PplWare Mobile

Ubuntu 13.04 de costas voltadas para o Windows


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Pedro Carvalho says:

    Sim.

  2. Jorge Gabriel Azevedo says:

    muito estúpida porque o ubuntu é usado por muito utilizadores windows e isto vai influenciar muito as suas vidas

    • dbrenha says:

      não posso falar pessoalmente do assunto porque não uso nem nunca utilizei, mas pelo que dizem a performance era horrível em comparação com instalar de raiz, e para experimentar podem sempre usar uma maquina virtual.

  3. Fidbeck says:

    Juntamente com o Wubi a Canonical poderia largar a politica de privacidade que tem. Ao que parece tudo o que é procurado no dash vai parar à Canonical. So much for privacy!

  4. FernandoRJ says:

    É uma decisão acertada. Hoje a instalação do ubuntu é muito fácil, mesmo tendo que se fazer particionamento do HD. E quem não quiser instalá-lo no HD, pode corrê-lo numa máquina virtual.

  5. Não faz diferença, visto que 99% dos utilizadores que utilizam Linux são pessoas que têm conhecimento avançado e sabem pelo menos formatar e instalar sistemas operativos e como é óbvio que nem sequer utilizam o wubi. O wubi pode ate ser mais pratico mas é menos viável a utilizadores com conhecimentos mais avançados. E mesmo assim qualquer pessoa que queria instalar o Ubuntu e souber minimamente como fazer o boot através de media ou usb, basta seguir os passos de instalação. Quem sabe instalar utilizar o guia de instalação do windows também sabe instalar linux.

  6. pixar says:

    Como sempre achei má política não criar partições separadas para cada SO, parece-me uma boa decisão. Afinal de contas, criar uma partição nova, não é nada de outro mundo.

  7. Paulo Jaime Silva says:

    Sr. Jorge Gabriel , não tem nada de estúpido , pois pode instalar os dois sistemas em regime de dualboot e garanto-lhe que a estabilidade e perfomance são muito maiores . O wubi faz instalação virtual e consome mais ram ….recomendado só para testar novas distros , mas nada como fazer instalação real .

  8. Cardoso says:

    “Ubuntu 13.04 de costas voltadas para o Windows”
    Windows, o que é isso? rsrsrs

  9. Ricardo Barbosa says:

    Uma decisão correcta. O wubi era um problema, a performance do mesmo deixava muito a desejar e, um novo utilizador, ficaria com a ideia errada das potencialidades do Ubuntu. A solução passa por dois pontos: 1- Investir fundos e tempo em corrigir os problemas e melhorar a ferramenta, 2 – abandonar a ferramenta

    E creio que foi a decisão mais acertada, como muitos disseram, para experimentar uma distro o virtualbox é sem duvida a escolha mais acertada

  10. Carlos Carvalho says:

    Boa noite ,

    Eu acho má ideia , e recuso a ideia formatada que quem usa Linux sabe mais que outros utilizadores que usam outros SOs , isto é uma falácia , eu criei o meu canal no youtube para demonstrar que o Linux com a distribuição certa é muito friendly e diria é até mais fácil de usar que o Windows .

    Concluo o meu raciocinio dizendo que tudo o que seja para dificultar o acesso é mau , acho que a Canonical nos últimos tempos tem estado mal nas suas decisões , algumas delas tomadas completamente a revelia da comunidade Linux .

    Cumprimentos

    Carlos Carvalho

  11. JP (djlinux) says:

    Partindo do principio que o Wubi atrapalhava mais do que ajudava, é uma boa decisão deixar ele de lado. Eram mais as pessoas que reclamavam do seu mau funcionamento do que diziam bem dele.

    E se formos a ver, instalar o Ubuntu é tão básico, o Ubuntu pergunta : “Quer formatar o disco e instalar o Ubuntu?” – “Você tem X Sistema Operativo instalado, pretende instalar lado a lado?” e depois temos as opções avançadas…Onde esta a dificuldade disto?

