Quantcast
PplWare Mobile

Carros Elétricos vão custar o mesmo que os a combustão a partir de 2025

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. SANDOKAN 1513 says:

    Por acaso também era o ano-(como meta),que eu penso que isto poderá acontecer,2025,ou seja,daqui a 4 anos.Era bom,vamos a ver se se concretiza.

  2. XneloX says:

    Sem pressa, vou aguardar que fiquem mais baratos que os a combustão

  3. TiGaSPT says:

    vao vao, vai haver a hidrogenio e é se quiserem

    • Tiago says:

      hidrogenio? quando as pessoas percberam que o hidrogenio fica ao mesmo preço que a gasolina é que vao perceber a banhada ahah eu fico cá com o meu eletrico que carrego em casa e não dependo de ninguem quando a EDP se lembrar de subir os preços meto mais dois paineis solares e está o problema resolvido

      • TiGaSPT says:

        entao fica com os teus carritos de brincar sem alma e autonomia nenhuma que eu fico com os meus a gasolina e a hidrogenio, estas pessoas vao nas modas e depois é o que dá

      • PTO says:

        Se fosse assim tão simples como tentas fazer passar…

        Para se fornecer energia para o consumo médio de uma casa e carregar um carro elétrico são precisos de cerca de 18 painéis fotovoltaicos que consigam gerar pelo menos 4kW/hora.

        Também é necessária uma bateria estacionária de pelo menos 20kWh para carregar o carro e para lidar com os picos de necessidade de energia.

        Além disso ainda se tem de juntar um inversor de corrente, o contador inteligente, o carregador e a instalação.

        Tudo isto fica por cerca de 14 a 16 mil euros.

        Ah, e precisas de ter um telhado bem grande para meter os 18 painéis.

        • RC says:

          Se quiser posso mostra-lhe a minha instalação com apenas 8 paineis de 395 wp cada, com um inversor hibrido e um mppt e com uma bateria com 22 anos.

          Tenho cerca de 10 kwh uteis na bateria e chega para pagar apenas 20 euros mês.

          Se quiser comprar por 10 mil euros eu vendo, para ser sincero nem metade custou.

        • RC says:

          Já agora, eu não costumo carregar o carro de noite, com os kms que faço basta-me carregar durante o dia de sabado e domingo, o resto tá assegurado.

          Não precisa de contador inteligente, basta que o sistema seja de injecção zero.

          E sim, telhado é que não falta.

    • TugAzeiteiro says:

      Hidrogénio?! LOL… já se abandonou isso em Sines…. só servia para ir buscar mais uns apoios Europeus, mas como esses apoios já não chegam, porque afinal de contas a produção, armazenamento e transporte não é ecológica, já foi tudo pelo cano a baixo!

    • RC says:

      Tal como já existe à 50 anos e nunca ninguém quis.

    • RC says:

      Já agora, veiculos a hidrogénio são electricos e também dependem de baterias.

  4. adbu says:

    Têm que ser mais baratos e ter maior autonomia

  5. Robin says:

    Quando chegar a hora do 2 dono, é que vai doer.
    ninguem está disposto a comprar um carro olhando para o preço das baterias.

  6. Rafilda says:

    Até 2025 não me doa a cabeça. Assim é fácil mandar umas coisas para o ar. Depois vem o afinal…..

  7. Sergio Anastacio says:

    LOL
    Claro que vão… Basta aumentarem os preços dos de combustão o suficiente!
    Paga Zé!

    • Jon says:

      Sabe que existe sempre a opção de ir buscar carros em exelente estado em 2 mão?

      • Pierre says:

        Sempre a comprar o que os outros não querem… somos pobres na europa, alguns, mas há que mudar a mentalidade do carro alemão… Aahhahahha

    • Eu says:

      Ora aí está..acredito numa maior subida nos a combustão do que numa maior descida nos electricos. É só ver a escalada de preços nos últimos anos. Comprei um kia ceed diesel versão mais equipada em 2012 por 24k€ ..o ano passado pediram-me quase 30k€ pela versão mais recente.. São 6000€ a mais pelo “mesmo” carro em pouco mais de 8 anos.

