PplWare Mobile

Farto do Windows? O Linux Mint 18 tem tudo o que precisa (8)


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

51 Respostas

  1. osxm says:

    da para jogar gta v?

    • Altair says:

      Não, não da, mas isso pq a Rockstar não lançou a versão do game pra linux so isso, assim como tbm não laçou o game pra MAC, somente isso mesmo, nada que diminua esse incrível SO que é o Linux.

  2. morteaospoliticoshahaha says:

    Fala do linux, mas do mais importante não fala (a instalação e os seus procedimentos, para acabar com a intrusão da microsoft na nossa vida, da nossa casa e no nosso portátil, tablet, pc e outros mais), falar é fácil, ensinar é mais difícil, passem bem.

  3. JP99 says:

    Acho que o único grande problema do linux em geral é que não se preocupam muito com o design geral do sistema continua muito do mesmo. Acho o KDE muito lindo a nível de design, mas peca pela performance versatilidade. Apenas a minha opinião de quem utiliza.

    • Aguamenti says:

      Tens muitos ambientes e temas por onde escolher e instalar.

      • Caçador de Ganbuzinos says:

        sim verdade mas os sistemas não vem pré configurados a nível de temas muito básicos difícil para o utilizador comum mudar até porque a interface do windows está muito bonita e funcional a todos os níveis

        • Techguy says:

          Não concordo. O Linux Mint (Cinnamon Edition) tem temas bastante bons e inclusive pode-se fazer download de mais temas. E no geral traz mais recursos out-of-box que o Windows.

        • Paulo Jaime says:

          Eu no meu Linux tenho a interface 99,999% do Windows 10. O problema é que as pessoas não querem pesquisar nem tentar conhecer o S.O. como sempre fizemos aliás com as diversas versões do Windows. Tivemos que conhecer o sistema . Aqui é igual . Está tudo ao dispor . Eu só uso em Dual Boot em conjunto com Windows 10 porque a MEO GO Tv não está construída para a plataforma Linux , senão só usava Linux . Não queira comparar a segurança , fiabilidade e estabilidade do Linux com o Windows . Tudo é controlado por Linux sabia ? Projectos Espaciais, Bancos , grandes Multinacionais , empresas de e-commerce como a Amazon e E-Bay , comboios , semáforos , bases lançamento mísseis nucleares , submarinos , grandes Bancos e por aí afora . A realidade é que uma grande parte , especialmente jovens ( por causa dos jogos ) e muitos funcionários de empresas e também domésticos não têm tempo nem paciência para conhecerem e inovarem …aprendem de uma determinada forma e qualquer ponto ou vírgula que se mude já é uma tremenda confusão . Concerteza que usa Smartphones , excluindo o Windows Mobile e o Iphone , todos os outros usam Android ….que é Linux !!! Qual é o seu problema ? Tenho 60 anos e não sou expert nem profissional de informáctica !!!!

          • Alvega says:

            Boas Sr Paulo, eu que faz 10 anos fiz uma incursão pelo Linux (nao me lembro qual a Versao) mas nao achei nada pratico na altura ao dual boot que me dava problemas, mas agora ando com ideias de voltar a fazer umas incursões por esse mundo.
            A minha pergunta (pedido) é : qual a versao linux que utiliza, especialmente por ser segundo diz muito similar ao windows 10 graficamente?
            Um dos problemas que vejo no raio do linux é tantas versoes, (codigo aberto dá nisso) cada um faz uma versao a seu gosto, e para quem quer experimentar sao tantas as versoes e variaveis que desmotivam.
            Eu até me mecho muito bem com windows, pois tenho Computadores desde os anos 80 e muitissimas horas de trabalho e diversao com eles, mas já nao tenho paciencia para começar a utilizar algo que me parece tao basico (provavelmente estarei enganado) como o linux, pois ter ferramentas desenvolvidas e potentes é uma coisa, ter essas mesmas ferramentas há mao de semear e com bom aspecto grafico é outra coisa.
            Nem todos podemos ser programadores, e utilizar com destreza a linha de comandos, eu quero algo mais user – friendly , pois se a aparência nao fosse importante, as mulheres (especialmente mas nao só) andavam vestidas com uma sarpilheira e nao ligavam nada a modas, todos sabemos que isso nao corresponda ´há realidade.
            Eu por defeito NUNCA volto a um tópico, mas como lhe faço uma pergunta, vou voltar caso decida fazer o obséquio.

