PplWare Mobile

Chegou o Ubuntu 19.04 Disco Dingo! O Windows 10 que se cuide…


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. eu says:

    Mais um update de uma das muitas distru de Linux e mais uma vez a frase do windows 10 que se cuide.
    A aplicação 4.0.1, foi atualizada para 4.0.2 e a aplicação foi …
    E o windows 10 que se cuide 🙂
    Coisas de geak 🙂

    • Danilo says:

      Se usassem Arch, atualização de kernel, de aplicações e de versão seria algo semanal. No Ubuntu quando atualizam da versão 4.0.1 para 4.0.2 precisa até notícia de tão presos ao passado que os usuários desse sistema estão. Pior que Ubuntu, só o Debian.

    • Duarte Mechas says:

      Concordo.

      Pedro Pinto… pelo menos explica a razão da tua opinião

    • Jorge says:

      O Ubuntu (baseado no Debian) já há algum tempo que não é sequer a distro Linux mais usada.

      O Linux Mint (baseado no Debian) passou-lhe a perna, por ser mais leve, por ter uma GUI mais funcional, e por estar mais pronto a usar logo desde a instalação. Continua a ser a distribuição para “beginner” mais usada.

      Entretanto o Manjaro (baseado em Arch) ultrapassou tudo e todos devido às atualizações mais frequenntes quer de aplicações, quer do próprio sistema, o que resulta numa maior segurança, embora ainda tenha algumas arestas a limar para ser 100% pronto a usar para quem vem do Windows.

      A lutar pela 1ª posição está o MX Linux (baseado no Debian) mas eu ainda não experimentei (nem o vou fazer, pois estou satisfeito desde que mudei para o Manjaro).

      NOTA: há ainda a crítica a fazer ao sensacionalismo do título “o Windows 10 que se cuide”, pois quem sabe o que anda a fazer, por mais que goste de Linux, não se livra do Windows. Não são sistema mutuamente exclusivos. O ideal é ter ambos, ou instalados em dual-boot, ou numa máquina virtual acessível através do Windows, ou até num “live disk” numa pen USB para levar o nosso próprio SO (e ficheiros) para continuar o trabalho em qualquer lado.

      • Junior says:

        Se tu te baseias no rank da distrowatch, saiba que são apenas mero cliques à página deles e não o uso real de pessoas no sistema operativo.
        Quer gostes, quer não. O ubuntu liderá com distro mais popular em desktop, talvez seguido do Fedora e openSUSE.
        MX é apenas um Debian XFCE com tweaks.

        • Jorge says:

          Tens toda a razão e obrigado pela correção. Eu sabia disso mas comentei de forma descuidada. Portanto, onde se lê “mais usada”, devia antes ler-se “mais popular na Distrowatch nos últimos 6 meses”.
          😉

          Este ranking de qualidade também vale o que vale:
          http://distrowatch.org/dwres.php?resource=ranking

          Mas quer o Page Hit, quer o Average Rating, são melhores argumentos para lançar a discussão do que o mero e comum “eu acho que” ou “eu prefiro”.

          Há também a questão do Linux costumar ser mais duradouro do que uma instalação Windows, o que faz com que uma distro Linux popular no passado continue muitos anos com mais utilização que outras.

          Mas isso não impossibilita o debate sobre as mudanças e tendências da atualidade e, convenhamos, estando a falar da comparação com o mais atual Windows 10, não sãos os sistemas com Ubuntu 6, 8, 10, etc, que provocam o título deste artigo (“Windows 10 que se cuide”).

          Há portanto que ter em conta não só de onde vimos, mas também e acima de tudo para onde vamos. Assim sendo, um Manjaro que durante 12 meses consegue 3828 page views diários de IP não repetidos, perante uns meros 1444 do Ubuntu, ou seja +165% ou 2,65x mais, é capaz de querer dizer alguma coisa.

          • Raul says:

            Excelente comentário Jorge. Também acho desnecessário o sensacionalismo do título: “Windows 10 que se cuide”.

          • Luisa says:

            O Manjaro está no ranking em 1 justamente pelo fato de ao pesquisar Manjaro no Google, aparecer a página da distrowatch

        • Tuaregue says:

          Então pode-se dizer que a Debian é a mais usada, já que é usada por todos, “apenas” mudam o nome, adicionam uns tweaks e umas aplicações. (eu sei que bem mais do que isso)

  2. Daniel says:

    Essa versão não é indicada para ser usada em ambiente de trabalho ou uso doméstico, pois não é uma versão LTS.
    Só fica aqui o aviso.

  3. Luisa says:

    O dia que o Linux funcionar todos os jogos sem necessidade de Wine, Wineplays, Lutris, Crossover, Playonlinux e Proton eu migro pra ele sem pensar duas vezes.
    Enquanto isso não acontecer, fico no meu Windows 10 e PS4 feliz da vida.
    Amo a Microsoft!

    • Henrique says:

      Amas a microsoft e andas a trair com uma PS4? Onde está a tua xbox?

    • Diogo says:

      Deves usar Windows Phone também.

    • Jhon says:

      Vulkan… Ta bem perto de acontecer..

      • Luisa says:

        youtube.com/watch?v=xHSMhlFTKXI

        • Flávio says:

          falou pouco mas disse muita porcaria

          • Luisa says:

            baboopro.com.br/falacias-que-linuxers-citam-ao-criticar-o-windows

            REFUTADO!

          • Flávio says:

            “refutado” ou enganado?
            … alguém vai dizer à Luisa as várias falácias que este artigo tem ou…?

          • Luisa says:

            Se tem tantas falácias, porque ninguém fez vídeo e artigo contrariando? Estou esperando. Falar que tem falácias é fácil, quero ver fazer uma réplica ponto a ponto.
            Só estou a rir de vocês.

          • Flávio says:

            Talvez porque cada um desses pontos apresentados já foi refutado várias vezes, por várias pessoas e vários canais/blogues ao longo de mais de dez anos. Seriam demasiados links para uma caixa de comentários só, mas não é preciso um génio para se usar o Google e descobrir que confiar no Baboo no que toca a Linux é a mesma coisa que confiar no Correio da Manhã no que toca a notícias falsas… e ainda vêm bots do Baboo para o Pplware achar que estão a fazer algum serviço :v

          • Luisa says:

            Você só enrola, refutar que é bom não consegue.
            Ai ai ai. Vi um monte de usuário Linux que concordou com o artigo, porque no fundo sabem que é verdade, basta ler os links que estão no próprio artigo e levarão a notícias que provam os fatos.
            O problema de vocês xiitinhas é que não conseguem olhar além do mundo do software livre e GNU. Parecem commies!

