Windows 10: Como proteger uma pasta contra Ransomware


Destaques PPLWARE

31 Respostas

  1. André Fragoso says:

    mas que tipo de segurança é que o defender utiliza para impedir que as pastas selecionadas, não sejam encriptadas? Se esta funcionalidade for tão boa como é o antivírus do Windows a detectar ameaças…

  2. Luis says:

    Isto é muito bom… e já agora ppware, como podemos fazer isso no Windows Server ?

  3. Ricardo says:

    A penúltima e a antepenúltima imagem estão trocadas, assim como o texto. Não sabia desta funcionalidade mas já ativei!

  4. Ricardo Raimundo says:

    Excelente dica.
    Proteção contra ransomware é sempre bem vinda.

  5. lulu@rroz says:

    lol acreditam mesmo no Pai Natal só pode, então a forma de proteger contra Rasonware é deixar a pasta no PC e deixar o windows fazer essa segurança?

    Tomar conta do windows é sempre a tarefa mais fácil…

  6. helioM says:

    Boa é uma forma do ramsomware descobrir rapidamente onde está a informação mais sensível

  7. int3 says:

    é isso. a great joke 🙂

  8. Zeze says:

    O melhor será fazer isso a todas as pastas principalmente as do S.O.? Não!?

  9. censo says:

    E dizem ser curioso o windows ter a funcionalidade desativada…então e a privacidade ? É claro que tem de ser o utilizador a definir o que quer ver mais protegido, e não deixar que o sistema o faça.

  10. Gil says:

    Isto já foi testado sequer?

  11. Salsichas com Atum says:

    ou mais simples ainda:
    clique direito>propriedades>read only

    basicamente é isto que a opção no windows defender vai fazer, com exceção que é automático: não precisas de tar a clicar nas propriedades e a retirar read only para mexer na pasta nem a voltar a meter.
    para quem ainda não recebeu a atualização pode fazer desta maneira também. eu faço isso, já a varios anos.

    • Gonçalo Oliveira says:

      Suponho que o pplware já enha testado o modus operandis desta funcionalidade, que a meu ver será algo mais que tirar as permissões de escrita. Aplicações anti-malware de outros fabricantes funcionam por análise de comportamentos anómalos no acesso a ficheiros. Esta do Windows não sei como funciona (ainda).

      • James FCU says:

        modus operandis: “All apps (any executable file, including .exe, .scr, .dll files and others) are assessed by Windows Defender Antivirus, which then determines if the app is malicious or safe. If the app is determined to be malicious or suspicious, then it will not be allowed to make changes to any files in any protected folder.”

  12. James FCU says:

    You forget to mention a BIG important requirement! In order for it to be enabled you must be using Defender for your AV. If you use any 3rd party AV solution, this option will not be available.

    This is a dependency of Windows Defender and not from Windows 10.

    This feature for one who have asked, is not available on Windows Server.

  13. Zé dos Nabos says:

    Boas

    Convinha referir que isto só funciona para quem confia apenas no Windows Defender… Quem tiver outro AV mais eficiente isto nem aparece…

    Quantos de vocês confiam no Windows Defender levantem o dedo.

    Cumps

  14. Paulo says:

    Há vários anos que uso apenas o antivírus do Windows. Nada a apontar

  15. Guilherme says:

    Poderia fazer o teste contra o ACCDFISA 2.0?

  16. 3nvy says:

    “O Windows 10 é, provavelmente, um dos sistemas operativos mais seguros da atualidade. ”
    lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.