PplWare Mobile

Microsoft revelou que o seu smartphone Andromeda existe mesmo


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Hugo Gomes says:

    Mais um de 500€ ou mais

  2. Luis Manuel Santos Gomes says:

    Mas que se calhar até vale bem a pena 🙂

    \o/ \m/

    • Toni da Adega says:

      Se correr windows “normal” quando ligado á docking vai valer a pena. O Lumia 950, mesmo sendo limitado, funcionava muito bem ligado a um monitor.

      Nao sei quem vai conseguir introduzir o conceito ás massas, mas o futuro vai passar por menos dispositivos com mais funcionalidades e nao por muitos dispositivos.

  3. GM says:

    Por esse valor, da minha parte a MS pode esquecer.
    Sou utilizador de W10m, mas não apoio valores dessa ordem. Para as minhas necessidades, um dispositivo menos performante é suficiente, que vá até aos 400€. O que noutro SO, existem equipamentos bem apetrechados por valores desta ordem de grandeza.

    • scd says:

      A MS não vão disputar no mercado mais barato porque isso é declarar guerra com marcas como Asus, HP, etc. e a MS precisa delas. Este Surface vai marcar um caminho com um dispositivo premium, depois cabe às outras marcas (como as referidas anteriormente) trazer dispositivos mais baratos que sigam a ideologia da MS. Sendo uma tecnologia nova ainda demorará para que chegue a valores que o comum consumidor aceite, mas chegará lá.

  4. AM says:

    Comprem, puxem do guito!

  5. Jorge says:

    O nome é mera coincidência?

    Não lhe falta um “r”?

  6. Helder says:

    Mais uma moedinha, mais uma voltinha, mais um falhanço!

    Podem-lhe chamar o que quiser, vai ser um Windows Phone e não vai ser um iPhone.

  7. Luis says:

    Estava a ver que o meu velho Nokia MS 550 avariava e não tinha com que o substituir.

  8. helfrei says:

    Afinal havia outra …

  9. eu says:

    nestes concepts é um erro praticar estes preços de 1000€. por muito bom que seja, pouca gente está disposta a pagar isso por um protótipo. quem tem capacidade para pagar essas quantias irá preferir investir numa marca e modelo consolidado, como um iPhone ou um Galaxy. o melhor seria perderem um pouco do lucro, um preço a rondar os 700/800€ para agarrar mais pessoal e numa 2ª versão com um modelo mais maduro poder subir o preço e aí sim competir com os cães grandes

  10. eu says:

    Sempre achei que se a Microsoft tive-se alguma hipótese no mercado mobile, passaria por algo deste género num limite de 1000 €, desde que no modo desdobrado fosse um tablet (ecrã mínimo para o conceito) com um full Windows 10 (que corra aplicações desktop mesmo que uma de cada vez).
    Bem, em relação aos smartphones, está mais do que comprovado que esta teoria estava certa, vamos ver em relação a este dispositivo.

    Ainda assim, de longe que isto nem vai ombrear o Android e o iOS.
    O Android tem preços imbatíveis para as massas, com um sistema já com largos anos e um oceano de Apps.
    O iOS tem um seu público fã da maça e também com muitas Apps estabelecidas.

    No entanto acredito que algum público empresarial e uma fatia dos ex-blackberrys que foram forçados a mudar para outros sistemas, representem uma fatia considerável do mercado e potenciais clientes.
    Com a Microsoft só fez asneiras atrás de asneiras nos últimos anos e 0 inovação nesta área, tem de lançar algo realmente muito, muito bom, pois as pessoas vão ter o estigma de estar a investir em algo que depois pode ser descontinuado e adiarem a compra.

    • Cortano says:

      Colocar estes hipoteticos equipamentos na mesma categoria dos smartphones Android ou iPhone é, quanto a mim, errado.

      • eu says:

        +-
        Repara, se por um lado num modo, poderes usar como smartphone e desdobrado como um full Windows (se for algo deste género), é um smartphone ?
        Seja como for, concordo que não se pode comparar lado a lado com um smartphone, dai haver algo de inovador e ser exatamente esse o ponto forte e que poderá conseguir alguma quota de mercado.