        • Tuaregue says:

          Se o linux é assim tão mau, porque é que a MS fez uma versão do SQLServer para linux? porque é que desenvolveu o WSL que permite rodar linux dentro do Windows? porque é que as novas versões do .net (.net core) rodam em linux (ASP.NET entre outras coisas)? Porque é que o Azure tem a hipotese de termos os nossos serviços a correr em máquinas linux em vez de windows server? porque é que a microsoft está a portar vários utilitários para linux?

          • Luisa says:

            Por que a Microsoft está usando e abusando de algo que é grátis pra entrar na modinha. Enquanto vocês ficam felizes com tão pouco, como Microsoft colocando o código fonte da Calculadora, quero ver colocar o código fonte do DirectX, ou pior de todo Windows.
            O Linux só é bom numa coisa: servidores. Linux fracassou no desktop, viram o que Torvalds disse? Que ele queria que o mesmo fizesse sucesso no desktop e foi o único lugar que o mesmo não fez. A MS se aproveita do Linux porque tem código aberto e pode “usar e abusar”.

          • Tuaregue says:

            oh luisa, vou citar palavras tuas “GPL3 é um retrocesso, tenta pegar um programa de código aberto e fechar ele em proprietário e vender. Vamos ver se tem tanta liberdade pra dizer que algo “é seu”.

            Então como é que a MS pode usar e abusar, se há a GPL3? Estavas tão bem caladinha.

          • Luisa says:

            Simples, o que a Microsoft usa é o fato do Linux ser grátis, mas vc não pode usar algo e fechar o código pra vender, é isso que me refiro. A licença GPL não é tão permissiva quanto a BSD.

          • Tuaregue says:

            Deve ser só por ser gratis, mete isto na cabeça a microsoft mudou a sua filosofia, tanto é que anda a investir dinheiro na comunidade open source, anda a investir dinheiro no Linux, não deve ser só por ser gratis digo eu que não percebo nada disto.

          • Luisa says:

            Não, a Microsoft não mudou. Ela está se aproveitando de vocês usuários do Linux.
            Simplesmente isso.
            Lembre-se: Adoptar, extender e extinguir.

            Ela investe, para depois usar (no caso dentro do Windows) e extinguir o Linux como as distros, pois muito provavelmente, no futuro o Windows terá Linux incluido dentro dele, de um forma mais completa, evitando assim que as pessoas usem o Linux (as outras distros) sendo que o Windows terá tudo o que o usuário precisa.
            Ela está apenas a moldar terreno pra extinguir. Vocês ainda não perceberam, apenas.

    • Ruy Acquaviva says:

      Não migre não! Fique como seu Windows 10 e PS4, o importante é ser feliz.
      Você não precisa do Linux e o Linux não precisa de você.

      • Luisa says:

        Com certeza, se eu quisesse me limitar usaria Linux. Mas como não sou geek ou tech-savvy, desejo apenas algo que funcione, e que me dê tudo que preciso, sem precisar usar alternativas “genéricas”.

        • Samuel says:

          Tu já és limitada pelo Windows.

          • Luisa says:

            Limitada, eu? Meu querido, eu posso usar o que me apetecer. Não preciso ficar procurando alternativas genéricas a programas famosos, já que os tenha a minha mão e não tenho pena de pagar por licenças se necessário, dinheiro é algo que não me falta.

          • Samuel says:

            Mas continuas a ser limitada pelo Windows na velocidade da Internet

          • Luisa says:

            Minha internet é de 1000 megas ou 1GB
            Não tenho o que reclamar.
            Se você tem 1 mega aí o problema é todo teu e não da Microsoft.

        • Ruy Acquaviva says:

          Limitada você já é, o que é comprovado pela sua opinião completamente sem noção sobre o Linux. Muito bem, fique no seu Windows porque você não merece nada melhor.

          • Luisa says:

            Se fosse algo tão bom todos estariam usando no DESKTOP. Enquanto você fica limitado em apps no seu Linux, tendo que usar programas genéricos, eu tenho acesso a tudo.
            Quem será que está perdendo?

          • Tuaregue says:

            Luisa: todos usam Windows por razões hisóricas, vai aprender a história da informática e do sistemas operativos e perceberás pq é que se usa o Windows. Isto e pq o ser humano é um bicho de hábitos.

          • Luisa says:

            As pessoas usam Windows por que elas sabem que funciona. Linux não sai de 2% e nunca vai sair, algumas estimativas apontam que o verdadeiro uso é 0.8%

            Até o macOS que é caro pra caramba consegue ter mais usuários que o Linux que é grátis.

            Isso demonstra muita coisa. E claro, o Linux carrega consigo o estigma muito negativo de ser apenas terminal, usado por devs e algo pra nerds. Vocês tem que mudar isso e até fazerem o desktop como conhecemos vai morrer!
            Sabia que o Windows não é mais o produto prioritário da Microsoft? Por que será? Fim do desktop. Desktop será nicho apenas para desenvolvimento e design.
            As pessoas da geração Z preferem usar smartphones e híbridos (tablets linkados a teclados) ou phablets que computadores e/ou portáteis.

  4. Junior says:

    Pô, vocês deviam ter dado uma caprichada nas imagens hein? Tá bem “cru” esse artigo!

  5. ToFerreira says:

    “mais leve e otimizada”
    Bem é preciso.

  6. Tuaregue says:

    “O Windows 10 que se cuide…”
    E no final nada dizes, estava a à espera de mais muito mais.

  7. Fernando Marques Martini says:

    risos faltou a tela de consumo comparativo com a versao 18,04 ou memso 18.10, ou o enrriquecimento dos diferenciais postivos da versao 19, ou memso um vido com as pricipais novidades

  8. Diogo says:

    O que é que o Windows tem a ver com o lançamento de uma nova versão do Ubuntu? Já não chega dessas comparações? Mas, como dizem vocês, “o Windows 10 que se cuide” então porque não mostrar as verdadeiras alterações e melhorias feitas na nova versão do Ubuntu para além das habituais atualizações de pacotes e do novo wallpaper? Isso já todos sabemos.
    Deixem-se disso, nunca precisaram de bait para atrair leitores, aliás com isso estão é afastar muitos de nós.
    Cada um usa o que mais gosta, há quem use Windows e há quem use Linux. Nenhum é melhor que o outro, apenas têm características diferentes que fazem as pessoas optar por um deles ou por outro sistema qualquer.

  9. Vitor says:

    Falácias que os “Linuxers” citam ao criticar o Windows…vão vender tangos pra vossa rua!
    https://www.baboopro.com.br/falacias-que-linuxers-citam-ao-criticar-o-windows/

    • Danilo says:

      Artigo já foi refutado pelo Dionatan Simioni.
      Em breve sairá vídeo detalhando as falácias dita por esse user anti-Linux fanboy de M$

      • Vitor says:

        Pelo menos ele apenas espalha as “falácias” dele no site de sua propriedade…não precisa de andar saltando de site em site fazendo “propaganda” e tentando “vender” o que (quase) ninguém quer comprar!