    E depois existem formas bem mais fiáveis do que o Wubi. Maquinas virtuais, Pens…

    Mas atenção que o Wubi não foi completamente abandonado, não esta posta de parte a sua continuação, se alguém quiser pegar no Wubi e por ele a funcionar sem Bugs no janelas 8 é só ir buscar o código :

    “If someone is interested in taking over the maintenance of Wubi so that it can be released with 13.04 (or if not with 13.04, then with a future release), I would encourage them to start by looking at the abovementioned bugs and preparing patches, then talking to the release team.”

  12. Emannxx says:

    O wubi há já algum tempo que tinha problemas no Windows. Acredito que foi a decisão mais correta – tanto para bem do Linux, como do Windows, que muita vez ficava com os ficheiros de arranque estragados etc.

  13. João says:

    Já há muito tempo que tenho instalado no meu pc os dois sistemas em dois discos (separado) e ao arrancar escolho qual quero. Já tive muitos problemas com o “grub” e esta foi uma forma de resolver de vez esses problemasl.

  14. João Dias says:

    Então mas em vez da aposta em tornar o Wubi uma funcionalidade mais estável e com melhor performance, preferem dar uma de Google e abandonar o projecto?

    É que é muito mais fácil ensinar às pessoas que estão no Windows que podem instalar o Ubuntu como se fosse um programa no Windows, que lhes tirar o tapete.

    Não sei, se calhar até está relacionado com o Ubuntu Phone, digo eu…

    • JP (djlinux) says:

      Correto e afirmativo “Combined with the fact that Wubi has not been updated to work with Windows 8 (bug #1125604), and the focus on mobile client over desktop, the Foundations team does not expect Wubi to be in a releasable state for 13.04.”

      Mas atenção, o Wubi não é da Canonical, eles apenas tem vindo a ajudar no seu desenvolvimento, nada impede que outros peguem no Wubi e continuem o trabalho…

    • Luís Resende says:

      Dias vai mazé dormir xD

    • Ricardo Barbosa says:

      “como se fosse um programa no Windows”

      poderá também para eliminar um pouco essa mentalidade de que é mais um programa do windows quando na verdade é um SO completo.
      Mas penso que os problemas principais estão relacionados com a performance

  15. DM says:

    Ok, tudo bem, criar uma partição não é nada de outro mundo… Mas e quem não tem experiência? E quem gostava de experimentar antes de se aventurar e talvez até ficasse então a gostar, e talvez até se decidisse a passar usar Linux depois da experiência. Este não é o passo certo para o crescimento…

  16. JFF says:

    Sempre usei o Wubi para ter o Ubuntu primeiro com o XP e depois com o Windows 7, pela facilidade de instalação (de quem pouco percebe de partições e tal…).
    A confirmar-se a notícia, só resta citar uma certa personagem do Nilton: “Canonical, estás a fazer uma bela m***” 🙂

  17. Vitor says:

    Sou utilizador de Linux à umas dezenas de anos ( red hat 5 ou 6 ) e nunca na minha vida, na instalação, apaguei uma partição de windows sem querer. Isto de se apagar as partições do windows durante a instalação do windows é um MITO (ou então as pessoas não sabem ler). Acontece coisas mais estranhas nas instalações do windows…

  18. lunatico says:

    alguém me explica o que é instalar “à maneira”?

    “muitos utilizadores terão mesmo de instalar “à maneira”,”

    quanto à pergunta, acho errado. instalar o ubuntu com o wubi era uma tarefa muito simples e prática. sem wubi só vejo instalar o ubuntu em virtual machine (o que é horrivel. o desempenho cai drasticamente) ou então instalar em modo nativo (eu chamo instalação nativa a uma instalação sem recurso a ferramentas externas e diretamente sobre um disco vazio)

  19. 1dólitá says:

    Quem vai perder mais com esta medida é o Ubuntu. Os utilizadores, entre Windows 8 com uma uefi nazi, ou Linux sem wubi, preferem continuar nos seus windows 7 e com outra distro linux.

    Só espero que a minha distro preferida, Mint, que é baseada no Ubuntu, mas alterada para ser melhor, não repita o erro.

  20. Hugo says:

    Penso que não vai alterar nada. Bjs e abraços.

