PplWare Mobile

Viu um carro com o dístico TVDE? Saiba o que significa


Fonte: Diário da República

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Pedro Carvalho says:

    Se o próprio nome e o conceito indicam, Tvde que é transporte em veículo descaracterizado, porque estão a caracterizá-lo através dos famosos disticos? Assim deixam de ser descaracterizados, e aí deveriam ter os benefícios fiscais inerentes.

    • Mateus Pinto says:

      Todos os carros que não são exclusivamente para uso privado tem que ter uma identificação para segurança do cliente ao saber que não é apenas uma farsa, além de que se um veículo privado passa a exercer uma atividade econômica, tem que ser identificado como tal.

      A questão aqui é que quem exerce tal atividade acha -se no direito de a exercer com todas as vantagens e zero desvantagens. Querem ganhar dinheiro, passar a perna aos taxistas, não ter que levar identificação ou seguro para a atividade e se possível, nem pagar licença ou impostos. Foi assim que começou mas não é assim que vai acabar. Outra coisa que seria de exigir a todos os que exercem tal atividade (taxistas incluídos) era um curso de civismo e boas maneiras pelo menos cada 4 anos, já que não abunda no setor…

    • GM says:

      Para se destinguirem dos outros veículos descaracterizados. Além de que se ocorrer alguma infracção, torna-se mais fácil identificar o veículo/profissional.

    • Sicrano says:

      Não disfarças o carro do taxista. É sempre um táxi.Neste caso são placas amovíveis pões e tiras como necessário. Não vejo o problema. Se achas mal por causa do estatuto, faz a placa em pele…

      • LIGADO says:

        HEHEHEHHEHEEHEHH!!!!!!!!!!
        TÊM A MANIA DO ESTATUTO E DEPOIS ANDAM EM CARROS ALUGADOS CONDUZIDOS POR NÃO PROFISSIONAIS QUE SUSTENTAM TODA A PIRAMIDE
        AI DE QUEM TEM OLHOS E NÃO VÊ
        NÃO PASSAM DE TRANSPORTE DE POBRES

    • LIGADO says:

      POIS, SE NÃO ASSIM TODOS SABEM QUE TRANSPORTA PÉ RAPADO E LÁ SE VAI O FINGIMENTO
      de mostrar aos outros o motorista particular de mentira hehehehehe!!!!!!!

  2. pedro says:

    já começaram a complicar com licenças e taxas e autorizações, etc !!!!! criam-se dificuldades para depois de vender facilidades !!!! esta é a génese da corrupção … na qual Portugal é “expert” !!! isto deixaram de ser veículos descaracterizados ….. é a hipocrisia transformada em Lei ….

    • pedro says:

      veja-se Portugal é o único país europeu que tem o ano do veiculo na matricula !!!

      • Louro says:

        Estás enganado.

        Nao tem é da mesma forma devido ao layout da matricula (tipo NN-LL-NN).

        Por exemplo no UK.

        Matricula SK68 NDK, corresponde a um veiculo registado na Escócia (S), Edimburgo (K), 68(Entre Setembro 2018 e Abril de 2019) e o NDK será letras Random para completar a matricula.
        Podes sempre usar uma matricula privada, que pode custar entre £30 e £500000 (+£80 para transferencia da mesma)
        dependendo de quao apetecível a mesma seja.

        Por exemplo a matricula F1, acho que foi vendida por £300k ou algo do genero.

        Nao vejo o problema de ter o ano do carro na matricula, nao sei qual é a razao para a mesma aparecer, mas também nao vejo problemas.

        • pedro says:

          estou mesmo a ver um “68” numa matricula no UK e dizer logo que o carro é “Entre Setembro 2018 e Abril de 2019” !!! hahahah

        • pedro says:

          não estou enganado, vou repetir “Portugal é o único país europeu que tem o ano do veiculo na matricula” … se não entendes o problema é teu !!!

        • Louro says:

          @Pedro
          Sim claro que as pessoas sabem, da mesma forma como antes de 1998, nao era obrigatório ter o ano e a maioria das pessoas sabia o ano de matricula pelas letras.