          • Paulo Jaime says:

            Em resposta ao comentário de ALVEGA , uso o Linux Mint 18 que é o que está em análise no artigo. É só ir às ferramentas do sistema e procurar por mais temas na internet e aparecerão imensos , entre os quais o W10 …claro que depois é preciso configurar / escolher os botões , as janelas e restantes parâmetros para ficar com a interface Windows 10 , mas para quem está familiarizado com uso de pcs é tarefa simples .

          • Miguel says:

            Eu corro o Meogo no Linux mint Sarah. Encontrei por ai algures (sem “pescar um boi” de Linux) uma forma de correr o silverlight 5 no mozilla.

    • fanfarrao says:

      O windows 10 também tem um lindo design, mas é tao pesado quanto o KDE.
      No linux, podes escolher um ambiente mais leve.

    • XJarreta says:

      É relativo.

      Tenho o Manjaro KDE em dual boot com o Windows 10 em um Samsung I7. Esta configuração corre fluído (exceto quando faz uma atualização de kernel e da DE, que precisam ser reinicializados) e executo vídeo, KDEnlive e Mixx (alternativa ao Virtual DJ) e até um CS:GO via STEAM. Nesse caso concordo que é exigido um hardware menos modesto. Prefiro KDE por ser um ambiente de design elegante e sóbrio, além de fácil configuração – quem mexe com Windows não terá grandes obstáculos para personalizar.

      Por outro lado, tenho um DualCore com 3GB de RAM, que apesar de não desligar corretamente (problema na motherboard e por isso inviável seu reparo), corre um Manjaro JWM. Apesar da interface minimalista, atende os requisitos para atividades triviais – office, navegar na internet e executar alguns softwares específicos como o code:blocks ou Packet Tracer; tudo isso ao mesmo tempo sem maiores gargalos de processamento. Este DE é um tanto maçante de início nas configurações, mas depois de feito você não precisa realizar nenhuma alteração adicional.

      Saudações

  4. Serato says:

    Farto de ter MacOS/OSX?
    O Linux Mint é uma boa alternativa para quem quiser mudar..
    Melhor que Windows? Só mesmo em sonhos e 90% das aplicações nem existem, e as alternativas deixam muito a desejar.
    Façam um tutorial a mostrar como fazer iLok e Pace a funcionar e mudo hoje….

    • Altair says:

      ” Só mesmo em sonhos e 90% das aplicações nem existem” 90% das aplicações baseadas em que, em 100% de todas as aplicações existentes no mundo? Android tbm é Linux em olha la na google play e conta la.
      Mesmo se existirem um milhão de aplicações pra windows e 10 mil pra linux, ninguem instala tudo isso em um sistema ou seja a porcentagem não quer dizer nada, quanto a aplicativos como photoshop, corel e esses “famosos” por ai so não rodam no linux por um motivo, essas empresas não criaram a versão dos mesmos pra linux, culpa das empresas e não do SO, existem também softwares que so rodam no linux e não em outros SO’s tbm, o que não significa nada, linux é um excelente SO, independente de ter ou não essas aplicações “famosas” que são empurradas goela abaixo nas pessoas, como se só existissem essas no mundo.

    • AMS says:

      +1
      Concordo plenamente..
      Quando mudar, mudo para melhor… Pars mim para ja nao ha nada melhor que o Windows.

  5. Kabuki says:

    Na minha opinião o Linux, tem dois problemas.
    1ª Muitas versões, lançamentos, confusão total.
    2º Para instalar programas é uma carga de trabalhos, ou não dá, ou precisa-se quase fazer programação.
    Para quem quer começar ou mudar, não sabe para onde se virar, depois a instalação de programas, estão sempre condicionadas.

    • jAugusto says:

      1º Rolling distros, instalas uma vez e pronto actualizas e não te chateias com as versões: tipo windows 7 para winsows 10.

      2º Os instaladores é só clicar e escolher o básico: país, user name password etc etc…

    • XJarreta says:

      Entendo o seu ponto vista.

      1. Por outro lado você escolher um Linux que atenda seus requisitos (design de área de trabalho, hardware mínimo, nível de aprendizado para configurar, aplicativos que necessita usar, etc.). E se não gostar, podes migrar a uma outra distro, diferente do Windows e Mac. Não me dei bem com o Mint, que apesar de trivial, inexplicavelmente tinha momentos que consumia toda a CPU, também usei o Debian que foi por muito tempo meu fiel no dia a dia, até adotar de vez o Manjaro KDE.

      Sou da época do Mandrake (circa 2000/1), e, em comparação com os dias atuais existem versões bem fáceis de usar e configurar.

      2. As distros mais recentes possuem uma “Central de Programas” em que você pode escolher o software que necessita e com poucos cliques a instalar (apenas lembrando de conceder permissões)…

      Tenho amigos que usam o Mageia e Sabayon e são só elogios. Tente um desses.