        • AiOGajo says:

          Basicamente é recuperar a ideia de smartphone que havia na década de 90 com o Nokia 9000 communicator e que curiosamente corria com o Windows CE…

          Não era um telefone para qualquer um, mas um telefone específico para profissionais.

    • Pedro says:

      Comentário interessante, mas falhas totalmente quando dizes “(…) 0 inovação nesta área (…)”.

      Se reparares bem, há muitas coisas hoje corriqueiras no Android/iOS que nasceram no WP, ou foi este que lhes deu o empurrão necessário para darem o salto nichos e laboratórios para produtos comerciais.

      [sei que o Iris Scanner não apareceu nos Lumia 950 mas sim num modelo Android que teve zero impacto no mercado, e/ou o conceito do Continuum apareceu inicialmente do Ubuntu Phone]

      Agarro num Galaxy S8 numa loja, e rapidamente vejo o Glance Screen, Iris Scanner, Continuum (DeX), entre outras coisas … para não falar de coisas mais gerais como os Smartphones como Camaras Fotográficas onde os Lumias (Nokia e Microsoft) sempre foram grande impulsionadores (desde a qualidade do Hardware até ao Software – definições manuais).

      Podia ainda falar de questões mais técnicas (falo a nível de SDKs, APIs e suas funcionalidades), mas isso passa ainda mais ao lado dos utilizadores.

      O WP perdeu por erros da MS e por um mercado que na verdade nunca quis mais que 2 Players, mas são inegáveis os contributos que os “Lumias” deram ao Mobile.

      P.S: Também estou convencido que este Andromeda irá fracassar (fans do WP estão queimados e magoados com a MS pela forma como geriu erradamente o W10M, os Devs não estão com a plataforma … sem Devs e Apps não levará ninguém a trocar os seus Android/iOS por este).

      • eu says:

        Eu vejo um produto no todo.
        A Microsoft apresentou no passado (embora com um full Windows XP), aquele que podia ter sido primeiro tablet da história mas foi a Apple que vingou.
        Um produto não pode ser visto apenas no objecto mas também noutros factores como o marketing.
        Assim sendo, a Microsoft não inovou num produto no seu todo.
        Lá porque uma pessoa tem uma ideia, não quer dizer que no futuro venha a ser dela e não sejam os outros a ganhar com a mesma (é revoltante mas é a dura realidade).

        Exactamente por poder vir a ter um full Windows 10 é que vejo “alguma” esperança ao fundo do túnel, pois o mobile tem muitas App mas o Windows é o Windows.
        Agora se vierem com as mariquisses do Windows 10 S (ex: Windows 8), fechado à loja que parece estar perdida no faroeste, então está morto à nascença.

  11. João Paulo says:

    Com a atitude que a Microsoft revelou comparativamente ao WM10, irei pensar no mínimo três vezes antes de sequer pensar em adquirir…

    • Nokia830 says:

      20x e … esquece

      • GM says:

        Em parte digo o mesmo. Mas depois olho para um lado e para o outro, e que vejo? Uma maça roída e um robot mal amanhado. Por isso continuo com o que tenho (950XL), do mal o menos.

        • Belmiro says:

          GM tens que abrir mais os olhos, essa tua perspectiva tanto da maçã como do robot estão longe da realidade.

          • GM says:

            Obrigado pelo conselho.

          • Luis Santos says:

            Recentemente migrei de um 950xl(queda) ,para um huawei mate 10 pro,e apesar de estar bem servido ,prefiro de (muito) longe o wm10 .Se o WM10 tivesse as mesmas apps do android ou IOS ,acho que nem os 2 so´s juntos batiam o wm10.A UI do wm10 bate a milhas a do android e IOS.

          • Tavares says:

            Sim, já foram piores, o IOS tem bastantes limitações, tens um tlm que tem Bluetooth só para o que a apple permite???
            Por favor…
            MP3, o que é isso?

          • eu says:

            Se, se, se.
            Se eu fosse rico, não era pobre.
            Se os erros da Microsoft fossem feitos por qualquer outra empresa, só faziam um mesmo e nunca se quer nos lembravamos dela.

