PplWare Mobile

Tesla Model X incendeia-se e é consumido pelas chamas após um estranho acidente (vídeo)


Imagem: ABC Action News

Fonte: ABC Action News

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Quim says:

    Não sou fanboy nem nada que se parece, mas isto é um bocado forçado estar sempre a bater no ceguinho.
    Ontem um MERCEDES ardeu na 25 de Abril, mas nas noticias só referiam “Carro”, se fosse um carro eletrico, maioritariamente tesla, diziam logo.. “Carro eletrico/Tesla…”

    Em Suma, Carros ardem todos os dias, uns são a gasolina/diesel, outros a pilhas outros a gás (por acaso nunca ouvi nenhuma historia em carros a gás) … mas o que “vende” é o ódio contra os carros a energias alternativas, atualmente eletrico…

    • Ricardo says:

      Ó imagina se fosses fanboy. Um carro de 100 mil euros passa a vida a dar meeeee@ e ainda achas forçado?

      Aquilo é uma caixa em cima de rodas com tecnologia de ponta em conducao e baterias. Como carro, materiais é pior que um Dacia.

      • Quim says:

        Quantos videos queres de Ferraris e Lamborghinis a incendiarem-se sem ter nenhum acidente?
        Deixa-te ir com a manada mas não te esqueças das palas …

        E se achas que os materiais são piores que um Dacia, então é porque nunca entraste num, só pelas revistas.

        • falcaobranco says:

          Acho que o rapaz só está a falar porque é sempre um Tesla… sinceramente já deviam deixar disso… não falar de outros carros mas simplesmente deixar de falar deste tipo de noticias em que envolve, precisamente, só uma marcar… Tesla!

          Eu se tivesse €€€ era carro que comprava, sem duvida, mas já enjoa um pouco falarem sempre da mesma marca…

        • Diogo Carvalho says:

          +100

        • luis carreira says:

          Mas os casos dessas marcas que falaste é devido a quê? Todos sabem (ou a maioria) que não se pode estar a brincar com o acelerador desses carros nos semaforos devido ao sobreaquecimento do motor e é por isso que ardem (a maioria). Tambem há casos em que a linha de combustivel derrete e acontece a ignição da gasolina.

      • Paulo L says:

        Ricardo, dependendo do modelo, o Mercedes pode custar bem mais que um tesla, só que como é a gasolina está tudo bem, já estamos acostumados.

  2. Joao Santos says:

    Porra pplware isto é noticia cmtv por favor não o façam….

    “suspeita-se que talvez alguma gasolina estivesse a ser transportada num dos compartimentos do veículo”

  3. Rodrigo says:

    Esta semana incendiou-se do nada um BMW em França e um Seat em Espanha. Estranho não ter lido nada sobre isso aqui na Pplware. Mas como é um Tesla…

    • censo says:

      Comparativamente a essas duas marcas, quantos Tesla tens a circular nas estradas?

      • Nuno25 says:

        Censo, quando souberes quantos existem de cada, e quantos ardem de cada, podes fazer contas e dizer o que arde mais ou que arde menos… até lá é apenas um palpite sem significado…
        Como é obvio a noticia é o homem morder o cão(eletricos arderem)…
        Ninguem liga a noticias de carros com combustiveis a arderem… demasiado banal.. who cares?

        • Diogo Carvalho says:

          Para ser justo, para que todas as marcas sofram de má publicidade de acordo com os seus produtos, era necessário notícias de todos os carros que ardem.
          E já existem vários estudos a comparar os incidentes em ICE’s e EV’s e o que dizem é que um carro elétrico é melhor a conter o fogo (demora mais a propagar-se) o que resulta em menos mortes, e têm percentualmente muitos menos incêndios.
          And btw who cares about EV’s burning anyway.

          • Vítor M. says:

            Bom dia. Seguramente que o olhar atento aos incêndios não tem a ver com os outros, tem a ver com o próprio segmento. Comparativamente aos térmicos, o números de unidades vendidas é residual, se tiveres em conta as unidades na estrada de térmicos e elétricos verás que os incêndios nos elétricos são relevantes. Até porque é uma das maiores preocupações. Agora, desde que se começou a dar mais foco ao assunto, a Tesla começou a melhorar a tecnologia que protege as baterias, a Audi já recolheu carros para prevenir incêndios, a Nissan introduziu na última geração de baterias mais tecnologia de segurança e a BMW também aumentou a preocupação melhorando o excelente sistema que já possuía. Portanto, esconder os casos não ajuda, bem pelo contrário, da a errada sensação que nunca aconteceu.

