Quantcast
PplWare Mobile

FreeBSD 8.4 – Um dos sistemas operativos mais poderosos

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. André Ribeiro says:

    Penso que esta em particular vai continuar a existir, até porque a tenho visto a correr em muitos servidores na internet.

  2. lmx says:

    Boas…
    Não sei se o Windows normal é multi-utilizador?!Pelo menos não era até ha uns Anos…

    eu penso que é impossivel elas Opções não continuarem a existir…
    Elas vão perdurar nos meios académicos, e através das pessoas que se vão cultivando tecnologicamente.

    No entanto e apesar de ja existirem algumas empresas a fazer dinheiro com Estes SO’s , estes são menos usados ainda…no futuro, acredito que venham a concorrer com Linux, Mac Os e Windows, se ainda existir Windows na Altura…

    cmps

  3. James Bond says:

    O FreeBSD vai sobreviver, com toda a certeza. Ele tem o seu “mercado” que, de um modo geral, são utilizadores corporativos e já existe há muitos anos!
    Mas isso não quer dizer que não possa ser instalado e usado em desktops, mesmo em desktops caseiros. Os seus desenvolvedores até incentivam os utilizadores individuais a instalarem nos seus computadores.
    Aliás eu até já o tive instalado no meu computador, há alguns anos atrás, pois era meu desejo ter um sistema que fosse 100% tipo UNIX. Mas verifiquei nessa altura que o DEBIAN satisfazia as minhas necessidades e, por isso, não fazia muito sentido estar a perder tempo a “estudar” outro sistema. Ou seja, estava instalado e raramente o usava.

  4. FreeBSD says:

    Para quem não sabe o FreeBSD é o core do OS X da Apple.

    • Nunes says:

      mesmo!? revê lá isso!
      O kernel é diferente, até a própria “filosofia” do kernel é diferente – um é monolítico o outro híbrido! O que a Apple fez foi aproveitar algum código do FreeBSD para parte do kernel, para substituir outro código mais antigo derivado do BSD. A Apple ao longo dos anos tem modificado o código para o seu sistema, partilhando com a comunidade, contudo cada sistema seguiu o seu rumo
      http://en.wikipedia.org/wiki/XNU
      Não confundas o facto de usar código, com ser uma “distro” ou o “core” ser o mesmo

      • FreeBSD says:

        E já agora ficas a saber que a Apple é o principal sponsor do FreeBSD. http://en.wikipedia.org/wiki/FreeBSD. Tanto o OS X como o iOS têm a origem no FreeBSD.

        • Paulo Vasconcelos says:

          E adiciono que o FreeBSD é o sistema operativo Core que serve de base para o JUNOS dos equipamentos da Juniper (Switches, Firewalls, Routers, etc).
          Por aí também dá para calcular a robustez deste sistema operativo e a confiança que os fabricantes colocam nele.

        • Nunes says:

          @ FreeBSD
          Desculpa, mas estás enganado! O OS X tem origem no NextStep que por sinal é bastante anterior ao FreeBSD. O NextStep já usava a mesma estrutura de kernel, mas nessa altura a parte do código BSD era outro, em parte desenvolvido pela NEXT.
          A Apple comprou a NEXT e o NextStep foi usado para desenvolver o Mac OS X. Tanto o FreeBSD como o NetBSD foram usados para melhorar o código que mantinha a compatibilidade POSIX e uma parte do kernel que dependia do BSD.
          Como é óbvio a Apple partilha as melhorias que faz a esse código, mas não tenta manter paridade, seguiu o seu rumo. Quanto a ser sponsor do FreeBSD, acho que seria um bom gesto da Apple, mas infelizmente não é um sponsor do FreeBSD, apenas segue a licença que rege o código que foi buscar ao FreeBSD. Se te referes a ser contribuinte de código, então sim, é bem possível que a Apple indirectamente seja o principal. O FreeBSD tem nos últimos anos incorporado muitas tecnologias desenvolvidas pela Apple, mas a Apple nada tem a ver com o rumo que o FreeBSD segue – como já disse não há preocupação em manter paridade, os dois sistemas são independentes.
          Inclusive a Apple tem ao longo dos anos preterido algum do código por outro desenvolvido só por si, mantendo o código anterior para compatibilidade POSIX! Vale igualmente a pena recordar que as APIs principais no Mac são completamente incompatíveis com qualquer outro sistema *NIX

          • Nosferatu Arucard says:

            O Mac OS X é baseado no kernel Mach que é um sistema micro-kernel com grande verosimilhanças com o Windows NT a nível de módulos e IPC.
            Depois têm uma camada de compatibilidade baseada nas userland do OpenBSD 4.4.
            Em sistemas Linux também existe um libbsd que emula as API do sistema BSD, sendo até uma componente principal do projecto Darling que pretende executar programas do Mac OS X em sistema Linux.

          • Nunes says:

            @ Nosferatu Arucard
            O Mach faz parte do kernel, mas não é o kernel! O kernel é o XNU, que é híbrido!

  5. ruben says:

    Provavelmente já devem saber mas aqui fica: Já foi lançada a versão 20 do Linux Caixa Mágica, para já ainda em Release Candidate, mas esta não difere muito da versão final. Aqui fica o link para o post no site da Caixa Mágica: http://www.caixamagica.pt/node/76?lang=pt-pt

  6. Pedro Carvalho says:

    Caro Pedro Pinto,

    não se arranja um tutorialzinho de como instalar esta “joia” em VMware?

  7. oscar says:

    os x é derivado do unix e acabou a conversa!

  8. Xoxota says:

    Aconselho a que optem pela release 9x cuja ultima versão é a 9.1. Esta sim, é a versão de produção. A versão 8x, é uma versão legacy, mais lenta e com diferenças substanciais em termos de arquitetura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.