Quantcast
PplWare Mobile

É a Loucura: Jogos para Linux com 80% de desconto na Steam

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. João Reis says:

    Podem ser comprados no Ubuntu e depois jogados no Windows 🙂

    Não testei mas em teoria só pode ser assim, a conta STEAM temos os nossos jogos, e não descrimina por Sistema Operativo.

    Em teoria deve ser assim, tudo a instalar Ubuntu e a aproveitar os descontos e depois usa no Windows a mesma conta para joga-los.

    • Nimboos says:

      Mas os jogos podem sem comprados usando o Steam do Windows. Os descontos dos jogos estão disponiveis para qualquer sistema operativo.

    • Daniel Gomes says:

      Se disser lá STEAMPLAY, sim dá, senão não dá…

    • Pedro Nunes says:

      Sim basicamente um user tanto faz comprar um jogo no windows, como no mac como no linux, vai sempre puder jogar nos outros OS sem voltar a comprar (isto se estiver disponivel para esse mesmos Sistema operativo).

      No entanto só há uma excepção que é o COD Black Ops que entre o mac e o windows são versões diferentes.
      Coisas à chula da Activision.

    • Felipe says:

      Usar no rwindows pra que? Os jogos estão rodando muito melhor no ubuntu do que na porcaria do rwindows…

      • Phyan says:

        Fala por ti, a mim nem a steam abre e mesmo que abri-se não ia conseguir jogar nada em condições pois não há drivers de jeito para linux da marca da minha gráfica.

        AMD Radeon HD 6550M

        É um portátil com a opção de mudar entre 2 gráficas AMD/INTEL.

        Quem souber de alguma coisa em relação a isto que diga…

        • flavio says:

          Os drivers proprietários da amd funcionam bem aqui. Abre todos os jogos que tenho na steam
          amd radeon 7670/intel

          • Phyan says:

            Onde foste buscar e como instalas-te?

          • Eduardo says:

            Como é que fizeste para instalar os drivers proprietários?
            Tenho um portátil com o combo AMD 6550M/Intel HD2000 mas sempre que instalo os drivers da AMD ou perco a aceleração de hardware ou o X vem com coisas que não encontra ecrãs.

            Era mais interessante do que ter de desactivar a placa AMD e ter só a da intel a funcionar, funcionam poucos jogos bem

      • Luis says:

        O que é estranho é que comigo também se passa o mesmo. O Half Life roda muito melhor no linux que no windows, principalmente a nível da movimentação das personagens e também dos detalhes gráficos. O mais estranho é que o meu portátil que corre linux é 4 anos mais antigo que o que corre win7.

        • Afonso Tech says:

          Isso só mostra as vantagens do Linux: menos consumo do hardware (RAM, placa grafica…) por parte do SO o que permite que se possa disfrutar de um melhor jogo.

        • João Reis says:

          Isso mais pareceu um testemunho de Anúnico de TV.
          Filma isso e mete no Youtube porque por melhor aproveitamento e gestão de recursos o Linux não faz milagres a nível de performance gráfica.
          Alias aposto que tens os drivers marados no Windows mais recente. Mas claro, o Linux é que é fixe, a culpa não está entre o monitor e a cadeira 🙂

    • roliveira says:

      Se tiveram trabalho a instalar o Ubuntu e os jogos correrem tão bem como windows porquê voltar a mudar de sistema? Derivado a esse motivo não percebo a “chico espertice” de adquirir os jogos por lá só para poupar uns trocos (tendo o trabalho de instalar um sistema novo).

      Digo “trocos”, porque a valve está sempre a fazer promoções de jogos, ainda há pouco tempo fez promoções generosas do Counter Strike Go e do Borderlines, por isso não vejo a lógica e as grandes vantagens de se fazer isso.