        • Junior says:

          Este usuário sempre foi hater do Linux. Ninguém podia citar nada sobre Linux em seus artigos e fórum que tinha comentários removidos ou com xingamentos. Tanto que a notícia em si foi removido os comentários porque no fundo, ele sabe que seria “refutado” rapidamente. Colocou muitos fatos, mas infelizmente pecou na resolução do mesmos. Usou estatísticas como 99% dos usuários isso, 99% dos usuários aquilo, mas não provou seu ponto. Da mesma forma que ele citou empresas que largaram o Linux e foram pro Windows posso fazer o mesmo citando empresas que migraram do Windows para ou Linux, ou melhor, para o BSD.

          • Luisa says:

            Falou falou e no final não falou nada.
            Quero ver refutares o artigo se te achas o cara.
            Hahahaha, tou muito feliz em ver os linuxers irritados com o artigo.
            Gosto mesmo! Um choque de realidade da cabeça desses xiitas do software livre.

          • Ruy Acquaviva says:

            Ele falou corretamente, você é que está tentando desmerecer a resposta dele com uma conversa vazia. Se você gosta de ver outras pessoas irritadas é porque não está debatendo mas apenas trollando, uma atitude bem boçal.

        • Pedro Simoes says:

          @Vitor Cara quem abre uma discussão abre uma brecha para ser refutado. Gosto de Linux, comecei no Windows, o windows tem muitas facilidades…. mas nesse texto ai dá até ranço pela falta de coerência do cara, os argumentos dele não são lógicos, fora a carteirada que ele dá de ser especialista.

      • Mario says:

        Quem é esse cara na fila do pão? Ele não refuta nada, ele é só um ubunteiro.
        Ele no fundo deve usar Windows as escondidas.
        Se ele fosse Linuxer raiz taria no gentoo compilando binários. Ele é nutella!

      • Joao Silva says:

        Diolinux aprendeu Linux há 8 anos e só fala besteira sobre Windows. Ele não refutou nada dali – se sim, cadê o link?

        • Ruy Acquaviva says:

          E quantos anos a pesoa precisa ter de estudo de uma coisa para ser conhecedor da mesma. Eu por exemplo trabalho com informática há 32 anos, usei o Windows desde sua versão 1 (aliás, não usei porque era imprestável, o Windows só tornou-se usável a partir da versão 3 – aliás a 3.1 porque a 3 saiu com vários bugs corrigidos na versão 3.1), na época eu já era utilizador avançado do DOS, utilizei o Windows em projetos comerciais desde a versão 3.1, conheço o Linux desde 1994, usei esse sistema em projetos comerciais desde 1998 com o Conectiva Linux e mesmo assim ainda vejo artigo tanto do Dionatan Simioni quanto outros profissionias bem mais novatos que eu porque sei que ninguém sabe tudo e todos tem capacidade e conhecimento para contribuir uns com os outros. O Dionatan não fala asneira nenhuma sobre o Windows, você é que está me parecendo bastante arrogante, característica que por sinal compartilha com o autor do artigo citado, um profissional que tem capacidade técnica, mas se perde em arrogância por falta de qualidades pessoais, o que acaba influindo sim no resultado do trabalho efetuado, principalmente quando a proposta é se relacionar com pessoas, o que é o caso do site do Baboo.

    • Luisa says:

      Favoritei o artigo, vou mandar a todos os fanboys linuxers

  10. eu says:

    Curioso que quando sai algo novo no mundo Microsoft, não vejo escrito em lado nenhum “Linux que se cuide”.
    Tenho a ideia que quem customa fazer comparações, regra geral é quem se sente inferiorizado.

    • Ruy Acquaviva says:

      Que nada. É muito comum uma marca menos vendida fazer referência à marca líder de mercado. A propaganda da Pepsi-Cola cita a Coca-Cola e o inverso não ocorre. Isso se repete com diversas marcas. O Linux não é uma marca, mas o autor do artigo apenas usou esse fato para gerar um título atraente ao leitor, escrevendo como se fosse uma propaganda de uma marca fazendo referência ao líder de mercado. Não é Clickbait, é apenas um recuso retórico para fazer um título atraente para o artigo. Não vejo nada errado nisso. Insegurança é reclamar com essa veemência de um título que não ofende ninguém.

        • WorldWideDev says:

          Falou sempre muito bem, tirando a referência ao Novo A.O. ali mais para baixo. Facto escreve-se com c. Ao contrário de contacto que se pode escrever das duas maneiras.
          https://www.infopedia.pt/$facto-ou-fato

          • WorldWideDev says:

            Aliás, todas as palavras onde se DIZ o C, ESCREVE-SE o C. A malta é que cagou completamente na complexidade aplicada e foi pela forma mais fácil: “ora se o C caiu nesta palavra, caiu em todas”.
            Ao seu dispor,
            O Grammar-Nazi de serviço

          • Luisa says:

            Só em Portugal que recusa-se em aceitar o novo acordo ortográfico. Pois no Brasil já é regra desde muito tempo.

          • Luisa says:

            Mas não se preocupem, em breve o português irá mudar ainda mais, com a adição do pronome neutro para pessoas que não se consideram homem ou mulher.

          • Danilo says:

            > notícia fala sobre linux ubuntu
            > comentários sobre gramática

            cadê a lógica?

          • Ruy Acquaviva says:

            fa·to |ct|
            (latim factum, -i, aquilo que se fez, façanha, proeza, .ato)
            substantivo masculino

            1. Coisa realizada. = .ATO, FEITO

            2. Acontecimento.

            3. Sucesso.

            4. Assunto (de que se trata).

            5. Lance.

            ao .fato
            • Com conhecimento (ex.: estar ao .fato, pôr ao .fato). = INFORMADO

            de .fato
            • Com efeito; na verdade.

            .fato jurídico
            • [Direito] Acontecimento que pode criar, modificar ou extinguir um direito.

            .fato transeunte
            • O que não deixa vestígio presente, como o .fato simples, a injúria verbal, etc. (Opõe-se a .fato permanente.)

            Ver também dúvida linguística: secção segundo o novo Acordo Ortográfico.

            • Grafia em Portugal: facto.

            “fato”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/fato [consultado em 21-04-2019].

            Obs. O dicionário Priberam é uma publicação PORTUGUESA.

            Então, WorldWideDev (curiosamente um pseudônimo anglófono, não lusófono como seria de se esperar pelo preciosismo linguístico), brigue com o dicionário, não comigo.

