Quantcast
PplWare Mobile

MySQL Workbench 6.0 – Desenhe base de dados

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Ricardo Consolo says:

    Bem mais rápido que a versão anterior.

  2. Pedro says:

    Ainda não tive oportunidade de testar esta nova versão no entanto a antiga versão comportava-se bastante mal no linux, considero a versão antiga bastante pesada e está sempre a crachar.

  3. Já uso há mais ou menos um ano e meio, tanto no windows como no linux e até agora não tenho queixas. Ainda não atualizei, mas mal possa faço isso.

    Recomendo a 100% já não vivo sem ela.

    Cumprimentos,
    João Nascimento

    • Vitor says:

      Também trabalho em mysql há mais de 3 anos. Uma pergunta, ao que difere isto do phpmyadmin? (Pergunta sincera, sempre usei o PHPMyAdmin portanto não conheço nada destes programas)

  4. É uma boa ferramenta para trabalhar com MySQL. Tem diversas limitações e alguns bugs meio parvos, mas são daqueles com os quais se pode viver já que, no final de contas, é free.

    Ainda assim prefiro HeidiSQL. Para quem usa Windows, vem bundled no installer do MariaDB (o qual prefiro a MySQL) e é muito mais leve que MySQL Workbench em termos de recursos (extremamente importante quando se faz desenvolvimentos com diversas máquinas virtuais em execução na máquina local… algo muito comum no meu caso).
    Se bem me recordo, não tem a opção de diagramas EEF, mas é uma das funcionalidades que apenas utilizo para ter uma visualização gráfica da BD e para isso, uma rápida consulta ao MySQL Workbench serve 🙂

    Como nota, para quem utiliza Windows, o MySQL Workbench vem também incluído no pacote de instalação do MySQL.

  5. Ricardo Luis says:

    Ja usei O Workbench profissionalmente há uns tempos, mas na altura achei o HeidiSQL mais leve e mais funcional, pelo menos no ponto de vista de quem administra BD’s com Big Data.

    Mas parece que o Workbench levou um upgrade. Quando voltar de ferias experimento.

    Bom artigo!

  6. lmx says:

    Boas..

    Considero esta ferramenta muito boa…no entanto eu gostava era de um verdadeiro modelo entidade assiciação, com a relação entre as tabelas(losanglo…) , etc.

    Normalmente uso o cliente para a shell normal, ou ainda o gedit para criar as tabelas..

    cmps

  7. Tiago says:

    só para avisar que o link para download aponta para a versão 5.2.47, para a versão 6 o link é http://dev.mysql.com/downloads/tools/workbench/

  8. Mesmo está versão continua a funcionar na perfeição com servidores Maria BD 🙂

  9. Visitante says:

    Obrigado Pedro, pelo artigo 🙂

  10. Pedro H. says:

    Bons tempos em EOTD que a malta desenhava a BD no Access… :p

  11. Helder Nunes says:

    Sou um curioso da programação e já trabalhei com uma versão antiga mas não me dei bem, continuo a trabalhar com o Access (embora reconheça que tem cada bug que não lembra a ninguém) mas assim faço os formularios e os relatorios, mais facilmente que em PHP.
    Haverá algum programa tipo Access que pudesse trabalhar com mySql ou mesmo com bases de dados do Access, dado que o meu sistema actual (gestão de produção) já começa a ser grande?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.