      Eu se por acaso instalasse um sistema e visse que os jogos corriam bem lá nem me dava ao trabalho de voltar ao sistema que usava anteriormente para jogar os mesmos jogos. Mas devo ser só eu. 🙂

      • João Reis says:

        Sabes que nem toda a gente usa o SO apenas para Jogos 🙂
        A grande maioria usa o PC para estar apto a instalar e usar qualquer software que necessite, daí o Windows ser ainda o mais usado usado.
        Quando tinha a tua idade (estou a supor dada a tua afirmação) também achava o Linux muito engraçado por ser alternativo e pelas potencialidades sem fim. A realidade de utilização geral é diferente, se o jogo corre bem em Windows, se tenho actualizações de drivers da gráfica e qualquer outro driver logo em primeiro lugar.
        Porque diabo vamos usar Linux se tudo é mais simples e fácil no Windows?

        Entendo o teu ponto de vista mas pertences a uma minoria entusiasta e que gosta de ser diferente só porque sim, e como eu na altura, tinha tempo para ler as sebentas de HOW-TO´s para aprender a mexer no linux mesmo à séria (achava eu que era assim).
        A imaturidade tem as suas coisas boas, e é bom que passes por essa fase para depois te identificares e escolheres realmente sem amargos de boca por nunca teres experimentado o “alternativo”.

        Cumpts

        • roliveira says:

          hahaha, em relação à idade nem te vou dizer senão ainda te surpreendias 😉 Já passei essa fase do fanboyismo e nunca fui de utilizar um sistema só porque é “cool”. Desde que mudei para Ubuntu, nao quero outra coisa. E de facto só volto ao windows quando preciso de algumas coisa que o openoffice ainda não é muito bom. Quando me referia a instalar um novo sistema não é a dificuldade, é o medo ou pânico que as pessoas têm em tentar algo novo.

          Duvido que seja a promoção que vai fazer as pessoas ultrapassar esse pânico da mudança para poupar algum dinheiro. Quem testar Ubuntu ou outro sistema diferente do Windows é porque já estava há muito mais do que farto do Windows e estava à espera de ter uma plataforma boa de jogos como o Steam. Esses sim, vão arriscar, agora os que é só para poupuar por poupar para logo a seguir voltarem ao Windows duvido muito. Era esse o meu ponto.

      • João Reis says:

        PS: Se achas que dá trabalho instalar Ubuntu, havias de ter experimentado instalar RED-HAT em 486 ou posteriores :=)Compilar drivers à pata, usares versões de kernel compatíveis com o teu hardware especifico.

        É que nem te passa pela cabeça. Instalar Ubuntu é tão simples como instalar Windows. Qualquer um sabe faze-lo porque em boa verdade não é preciso saber fazer nada lol

        Mas achei piada ver o choque de imaturidade de uma opinião importante como a tua, faz-nos lembrar como eramos e de onde viemos.

        Obrigado

        • faustino says:

          Eu lembro-me de instalar um Linux-FT1.1 que vinha numa computerworld, ainda anda por aqui o cd onde estavam as imagens das disquetes para a instalação, acho que foi à coisa de 17 ou 18 anos atrás e realmente Linux é uma treta só para imaturos.
          Agora vou voltar a ser imaturo e continuar no meu computador com linux sem drivers de placa gráfica decentes, mas que não rebentam à mais de 15 dias em vez de estar no windows 7, no mesmo computador com drivers dos bons( tradução atualizados há 15 dias), daqueles primeiros que saiem só para windows e que me dão por vezes um uptime louco de cerca de duas a três horas, por isso acho que prefiro ser imaturo e conseguir fazer o meu trabalho sem me irritar.

          • faustino says:

            Correção o primeiro que instalei vindo num cd, foi um slackware que vinha na PCW de fevereiro de 1996, o FT-1.1 vinha na PCW de Junho de 1996.

          • João Reis says:

            Sim, slackware também usei, quebra cabeças, mas quando funcionava, funcionava à séria e na altura notávamos um aproveitamento do sistema. Hoje em dia já não.

            Estamos a falar no tempo dos cyrix a 166mhz com numero de série especial dava para fazer oc a 188mhz ou 200mhz já não me recordo.
            No tempo em que faziamos cooling a água mas com bombas de aquário, isso sim era trabalho 🙂

          • faustino says:

            Eu comecei mesmo num 486/60 que nem sequer era meu, era de um colega de casa, ou seja um pouco antes.

