jamaral says:

    Uiii… e nenhuma referencia ao Star Wars?

  4. eu says:

    Essa seleção é no mínimo rídicula. Mais parece um serviço não pago.
    Quer dizer, Star Wars devia de ser a referência número 1.

    O Disney+ peca por ter chegado muito tarde.
    O timing é importante e o Netflix ao longo destes anos, fez carteira de clientes.

    Não estou a ver a grande maioria ter os 2 serviços pagos em simultâneo e largar o Netflix para o Disney também não.

    • José Fonseca Amadeu says:

      São coisas diferentes, no meu caso pessoal contratei o serviço da disney+ assim que este saiu, usei durante 2 a 3 meses, continuei a pagar outros 3 sem usar, cancelei quando vi que não ia voltar a usar.
      Agora caso me apeteça ver alguma coisa do catalogo deles, subscrevo 1 mês e cancelo, só o fiz 1 vez ainda, tirando The Mandolarian o resto apenas é para “reviver”.

    • Asdrúbal says:

      Tem calma rapaz…
      Eles vão adicionar novos conteúdos com o tempo (a NetFlix não nasceu com o catálogo que existe hoje)
      Por um lado, vão agregar já no próximo ano os conteúdos da FOX, depois estão já a ser produzidas algumas séries exclusivas para a plataforma, por ultimo, estão a negociar os direitos de transmissão, para poderem adicionar ainda mais conteúdo da casa.

      Mas se não te chega, tens as 21 temporadas dos Simpsons que já te dá divertimento suficiente para aguentar a quarentena, abraço

    • JJ_ says:

      Apesar do artigo não mencionar, tu tens praticamente todos os filmes do universo Marvel e Star Wars.
      Ora vê o catalogo: https://www.magazine-hd.com/apps/wp/disney-plus-portugal-catalogo/17/

  5. 12 Monkeys says:

    Concordo com eu.

  6. Carlos says:

    vejo toda e qualquer serie e pago zero.

    • Asdrúbal says:

      Também trabalhas de borla para o teu patrão, certo?
      Ou no caso se seres tu o patrão, não cobras nada aos teus clientes, pois não?

      há pois é… desculpa esqueci-me… ainda estudas e é o teu velho que paga…
      (um dia vais perceber como é f0dld0 roubar o trabalho dos outros)

      • Paulo says:

        Tem razão. Se queremos ver, temos de pagar. MAS, os meus euros não valem o mesmo que os dólares ou por que razão tenho de esperar meses para ver séries ?

        • Asdrúbal says:

          Não tem a ver com euros versus dollars, mas sim com “direitos” e com “rentabilidade”

          Repara, porque é que alguém vai distribuir um conteúdo numa zona em que existe um operador de TV/Cabo; uma distribuidora; um video clube; um operador de cinema; um “Cristiano Ronaldo”; um whatever… que pode pagar mais para ter o exclusivo durante algum tempo?

          Outros pormenores tem a ver com os custos de operação, por exemplo, uma série tem que ser legendada antes de ser exibida (em portugal) e isso tem custos. Achas que vale a pena ter esse custo com uma série que ainda não está confirmada a sua rentabilidade noutros mercados? estes gajos fazem estudos não é ao calhas…

          Tudo isto é para rentabilizar o investimento e, no fim do dia o objectivo de TODOS é o mesmo, o LUCRO (e quanto mais melhor, não é pecado nenhum)

  7. Sergio says:

    Hbo, nextflix, amazon prime, disney, tvcine, youtube.. podia estar aqui a citar mais sem ir à musica e ao futebol

    Para quem é fã de filmes e series, só resta uma solução .. nao assinar nenhum deles

    • José Fonseca Amadeu says:

      Para quem é fã de séries, Hulu, para quem é fã de filmes, Apple TV+.
      O maior negócio será quem fizer um serviço que agregue todos os serviços de streaming debaixo de uma unica mensalidade e ainda ter um movie pass incluído.

      • Woot! says:

        Applet TV para filmes? O conteúdo é muito fraco…pelo menos da última vez que experimentei. Que files tens na Apple TV de jeito neste momento?

        • Vítor M. says:

          Apple TV+ tem poucos ainda, isso não há dúvida, até porque é um serviço recente e que, no auge do seu desenvolvimento, a Apple (junto com os parceiros) teve de parar a criação de conteúdos. Contudo, as séries que produziu, assim como os filmes, são de altíssima qualidade. Séries como The Morning Show, For All Mankind, See, Servant, Little America ou Amazing Stories são logo conteúdos de agarrar e seguir com vontade. Mas é pouco, tem de haver muito mais. Estão a aparecer agora, por exemplo Greyhound, um original Apple com Tom Hanks é muito muito bom. The Banker é outro que prende, com uma mensagem muito interessante.

          Uma série que gostei particularmente foi Home Before Dark. É um interessante drama que a cada episódio suscita dúvidas sobre o que estamos de facto a ver.

          Além destes, há mais, mas que não vi, mas mostra claramente que está a crescer. Claro, longe do Netflix, longe a HBO, longe a Disney+ mas tem bom material.

