Quantcast
PplWare Mobile

Multa de 7,48 euros por ter o banco do carro “não estofado”

PUB

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. MACnista says:

    Estofado????, mas quê com as tradicionais capas a cobrir todo o banco como antigamente aquelas a imitar a pele de ovelha??

  2. Não Interessa says:

    Não havia alguns carros desportivos que para se ajutar o banco, tinha que se andar a apertar e desapertar parafusos?

  3. a says:

    O funcionariado buscando roubar mais € ao portugues para alimentar o parasita!

  4. MACnista says:

    … é que qualquer dia estão a dizer-me que carro comprar… fosga-se!!! que é demais!!!

    • José Carlos da Silva says:

      Não existe qualquer tipo de argumento ou justificação possível. Está na lei. E, se está na lei, é para se cumprir. Ou não?

      • José Bonifácio says:

        Também está na Lei – artigos 48º. e 49º. do Código da Estrada – que não se pode estacionar em cima dos passeios e bloquear portas de prédios e, no entanto, estas infracções são o pão nosso de cada dia e ninguém é autuado… Afinal que leis são estas?

        Decreto-Lei nº 265-A/2001 de 28-09-2001

        CÓDIGO DA ESTRADA

        TÍTULO II – Do trânsito de veículos e animais
        CAPÍTULO I – Disposições comuns
        SECÇÃO V – Algumas manobras em especial
        SUBSECÇÃO VI – Paragem e estacionamento
        ———-
        Artigo 48.º – Como devem efectuar-se … …
        5 — Ao estacionar o veículo, o condutor deve deixar os intervalos indispensáveis à saída de outros veículos, à ocupação dos espaços vagos e ao fácil acesso aos prédios, bem como tomar as precauções indispensáveis para evitar que aquele se ponha em movimento.
        6 — Quem infringir o disposto nos n.ºs 3 a 5 é sancionado com coima de € 30 a € 150.

        Decreto-Lei nº 265-A/2001 de 28-09-2001

        CÓDIGO DA ESTRADA
        TÍTULO II – Do trânsito de veículos e animais
        CAPÍTULO I – Disposições comuns
        SECÇÃO V – Algumas manobras em especial
        SUBSECÇÃO VI – Paragem e estacionamento
        ———-
        Artigo 49.º – Proibição de paragem ou estacionamento
        1 — É proibido parar ou estacionar:
        … …
        d) A menos de 5 m antes e nas passagens assinaladas para a travessia de peões ou de velocípedes;
        … …
        g) Nas pistas de velocípedes, nos ilhéus direccionais, nas placas centrais das rotundas, nos passeios e demais locais destinados ao trânsito de peões;
        … …
        3 — Quem infringir o disposto nos números anteriores é sancionado com coima de € 30 a € 150.

        Pois é… o código da estrada é muito giro para uns e muito mau para outros…

        • Pedro says:

          Também está no CE que os taxistas só podem utilizar as paragens de táxi ou “praças de taxi” para estarem parados a aguardar clientes na via pública. Em minha casa, além dos dez taxis na praça de taxis, tenho outros dez à espera que haja vaga parados em cima do passeio. Quando confrontada com a situação, a PM, pergunta o que é que há de fazer. Aqui está. Mas as leis são para cumprir.AH… a constituição também diz que quando há uma violação das minhas liberdades e garantias – na ausência da força de segurança pública – eu posso recorrer à violência. Posso, portanto, andar a bater nos taxistas. Certo?

      • Paulo Martins says:

        Isto levanta-me uma dúvida o Ford GT40 2020 tem um banco fixo, são os pedais, volante e espelhos que se adaptam à posição de condução, segundo o que está na lei qualquer condutor deste carro pode ser multado.

        • Alves Pinto says:

          Nao porque se o carro foi comprado na União Europeia, então já cumpre os requisitos e exigências supra nacionais logo, o carro está legal mesmo que não se enquadre na lei portuguesa e se, por outro lado, dói comprado fora, ao ser legalizado para receber a matrícula europeia, teve de passar uma inspeção.

        • André says:

          Uma pessoa trabalha para ser roubada …..

      • alc says:

        Está na lei mas está errado! Para mais, leis do tempo da PIDE, deveriam ser tão validas como a PIDE que tb estava na lei!
        Há que mudar essa lei e muitas outras, que não são mais que estupidas!
        Enfim!
        Falta de que fazer do GNR….
        A foto do assento rasgado, está no JN!

  5. Abreu says:

    Essa tá boa! O guarda devia de ser um “amigo” do condutor.

  6. Matreco says:

    https://www.msn.com/pt-pt/noticias/portugal/mar-de-gente-na-nazar%C3%A9-pessoas-ignoram-medidas-de-seguran%C3%A7a-para-ver-ondas-gigantes/ar-BB1avorx?ocid=msedgntp

    Entretanto na Nazaré, um bando de inconscientes juntou-se para ver as ondas, mas aí a polícia estava apenas a “manter a ordem pública”. É este o poder que temos: forte com os fracos e fraco com os fortes. Não queiram comecar a pensar em mudar certas atitudes, depois admirem-se de movimentos extremistas comecarem a ter cada vez mais seguidores.

