PplWare Mobile

Chegou o ZorinOS 9 – O Linux que é igual ao Windows


Autor: Pedro Pinto


  1. ElectroescadaS says:

    A versão para Gamers é que vocês poderiam oferecer…

  2. Eugénio says:

    Alguém me consegue dizer o consumo de memoria ram deste SO?

    • João Marcelino says:

      Nas FAQ:
      What are the minimum system requirements that I need to install Zorin OS?

      For the Zorin Desktop based versions (not Lite):
      1 GHz x86 processor
      5 GB of Hard Drive space
      512 MB of system memory (RAM)
      Graphics card capable of 640×480 resolution

      For the LXDE based versions (Lite):
      266 MHz x86 processor
      2GB of Hard Drive space
      128 MB of system memory (RAM)
      Graphics card capable of 640×480 resolution

    • Paulo Guarnieri says:

      Apesar da interface gráfica cheia de funcionalidades, o sistema é bem leve. Eu estou usando em pcs de 512kb de ram, processador intel celeron D, fabricados em 2007. Só tive que desabilitar alguns efeitos, que bem dizer são inúteis. Mas depende do uso do pc, se abrir muitos aplicativos ele trava. Com essa configuração, não dá pra fazer muita coisa ao mesmo tempo.

  3. Maxim says:

    Visual parecido, mas nao se compara….linux para mim ainda está atrás do win em termos de visual, a nao ser que sejas ganda expert naquilo para meter tudo à tua maneira. tentei usar o docky no ubuntu e ter um appmenu na barra superior e nao consegui por aquilo bonito, sempre dava algo de estranho :s

    • Nuno José Almeida says:

      Pelo contrário, o win está muito atrás do linux se não não andavam a copiar tudo o que o linux e macOs tem. Aliás, até ao aparecimento do W7 a diferença então era abismal.

      • Macedo says:

        LOL…
        Todos se copiam uns aos outros… A evolução é a maneira de copiar outros mas de uma maneira “diferente”…
        Desde que se inventou a roda tem sido assim.

        E o melhor SO depende do que se faz com ele e para que se vai utilizar, trabalhei com várias e numas ocasiões o Win é o melhor noutras o MacOS. O Linux já vai dando cartas mas ainda tem que evoluir mais…

      • lmx says:

        +1 Nuno…

        Até ao win 7 era muito a diferença de facto…

        O win 7 copiou o kde…toda a gente sabe…pelo menos aqueles que teem capacidade para ver e um cérebro para pensar…

        Hoje em dia, o Windows já está mais próximo do Linux, mas a nível gráfico claro que linux leva vantagem, mas também é normal que um sistema livre, com interfaces bem documentadas, e de código aberto tenha vantagens…mas que tem, lá isso tem.

    • Só um gajo says:

      Não é bem assim. Apesar de o gestor de janelas do Windows ser bastante poderoso e de haver muitas funcionalidades que tiveram origem lá, consegues ter ambientes gráficos com a mesma, se não mais funcionalidade no Linux. Mesmo sem seres grande expert.

      No Ubuntu o gestor de janelas é o Unity, e o Unity não foi feito a pensar em grandes perosnalizações. É aquilo e aquilo mesmo. No entanto se entrasses no modo Gnome 2, poderias não ter uma coisa tão bonita à primeira vista, mas conseguirias personalizar até ao extremo. Não se trata de ser um expert, trata-se de ter as ferramentas certas. Até porque já há um conjunto de ferramentas que facilitam todo este processo de personalização.

  4. delaorden says:

    Beleza! ultimamente venho a testar diversas distros, todas baseadas no Ubuntu. Nunca pensei que um dia mudaria do Windows para Linux, especificamente o Mint 17 Qia Cinnamon, muito sólido.
    Uso claro o Windows 7 tambem para brincar de fazer música, coisa que o Linux, por enquanto, ainda não é a melhor opção. Mas o que reparei é que a maioria das distros. tipo Deepin, Elementary, este Zorin e tantas outras, são apenas variações da interface do usuário. O âmago ou kernel é praticamente o mesmo com alguns pacotes de candies a mais ou menos. O que me levou a escolher o Linux Mint é que ele me parece mais estável, reconhece praticamente todo o hardware e é muito leve, pelo menos na minha velha máquina.

    Agora testei por estes dias outra distro interessante que vocês podem fazer um artigo e tal é o bodhi linux , confiram aqui
    http://www.bodhilinux.com/ muito legal tambem.
    Valeu !

  5. carlitos says:

    Pah quando falam em estética no GNU/Linux… posso ser eu que sou esquisito, mas parece-me que em termos estéticos, os diversos DE’s que correm em Linux deixam muito a desejar, quando comparados com MacOS ou Windows, sobretudo aqueles que os tentam imitar à risca. Eu detesto o GNOME 3, é o DE que menos gosto, não tem usabilidade nenhuma, mas até aprecio o visual limpo das aplicações GTK3, mas depois o tipo de letra é infantil e os ícones são horríveis. Até o ponteiro do rato é demasiado grosseiro e no geral os elementos ocupam demasiado espaço no ecrã.

