Microsoft regista patente que pode salvar o jack 3,5mm

Por Eduardo Mota para Pplware.com

Destaques PPLWARE

37 Respostas

  1. Sujeito says:

    Ou ao Lightning.

  2. Superman says:

    Isto é como o USB-C, toda a gente reclama porque toda a gente tem de andar a trocar de cabos, neste caso de headphones… Gradualmente isto deixa de ser uma questão. Os puristas do som, bom, ouçam vinyl em casa.

  3. Joao says:

    Porque não usam o de 2,5mm? Pode precisar de adaptador, mas é muito mais barato que um adaptador typeC. Assim ainda teremos a entrada de fone de ouvido e poderemos carregar sem problema

  4. Mike says:

    Ainda não consigo entender porque é que em vez de desaparecerem com o jack 3,5mm não o substituem pelo jack 2,5mm que é bem mais pequeno e que aliás já foi usado antigamente em alguns PND’s e telemóveis… Pelo menos assim só seria necessário usar um adaptador (que ficaria permanentemente encaixado) nos auscultadores de jack 3,5mm… A solução é simples, os fabricantes é que gostam de complicar!… 😛

  5. Rui RM says:

    Em vez de membrana.. penso que seria muito melhor ser por magnetismo.. exactamente a mesma ideia mas o jack ficaria agarrado magneticamente.

  6. Pedro Pinto says:

    As palavras ‘Microsoft” e “salvar” é anti-natura!

  7. um sujeito says:

    Não! Corrijam-me se estiver errado mas isto vai dar um relevo extra ao dispositivo quando o jack 3.5mm estiver a ser utilizado, faz lembrar as câmaras do iphone salientes do corpo do dispositivo.

  8. AiOGajo says:

    Já uso auriculares por Bluetooth à mais de uma década e nada se compara ao jack 3,5mm (nem em estética nem em praticabilidade).

    Eu simplesmente não compro um telefone se não tiver jack ou sd card. São coisas que não abdico.

  9. Brasão SS says:

    Esta patente, a meu ver, claro… não tem lógica nenhuma.
    Vejamos, se a ideia é ganhar espaço, dentro do dispositivo, ao ser introduzido o cabo Jack 3.5 a membrana terá de alargar para cima, para baixo, ou para os dois lados, segundo as imagens das patentes, portanto tem de ser deixado espaço para a membrana poder expandir-se. O ganho de espaço é irrisório, face à ligação normal do Jack 3.5. E como referido no artigo, os custos sobem, e é mais difícil produzir este conceito.
    RIP Jack 3.5.

  10. Gonçalo says:

    O tamanho é uma falsa questão

    • Israel Demetrios (do Brasil) says:

      Concordo, não tem nada a ver com o tamanho, os fabricantes querem eliminar o jack 3,5 porque devem estar achando que está muito velha ou que podem baratear os custos com saidas eletricas a menos na placa mãe, amplificadores a menos para os fones de ouvidos, pensando melhor, o “custo” não é só do jack e sim o conjunto todo de saida de som.

  11. pretoGUES says:

    E que tal o jack ser cortado a meio?

  12. PL says:

    Se a paranóia do jack é por causa da qualidade do som, que pessoalmente me parece um pouco parvo porque com o ruído exterior na rua, no autocarro (ónibus), no avião ou outro qualquer lugar a qualidade não se percebe e se estamos em casa existem sistemas de som com muito mais qualidade que o telemóvel.
    Mas enfim, ao em vez de pedir o jack, por que não pedir mais qualidade no Bluetooth ou outra qualquer tecnologia ?

    Caramba, colocamos o homem na lua e rover em Marte, é difícil imaginar que não podemos melhorar a qualidade a níveis superiores ao do jack e prosseguir com o progresso.