    • Tuga says:

      E o povinho maravilhoso que nós temos não devia já saber que não devia se aglomerar a ver as ondinhas ? Porque é que a culpa tem de ser das autoridades ? O povinho é inconsciente ou burro ? Para mim, ambas as resposta são válidas: inconsciente porque acha que as leis e regras são só para os outros, burro, porque a coisa agora vai dar mais forte e durar mais tempo e só vai ter de aguentar, depois de já ter tido a amostra que teve na primavera e nada ter aprendido.

  7. Jorge says:

    Claro que se fosse um “carro” todo podre, sem luzes funcionais e a deitar fumo por todo o lado, MAS conduzido por um membro de algumas etnias, o GNR metia a cauda entre as pernas e disfarçava a sua prosaica existência fixando o olhar noutra coisa qualquer … passarinhos, insectos, etc ….

    • Tuga says:

      E a culpa aí é de quem ? Da GNR ? Ou dos defensores das minorias, que coitadinhos, tem de estar protegidos porque…são minorias. Já te esqueceste do que aconteceu ao GNR que baleou o carro dos assaltantes identificados como pertencentes a uma minoria étnica sem saber que lá dentro ia uma criança ? E o que aconteceu ao cidadão dessa mesma minoria que levou uma criança para o assalto, para alem de ter concretizado esse mesmo assalto ? ?

      • PPP says:

        Então quer dizer o quê para o cidadão comum? Que temos que olhar para baixo e entregar a carteira sempre que virmos alguém de etnia diferente da nossa?
        Isso já farta de ser desculpa, AUTORIDADE é para isso mesmo, para inspecionar e regulamentar, eles só tem que fazer o trabalho deles e multar quem tem que ser multado! independentemente da etnia

      • Jorge says:

        Olá. Compreendo o teu ponto de vista, mas repara no seguinte: tal como eu, deves pagar impostos para entre outras coisas teres direito a SNS, Segurança e Justiça (não sei qual das 3 é a melhor anedota).
        Um “GNR” recebe um ordenado ao final do mês para cumprir as suas funções (“Pela Lei e pela Grei”). O “GNR” não é obrigado a ser “GNR”, pode mudar de emprego, tal com acontece a todos nós.
        Há alguns GNRs que merecem o meu respeito pela sua coragem e vontade de defender os “injustiçados”, mas infelizmente são uma minoria.
        Se fossemos aprofundar mais a questão, chegaríamos à conclusão que a cada vez maior falta de credibilidade na GNR , advém das suas acções desproporcionadas perante os “prevaricadores”, e na base destas acções desproporcionadas estão as ordens e linhas orientadoras do MAI que tem apenas dois objectivos: trabalhar para as estatísticas e angariar receitas.
        Fica bem, bom fim de semana.

    • ivan says:

      sem nada a acrescentar, ainda vem dizer que portugal e um pais racista…tanto parasita que vive a custa de quem trabalha e sao esses mesmos que se queixam de racismo e descriminacao, ganhem nocao que enquanto uns acordam de manha para ir trabalhar e por comer na mesa outros tem rendimentos a pala dos descontos dos outros…depois tens estas situacoes se uma lampada do meu carro fundir e a policia passar por mim 100% de certeza que irei ser multado ou mandado parar por isso mas certas etnias ate sem luzes podem andar a noite com 10 tripulantes la dentro que ninguem os manda parar.

      E quem vier dizer o contrario ou nao vive neste pais ou tem medo de falar

  8. Há cada gajo says:

    A lei é para se cumprir. A lei é cega e assim tem de continuar. Não pode ser só para alguns. E não se pode invocar desconhecimento da lei. Não querem lei, mudem-se para a selva ou para a savana. A lei aí é outra…a do mais forte ! E aguentem-se !

    • Xlut says:

      Totalmente de acordo.
      Lei é Lei. É para se cumprir.
      O desconhecimento da lei não isenta da responsabilidade da mesma.
      A viatura não está de acordo com a lei, tem de pagar a coima.
      Se todos os outros que não cumprem a lei, estão sujeitos à coima. Se não tiveram coima, dêm-se com sorte e não reclamem (como este) por não cumprirem a lei.
      Cumprimentos,

      • Sergio says:

        Nem se pode considerar desconhecimento, o condutor quase de certeza que sabia que é uma irregularidade.
        Num centro de inspeção credivel nenhum carro nestas condições passa.

        • Guiné says:

          Eu passei com um R5 com o banco soldado. Tinha chumbado por causa dos pneus não serem iguais e o banco do condutor estar a mexer. Meti 4 pneus e soldei o banco. Remédio santo. Passou porque o banco já não mexia e disse ao “inspector”. Pneus escreveu o mesmo. Depois queria rectificar e eu disse que não valia a pena….