        • Ruy Acquaviva says:

          Chega a ser ridículo ver uma pessoa chamar-me de fanboy após um comentário como o meu, onde não existe um único traço de ataque a um sistema nem defesa de outro.
          Em relação ao link , eu conheço o Baboo desde os anos 90, quando ele começou seu site e até poderia entrar no mérito do debate, só que esse debate não tem NADA, absolutamente NADA, a ver com o meu comentário.
          Então por favor, responda em cima do que foi comentado e não colocando um assunto completamente alheio ao que foi dito. Entendo sua exasperação em me atacar, mas se quer fazê-lo, faça em um comentário a parte, responder um comentário com um assunto completamente desconexo é uma conversa de loucos onde não se fala coisa com coisa e não se chega a lugar algum.

        • Pedro Simoes says:

          Faço questão de copiar um trecho desse site que a fanboy Luisa se delicia, kkkk, parei nesta parte para tentar absorver o conhecimento desse cidadão…
          “”Linux não precisa ficar formatando toda hora como o Windows
          Quem “formata toda hora” o Windows apenas mostra que não entende nada sobre esse sistema operacional – incluindo milhares de “ténicos” (sic) que existem por aí que fazem isso sem nenhuma necessidade para ganhar uns trocados. Não existe NENHUM motivo para o Windows ser reinstalado (seja por questão de desempenho ou segurança) – ou tenha certeza que corporações com dezenas de milhares de computadores seriam as primeiras a reclamar disso. Na prática quem “formata” faz isso por estar com algum problema no computador e não ter capacidade para detectá-lo e resolvê-lo – e por isso ele acha que a culpa é do Windows e ele precisa ser reinstalado. Meus cursos ensinam essas pessoas, evitando que isso aconteça.””

  11. André says:

    Mas porque é que sempre que sai uma versão linux qualquer, vocês têm que dizer para o Windows 10 ter cuidado?

    • Ruy Acquaviva says:

      Deve ser porque é engraçado ver várias pessoas exasperadas por algo tão inócuo.

    • WorldWideDev says:

      Porque assim, gera sempre o mesmo loop de discussão que se traduz em visitas na página e consequentes rendimentos de publicidade. São cada vez mais raros os meios de comunicação que não usam as mesmas tácticas de click-guerilla-bait.

  12. Hugo Nobre says:

    O que de gostei das distro linux é que parecem oferecer uma melhor de performance possível para o hardware seja este fraco ou forte.

    • Ulisses says:

      Esse é o ponto. O windows é um produto fechado que se compra numa prateleira. Já o Linux é aberto, existem vários distritos que se encaixam nas mais diversas necessidades. É um sistema vivo, costumisável, dinâmico. São diversas comunidades envolvidas. É simplesmente incrível.

  13. Gilmar says:

    Haverá um Webinar no próximo dia 8, mostrando todas as novidades do novo Ubuntu: https://www.ubuntu.com/engage/19-04-webinar?utm_source=takeover&utm_campaign=CY19_DC_19.04_WBN_19.04

  14. Malic X says:

    Passei agora pelo Windows 10. Coitado está tão assustado. Precisa de proteção polícial.
    Ah ah ah

  15. Machado says:

    O grande problema continua a ser os jogos. O simples League of Legends dispara os FPS para menos de metade.

    • Tiago Marques says:

      Pois… Infelizmente a riot ainda não atualizou o directx, sendo que é interpretado para OpenGL em vez de Vulkan, quando usado com o Wine. Tomara que ainda este ano saia o D9VK, acredito que trará um um Boost no league of legends.

  16. cesar boaaventura says:

    Ubuntu 19.04 Disco Dingo! O Windows 10 que se cuide deixaram-me com medo com esta ameaca

  17. WorldWideDev says:

    Tem cada bug mais estúpido. Tirar um print screen com um dropdown escolhido e expandido.. Não funciona. Arrastar alguma coisa para a dock para chamar uma app para a frente: esquece. A ambiguidade de arrastar para o desktop, o nao abrir certos tipos de documentos no desktop. O escolheres uma cor de fundo, preto no meu caso, que fica com um “grão” no segundo e terceiro monitores, causado por uma textura png que alguem achou por bem deixar por defeito e que só com o gnome-tweaks é que descobres que está lá depois de andares a avariar com potencial problema de gráfica. As fontes continuam com uma qualidade de render mt abaixo da média. Enfim, andou para tras.

  18. Ulisses says:

    O Linux é como música clássica, é Linux, não windows. É robusto, é elegante.
    O windows é como música pop, tipo Madonna, Lady Gaga, Rihanna. É colorido, mercadológico. (obs. Tenho os dois, win10 e mint, em dual boot. Afinal Lady Gaga é incrível)
    O Linux não vai nem precisa superar o windows.

    • Vitor says:

      E como e para quê iria precisar de superar o Windows?! O Linux é um sistema operacional para supercomputadores, que são basicamente uma calculadora gigante, uma vez que a sua única função é realizar cálculos matemáticos em alta velocidade.Depois “aparece” em routers,servidores de CDN, servidores de infraestrutura,dispositivos IoT,etc.Não é (nunca foi o seu propósito) um SO para utilizadores comuns…por algum motivo passados cerca de 25 anos da sua “invenção” tem menos de 2% de utilizadores em todo o mundo! Um SO para geeks que gostam de parecer diferentes nunca poderia ser uma “ameaça” a nada ou a alguém…

      • Ruy Acquaviva says:

        Pelo seu texto observa-se que você não conhece absolutamente nada de Linux… Nem de Windows.
        Eu gostaria de dizer que é raro ver tantas afirmações absurdas em um só comentário, mas infelizmente esse tipo de coisa é muito mais comum do que seria razoável de se supor.

        • Vitor says:

          Não concordar é uma coisa…argumentar com FACTOS verificáveis é outra! Tenta só (podes levar o tempo que quiseres!) refutar (com argumentos credíveis) o que escrevi no meu comentário! Pelo que vi com o teu comentário a única coisa que deves saber fazer num PC…é “carregar no botão” para o ligar…se for o caso!

          • Luisa says:

            No novo português, o correto é FATOS.
            Abraços!

          • mico says:

            Cara Luisa, ele só demonstrou que é culto.

            “Caso esteja em Portugal, poderá continuar a escrever “facto”.
            Este é mais um dos casos de “dupla grafia”, ou seja, como se considera que um determinado grupo de falantes (variante culta) pronuncia o “c”, este pode conservar-se facultativamente.
            O mesmo acontece por exemplo com:
            _ sector e setor
            _ dicção e dição
            _ infecioso e infeccioso”

          • Luisa says:

            O ideal é se adequar as novas regras, ou ficará para trás. Ainda bem que vocês irão morrer e a nova geração já vai ter essas regras.