        • Road Runner says:

          Chamar “alternativo” ao “janelinhas”, como já li por aqui, não se é de rir ou de chorar, posso é dizer-te que comigo foi exactamente ao contrário, andava agarradinho ao do “janelinhas”, tudo pirateado, não sou rico para andar a gastar rios de dinheiro em software, até descobrir o Linux, a sério, vão para ai uns três anos, nunca mais quis outra coisa.
          Quando comprei o portátil hã coisa de ano e meio, vinha com “janelinhas”, a primeira coisa a fazer foi um format ao disco que foi uma delicía, ainda por cima deu mais gozo porque foi com um Live CD do Fedora, um mimo.

      • João Paulo Ferreira Brito says:

        Para tal existem máquinas virtuais, digo eu xD

    • Fred says:

      Errado! Tu podes nem sequer ter linux e comprar com descontos. É para todos. Daí diz que é promoção comemorativa por causa do lançamento da versão linux. É para todos não só linux.

  2. Bastion e Trine 2 (Promo 2 Pack) já ca cantam 😀

  3. Os avanços estão ai. Daqui a pouco o linux começa a morder mais umas fatias do mercado.

    Para quem tá com problema com placas da amd vá até o site e baixe o driver recém lançado.

    Migrei para Ubuntu tem 2 meses e estou muito feliz. Não penso em voltar.

  4. tb says:

    Boas,

    Tenho um stress com a gráfica do meu fixo, não consigo meter o CSS a funcar.

    Tenho os últimos drivers disponibilizados, sem ser beta, alias actualizei-os como foi dito num post aqui no pplware, mas dá-me erro Open GL Extention.. Aconteceu a alguém? já procurei na net e há alguma soluções meias manhosas, espero pelo vosso feedback e bom fim de semana.

  5. John says:

    Grande investimento por parte da steam, eu acho que isto é um introdutório para o objectivo final deles. Criar uma “consola” PC com linux a correr por trás os jogos que eles vão puxar para o lado deles.

  6. neco says:

    Qual são os jogos mesmo?

    O Dave e o Pacman?

    queria ver é o fifa 13 ou o Crysis 3…

    mais ai ja é windows pc mesmo…

    • A. Lopes says:

      CS: Source
      Serious Sam 3
      HL
      entre outros…
      É só a linha inicial para preparar o lançamento da steam box, como referiu o John.

      Se moverem “players” suficientes para linux, vão começar a aparecer muito mais jogos para Linux, e de certeza que outras companhias vão tentar aproveitar e “portar” os seus jogos para linux.

      Claro que não vai ser um processo imediato, vai levar o seu tempo.
      Irá esta jogada revolucionar o mundo Linux? Só o tempo o dirá!

    • higuita says:

      A steam já suporta, os drivers já estão melhores, existem muitos os motores 3D que funcionam em windows, mac e linux (inclusive alguns que são usados pelos grandes titulos), logo basta agora aos fabricantes querem…
      para vários basta compilarem as coisas para linux (se fizeram bem as coisa) ou migrar (ou pagar para isso ao especialistas que ganham a vida a fazer isso) as coisas que apenas existem em windows para frameworks cross-platform (más decisões, pagam por isso… mas nem sequer pagam muito)

      Tu, como utilizador tens de pedir (ie: nagar) os fabricantes para lançarem versões para linux e na pior das hipoteses, votares com a tua carteira.

  7. Rafael says:

    Pessoal tem um Servidor para Jogos no Linux o Romero,O servidor recebeu o nome Romero, em homenagem a George Romero, diretor do clássico Night of the Living Dead de 1968.

    Como conectar ao servidor?

    IP do servidor: 199.241.29.133

    Título: Ubuntu-BR-SC | http://www.ubuntubrsc.com

    Senha: ubuntuftw

    Dificuldade: beginner

    Recuro anti-cheat da Valve: ativo

    O primeiro jogo disponível é Killing Floor, um survivor horror cooperativo que provavelmente inspirou a Valve a criar Left 4 Dead.

    O Romero possui um processador quad core de 3.3GHz, quatro gigabytes de memória RAM e quarenta e cinco gigabytes de armazenamento com SSDs em RAID10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.