PplWare Mobile

Aprenda a instalar o novo Linux Mint 18 “Sarah” em 7 passos


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

31 Respostas

  1. Pauliee says:

    Qual a vantagem disto em relacao ao windows 10? Nem office de jeito ou adobe pdf penso ter

    • Assssss says:

      Não se deve pensar com a boca 😐
      Deixa lá. O LibreOffice também corrige a acentuação e o Xreader serve bem para ver documentos em pdf.

  2. Leandro Bernardes says:

    Tópico muito bom como sempre!
    Só tenho uma correção a fazer: onde indicam as configurações usadas no VMWare, dizem que definiram a RAM em 1024 GB, em vez de MB. De resto, excelente

  3. Hugo Rodrigues says:

    Como fazer dual boot com o windows 10?

  4. Rodrigo says:

    para que serve isto quando ha o windows 10 de borla..linux tem office ou adobe acrobat?

  5. Diarreia Mental says:

    Uma questão, para fazer upgrade do 17 para o 18, é necessário reinstalar por cima ou já se pode fazer como no ubuntu “apt-get dist-upgrade”?

  6. Hèrmar Patrianova says:

    É a minha dúvida, também! Já tenho o 17 instalado. Será que os desenvolvedores irão facilitar o upgrade?

  7. Vítor Rodrigues says:

    Tenho uma duvida. É melhor instalar com a pasta home separada ou não?
    Obrigado

    • Marcos says:

      A vantagem criar a pasta /home separada é que se você resolver instalar outra distribuição ou atualizar para outra versão do Mint seus arquivos permanecerão protegidos na pasta. Como geralmente eu guardo meus arquivos numa partição NTFS, eu dispenso a partição /home.

    • José Maria Oliveira Simões says:

      A resposta é sim. Há vantagem, pois assim fica tudo mais bem arrumado no disco.

  8. Ricardo Pereira says:

    No site official temos o seguinte.
    “It will also be possible to upgrade from Linux Mint 17.3. Upgrade instructions will be published next month”

  9. eduboncrte says:

    A atualização limpa é melhor, portanto, evite a opção de atualização em Update Manager

    2. A melhor maneira de ir do mais velho série Mint 17 à mais recente série Mint 18, é aplicar uma atualização limpa. O que significa:. Formatar a partição do disco rígido em que a versão mais antiga reside, e instalar a versão mais recente limpa nessa partição vazia Isso reduz a poluição, diminui o risco de complicações e é sem dúvida a maneira mais rápida de fazê-lo. Só a atualização dentro de um determinado série Mint é seguro e fácil. Dentro de uma série, você pode simplesmente atualizar a versão antiga para a mais tarde, selecionando a opção de atualização no Update Manager … A razão para esta distinção é, que o Linux Mint usa apenas versões LTS do Ubuntu como base de código. Dentro de uma série Mint que é sempre a mesma versão do Ubuntu, assim que o upgrade para um Mint mais tarde dentro da mesma série é tecnicamente não é grande coisa. A maior parte da base de código permanece o mesmo, então. A série Linux Mint 17 contém 17, 17,1, 17,2 e 17,3. Todos eles têm a mesma base, ou seja, o Ubuntu 14.04 LTS. O que torna a atualização dentro desse rápida série e segura. Mas a série Mint 18 (que começa com Mint 18 Sarah) é baseado em um inteiramente novo Ubuntu, ou seja, o Ubuntu 16.04 LTS. Este é um grande salto, o que aumenta os riscos de atualização consideravelmente. Com base nas minhas próprias experiências, em vez negativos com upgrades de versão do Ubuntu, considero também um grande passo para muitos sistemas. Porque ajustes no sistema e / ou (instalado manualmente?) Motoristas que foram à direita para 17.x, pode estar errado ou até mesmo desastroso para 18. A única maneira de ter certeza de que nenhuma dessas sobras deletérios são herdadas em 18, é uma instalação limpa. Assim, uma instalação limpa do Mint 18 é definitivamente melhor do que a atualização Mint 17.x a 18. Com uma instalação limpa, com formatação anterior da partição alvo, você tem a menor chance de problemas mais tarde. Esta sabedoria antiga é válida para todos os sistemas operacionais sob o sol ….. Além disso, uma instalação limpa do Mint 18 será, provavelmente, muito mais rápido do que um upgrade, porque não exigir a substituição complicada de um sistema refinado e executando . Ele não pode ser comparada de forma alguma a um upgrade dentro da série 17, o que deixa a maior parte da base de código intacta. Então eu aconselho a evitar a opção de atualização no Update Manager, que será oferecido para o upgrade a partir 17.x para 18 . a melhor maneira de fazer um upgrade limpo em vez disso, é a seguinte: https://sites.google.com/site/easylinuxtipsproject/9

  10. Ciro Teixeira says:

    Uma instalação clean é um bicho de sete cabeças para utilizadores amadores como eu por causa do dual boot com o windows 10. Basta mexer com a partição e o dual boot pfff desaparece.

  11. Augusto says:

    -Muito obrigado, mas, posso instalar o LINUX e ter o WINDOWS 7 no mesmo disco (c:)?
    Aguardo sua resposta.

  12. Tiago says:

    O IE11 funciona??

  13. morteaospoliticoshahaha says:

    tudo muito bonito, mas no meio disto tudo, podem crer que não se livram do windows, precisam dele agora e para sempre e dual boot todos os dias ou numa pressa chateia, só mesmo para quem tiver tempo de sobra além de que realmente houver um clipse no sistema, nota-se o bloqueio logo à partida, agora decidam-se, a escolha é vossa.

  14. Pedro says:

    Tenho um antigo portátil com Pentium dual core e 4gb de ram. Pensei em colocar o Linux Mint 18 como sistema principal. Instalo a partir de pen sem recorrer a VMWare ou tenh de ter o VMWare também na pen?

  15. jaksonfernandes says:

    nao consigo instalar i mint 18 em minha maquina estava rodando o windows 10 e so da erro ja tentei as duas versoes 32 e 64bits e da o mesmo erro . como corrigir o erro de instalação

  16. José Maria Oliveira Simões says:

    Tente usar um live CD com o Gparted para formatar o disco do computador. Veja também as definições na Bios do computador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.