          Logo, sim estás totalmente engando e nao vejo problema algum em ter o ano do carro na matricula…ou será que querias comprar um carro de 2010 e dizer aos teus vizinhos que era novo porque o modelo ainda continua em producao?

          No UK ainda vais mais longe que isso, existem dezenas de aplicacoes e inclusivé o website da DVLA (IMT da zona) permitem que pesquises por matriculas, podes ver entao dados como ano, dia, mes em que o carro foi registado, podes também ver se tem inspecao e em que dia expira, podes ver se pagou road tax (equivalente ao IUC) e quando é que expira.

          Podes ainda ver o histórico de todas as inspecoes, assim como todas as anotacoes em todas as inspecoes, data, hora e local da inspecao, bem como quantas milhas é que o carro tinha naquela data.

          O que dá imenso jeito para quem pretende comprar um carro usado,assim já dá para ter uma ideia se vale a pena ou nao ir sequer ver o carro.

          Se pagares pelo check, podes ainda para além disso, saber quantos donos o carro já teve, se está em financiamento(bom para aquele pessoal que diz que compra carros novos a pronto e depois afinal passam fome para os comprar), se teve algum acidente reportado e inclusivé também histórico de manutencao (Quando feito na marca) claro).

          • pedro says:

            o ano do carro vem sempre no registo do mesmo, não é preciso estar na matricula !!1 a matricula devia ser um meio de fácil identificação perante terceiros !!! aqui ninguém quer enganar ninguém …. acho que é informação a mais … deves ser dos que acha que o NIF do proprietário e o seu estado civil também devia estar na matricula ??? a única coisa positiva que vi nos últimos anos foi deixar se ser obrigatório ter o selo da inspecção periódica no vidro frontal, porque os vidros dos carros já estavam a ficar com papeis a mais …. MAS DE QUALQUER MANEIRA TENHO RAZÃO, porque eu através da matricula normal, vou á net ou através de apps, consigo, por exemplo saber se o veiculo tem seguro e qual a companhia !!! posso também ir á Conservatoria do Registo automóvel e saber o histórico todo do automóvel ….NÂO PRECISO EM NADA DE TER LÁ O ANO NA MATRICULA !!!! se não entendes isto eu posso fazer-te um desenho ….

          • pedro says:

            Resumindo, as coisas querem-se é simples, funcionais e com algum sentido de estética, e a matricula apenas com 2 grupos de números e 1 grupo de letras (e letra do país) é mais que suficiente para identificar o veiculo para se poder ter acesso a toda a informação sobre o mesmo !!!

  3. PeterOak says:

    “Viu um carro com o dístico TVDE? Saiba o que significa”
    Afinal… o que quer dizer a sigla TVDE?

  4. Rodrigo says:

    Estão a mesmo a pôr a vida dos TVDE’s em perigo. Os fogareiros vão adorar saber que agora é mais fácil identificar a concorrência. Como não são lá muito inteligentes e punham-se a agredir qualquer um, o estado facilitou-lhes a vida.

    • LIGADO says:

      COITADINHOS!!!!!!!!!!!!
      APRENDAM A CONDUZIR E DEPOIS JÁ PODEM BRINCAR AOS PSEUDO-TAXISTAS JÁ QUE NÃO ESTÃO HABILITADOS PARA SEREM PROFISSIONAIS .
      QUALQUER BOSTA É MOTORISTA TVDE
      TENHO PENA É DE ANDAREM A TRABALHAR PARA OS OUTROS
      SÓ ELES NÃO VÊM DEIXEM PASSAR UM ANINHO PARA COMEÇAREM A PAGAR OS IMPOSTOS.

  5. jaugusto says:

    transporte em veículo? Atão seria transporte em k?

  6. JS says:

    Até pensei que era uma TV de Espanha

  7. nop90 says:

    Quer dizer então que agora os taxistas já não vão maltratar privados só porque têm um carro preto bem estimado e foram buscar um amigo ao aeroporto? Podem apontar a mira apenas aos TVDE? yeyy 🙂 🙂 🙂

  8. Rui pereira says:

    Que comentário mais foleiro.
    Deves pensar que todos os profissionais são iguais a esses?
    Em todas as profissões tens pessoas desse tipo. Que mania temos de por rótulos em tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.