    Isto para dizer que eu compreendo a tentativa de criar familiaridade para quem vem do Windows se sentir à vontade no Linux, mas em vez de procurar imitar, penso que ganhariam mais em procurar uma identidade e visual próprio, sem abdicar dos princípios de usabilidade paradigmáticos desde o Win95.

  6. Bruno says:

    Bem que se podiam unir e reduzir para 2 ou 3 Linux’s que fossem uma verdadeira alternativa ao Windows…

    Não é que Linux seja mau, nada disso, mas falta investimento e propaganda e uma maior adaptabilidade.

    Penso que uma união de várias distro’s seria benéfico para todos!

    • Só um gajo says:

      Isso é relativo. Tens distribuições de grande dimensão desenvolvidas por software houses. Red Hat, SuSe e o Ubuntu são exemplos disso. Depois tens outras distribuições que são desenvolvidas e mantidas pela comunidade e nessas enquadram-se distribuições feitas por pessoas em casa.
      Repararás que a maior parte das distribuições que são apresentadas aqui, são baseadas no Ubuntu, o que muda são os ambientes gráficos e os pacotes instalados, assim como os repositórios.

      Basicamene, cada vez que vês uma distribuição pequena é porque um gajo ou um grupo de gajos se lembraram de fazer uma distro por puro divertimento e depois a coisa cresceu e decidiram mostrar ao mundo. Eu acho que é essa a beleza do Linux.

  7. Miguel says:

    Gosto muito de Linux, e desde que o uso, só toco no windows para algumas coisas.
    Admito que isto de haver centenas de distros possa estar a afastar possíveis interessados em Linux, pois pode-se instalar a confusão.

    O melhor para quem quer começar é olhar só para Ubuntu, Linux Mint e Luna OS para pcs fracos. O Mint é bastante estável, trás muita coisa de origem e tem o ambiente com grande capacidade de se personalizar. Portanto o meu conselho para quem quer começar no Linux, é o Linux Mint.

  8. Designer says:

    Concordo com muitos em parte, quando dizem qye o Linux em suas variadas versoes sao estaveis e leves.
    Porem para quem procura um mundo evoluido de opçoes, suporte e design “NADA” se compara aos novos sistemas da Microsoft, os famosos Windows 8 e o recente Update 8.1 .
    Ja uso este sistema a tres meses e todos os dias me surpreendo com as variadas e milhares de opçoes.
    Quanto ao Linux , para quem se tem um antigo Pc ou Notebook é a melhor escolha pelas configuraçoes graficas da mesma.
    Mas para quem tem uma “NOVA” maquina vai amar usar o Windows 8.1 ja com erros corrigidos e bem leve para se usar tranquilamente.
    Alem disso se tem o suporte ao Mundo XBox Live e muito, muito mais….
    Gosto de inovaçao e aparencias futuristicas e nesse termo o windows “em suas novas versoes” esta a “MIL ANOS LUZ” dos Linux O.S’s.
    Vale a pena conferir.
    Abraços!!

    • lmx says:

      se gostas de inovação então gostas de linux e não de windows…porque o windows anda sempre atrás dos outros e muitas das vezes bem atrás…

  9. Jorge says:

    assim que o Linux for compatível com jogos do Windows o pessoal muda todo para Linux, caso contrario será Windows a dominar

    • Luís says:

      para jogos tens a Steam que corre em Windows e Linux
      o desempenho dos jogos disponíveis na Steam é que pode deixar a desejar no Linux, dependendo do teu hardware

      • Jorge says:

        eu sei que a steam está a portar para o Linux, mas a maioria dos jogos na steam ainda não são compatíveis com Linux, se bem que quando csgo e outros jogos mais jogados passarem a ser compatíveis com Linux acho que o Windows afunda

  10. RV says:

    Ideia interessante… Será bem mais fácil a eventual mudança para os utilizadores.

  11. JP says:

    Não percebo…

    Acho que alguns aqui não fazem a mínima do que estão a falar…

    Como é que alguém pode, neste artigo, logo neste, dizer que o GNU/Linux fica atrás em personalização em relação ao W$?

    Com apenas 2/3 cliques mudam completamente o visual do Zorin, sem
    ter que instalar nada, nem temas, nem ícones, nada… Por falar em temas, esta versão já vem com 3 temas diferentes…

    O Painel do Zorin é o AWN e dá para fazer coisas que quem usa M$ nunca ira saber que é possível fazer…

    Enfim…

    • João Terra says:

      E muita gente não sabe, ou só uma minoria que é. Em linux dá para alterar tudo e modificar o que se quer e o proprio utilizador é dono do sistema em que pode fazer o que quer. Em windows é diferente, o windows é que comanda o utilizador e as permissões que o windows dá são muito pouca e limitadas. Essa é a grande diferença

  12. Altoner Frutas says:

    Parabéns aos comentários, povo portugues bem educado. Estou a experimentar futuramente o zorin-os, farei comentários a partir das percepções que terei.

  13. lucas says:

    Boa noite,
    Esta distro, é possível logar-se em dominios windows? Usando o Active Directory? No aguardo. Obrigado.

  14. Leonardo says:

    estou querendo introduzir minha mãe no mundo do linux e acho que esse é o que irei instalar.

    só tenho uma dúvida:

    esse tem uma versão em pt-br também?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.