    Parem de lhes dar com o jack porque em breve ninguém o vai produzir…

    • Cocand says:

      “parece um pouco parvo porque com o ruído exterior na rua, no autocarro (ónibus), no avião ou outro qualquer lugar” ?!?!?!?!?!?!?!?!
      Certamente não usas uns phones de qualidade, senão de cada vez que os colocavas o mundo à tua volta deixava de existir!
      Não fales do que não sabes… Um equipamento com cabo terá sempre melhor qualidade que um equipamento da mesma gama sem cabo. Em produção de audio dispositivos wired não são bem visto!

  13. Allez says:

    As patentes só salvam os bolsos dos seus proprietários intelectuais.

  14. Kort says:

    Com o carregador sem fios essa questão do USB tipo-C deixa de fazer sentido! Inovação é assim mesmo…ou ainda querem ver conteúdos na TV por 21pinos?

  15. AqueleGajo says:

    Que aparelhos (sem ser Apple) não têm jack 3.5 e têm USB-C ou outro?

  16. David Ramos says:

    O problema disto tudo é o facto de puxarem para o mercado uma tecnologia que pode ser muito prejudicial para a saúde. Estar ali horas a levar com microondas no cérebro não é nada bom. E já vi, por exemplo no macdonald, usarem headphones Bluetooth o dia todo. Continuamos a mudar as coisas para o lado errado

  17. JOSE LAPAO says:

    Equipa que ganha não se mexe, este é um lema muito antigo, ao eleminarem o jack 3,5 mm estão a diminuir o custo de produção, dizem eles, mas esses equipamentos saem mais caros ao consumidor final porque têm novas tecnologias, alem do mais uns auriculares bluetooth são muito mais caros que os simples auriculares 3,5mm precisam ser carregados, e tudo o que tem bateria tem um limite muito curto pois a tecnologia de baterias esta parada no tempo, como se disse aqui enquanto o equipamento esta a carregar não se pode ouvir musica, pelo que vejo é só contras e poucos a favor para o consumidor final, equipamentos mais caros, acessorios muito mais caros, vida util dos acessorios drasticamente reduzida (devido a duração das baterias) e incapacidade de se usar quando se quere. Eu prefiro o jack 3,5mm

  18. Ricardo says:

    Se fosse a Apple era a loucura, como não vai morrer. A Microsoft não cria tendências.

  19. Miaggy says:

    Não ter Jack 3.5 é motivo de não compra de dispositivo.
    Pessoalmente enquanto a Samsung não abandonar o Jack continuará a viver

  20. Pedro says:

    Só nao percebo o porquê de dizerem que o som por Bluetooth é pior do que por cabo? Se comprarem phones bluetooth aos chineses acredito que sim… Agora comprem algo decente e vão ver que a qualidade é boa.
    De resto não comento.

    • Mr.Antunes says:

      Compara uns de 30€ por cabo e por bluetooth e depois anda dizer alguma coisa…

      Atualmente por 30€ por cabo compras uma coisa decente, para ter a mesma qualidade em bluetooth só tens de gastar 100/200€ para ter a mesma qualidade…

  21. Eaglehugo says:

    Só iluminados …
    1. Wireless e sempre pior que wired seja qual for a tecnologia… Comparem uma ligação Cat 5(com 15 anos) ao wireless AC … Seja qual for o campo o wired será sempre superior.
    2. O wireless gasta quase 2x mais energia para o mesmo trabalho em wired
    3. O wireless exige um processo de correção de dados de transferência muito mais elaborado onde a distorção e muito superior.
    4. O wireless contribui para “poluir” o espaço aéreo já poluído ao extremo, pessoas que vivem em áreas muito densas de população nem sequer conseguem uma ligação fiável no kit do carro.
    5. A encriptação por fio é sempre mais segura e difícil de derrotar.
    6. O wired não obriga a mais baterias, mais consumo, mais perturbações, e risco para o consumo a nível de saude, actualmente o nosso corpo e bombardeado com 100x o espetro prejudicial de frequência, provocando o “desgaste” celular do nosso cérebro é mesmo de animais e plantas, informem-se.
    7. Na era da informação tanta ignorância e defensores do capitalismo sem quaisquer consciência social e natural é triste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.