Quantcast
PplWare Mobile

É o fim? Internet Explorer cai 50% em apenas um ano

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. ssx says:

    pode ter defeitos mas uso o chrome. agora o windows 10 ter ainda 2 browsers incluídos não sei porquê. melhoravam mais o edge e matavam de vez o ie

  2. Charlie Lima says:

    Olá, Sou Charlie Lima, brasileiro, 30 anos, e recente mas muito fã de Linux (meu comentário não tem nada a haver com o post em questão), mas gostaria de saber quando pretendem continuar com o tutorial “Linux pra Totós”?????? – Mencionam que iria até o número 100, mas só encontrei até o número 32, por favor, deem continuidade ao projeto.

  3. ICavalera says:

    Alguma previsão para modernizar a app Android do pplware? Até mesmo ver vídeo e coisas assim. Abraço

  4. Dope says:

    Mesmo “morto” tem no mínimo o triplo de users que o safari tem….

    • Alex says:

      Se considerarmos mobile e desktop, o safari tem uma quota de quase o dobro do IE. Lembro que em novembro de 2016 a navegação na internet em dispositivos móveis ultrapassou a utilização em desktops sendo por isso actualmente mais relevante (statcounter).

      • Dope says:

        Nesse caso sim, mas mesmo assim o safari continua a ter uma cota inferior a 2%

        • Alex says:

          Não.
          O safari tem uns 15% de share global, pois é muito usado em tablets e smartphones.

          O ie tem os dias obviamente contados, o Edge tem o futuro periclitante – quase todo o terreno perdido pelo ie parece estarem a ir para Firefox e principalmente chrome.
          O crescimento do Edge tem sido um erro de arredondamento.
          Atendendo a que algumas coisas funcionam com o ie apenas (Silverlight por ex), não me espantava que na prática o Edge desapareça primeiro que o ie – o que seria estranho mas na minha opinião possível.

  5. asasas says:

    Até q em fim a morte muito desejada pela maioria dos programadores

    <! —

  6. GGomes says:

    Eu uso o Chrome no W10 e notei que as vezes esta travando. Entro no Edge e funciona. Acho que o Windows 10 esta sabotando o Chrome para tentar empurrar o Edge.

  7. Vasco Silva says:

    Uso o Edge, e a nível geral está muito bom.
    Apenas precisa de umas alterações aqui e ali, e fica perfeito. Chrome só em ultimo recurso quando algo não funcione no IE ou Edge, o que é raro

  8. Victor F. says:

    Mudei para o Edge à coisa de 3-4 meses e agora é impensável mudar para o Chrome ( a não ser que algum website assim o obrigue).
    Edge está longe de estar completo ainda falta muita mas mesmo muita coisa que o Chrome tem, nomeadamente:
    – Selecionar textos precisamente com Shift + setas
    – Ecrã Completo
    – Abrir Imagens em Novo Separador
    – Performance de Múltiplos Separadores (é comum criar uma nova janela quando se quer mover um separador)
    – Personalização (considero os ícones demasiado grandes, o que sem a funcionalidade Fullscreen torna a visibilidade do conteúdo na janela, menor – para quem tem monitores de baixa resolução)
    – Fluidez

    Mais importante de todas falta a SINCRONIZAÇÃO em tempo real com o telemóvel! Sincroniza quando lhe apetece.

    Posto isto, a diferença que notei foi que o Edge parecia mais lento com o Chrome a abrir as páginas mas fiz uns testes caseiros e vai tudo dar ao mesmo, só que enquanto no Edge demora uns meros segundos extras mas carrega a página completa, no chrome aparece de imediato a página mas só depois vão sendo carregadas as imagens .

    7/10

    • Mario says:

      Entao quais sao as vantagens do Edge em relacao ao Chrome.

      • Victor F. says:

        – Mais separadores abertos sem quebrar a performance (Não confundir com o que escrevi acima que acontece quando se tenta organizar os mesmos!)
        – Vista de Leitura!
        – Desenhar/Escrever em qualquer página com as notas Web.
        – Sincronização com o telemóvel (Sim nem sempre funciona, mas funciona lol)

        Mais importante: Qualidade de imagens e vídeos inacreditavelmente melhor em relação ao Chrome.

        Está longe de ser um produto acabado e já me dá imensas garantias, portanto quando atingir o patamar de produto acabado não tenho dúvidas que irá rivalizar com o Chrome.

  9. Cortano says:

    Mas o objetivo da ms é mesmo acabar com o IE, onde está aqui a novidade? O Edge vai ganhando terreno aos poucos.
    Curioso é o facto do Safari ter perdido mais de 1% na sua tão reduzida quota… que eu saiba a Apple não o quer “matar”.

  10. Iran says:

    Opera é o mais seguro! Utilizo Firefox e Chrome também.

  11. Taverna says:

    Tendência é ele cair de uso mesmo ao longo dos próximos anos a MS quer motivar o uso do EDGE

  12. Lisbon lover says:

    Opera Windows, Chrome Android.

  13. joao c says:

    A noticia também podia ter sido Edge cresce quase 100% num ano 🙂

    • Alex says:

      Poder podia, mas seria pouco informativo e enganador, porque uns 95% dos utilizadores que abandonam o ie não vão para o Edge.
      Na prática o ie está a desaparecer em velocidade acelerada, o Firefox tem aguentado, o Chrome domina e o Edge é pouco mais do que o grupo dos outros (ao qual pertence o browser onde escrevo isto).

    • luislelis says:

      Nem os comentadores estão interessados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.