    • TugAzeiteiro says:

      Nem é preciso fazer isso… já viram os preços a que estão os combustíveis?! Qualquer dia a gasolina está a 2€ !!

  8. PM says:

    Para os próximos 10 anos, visto que as infra-estruturas ainda estão aquém do esperado para ter carro eléctrico, o que ainda vale muito a pena é mesmo o GPL. 0,70€/litro?
    https://www.komparing.com/pt/preco-gas-de-petroleo-liquefeito/porto

    • FreakOnALeash says:

      É o que eu guio e não fosse uma junta da colaça queimada aos 7 anos só tinha maravilhas a dizer do carro…embora não saiba se está ou não relacionado com ser alimentado a GPL ou não…também meti-me com um mecânico ladrão pelo caminho!

    • Vitolas says:

      Sim vale muito a pena, meto atualmente GPL a 0.63€, faco medias de 10 litros em circuito urbano o que curiosamente é o valor que a Citroen diz que a carrinha faz a gasolina lol mas, em auto estrada já consegui fazer medias de 7/7.5.

      Desde que usei o primeiro carro a GPL já não quis mais nada

    • Joao says:

      Eu comprei um Clio a GPL no inicio do ano. Estou muito satisfeito. A média do consumo é 10L /100km, pago menos de 65 cêntimos ao litro. Eu gosto dos elétricos, mas são muito caros para o meu bolso e não vejo que sejam práticos para quem mora em prédios sem garagem.

      • RC says:

        E quanto em gasolina ?

        • Joao says:

          Gasolina não sei, porque praticamente só ponho gpl, mas acredito que seja igual ao consumo de um clio normal a gasolina, deve andar pelos 7 ou 8 litros/100km não sei.

          • RC says:

            Não entendeu a pergunta, os clio bifuel consomem também gasolina quando andam a gpl, já vi relatos de que gasta um deposito a cada 2400 kms.

          • Joao says:

            Ok, não tinha percebido. O que me disseram quando comprei o carro é que os bifuel gastam gasolina no arranque, mas isso será só durante alguns segundos inciais após o arranque. O carro tem um botão com um mostrador para alternar manualmente entre o gpl e a gasolina. Eu tenho no gpl, mas durante alguns segundos após o arranque o mostrador pisca no lado da gasolina, até voltar ao gpl. Se gasta gasolina durante o andamento normal, não faço ideia, mas praticamente não noto o deposito da gasolina a baixar no dia a dia. Mas sim, gastando gasolina no arranque é inevitável que tenha que por gasolina, mas até agora pela minha experiencia, o gasto de gasolina é residual.

          • RC says:

            Não é só no arranque, é também na lubrificação das valvulas, alguns gpl usam lubrificante proprio, mas no caso da renaul e dacia usam a propria gasolina.

            Mas se não nota baixar é porque não é muito relevante, eu já tinha visto no fórum autogas que gastava um depósito a cada 2400 – 2500 kms.

  9. Jon says:

    Vai ser engraçado ver a malta toda a querer carregar a m€RDA das torradeiras no inverno com trevoadas como ontem houve… Aí ai mt malta vai ficar no prejuízo…. Eu e que não me meto nisso

  10. José Abreu says:

    Porque será que o ênfase é mudar obrigatoriamente para eléctricos e não mudar para uma mobilidade sustentável? A diversidade sempre foi a solução da natureza. Todos EV será aumentar a poluição.

  11. Ava Gina says:

    Sim mas também tem haver com inflação…

  12. Discover says:

    Em Portugal…..e tudo a subir….

  13. Samuel MG says:

    E eu ganho o euromilhões amanhã sem jogar 🙂

  14. AJ says:

    Bla bla veículo eléctrico a bateria, bla bla veículo eléctrico a hidrogénio… e o veículo elétrico a Bi-Ion!? Aposto que este irá ser o padrão da mobilidade num futuro próximo… bla bla terminado!