      Saudações

    • P says:

      Podes usar versões LTS em que só sai uma versão nova do SO, tipo Win 7 para 10, a cada 5 anos.
      E atualmente, todas as distros tem algo do género loja de aplicações

  6. irlm says:

    quais são oas diferenças entre os tipos de grupos de utilizador no linux? (whell,users…)
    exemplo https://wiki.archlinux.org/index.php/users_and_groups

  7. Goncalo Pereira says:

    o facto de um simples scroll de rato não dar para configurar num menu de definições é algo não se entende porque não foi nunca implementado no linux

  8. Emperador says:

    De cavalo para burro, não obrigado, linux é sistema de nerds.

  9. iFernando says:

    Os Ubuntus/Mints não evoluíram nada, como é grátis poucos engenheiros desenvolvem o sistema. Nem o rato funciona bem…..para esquecer

  10. David Crocket di Karn says:

    Mas quem é que pode estar farto do Windows? Aqui mesmo, no pplware, foi dito que o Windows era o melhor e o mais moderno sistema operativo do mundo!!! Isso mesmo, leu bem: o melhor e o mais moderno sistema operativo do mundo!!! Pela parte que me toca, eu não estou farto|

    • Vítor M. says:

      Sem dúvida, mas isso não quer dizer que não haja alguém farto dele… e aqui estão boas alternativas.

      • Macgyver says:

        Vitor M. off topic… Era bom que o PPlware fizesse um artigo sobre a instalação das novas gráficas da Nvidia gtx 1060 e seguintes em Linux pois segundo experiência pessoal é um bocadinho complicado mas não deixa de ser divertido as “dores de cabeça” que o processo dá.

  11. giloan says:

    Linux e para nerds Windows e para normais e mac para os fashion

  12. Vasco says:

    Estou a usar linux mint desde que a ultima atualização do widows 10 deixou de dar no meu pc toshiba. Mas o linux mint suga bateria que é uma loucura!! bateria com 54% de carga e tempo estimavado 54 minutos?1 Credo!!! Mudei pro ubuntu. O ubuntu também tem mais suporte no ask ubuntu e outros foruns. Não encontrei nada para o linux mint mais recente.

  13. José Maria Oliveira Simões says:

    Do que mais sinto falta nesta distribuição é durante o processo de instalação não vir com o wizard de criação do filesystem como o Debian. Gosto de ter o /root separado do /home do /var do /usr , etc. Fora isso, não tenho mais criticas. Tudo funciona impecavelmente e foi instalado logo à primeira. Estou a passar tudo do Ubunto para Mint. Não estou a usar o Debian, porque algum software não está disponível por defeito e tem que ser instalado manualmente.

  14. CMatomic says:

    Para mim subida de utilizadores GNU/Linux trouce desvantagens para o ambiente de trabalho nos sistemas UNIX , que não se lembra do GNOME 2 , ambiente de trabalho muito funcional e tinha características e pormenores que nem existia no ambiente de trabalho e nem existe ainda no windows , mas depois chegou o Ubuntu com os tipos com seus apple portáteis , e vá toca de influenciar para tornar o ambiente de trabalho Gonome de agrado dos fan boys do windows e da apple , e GNOME foi perdendo funcionalidades , hoje e dia temos variantes do GNOME 2 , chamado GNOME 3 e o Unty , mas na pártica hoje em dia tem que se utilizar mais atalhos de teclado que no antigo GNOME 2 para aceder a mesma função , e algumas das funções prederam funcionalidades , e muitas vezes o que era antes simples hoje em dia tem que se utilizar a linha comandos para ter a mesma função que havia no GNOME 2 .

    • A.Vidal says:

      É bem verdade. Utilizo linux desde 2009 e verifico, que algumas coisas, em versões mais comerciais (ubuntu -canonical) tem vindo a perder funcionalidades, e a tornar-se cada vez mais pesados. A mudança de Gnome2 para Unity é disso um exemplo. Tenho um centrino duo dual core de 2006, e com linux mint mate, ou outra versão semelhante, continua a ‘bombar’ como um avião. O que nos ‘safa’ é a diversidade de versões linux que existem. O linux primeiro estranha-se, depois entranha-se. Sete anos após ter começado, com ubuntu 8, acho que já não vou voltar atrás. Todos os dias utilizo windows 7, porque no serviço que desempenho não me dão alternativa. A nivel pessoal, Mint 17.

    • AlexAlex says:

      Podes usar o Mate desktop: http://mate-desktop.org

  15. irlm says:

    Nem uma noticia sobre os 25 anos de Linux 25/8/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.