            Este ou outro caso, como nos movidos a hidrogénio, será sempre motivo de notícia para se perceber se os sistemas podem ser melhorados, como podem ser melhorados e como se podem evitar determinados cenários, alguns que nem tem a ver diretamente com o carro elétrico.

            Abraço.

          • Diogo Carvalho says:

            Entao e não reportar os incêndios dos ICE não é fingir que nunca existem. Se há estudos que em percentagem dizem que há muitos mais incêndio em veículos de combustão ao menos é de referir nestes artigos a VERDADE que de facto os elétricos têm menos probabilidade de incêndio e que o facto de as baterias estarem encapsuladas em fortes barreiras de alumínio e outros metais previne a expansão rápida dos incêndios evitando em muitos casos mortes. Isto já não acontece em ICE’s que nunca ouvi falar de nenhuma tentativa de melhorar a tecnologia para prevenir incêndios.

          • Diogo Carvalho says:

            É claro que falar de ICE’s a arder não dá cliques e não dá dinheiro por isso os media (não só o Pplware) nunca os referem.

          • Vítor M. says:

            Diogo Carvalho reportar os outros não é motivo de evolução dado que o mundo está a virar para outro lado. Não deste conta, mas o importante é perceber se o que aí vem, mais concretamente os elétricos, estão ou não resolvidos quanto ao assunto incêndios. E, ao que parece, não estão. Mas vão estar, dado que se dá ampla importância a isso, até ia explicar o ponto de vista, mas vi que foste logo para o argumento cliques, coisa de malta com falta de cultura de diálogo.

            Portanto, mesmo que não gostes, vamos continuar a perceber e dar a conhecer estes incidentes e o que as marcas fazem para os resolver. Isso é o que nos interessa, a evolução da espécie.

          • Diogo Carvalho says:

            Os ICE não estavam resolvidos quando se tornaram no mainstream Podes ver os dados em baixo noutro comentário eu só não quero que aja um atraso na evolução para EV’s à conta do medo gerado a partir de artigos deste género a única coisa que eu pedia era que em artigos como este houvesse uma frase do tipo “apesar de os elétricos em combustão serem os casos mais mediáticos estes veículos continuam a ser os menos explosivos” não sou dos fundamentalistas que dizem que os EV’s são a melhor coisa do mundo, não têm muitas falhas desde a poluição causada pela atividade mineira dos componentes da bateria à falta de investimento de muitas marcas clássicas (BMW, PSA, Daimler). Mas para resolver estes problemas temos que incentivar o mercado e não assustar as pessoas inferindo que estão a conduzir uma bomba. O meu único problema com este artigo é mesmo este, e não é nada de novo, de facto aquela frase já é introduzida na maioria dos jornais ingleses/americanos.

          • Vítor M. says:

            Medo gerado é se estiverem a acontecer incêndios todos os meses. Se esconderes isso das pessoas, as marcas não se dão ao trabalho de procurar soluções. Um exemplo claro foi a posição da Tesla quando aconteceram, seguidos, incêndios espontâneos em Tesla na China e eles meteram logo mãos à obra. É um exemplo claro de como a informação e o conhecimento funcionam a favor do consumidor.

            Depois é estranho dizeres que os elétricos têm menos probabilidades de se incendiarem que os térmicos. Deveria ser assim, claro, porque estão a aproveitar décadas de evolução automóvel. Com isso, mais estranho é aparecer tantos a arder, estás a dar tiros nos pés.

          • Diogo Carvalho says:

            Tu sabes que engenharia de um carro elétrico e de um ICE é muuuuiiiitoooo diferente há muito pouco herdado num carro elétrico moderno à exceção do design externo. Basta saber um bocado e vê-se que são carros muito diferentes desde a mecânica aos matérias de construção. E mais a proveniência dos incêndios é completamente diferente e nos EV está limitada a impactos enquanto que os ICE podem começar a arder em movimento coisa que já presenciei.

        • censo says:

          O teu comentário teria mais interesse se tivesses respondido à minha questão, questão que fiz, ainda que tenha muito de retorica. És capaz ?

          • Diogo Carvalho says:

            Como já disse são praticamente 0 mas se te desse ao trabalho de ler o meu comentário saberias isso mas também que a percentagem é maior o que quer dizer que se divisores o no. de explosões de ICE’s pelo seu no. de veículos e fizeres o mesmo para Tesla vais obter um número maior. É a isto que se chama percentagem como falei no comentário a cima. Há muitos estudos que suportam isto!