          • Tuaregue says:

            Luisa: deixa de dizer asneiras
            http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=lemma&lemma=3782

            “Nota: Enquanto variante AO, esta forma apenas é aceite no Brasil.”

          • Luisa says:

            É apenas aceita no Brasil por teimosia dos outros países. Me lembra muito aqueles velhos que insistiam que o bom português era o antigo que se escrevia pharmacia com PH ao invés do F. O tempo mudou e todos utilizam o F. Vai acontecer o mesmo com o AO. Agora todo mundo é contra, mas no futuro será o padrão e haverão mais AO’s pra vocês. A língua evoluí, se os falantes se recusam a evoluir, problema é deles, vão morrer um dia e será irrelevante.

          • moonlight says:

            Este “Luisa” não tem nada que fazer.

          • Luisa says:

            Se não sabes debater, então o que fazes aqui?

        • mico says:

          eh eh eh
          Não tem nada a ver com nova ou velha geração. Facto faz parte do NOVO acordo ortográfico.
          Fato também se pode usar. Claro que se confunde com roupa.
          Angola também não usa o novo AO por ex.

          • Luisa says:

            A regra é clara, todos tem que usar, todos os países que falam português devem se adequar ao novo AO. Quer goster, quer não!
            Abraços.
            O que Angola ou Portugal faz ou deixa de fazer é problemas deles. Só porque fato é uma roupa, não se pode usar sem o C? Existem diversas palavras em português que se escrevem da mesma forma e possuem significados diferentes e nem por isso muda-se a forma d escrever, no inglês isso ocorre ainda mais. O ideal é ler o contexto do que é falo pra saber se fato se refere a roupa/terno ou fato/acontecimento.

          • Tuaregue says:

            Luisa: nem vcs usam o novo acordo, se não sabes o que dizes é melhor estares calada.

          • Luisa says:

            No Brasil quem não usa o novo acordo é reprovado, principalmente no vestibular, em provas.
            É questão de tempo até todos os países se habituarem as novas regras.

          • mico says:

            Luisa, vou repetir pela ultima vez e devagar.
            Fa”C”to faz parte do NOVO AO. Não é novo nem antigo. Faz parte e pronto. Usa quem quer e escreve quem quer, não é erro. Cuidado, chumbas no vestibulááá.

          • Tuaregue says:

            Luisa, o Brasil não implementou oficialmente o novo AO, fez uma consulta a especialistas que pediram para adiar, só que nunca sairam do adiamento. Os unicos que meteram oficialmente o AO foram os tugas, todos os especialistas em linguistica dizem que o AO é uma velmente cagada. Que não uniu as várias linguas, entre vários motivos pq há palvras que continuam com duapla grafia.

          • Luisa says:

            Enfia o C lá no seu C.

          • Luisa says:

            Estou cagando e andando para o que os tugas pensam de mudanças na língua portuguesa, são um dos mais atrasados em todos os sentido. Tuga é engessado a novidades, vivem uma vida provinciana.

          • moonlight says:

            Tive de colocar o post aqui…
            Este “Luisa” não se cala?
            Vejo mais brazucas a escrever mal que tugas. E escrevem tão mal que já estão a influenciar os tugas. O acordo ortográfico facilita mais a vida aos brazucas, que não sabem escrever bem. Têm a ortografia que se deixou influenciar pelo espanhol latino e pelo inglês americano. Eu próprio evito ir ao wikipédia português porque precisamente está cheio de termos em brasileiro. Ou ver coisas com legendas em brasileiro. Lá porque o Brasil tem mais população, não me curvo ao acordo ortográfico.
            O acordo ortográfico, para mim, não vale nada. Continuarei a escrever como aprendi. Com Cês e Pês.
            E para mim, o Brasil ainda continua a ter que melhorar em muita coisa.
            E estou com o Tuaregue.

          • Luisa says:

            Pode escrever da forma que você quiser, você da geração antiga e arcaica pode escrever até mesmo com ph como disse em pharmacia. Mas vocês irão morrer e a nova geração vai mudar o português. Isso é bom! Língua sem mudança é língua morta, vide o latim. 🙂
            E sim, Brasil tem uma maior população. Se fosse depender só de Portugal, hahaha. O que seria do português?
            Podem ir contra a vontade, que esse último AO foi “só” o primeiro de vários. Preparem-se quando o português ganhar pronomes novos para não-binários, vai ser um mimimi infinito. Até o inglês já está se re-adaptando a nova era, que dira o português, né?
            E não vou parar de postar. Só quando eu quiser.

          • moonlight says:

            Eu sou dos anos 80 e mesmo nessa altura, não se escreve farmácia com ph. Só se for os velhos do Brasil. Eu não lembro de ouvir que insistiram que o Brasil escrevesse assim. Estão é a tentar impingir ortografia usada no Brasil… com a remoção dos Cês e Pês e entre outros. Lá porque não se diz, não quer dizer que se deva remover. É um legado linguístico. E os meses e os dias nunca deviam ter letras minúsculas. O Brasil e outros países é que estão a forçar Portugal a escrever mal.
            “Podem ir contra a vontade, que esse último AO foi “só” o primeiro de vários” << Já houve mais acordos ortográficos no passado. Investiga e depois não digas nada.
            Onde é que o inglês se adaptou nos últimos tempos?
            Este "Luisa" não faz outra coisa na vida que não ser chico-esperto e mal educado. Não tenho pena de cromos tipo "Luisa", esses bem podem morrer.
            Haja moderação para trolls tipo "Luisa" que nem uma frase sabem escrever direito.

          • Luisa says:

            És tolo em achar que não houveram outros acordos ortográficos, é claro que houveram e sempre haverão. Se for aceito, vais ter que aceitá-los, se não aceitas és ignorados, morres e ninguém saberá o que achavas ou pensavas sobre o assunto.
            Quanto a escrever farmácia com PH, foi apenas um exemplo de que no passado o Português era diferente, modificaram as regras, muitos (como você) foram contra, justamente pela preguiça mental em ter que readaptar-se a língua.
            “os meses e os dias nunca deviam ter letras minúsculas” – O que achas ou deixas de achar pouco importa. Se mais cedo ou mais tarde vier um AO e dizer que abril se escreve com H, então será assim e ponto final. Tens de aceitar.
            “Onde é que o inglês se adaptou nos últimos tempos?” – Há propostas em aberto, a qualquer momento essas propostas podem serem tomadas como oficiais e sim a língua irá mudar.

