PplWare Mobile

Dica: Como esvaziar a reciclagem do Windows 10 de forma segura


Autor: Pedro Simões


  1. DN says:

    Já à algum tempo que uso o EraserDrop.
    https://pplware.sapo.pt/software/eraserdrop-eliminar-ficheiros-de-forma-definitiva/
    Para além de eliminar a reciclagem de forma segura permite limpar o espaço vazio.
    E no final apresenta um relatório se houver erros.

  2. jorge says:

    Bom dia
    No texto aparece :
    Para isso basta que descarreguem e executem igualmente o ficheiro que preparámos.
    Onde está o ficheiro?
    Abraços

  3. Asdrubal says:

    Quando pretendo eliminar ficheiros permanentemente, simplesmente faço shift+delete, e nem passa pela reciclagem. Ainda assim, creio que é recuperável por aplicações, e antigamente existia o undelete para DOS, desde que o espaço não fosse sobrescrito por outros dados. Creio que essa aplicação deve apagar mesmo de forma irrecuperável – para quem achar importante apagar mesmo algo com medo de chegar um chico-espero e recuperar os dados, pode dar alguma utilidade.

  4. schwrink3r says:

    O ficheiro .reg partilhado funciona só com o ficheiro “sdelete.exe”, para funcionar com o “sdelete64.exe”, é necessário editar o .reg e alterar sdelete para sdelete64 na última linha!

    @=”cmd /c \”sdelete64 -p 3 -s \”C:\\$Recycle.Bin\\*\” && taskkill /f /im explorer.exe & start explorer.exe\””

  5. Alvaro Campos says:

    Num SSD não vai baixar a vida útil do disco já que irá constantemente escrever esses setores com zeros?
    Ou a aplicação não funciona assim?

    • Joao Ptt says:

      Vai baixar o tempo de vida útil. A gravidade dependerá de quantos ficheiros e de que tamanho. De qualquer forma os discos SSD devem ser mudados a cada 3 a 5 anos porque de qualquer das formas tendem a avariar de um momento para outro por completo de qualquer maneira… e a tendência é para não ser possível recuperar os dados com facilidade ou de todo.

      Muito pior que este truque para eliminar os ficheiros para os discos SSD são os browsers que estão constantemente a armazenar coisas no disco.

      • IDroid says:

        One leste que devem seu mudados de 3 a 5 anos? Sei que os ssd avariam sem aviso,mas a capacidade de escrita roda as várias dezenas de terabytes.

        Assim sendo, é uma pessoa analisar quantos dados foram escritos para o seu ssd,e se ainda estiver longe do limite, não se preocupar em trocar o ssd naquele momento.

        • Joao Ptt says:

          Baseado nas garantias que as marcas oferecem nas embalagens dos seus produtos, e em coisas que fui ouvindo ao longo do tempo.

          Existem truques que alguns discos/ marcas permitem fazer, por exemplo “reservar” espaço adicional que pode ser utilizado pelo disco caso comece a detectar problemas ou partes que estão a atingir o limite de utilização estimado.
          Existem até programas (SSD Fresh) que optimizam o computador para utilizar o menos possível o disco assim aumentar o seu tempo de vida útil.
          Mas por exemplo o Google Chrome e similares tende a escrever muito para o disco e tal desgasta bastante o disco SSD.

          Também existem diversos tipos de SSD… mas na prática é um pouco difícil afirmar que uns são melhores que outros em termos de durabilidade na prática… porque por exemplo a forma de ocupação da célula em teoria quanto mais informação estiver na célula pior, em especial quantas mais vezes a célula for escrita, mas por outro lado um bom firmware que gira bem a forma como tal seja feito, e que reserve um bom espaço de reserva poderá fazer com que um modelo supostamente pior acabe por durar mais tempo na prática… geralmente é preciso saber qual o tamanho, números de escritas que cada sector aguenta.

          Mas no final do dia, a SSD tende a morrer sem qualquer pré-aviso, e isso é o pior do SSD… os fabricantes deveriam ter incluído alguma forma de avisar com antecedência suficiente de que algo está muito mal e que a pessoa/ equipamento tem mesmo de mudar de disco porque o actual vai avariar em “x” tempo.

  6. OBS says:

    Executar como? Só dá ficheiro de texto, é para juntar à unha registry?

    • BA says:

      abres o notepad, crias um novo file com isso lá dentro, fazes save as e no nome file metes entre aspas o nome que queres .reg

      assim ficas com um “exe” que adiciona as entradas ao registo.

      Tal com ja foi dito acima, o codigo que se encontra no post é para sistemas 32 bits. Sendo que hoje em dia quase toda a gente usa sistemas de 64 bits deverás subsituir a ultima linha pela indicado pelo @schwrink3r (@=”cmd /c \”sdelete64 -p 3 -s \”C:\\$Recycle.Bin\\*\” && taskkill /f /im explorer.exe & start explorer.exe\”” ) caso se aplique ao teu sistema

  7. BA says:

    Entretanto, a parte de isto matar o explorer.exe é que nao me agrada. a parte de matar o explorer.exe é mesmo necessaria? Se sim, porquê?

  8. BA says:

    alguma coisa está mal. Os ficheiros continuam no Recycle Bin após executar a opção do menu de contexto.

    Executando o comando manualmente numa linha de comandos com previlegios de administração, o output é o seguinte:

    C:\WINDOWS\system32>sdelete64 -p 3 -s \”C:\\$Recycle.Bin\\*\”

    SDelete v2.02 – Secure file delete
    Copyright (C) 1999-2018 Mark Russinovich
    Sysinternals – http://www.sysinternals.com

    SDelete is set for 3 passes.
    No files/folders found that match “C:\\$Recycle.Bin\\*”.

    No entanto quando abro o Recycle Bin estão lá ficheiros. Alguem esta a ter o mesmo comportamento?

  9. AJMS says:

    Axcrypt alem de encriptar ficheiros permite a destruição dos mesmos, ou seja 2 em 1 no botão direito do rato.

  10. Informático Amador says:

    Não funciona, os ficheiros continuam lá

  11. Rob says:

    Definitivamente, não funciona.
    Coloquei tudo cert. Executei o exe e adicionei o 64 bits no registo.
    Sempre que carrego em apagar seguro, abre a janela “meu computador”

    Visto que não dá, como apago aquele registo na reciclagem?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.