        • José Fonseca Amadeu says:

          Em questão de conteúdo proprio basta o Greyhound para ver o compromisso que estão a fazer, não tens nenhum serviço de streaming que tenha conteúdo proprio sequer com 1/10 da qualidade e do investimento do Greyhound, a Apple quer levar o cinema para dentro de casa e não apenas pegar em plots série B e fazer filmes para ver enquanto se está no scroll das redes sociais.
          A experiência de cinema tem de ser 100 vezes superior ao que a Netflix enfia pela guela dos seus subscritores.

          • Woot! says:

            @Vítor M
            @José Fonseca Amadeu

            Por acaso vi o Greyhound e sinceramente não gostei muito. Há partes do filme que a edição parece que foi forçada, e notei algumas explosões um pouco “fakes” entre outras coisas. O CGI do filme não era o melhor para um filme que gerou tanta notícia e hype.

            O Tom Hanks faz sempre um bom papel e sinceramente nem consigo imaginar este filme sem ele. Seria um flop.

            A única coisa “boa” do filme é o facto de ser direto, é um filme de guerra e tens guerra. Não há 40 minutos para explicar a história deste e daquele personagem. É bom para quem gosta de filmes de guerra. É péssimo para quem não gosta.

            A avaliação que fiz do filme no IMDB foi de 5*. Está ali no meio termo.

          • Shout says:

            Mas vocês estão cegos??….para fazer o Greyhound é uns dias à volta dos computadores e malta a filmar com pano verde atrás banalidades e textos circusntanciais de cenas de batalhas navais.
            comparem por ex com….Narcos, Stranger Things da Netflix…e podia dizer muitos mais.

          • José Fonseca Amadeu says:

            Narcos e Stranger Things são séries, tens de comparar alhos com alhos, qualquer filme netflix não passa de um filme série B com budget serie A, isso até poderia ser algo bom, back in the day lembro-me de ver muito filme série B que adorei.

            Falando dessas coisas, stranger things não passa de um kids show, Narcos embora esteja bom é relativamente facil de fazer e é uma tematica já muito explorada. Netflix só teve uma série top notch até agora, Marco Polo, que tiveram de cancelar precisamente por falta de budget para o retorno que tiveram, o restante são series medianas/más ou séries das quais compraram os direitos a terceiros e colocaram o logo netflix.

  8. Luis Henrique Silva says:

    Para quem diz que star wars não está, acabei de subscrever e está lá tudo…….

  9. Cubano says:

    Satisfez-me. Não se diz “satisfazeu-me”…
    Cumprimentos

  10. SANDOKAN 1513 says:

    Mais 7 euros por mês para outro serviço ?? Não,dispenso. 🙂

  11. Fantasma says:

    Não me tinha apercebido que por cá não iriam estar os episódios todos do Mandalorian disponíveis.
    Ha algum canal cá que os esteja a dar e é uma questão de licenciamento?

    • JJ_ says:

      Apenas foi dado o primeiro episódio nos canais da FOX.
      Não existe qualquer indicação que venha a passar em qualquer canal.
      O Mandalorian é a serie de proa do serviço Disney+.

    • Asdrúbal says:

      Segundo percebi, vão lançar um episódio por semana
      (li algures que foi assim noutros países, carece de confirmação)

      Abraço

    • Peace says:

      Os restantes vão sendo disponibilizados semanalmente.

    • Fantasma says:

      Sim, terá sido isso que aconteceu noutras regioes.

      Penso que este método não seja usual na Netflix, acho. Havendo já produção feita, e a menos de questões de licenciamento (que não haverá, em princípio, em produção própria), todas as regiões estarão sincronizadas.

      Mas cada um é como cada qual. Poderá ser uma maneira de “dificultar”, nalgumas produções o “toca e foge” (subscrever, consumir e cancelar).

  12. JJ_ says:

    Para já olho para este serviço, para um serviço tipo para contratar 1 mes e depois cancelar.

    • Luís Silva says:

      Eu olho como alternativa aos sites ditos piratas, eu também já fui da filosofia vou ver ao que é gratuito, embora ainda use pois há filmes que nem Netflix nem nada temos mesmo de ir por outros meios.
      Este. Relação ao Netflix é mais barato, pelo preço e ver até 4k é obra, e para mim até tem bastante conteúdo, Disney, Pixar, Marvel, star wars no qual sou fã. Este serviço para mim fica.
      Até para a criançada que vier cá a casa é bom.

    • Fantasma says:

      Igualmente

    • Asdrúbal says:

      Brevemente vem ai novas séries, especialmente as da Marvel que prometem muito e vão justificar o preço.
      Mas lá está… se calhar no primeiro ano não compensará (e eu já paguei os meus 59,99 a dividir com outros 3 familiares) mas cada um sabe de si, eu cá sou fã Star wars e Marvel

  13. Asdrúbal says:

    Não tem absolutamente nada a ver com a Disney+
    (nem com o que se tem estado aqui a discutir)

    Mas querem saber o que gostaria de ver em Live Action?

    “The defenders of the earth” (Mandrake + Flash Gordon + The Phantom + Lothar) e claro o sempre fantástico Imperador Ming

    Comic book series published by Star Comics (an imprint of Marvel Comics)

    Que acham?

  14. Anabela Pereira says:

    Amigos, não consigo sintonizar o novo produto na minha televisão. Alguém tem sugestões? Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.