          • Luisa says:

            Mais informações sobre a proposta de gênero binário e neutro em inglês.
            https://uwm.edu/lgbtrc/support/gender-pronouns/
            O público LGBTRC está mudando as línguas 🙂

          • Ruy Acquaviva says:

            Luisa, o verbo “haver” no sentido de “ocorrer” ou “existir”, é impessoal. Isso significa que permanece na terceira pessoa do singular, pois não tem sujeito. Portanto o correto seria escrever “És tolo em achar que não houve outros acordos ortográficos…”

    • Jefferson says:

      Concordo plenamente!

  19. Devsys says:

    Pedro, um dia destes ainda te esqueces de alterar o nome da distro e da versão. Tem cuidado, porque senão fazes o mesmo post duplicado. O melhor será fazeres outro post, a explicar que construis-te um script todo catita, que corre todos os feeds de notícias das 10 distros mais usadas, e sempre que sai uma nova versão, tipo anúncio de pão no supermercado, o script pega no post que tu tanto usas, e insere o nome da distro, a versão, e selecciona umas frases já pré escritas, e insere aqui e ali, para parecer um texto diferente.
    Depois, o mesmo script publicava o post.
    Isso sim, era realmente um post de valor o Pedro.

  20. qwertyuiopus says:

    Estas comparações de rivalidade no título inicial, são de um fundamentalismo ao nível da clubite futebolística.

    Adoro todos os sistemas operativos. Cada um à sua maneira de ser.

    Uso Ubuntu 18.04 porque o meu portátil de 10 anos se sente bem com ele, tem os seus updates na hora (que só actualizo quando me apetecer) e continuo a ter o hardware útil para o que preciso enquanto não trocar por outro equipamento.

    Por uma questão de dedicar o tempo a outras coisas, prefiro as versões LTS.

  21. Ricardo says:

    Quando o Ubuntu (ou qualquer outra distribuição Linux), rodar Corel Draw, Photoshop, Lumion, Autocad, Revit, pacote Office… AÍÍÍÍ sim, podem finalmente dizer.. “Windows 10 que se cuide!”.

    • Vítor M. says:

      Ainda não, tens razão, mas olha bem a quantidade de serviços que correm online. Para que querem o Windows se um browser chega e sobra? Pensa nisso. Mas, não quer dizer que o Windows seja destronado pelo Ubuntu, quer dizer que da forma como evoluiu a computação, para que servirá um sistema operativo para quem usa quase tudo online? É mais um bom caminho a ser pensado, verdade?

      • Filipe says:

        “Para que querem o Windows se um browser chega e sobra?”

        Epá… Às vezes pergunto-me onde deixaram o cérebro quando escrevem um artigo assim ou quando comentam algo desse género…

        Podem haver muitos serviços online, mas isso não influencia a escolha de sistema operativo que se tem na máquina. Além do mais, serviços online têm preços mais elevados pelas licenças do que se for uma key para uma instalação.

        Outra coisa: metam na cabeça de uma vez que linux é linux e windows é windows.

        Quero um pc para jogar e/ou ter a máxima compatibilidade com programas já antigos: windows.

        Quero um pc apenas para trabalho e ir ao facebook/email/youtube, desde que não necessite de alguma aplicação em específico: linux.

        Estamos em 2019. Já não há necessidade de artigos deste calibre.

    • Junior says:

      Com os snaps, flatpaks e appimages isso vai acontecer rapidamente.

      • cmatomic says:

        snaps , flatpaks ?
        não vejo vantagens , snaps só no boot no meu sistema rouba 8 segundos a iniciar o sistema e depois sem querer podemos apagar a pasta snap na nossa diretoria de utilizador em termos de segurança facilmente se coloca la um script mal intencionado , prefiro antes a instalação padrão , e como alternativa as appimages pois são muito semelhantes aos ficheiros DMG do macOS , é possível cria uma appimage a partir de servidores ppas .

        • Luisa says:

          Snap, flatpak e bla bla bla é a forma que o lixux arrumou de tentar padronizar suas aplicações pra rodar em qualquer distro, o problema disso é justamente o que você falou, problemas e mais problemas.
          Na verdade, trocaram um problema por algo novo.
          Se querem tanto alguma coisa “universal” que usem o tar.gz e compilem os binário, afinal não gabam-se os linuxers de serem “raiz” e preferir tudo a moda antiga?

          • cmatomic says:

            Os pacotes deb ou rpm são os mais ideais para programas de sistema para se poder ter uma rápida atualização do sistema , as appimages são o melhor método de distribuição de aplicações secundarias tais como vlc,kodi etc..

          • Luisa says:

            O problema destes debs e rpm é que eles são especificos do fedora e ubuntu, claro que usado em debian, opensuse e tal, mas o Linux é muito mais que apenas isso. Essa é a única forma que encontraram de tentar fazer programas a funcionar de forma universal, o engraçado que eles falam que “snap funciona em qualquer distro”, mas esquecem que o mesmo é dependente do systemd para funcionar, ou seja, uma distro com sysvinit ou qualquer outro init não vai rodar snap. Snap é produto da canonical!

          • cmatomic says:

            Os pacotes DEB ou RPM não são um problema , para poderem ser universais todas as distros teriam que ter as mesma versão de software e suas dependências , temos que compreender no mundo GNU/Linux não o mesmo que o mercado comercial do windows ou do mac Os , portanto como já referi o as appimages seriam ideais para distribuição de software comercial em Linux , mas teriam que sempre obedecer regras universais no sistemas GNU/Linux .

          • Daniel says:

            A distro oficial é o Ubuntu, as outras distros pouco importam. A Steam as empresas se preocupam apenas com o Ubuntu, ele que tem uma empresa por trás de respeito, que é a Canonical.

    • Diogo says:

      Quando o Ubuntu correr? É o Linux que tem de correr essas aplicações? As empresas é que têm que dar suporte ao sistema.

      • Luisa says:

        Quem vai querer dar suporte a um sistema que apenas 2% (menos disso) usa no desktop?
        O dev tem que tá com muito tempo livre ou agir por filosofia/catecismo linuxiano.

        • Samuel says:

          1 – as team Ubuntu são equipas que dão suporte.
          2 – Todos os Linux têm apps store.
          3 – Vai te informar antes de dizeres porcaria pois o conhecimento não ocupa espaço.

          • Luisa says:

            Todos os linux tem app store? Fale-me sobre o Void, sobre o Arch, sobre Debian.
            Nenhuma tem loja oficial, você pode até instalar uma loja de terceiros como a Gnome Store, mas isso não é oficial.
            E suporte é a coisa que menos existe no Linux. A Microsoft sim dá suporte verdadeiro, no Linux tens de depender da boa vontade da comunidade. A não ser que pagues pela RHEL.
            Vai querer catequizar quem? Comigo não funciona.

