Quantcast
PplWare Mobile

Microsoft coloca o PC na Cloud e apresenta o novo Windows 365

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Zé Fonseca A. says:

    Isto já existe há alguns anos, apenas o estão a vender de forma diferente.

  2. PAULO SILVA says:

    Muito útil, dado funcionar em qualquer plataforma. Só falta saber os preços…
    Melhor do que andar com VPN’s e ficheiros na cloud.

  3. TóSousa says:

    Isto já era esperado, já se falava disso há muito tempo, não é novidade nenhuma.
    Eu acedo ao meu pc com qualquer dispositivo seja ele WIndows, mac, Linux, Android, Ios, qualquer coisa desde que tenha um cliente rdp. Até do PI me ligo.
    Isto pode ser bom para soluções mais ou menos std, mas não vai servir para a generalidade das pessoas.
    Quero ver a fazerem conferencia por Teams ou Zoom ou outro qualquer sistema de video …

    • Pedro says:

      Ficarias surpreendido se utilizasses citrix. Eu fiquei, mais não digo senão estrago a surpresa

    • Louro says:

      Espero que nao tenhas RDP aberto para o mundo, porque se tiveres nao deverá demorar muito tempo até teres uma surpresa.

      • TóSousa says:

        LOL, claro que está aberto ao mundo, mas se conhecesses segurança sabias que não há problema quando estás minimamente seguro, tens uma coisa chamada RDS Knight que bloqueia qualquer ataque força bruta ao rdp e tens routers com bloqueio por geolocalização….
        Há anos que tenho o rdp aberto ao mundo e zro ataques…
        É preciso é saber fazer as coisas
        Meu amigo são 35 anos de informática em cima do lombo…
        Citrix para quê? Isso ainda existe? Ainda andam com ICA? Citrix só para usar o Xenserver e, e…. já melhor.

  4. Elektro says:

    Can it run Crysis?

  5. Bruno Mota says:

    Do que li, não iria estar disponível para Linux, mas se assim for, tanto melhor.

    • Bruno Mota says:

      E funciona através de aplicativo,e não de navegador.

      • Asdrubal says:

        Devia funcionar pelo arranque da bios. O computador ligava, e ia logo ao servidor online, sem ser necessário abrir qualquer SO local, aplicativo ou browser. Isso sim, era outro mundo.

        • Master says:

          Algo que já existe a dezenas de anos portanto

        • PeterJust says:

          É possível por arranque de rede, se reparares na tua BIOS tens disponível o arranque pela placa de rede, basicamente a placa liga a um MAC na rede que será o servidor, mas foi algo que nunca vingou muito e não vai estar disponível nesta porcaria de certeza em que vais ter de ter um sistema operativo para lançar outro, basicamente isto é uma máquina virtual no Azure, nada de novo e com as mesmas limitações das maquinas virtuais atuais.

          • LarilasOS says:

            Não, não…vai ser pior… ao que parece, não vai correr as tradicionais aplicações…só corre coisas feitas pra isso! Seria bom ter um pc remoto com uma gráfica RTX 3090 com o Davinci Resolve instalado…mas…não é o caso!

  6. Samuel MG says:

    Se existir uma falha na ligação à “cloud” lá se vai o teletrabalho 🙁

  7. Ola says:

    Claro e ficam agarrados a mais um serviço pago…

  8. João says:

    Agora esta explicado o pq de tanta exigência restritiva sem sentido para atualizar a máquina pro Windows 11. Até a maior parte de máquinas novas não poderão atualizar. Isso eh pra te forçar a comprar essa online

  9. João says:

    Pode barrar os 2 primeiros. Mandei sem querer via cópia e cola

  10. Algo says:

    Daí a reforçarem a conta Microsoft, hum.
    Basicamente uma máquina virtual Chromatizada, lol.

  11. LA says:

    A nível de licenciamento, as empresas vão pagar pela licença do Windows 365 + os recursos da máquina virtual e pela licença Windows 10 / 11 instalado na máquina local. Isto só justificava se houvesse uma versão do Windows 365 com o licença gratuita, para a máquina local, só com o acesso via browser ao ambiente remoto, ou via aplicação de Remote Desktop.