  21. Carlos Carvalho says:

    Hugo ,

    Bom dia é provável que não altere , mas sabes o que me chateia á seria , é existirem pessoas que estão identificadas que querem agora querer deitar a baixo o espírito da comunidade opensource e de facto existem muitos tiques que se estão a formar neste mundo que a mim me preocupam e não sou o único , basta verificar os hanghouts aonde se repetem (já participei em alguns) as preocupações acerca do rumo que poucos estão a levar e que pode criar problemas a todos que gostam deste Kernel .

    É sabido que existem algumas tendências dentro do Linux , algumas distribuições ainda são alimentadas pelos chamados puristas , que acham que ainda tudo se passa no monitor monocromático e são absolutamente contra o desenvolvimento gráfico que se tem dado no Linux , mas esses não chateiam estão no seu canto e não causam qualquer dano , o pior é mesmo agora outras tendências que se estão a criar em surdina , o próprio Linus já se manifestou e mostrou preocupação , mas acima de tudo mostrou determinação em fazer valer os valores das licenças GNU / GPL e foi seguido pelo Richard Stallman .

    Cumprimentos

    Carlos Carvalho

  22. Adriano says:

    (Disco particionado) Não vai ser por isso que vou deixar de usar UBUNTU e posso sempre usar outro sistema numa segunda partição… os meus pcs ainda não tem essa tal de uefi.

  23. Fernando Andrade says:

    podem sempre usar o mint4 windows ou la como se chama, não estou a ver o mint que cada vez mais é o Linux preferencial para iniciantes a abandonar uma ferramenta destas 😉

  24. Yeah right says:

    Virtual machine ou dual boot parecem ambas melhores soluções.

  25. Pedro Dias says:

    Radicalismo vai de contra os idealismos de espirito live…

  26. darksantacruz says:

    Vergonhoso! Começa a parecer uma google…!

  27. Alex says:

    Ubuntu é um bom começo para entrar no Linux, e depois procurar uma distro decente rs.

    Uma bobagem evitar o Wubi, não causava nenhum problema e era ótimo para quem quer testar.

  28. Pedro says:

    A wubi pedia sempre o disco de instalação e no final fiquei sem windows.
    Passo 1: Usar o wubi
    Passo 2: Encerrar o computador
    Passo 3: Ligar o computador para ver a opção do Ubuntu
    Passo 4: Clica na opção Ubuntu para utilizar esse sistema operativo

    “Por favor insira o disco de instalação do Ubuntu”

    Passo 5: Criar o disco de instalação
    Passo 6: Instalar(o disco de instalação não reconheceu que eu tinha Windows e apagou-me tudo)
    Fiquei com um Ubuntu que estava sempre a parar e não era suave mesmo depois de instalar interfaces mais leves.

    Por isso concordo em tirar essa porcaria do wubi

  29. Rwindows é vacilão, Gnu/Linux/Ubuntu não, ubuntu?

  30. Luciano says:

    Bom não sei se foi hoje ou ontem, mas eu baixei sim i Wubi.exe para Windows 7 com suporte a Ubunto 13.04 e pode ser baixado pelo seguinte link:

    http://releases.ubuntu.com/13.04/wubi.exe e ele tem 2,4mb

    Abração a todos.

  31. Luciano says:

    Bom não sei se foi hoje ou ontem, mas eu baixei sim o Wubi.exe para Windows 7 com suporte a Ubuntu 13.04 e pode ser baixado pelo seguinte link:

    http://releases.ubuntu.com/13.04/wubi.exe

    E ele tem 2,4 Mb

    Abração a todos.

  32. Baixei o Wubi no Ruindows 7 e….(eh, eh, eh! Liberdade, Gnu/Linux Ubuntu 13,04) Funfou de prima! Download:http://releases.ubuntu.com/13.04/ubuntu-13.04-beta2-desktop-i386.iso, só fico triste pois o Debian 7, não funfa no pc positivo, alguém sabe prq?

  33. Pedro says:

    Podiam fazer uma instalação pronta de máquina virtual e o ubuntu chamavam “Instalação Ubuntu no Windows”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.