  22. MataRatos says:

    Bem os comentários continuam o máximo!
    Pplware deixo-vos aqui uma dica:
    Que tal uma vez por semana publicarem “os melhores comentários” aqueles que fazem rir a malta!
    Assim do tipo humor: e porque hoje é quinta faça favor e divirta-se
    Saudações CCM

  23. CMatomic says:

    recomendaria o pplware fazer parceria com o OMG ubuntu

  24. Jorge Gomes says:

    O Linux é publicidade enganosa, quando o Linux existir em pcs sem ser preciso ter uma licença Windows podem dizem o Windows que se cuide mas daqui até la ainda têm de fazer muita publicidade enganosa, o Linux nao vale mesmo nada, prefiro de longe o Mac OS.

    • Jaelson says:

      É verdade amigo! Com toda desgraça prefiro o Mac OS porquê tem ótimos softwares,
      bom suporte ao cliente e bem seguro, a Apple presa muito pela segurança! A única coisa que vale apena no Linux é a segurança!!!

      • moonlight says:

        Todos os sistemas operativos têm problemas de segurança e o macOS não é excepção.
        O suporte da Apple não é bom. Investigue antes de dizer asneiras.
        Cada lançamento do macOS tem um suporte de vida de 3 a 5 ou 6 anos. Depois disso deixa de ser suportado e a Apple força os utilizadores a comprarem novas máquinas até porque os MacBooks todos têm problemas. Pesquise ai no youtube sobre Louis Rossmann e Jessa Jones. Quando se tem um problema na máquina, o mais provavel é comprarem uma nova máquina porque segundo a Apple… não tem reparação.

        • Tuaregue says:

          Mais um comentário de um anti-apple, ainda bem que falas no Rossmann, pena é não teres dito porque é que ele começou a guerra dele contra a Apple, mas isso não interessa nada para aqui.
          A Apple tanto força os utilizadores a comprar novas máquinas que o MBP de 2011 que tenha cá por casa só este ano é que perdeu direito a nova major version, 8 anos sempre a ser ter direito a novas major versions. O SO que ainda está instalado ainda à poucos dias recebeu update de segurança. Vamos ver o suporte que a MS vai dar aos Surfaces Pro daqui a 8 anos. E depois sempre podes instalar Linux ou Windows nos portáteis, como vês não te força a nada. Antes que me chames Apple fã, estou-te a ecrever isto de um Lenovo. Sim os novos Macbook tem problemas, mas qual o modelo de portátil é que isento de problemas, mesmo nos mais caros, poderia pegar numa certa marca tão cara quanta a Apple que as board ao fim de uns tempos davam problemas. Ou outras marcas que para não terem as ventoinha sempre a bufar limitam os CPU’s ou aplicam o bom thermal throttling.
          Não ganhas nada em vires para ca com essa guerra anti-apple, deixa-os falar.

          A quem quiser comprar máquina Apple comprem o Apple Care, vá depois não digam que não vos avisei, é o melhor seguro que podem comprar, qd tens Apple Care eles nem fazem perguntas e depois não é só à máquina é tudo o que vem dentro da caixa, carregadores incluidos.

          • moonlight says:

            Não gosto e nem desgosto da Apple. Faz hardware e tem software bom para o olho ver. Toda a linha de computadores da Apple tinha um ou outro problema e são máquinas para gente que gosta de mostrar estatuto e são caras. Eles terem por exemplo soldado os chips de nand e ram à board, torna a recuperação de dados quase que impossivel ou teclados butterfly que mesmo na terceira geração baasta haver lixo para terem problemas etc é que preocupa muita gente pois é dificil não reparar fora da Apple pois a Apple vai apontar o dedo ao cliente de ter ido a outro sitio que não a loja deles ou quando lá vão… vêm para a rua pois a sua máquina vai custar o mesmo que uma máquina nova … ou quando a Apple não vende peças para os utilizadores repararem eles próprios o hardware.

          • Tuaregue says:

            acabaste de descrever 90% das marcas que produzem portáteis. Quase nenhuma ou nenhuma te vende peças para seres tu a reparar o hw, 90% dos ultraportateis sofre do mesmo mal, tudo soldadinho. Leva lá um portátil a reparar à loja da esquina e depois leva a uma assistencia oficial e vamos ver que te dizem na maior parte das vezes. Sim os novos teclados da Apple são uma valente BOSTA, dizes e passo a citar “são máquinas para gente que gosta de mostrar estatuto”, a psicologia tem uma boa definição para o acabaste de dizer: projecção, pesquisa e perceberás. Esqueces-te que há pessoas que compram pq gostam do SO, pessoas que compram pq se sentem mais produtivas, pessoas que compram pq gostam de certas aplicações que não existem para outros SO’s.

            uma das coisas com que debato todos os santos dias no windows é não haver uma atalho dê para minimizar a janela que tem o focus, it’s a PITA, há pedidos para a MS implementar issso no windows e até hj nada.

            Ambos os SO’s tem coisas boas e coisas más.
            As máquinas da Apple já foram melhores, mas mesmo estão uns furos acima da maior parte da concorrencia, a concorrencia que compete de igual para igual os preços são semelhantes e sim são caros. Mas dizer que é só para estatuto é muito redutor.

    • Samuel says:

      Desde de quando é que o Windows manda em algum computador!! O meu tem Linux pois mandei o Windows para a mer..

    • Luis says:

      O Mac OS utiliza a plataforma do Linux, sabia?

      • moonlight says:

        Mac OS X/macOS NÃO usa linux…
        Leia…
        The OS X kernel is based in the Carnegie Mellon University Mach OS, which was itself derived from Berkeley Software Distribution (BSD) UNIX. When Steve Jobs started NeXT Inc., he recruited most of the graduate students who had worked on Mach to make the NextStep OS. Avie Tevanian became the CTO of Apple (company) after Apple bought NeXT, and Steve reascended to the CEO throne.

        The Mac OS X “userland” (the initial set of user level programs) came from NetBSD because that software already ran on PowerPC. I know this because a program that I committed to the NetBSD source tree (and which did not exist at that time in any other BSD) ended up in Mac OS X, to my great amusement.

      • Luisa says:

        macOS é um BSD modificado pela Apple.
        Não tem nada de Linux.
        Acorda.

        • moonlight says:

          CarissimO “Luisa”, já não chega espalhar brasas em toda a gente? Não há um moderador que impeça trolls tipo “Luisa”?

          • Luisa says:

            Não sou troll, apenas não sou catequizada pelos xiitas do software livre (você).
            E o que adianta me bloquear? Sabia que posso mudar IP/Proxy? Boa sorte tentando.