      • Robin says:

        E verdade lei é lei, mas só para alguns.
        Mas os que aplicam a lei não tem tomates para aplicar a lei pra cima. só pra vai.

      • alc says:

        EU tinha o assento do meu seat Ibiza rasgado de tanto romper e na inspeção nunca fizeram caso e nunca suspeitei de tal lei estupida… Ironicamente, vendi o meu carro a um GNR e ele lá foi todo contente com ele… E ou muito me engano, quase de certeza que ainda deve estar rasgado após 3 anos de o ter vendido!

    • Robin says:

      Verdade ! a Lei é cega, só consegue ver os fracos e tesos !
      Os outros nem os vê.

  9. CA says:

    Como é que este palerma tem passado nas inspeçôes?

  10. Joao Costa says:

    E os veículos da GNR sem estofos, com as molas à mostra ?

  11. Dmtg says:

    Pela a pesquisa que eu fiz o rce é de 1954 e parece que foi substituído pelo atual código de estrada… Mas claro alguém entendido na matéria que se pronuncie

    • Pedro says:

      Código da estrada (CE) é uma coisa, regulamento ao código da estrada (RCE) é outra, não há substituição nenhuma.

      • Miguel says:

        ahahahahahahahahah

        • Pedro says:

          Mas hahaha o quê?! Não sabe aprenda e não é com o que lê na Internet..

          • Miguel says:

            Fico à espera que me indiques onde posso encontrar o regulamento do código da estrada de 1954 e o código da estrada de 1954 para verificar que são duas coisas distintas

          • Pedro says:

            Não estou a falar de 1954 estou a falar de 2020 e são duas coisas distintas, tal como o RST, tudo diplomas distintos. Não tenho que mostrar nada. Faz a experiência passa ao pé de um agente com competências de fiscalização de trânsito sem cinto, com as portas que não abram (ou como a notícia indica, banco não estofado) e passa um traço contínuo ou um semáforo vermelho ou laranja e vês a diferença dos diplomas…

      • Miguel says:

        “DL n.º 114/94, de 03 de Maio
        CÓDIGO DA ESTRADA
        […]
        Art. 2.º
        É revogado o Código da Estrada aprovado pelo Decreto-Lei n.º 39672, de 20 de Maio de 1954, bem como a respectiva legislação complementar que se encontre em oposição às disposições do Código ora aprovado.
        […]”

  12. Fernando says:

    Atenção condutores o estado tem orçamentado para o próximo ano 3,5 milhões em multas, para combater as perdas com o vírus. Por isso preparem a carteira que vem aí um dos maiores assaltos da história do mundo automóvel.

  13. Diogo says:

    Tá certo .. se perde na inspeção por ter o estofo nesse estado então também pode levar multa! Tal como pneus em mau estado etc…

  14. Emanuel Barros says:

    Quem deveria ser multado era o centro de inspeções.

  15. Mauricio says:

    Estupidez até parece uma coisa do outro mundo devia ser era de 150€

  16. jose falcão says:

    Jorge

    30 de Outubro de 2020 às 10:52

    Claro que se fosse um “carro” todo podre, sem luzes funcionais e a deitar fumo por todo o lado, MAS conduzido por um membro de algumas etnias, o GNR metia a cauda entre as pernas e disfarçava a sua prosaica existência fixando o olhar noutra coisa qualquer … passarinhos, insectos, etc ….

  17. Paulo says:

    Basta ter o banco roto, o que faz o banco não estar estufado em condições, seja em pele ou tecido, mas para ter levado multa devia estar bem degradado.

  18. Wolf says:

    Confesso que desconhecia, mas agradeço o artigo pelo valor pedagógico.
    O/a agente deveria ser condecorado(a).
    São estes cidadãos que estimulam o orgulho dos restantes.
    Outra questão: e se os condutores conduzirem rotos? E peões? Existem coimas?

  19. Joao says:

    tudo serve na caça à multa

  20. Robin says:

    A Policia sempre na liderança faz de policia e ao mesmo tempo faz umas perninhas seja como cobrador de impostos ou então assaltante a beira da estrada.

  21. marco says:

    agora não se pode circular entre concelhos o pai natal este ano tá lixado, então as prendas têm de vir de algum lado,ora quem é que vai pagar multas para os prémios?? o tuga que trabalha,é o que temos

  22. Joaquim Marques says:

    Simplesmente ridículo, esta não é a imagem que tenho da GNR.
    Quanto a este soldado, esta atitude diz bem seu perfil. Lá conseguiu, sabe-se lá como, entrar na GNR, na vida civil nem para servente deveria servir. em tempos idos seria a chacota da caserna, agora não sei.

  23. Guine says:

    Giro é eu ir a um centro de inspecção e o inspector colocou lá no papel, banco com folgas. Na 2a vez, o que fez??? eu, não disse que o banco não estava fixo soldei-o. Passou…

  24. Maximiano Augusto Miguel says:

    Parece que há muita gente que não sabe o Código da Estrada. O Art. 23º refere-se a Sinais Luminosos e tem sete alíneas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.