          • Nuno25 says:

            Não sei quantos Existem de ambos em circulação no mundo. Mesmo sabendo quantos foram vendidos nos ultimos 20 anos de ambos… há algum sitio onde se possa saber quantos arderam?
            existem cerca de 4,8 Milhoes de Carros em Portugal, existem cerca de 12000 eletricos. dá uma percentagem de 0,25% ou seja uma razão de 500 para 1.
            Ainda que seja um exercicio muito limitado, consegues saber quantos carros de cada arderam em portugal?
            Sem dados concretos, voltamos à mesma… especulação….

          • Nuno25 says:

            Já houve alguma noticia de um eletrico a arder em Portugal? Tentei procurar não encontrei nada…

          • Diogo Carvalho says:

            Só alguns factos para não dizerem que é tudo infundado: “in the U.S. about every 1-3 minutes, which totals about 174,000 vehicle fires a year. ” “It says the best comparison is fires per 1 billion miles driven. It says the 300,000 Teslas on the road have been driven a total of 7.5 billion miles, and about 40 fires have been reported. ” ” five fires for every billion miles traveled, compared to a rate of 55 fires per billion miles traveled in gasoline cars”

          • Vítor M. says:

            O assunto que o Diogo não quis ter em conta, sabe-se lá a razão, tem a ver com outro ponto de vista. Isto de comparar carros térmicos com décadas de anos a rodar, comparar com veículos que são sujeitos a cargas (porque muitos dos que de incendeiam são comerciais, a grande parte mesmo) não faz sentido. Só nalgumas cabecinhas.

            Faz sentido é perceber qual a razão de haver elétricos, que têm “poucas” unidades no mercado (e praticamente todas nas mãos de particulares, salvo um nicho de comerciais, mas não são Tesla, taxista são de transporte de pessoas, estão na mesma linha dos domésticos), a pegar fogo. Seja aqui em Portugal, seja ao redor do mundo. Isso é que é importante perceber, até porque são motivos para as pessoas se preocuparem antes de comprar.

            Se se esconder o assunto, que parece que é o que o Diogo (e outros como ele) pretende, então estamos a prestar um mau serviço quer ao novo segmento de veículos, quer às pessoas que podem., mais tarde, ter estes problemas que não foram resolvidos atempadamente.

            Sim, se um tesla pegar fogo, ou um problema surgir num e-tron, ou outro qualquer, faz sentido dar a conhecer e vai ser dado, claro.

      • Diogo Carvalho says:

        Comparado com essas marcas ~0

    • Fintro says:

      Ricardo e tu és o quê estás a dizer que esse carro de 100 mil arde não vai á muito tempo á beira da minha casa acordei às tantas com um bmw de mais de 150 mil em chamas a estourar parecia tiros de caçadeira o teu comentário é de uma pessoa com raiva dos elétricos.

  4. Carlos Mogas da Silva says:

    Não sou especialista na matéria, mas tendo sido em Tampa, diria que era duma senhora que tinha ido ver o Magic Mike

  5. Miguel says:

    Sabem quantos carros a gasolina em Portugal se incendiaram esta semana?
    Vão ter uma surpresa se lerem um pouco, olhem que foi mais que 3 e não vi aqui nenhuma noticia…

  6. Bruno says:

    Então e a disel quantos se incendiaram???

  7. Tiago says:

    Isso é tudo marketing para a marca, o facto de anunciarem sempre como testa e outros não referirem a marca. Lol

  8. Realista says:

    Ainda à 15 dias ardeu um BMW no freixo…

  9. Jorge says:

    Onde está a arder não existe lítio, pode haver muita coisa, menos lítio, a bateria fica por baixo do carro desde a parte detrás do guarda-lama da roda da frente até à roda detrás.

    Já agora, ardem todos os anos, cerca de 175.000 carros nos EUA, com os números de eléctricos que já existem por lá, se os incêndios com eléctricos fossem tão comuns, como a imprensa quer fazer parecer, passávamos o dia a ler incêndios em carros eléctricos, qualquer pessoa com o mínimo de conhecimentos, bom senso e alguma inteligência, vê que os carros eléctricos têm muito menos por onde começar a arder que um combustão.

    Mas sim, este tipo de noticia é que vende….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.