    • moonlight says:

      O Linux NÃO é publicidade enganosa. O Linux é um sistema operativo muito flexivel que pode ser empregue no mais variado hardware. TVs, telefones, gps, carros, etc etc e faz bem o trabalho pedido.
      O próprio android é baseado em parte no Linux.

      • Luisa says:

        Típico comentário de linuxer catequizado. Fale-me também dos lados positivos da GPL3 e compare com a licença BSD

        • moonlight says:

          Vai trabalhar…

          • Luisa says:

            Estou esperando xiita.

          • moonlight says:

            Senhor “Luisa”, não tem mais nada que fazer? Arranje trabalho em vez de estar aqui a trollar comentários. E isto já não é de agora. Os seus comentários são lixo e assim como a educação. A ideia dos comentários é a troca de ideias, não achincalhar quem comenta. Não há sites em brasileiro para ir trollar? Tinha de vir para aqui fazer comentários? Gentinha como tu… há imensa.

          • Luisa says:

            Vocês que não param de me responder, logo continuarei a respondê-los, pois não sei ignorar ao próximo.
            “Achincalhar” que termo arcaico, típico de portugueses mesmo! É da terrinha. Nada contra, mas é engraçado de se ler, parece que estamos voltando até 1500 🙂
            Não estou trollando, apenas debatendo ideias e refutando vocês com prazer.

    • Luisa says:

      A maioria compra PC com Linux porque é mais barato e instala um Windows piratão nele.
      As pessoas preferem usar Windows de 2001 (XP) sem suporte, que usar Linux atual de (2019).

  25. Tiago says:

    Que se cuide porquê? Quais os argumentos para ter essa opinião?

    • Jaelson says:

      O Linux é todo fragmentado! Nem todo mundo consegue usar as distros, e as empresas tá cagando pro Linux! Enquanto o windows tem vários softwares! Tudo é difícil no mundo Linux, mesmo tendo uma grande comunidade!!!

  26. Prime os utilizador amante de androides do computADOR says:

    Eu uso Prime OS o melhor android gratuito ]a fase da terra, e os acentos n\ao aparecem porque o sistema operativo n\ao grava a porcaria das defini;\oes dos acentos. Mas tirando isso ultrapassa o windows e linux, porque tem milh\oes de aplica;\oes do playstore e s\ao todas compativeis pimbas cara;as, ]e para verem que o windwos e o linux que se cuide, porque prime os ]e que vai gorvernar o mundo, at]e deixavam um printa da screen para vos meter inveja loil mas n\ao posso porque n\ao sei fazer tal coisa neste sistema operativo. vou me embora porque tenho mais que fazer do que comentar sistemas operativos de outros gajos, deixo o link para descarregarem o Prime OS chumpa l]a oinc.

    https://primeos.in/download/

  27. Silvio Copque says:

    Grandes mestres! Digo assim, pois sou leigo e ainda escravo do sistema Windows.
    Toda essa discussão de vcs me deixou confuso. Se optasse por essa plataforma me identificaria como operador doméstico. E ai vcs me indicaram? Queria dizer a vcs que uso alguns programas e sites no sistema da MS.

  28. cmatomic says:

    O próprio gnome é uma snap nesta versão do ubuntu , haha, a canonical esta mesmo apostar nas snaps .

  29. Ricardo Aparecido Arcova says:

    Eu uso o PC basicamente para games, tenho uma vasta lista de games no STEAM.
    Eu gosto da liberdade do Linux e ao mesmo tempo fico chateado pelas produtoras de games usarem o Windows como base.
    Isso escraviza o usuário ao Windows

  30. João Machado says:

    O Windows já se anda a cuidar deste o século passado, literalmente, e até agora nada…

  31. paulo says:

    deve ser, vai tudo largar o Windows 10 por causa do ubuntu…deve ser, a pplware tem cada titulo, que um tipo até fica vesgo

  32. paulo says:

    deve ser, vai tudo largar o Windows 10 por causa do ubuntu…deve ser, a pplware tem cada titulo, que um tipo até fica vesgo

  33. gleyson silva says:

    Pra que linux, se posso usar windows ‘de graça’?

  34. Ricardo Vieira says:

    No caso da distro Ubuntu, recomenda-se instalar naqueles lixos de notebook’s miseráveis com baixa Ram e processador de merda que alguns fabricantes insistem instalar o Ruindows 10 a pedido de algumas lojas lucrarem com a venda, aí vc vai na loja e os vendedores que não entendem nada vem com papinho olha ele vem com “super” sistema atual da Microsoft

  35. Cláudio Aparecido Silva says:

    Por enquanto Windows 10 imbatível, não dá pra comparar é covardia

  36. moonlight says:

    Mais outro titulo que não fica bem ao pplware…. Bastava “Ubuntu 19.04 foi lançado! Teste a nova versão da distro SO livre”.
    Para quê comparar linux a Windows? O utilizador pode escolher o que usar… e há na familia ubuntu, distribuições mais leves, tipo ubuntu mate ou lubuntu.
    E há ai um “Luisa” a dar lições de moral…

  37. Eric says:

    Todo S.O. tem aquele “10 coisas que eu odeio no [nome do S.O.]” na minha opinião nenhuma distribuição está livre disso.

  38. Clayton says:

    Problema que não roda jogos

  39. Fulano says:

    Ainda com a mesma lenga lenga? Porque metem sempre ” O Windows que se cuide” no título se é “apenas” o melhor OS da actualidade? Porque não meter: “A alternativa ao velho e obsoleto OSX”?

  40. Clodoaldo says:

    W10 não precisa se preocupar. Disco Dingo terá suporte por apenas nove meses.

  41. Teófilo Alenquer says:

    Fui ler com animação sobre “versão nova, agora o windows 10 que se cuide”. Pensei assim: finalmente o ubuntu volto ao primórdios tempos de verdadeiras inovações.

    Ao ler o artigo tinha: kernel atualizado, libreoffice atualizado, mozzila atualizado, gnome atualizado ….

    ahhh, é uma piada!

  42. Ewerton Juan says:

    Nossa quanto briga sem necessidade, ambos os sistemas são ótimos, porém o que define um bom sistema é a funcionalidade e isso ambos fazem bem. O que favorece a plataforma do tio Bill são os softwers proprietários…
    Podemos dizer que o Linux aprendeu com os erros do passado, assim como o Windows. Alguém lembra do MS2, w95/98/2000/xp/Vista/7/8 e o Linux sem interface grafica que hoje se tornou amigável como Ubuntu,Mint entre outros.
    O importante é manter a porta aberta, o Android é baseado no linux e se relaciona bem com ambos sistemas.

    Pessoal vamos respeitar a diversidade de opiniões, pois elas são baseadas nas experiências de cada um, abraços a todos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.