          • Miguel says:

            Luis Santos, sem dúvida, mas a Microsoft não deixou isso acontecer… estão sempre a mudar a plataforma todos tem medo de lançar apps

          • Luis Santos says:

            Miguel,
            O problema da MS não é lançar uma nova plataforma ,o problema é não haver retrocompatibilidade nas apps .quando foi lançado o wm10 ,o wp8 e 8.1 ficou obsoleto,o mesmo aconteceu com o 6.,6.5 e 7 e 7.5 ,coisa que não acontece no android e ios. E este suposto novo hardware que a MS irá lançar ,irá ser um aparelho de nicho ,e não para competir com o android e ios.Pode ser algo que surpreenda a todos ,mas duvido.

        • João Paulo says:

          Sim, eu também gosto do sistema, gosto do conceito…
          Só critico a politica…
          Eu também não me vejo a regressar a nenhum dos outros OS, cada um com as suas vantagens e desvantagens, para mim e para as minhas necessidades de utilização o WM10 é o ideal.

    • Jonas Pistolas says:

      Eu 30x. Para mim o problema da Microsoft é a não continuidade dos produtos que põe no mercado. Para isso prefiro comprar um produto Chines que me da a mesma garantia ou seja nenhuma mas é muito mais barato. O facto de sair do mercado dos smartphones é so um exemplo. Não compro a companhias que não garantam a continuidade dos produtos. Não compro hoje um smart watch com o objectivo de gravar os meus treinos se não me da garantias de que passados 10 anos ainda posso consultar todos os treinos que fiz……

  12. Belmiro says:

    A fórmula é simples: se este aparelho correr com boa celeridade apps 64-bit x86 (da loja ou não) e W10 standard em modo desktop se ligado a periféricos, então terá alguns horse

    • Belmiro says:

      então terá alguns hipótese. Se for apenas um aparelho caro que faz de conta, então é mais um afundanço da MS.

      Há muitos rumores que o SD 845 já consegue bem usar código 64-bit e a MS já tirou as limitações de 32-bit. No entanto se este aparelho só conseguir lidar com 32-bit (no mundo Windows, Apple já quase inexistentes) terá o mesmo destino dos W10M …

    • eu says:

      Foi o que disse em cima e também é naquilo que acredito.

  13. McGomes says:

    Tenho um Lumia 950 com Windows 10.
    Até ao momento ainda não encontrei nada que me fizesse abandonar o sistema.

    Este modelo, se continuarem a apostar em bom hardware.. Vale a pena esperar!

    ESTE ANDROMEDA É LINDO PÁ!

  14. Joselito says:

    Go Microsoft!

  15. Silvestre says:

    Aqui muitos esquecem que a linha Surface criou um novo tipo de dispositivo, e que serviu como conceito/exemplo por parte da Microsoft para os seus parceiros… E este novo dispositivo vai na mesma linha de ideias: um conceito que poderá ou não ser válido pela utilidade que possa trazer no dia a dia das pessoas.

  16. L_730 says:

    Muito sinceramente depois das experiências que tive com os Lumias que agora são pisa papéis da Microsoft não obrigado. para dar dinheiro dou por um Apple ou um Android bom. Ninguém garante que daqui a dois ou três anos não acabem com isso também

  17. netdroid says:

    Mudei de Nokia N95 com symbian para um smartphone com android 4.0. Não gostei nada. Depois tive um Nokia Lumia 930. Adorei. Agora tenho um iphone 6s… que bosta! Péssimo wifi, péssima receção de rede. Mas otima qualidade fotográfica. Estou a pensar voltar a usar o Lumia, pois realmente é o melhor. Tanto em hardware como em software. O iphone é uma complicação só para colocar musicas e fotos. No lumia é bem fácil. O écrã do lumia é super resistente a riscos, o do iphone, após uma semana no bolso, está repleto de riscos.

  18. Altamente says:

    Mas será que não percebem que este equipamento vai ser virado para as empresas, e trabalho, não para andar a tirar selfies e jogar joguinhos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.