    • A maníaca says:

      Aqui a ideia da MS é fazer mais dinheiro, logo o interesse não é que:
      – compres um PC cada 7 anos com licença incluída eterna (e pagas ao vendedor do PC)
      – actualizes peças ou até chaves baratas OEM de Windows
      – no final vendas o PC a alguém sem necessidades muito altas e essa pessoa já não necessita um PC novo nem licença Windows nova…

      e nisto a MS quase não ganha dinheiro

      mas o interesse é pagar tudo à MS durante décadas a fio, e como pagas mensalidade, nem notas que no final dos 7 anos saiu-te muitíssimo mais caro (e não vendes nada em segunda mão).

      Ora, qual a tua alternativa?
      – compras um bom PC
      – usas Teamviewer gratuito
      – se tens boa conexão (trabalho ou café com Wi-Fi por exemplo) podes usar por Remote, se vais num transporte público, voo, etc podes continuar a fazer o trabalho no PC presencial

      Mensalidades destas W365, office 365 etc saem a longo prazo super caro e ficas preso do ecossistema; logo tens uma mensalidade para jogar; logo uma pasta filmes, etc…. e no final de 5 anos já gastaste mais dinheiro.

      • Samuel MG says:

        Eis a minha alternativa:
        – Compras um bom PC
        – Mandas a MS e o seu OS para o bilhar grande
        – Instalas o Linux e o Wine

        Resultado só gastaste dinheiro no PC.

      • Tiago Marques says:

        Teamviewer gratuito utiliza-se 10 vezes desde o mesmo sitio e chau.

        Cada vez mais é preciso que exista uma alternativa ás soluções on-permises. Principalmente nas micro empresas e startups que precisam de diluir os custos no inicio e podem optar por outras soluções no futuro. Em rigor as subscrições passam a ficar mais caras a partir dos 3 anos. Contundo se pensarmos bem, as necessidades de uma empresa hoje não são as mesmas do que daqui a 3 anos. Outro aspecto é que hoje tens 3 colaboradores, amanhã tens 5 e se vier outro confinamento passas a ter 2. E as soluções de subscrição respondem muito bem a isso. Em conclusão, é importante que haja alternativas para as diferentes necessidades.

      • Zé Fonseca A. says:

        Depende, há diferentes entre CAPEX e OPEX.
        Maioria das empresas prefere fazer um OPEX destes do que comprar equipamentos e software a cada 3 anos CAPEX, a diferença é marginal e a diluição é muito importante.

    • Zé Fonseca A. says:

      E existe.

  12. Adeus says:

    E assim pagamos mais um serviço. Viva o capitalismo

  13. Antonio Correia Rodrigues says:

    Como resolver o problema em locais com internet de má qualidade, em que fazer um download ou upload de um pequeno ficheiro demora uma eternidade?

  14. Carlos Fernandes says:

    Se ainda fosse o office 365 para linux ….

  15. Chifrudo says:

    Ainda bem que investi umas massas na aquisição de acções da Micro.

  16. Bruno says:

    Algo esperável … já se estava à espera disto … e faz sentido, não ter um serviço a correr na cloud mas sim um sistema operativo completo

  17. Micas says:

    isto em alguns sitios que conheço com a qualidade de net que conheço, irá fazer maravilhas…

    é só rir

  18. adbu says:

    …mas esta oferta da Microsoft bem agora mudar o mercado
    BEM??

  19. TrasMontano says:

    E assim a MS apresenta um concorrente directo ao Chrome OS.

  20. Carlos Fernandes says:

    “Na base vamos ter máquinas com 1 CPU, 2 GB de RAM e 64 GB de armazenamento” podemos então entender que esta é a base minima para correr um windows (10 ou 11) com o office??

  21. Max says:

    Pois isso é para a Microsoft nos controlar melhor…

  22. carreira says:

    Sempre a mesma coisa o negócio é simples é microsoft’s que era vender espaço cobrando dinheiro na nuvem dá muito mais dinheiro do que vender o software

  23. carreira says:

    Sempre a mesma coisa o negócio é simples é microsoft’s que era vender espaço cobrando dinheiro na nuvem dá muito mais dinheiro do que vender o software

  24. F says:

    Só faz sentido se a MS conseguir garantir que é entregue ao utilizador final uma experiência semelhante à de um computador pessoal comum.
    Tudo está bem quando o novo é mais rápido que o velho…
    Alguém falou em latência total?

  25. LimpTuga says:

    Podem esperar por diferentes subscrições/preços consoante o espaço, desempenho e funções da máquina virtual. Quase que metia os quilhões no cepo em como isso vai acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.