  15. ElectroescadaS says:

    Acho que é melhor investir num triciclo cabinado… 😀

  16. joca says:

    Não será o contrario? Com as normas de anti poluição e descida acentuada do CO2 nos veículos a combustão, os fabricante são obrigados a investir em materiais mais nobres e tecnologias, se queres continuar a vender sem terem que pagar multas, aumentando obrigatoriamente o valor dos carros.

    Ou seja o titulo devia ser, mesmo os mais básicos, os carros a combustão a partir de 2025 vão custar o mesmo que os elétricos.

    • RC says:

      O valor das baterias têm vindo a descer e bem, uma bateria para um nissan leaf e um renault zoe custava em 2014, 7000 e 8200 euros para as capacidades de 24 e 22 kwh, hoje os preços mantêm-se para capacidades muito superiores, ou seja, houve de facto uma redução muito significativa de preço.

  17. joao matos says:

    Incrível…’a queda no preço das baterias, que se espera ser de 60% ao longo da década’…com base em que variáveis se basearam para fazer este tipo de extrapolação? Gostava de saber. Nem a ‘malta’ sabe fazer previsões a um ano nesta altura do campeonato, quanto mais a 10 anos. Exemplos? Por exemplo o covid-19 ‘lixou’ as previsões a muitos ‘entendidos’ em vários segmentos de actividade, já para não falar dos ‘iluminados’ da Economia.

    • RC says:

      Deve ter sido mais, um carro como o leaf em 2010 custava 37 mil euros com uma bateria de 24 kwh, hoje compra por 33 mil compra um leaf com 62 kwh de bateria, quase 3 x mais.

      • PTO says:

        A bateria está de facto melhor mas o preço não desceu na mesma proporção.

        Penso que existe uma tríade que precisa de se equilibrar para tornar os carros elétricos a escolha natural dos consumidores.

        1 – preços cerca de 40 a 60% mais baixos do que atualmente;

        2 – Muito melhor autonomia e vida útil das baterias;

        3 – Massificação geográfica e evolução técnica dos carregadores;

        Acho que enquanto isto não convergir nesse sentido, a maioria das pessoas mesmo que queira mudar para um elétrico não o fará.

        Eu sou um deles.

  18. O SÁTIRO says:

    Tretas…..campanha do lobby elétrico ….

    E os milhares de milhões de euros que o ESTADO/governo cobra/rouba em SUPER IMPOSTOS sobre os carros a combustão???
    E outros milhares de milhões de euros nos combustíveis atuais?
    E ainda por cima dá subsídios aos elétricos…

    Onde vai bbuscar essa fortuna, acabando os de combustão e combustíveis,????

    E energia elétrica para os carros elétricos, se for verdade essa treta??? Onde se arranja..?

  19. Infinity says:

    OffTopic, relativamente a hibridos, neste caso na toyota, é necessario proceder a substituicao de baterias? É algo a ter em conta na compra de um carro usado.

  20. Daniel says:

    Muita gente aqui nestes comentários comprovam o efeito de Dunning–Kruger…

    Pplware, para quando sistema de comentários federado, para que não haja anónimos a conspurcar de lixo os comentários e tirar todo o gosto de ler a notícia e depois ir procurar na caixa de comentários alguns comentários informados mas só se encontrar patetas alegres anónimos a falarem do que não sabem? Já cansa…

    • PTO says:

      Realmente o sistema de comentários neste site deveria mudar.

    • sm says:

      Eu já me divirto com alguns comentários iluminados que, sempre que há notícias desta temática, resolvem despejar porcaria.
      É deveras interessante observar as emoções/reações de algumas pessoas perante um salto qualitativo na tecnologia prática, que já se observou no passado.
      No passado também houve certamente reações idênticas, como quando se mudou dos transportes individuais com recurso a animais para os de combustão interna, na altura.
      De certeza, certezinha houve “bocas” do tipo destas que por aqui se observa.

  21. Honda says:

    Ponham la todos a andar com essas porcarias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.