Chegou finalmente o novo Ubuntu 16.04.2 LTS


Destaques PPLWARE

70 Respostas

  1. Edisson says:

    É o S.O que eu uso, a diferença é o kernel que estou usando que é o 4.9.9.

  2. Miguel says:

    Nem a Google suporta o Linux…

  3. Alberto Santos says:

    É interessante ver que a touch-bar funciona nesta versão do Ubuntu, incluindo a nossa amiga Siri.

  4. Filipe Rosa says:

    Pplware, esta versão já suporta o hardware do novo MacBook c/ Touchbar?

  5. Zen says:

    Boa tarde,

    Num All In One touch o SO rodará bem??!
    Fico aguardar a vossa ajuda/comentários.
    Abraço

  6. Filipe says:

    ”Chegou o Ubuntu 16.04 (Xenial Xerus)! E agora Windows 10?”
    E agora o que? E agora tudo igual, o utilizador final comum continua com Windows ou Mac, e os fanáticos que são raros no mundo, pelo Linux para PC podem testar.
    Por muito que tentem falar aqui 1001 coisas, lembrem-se que no utilizador comum de PC os que querem ou gostam de Linux são insignificantes. Por mais artigos que façam, nobody cares senao os 20 ou 30 fans de linux que aqui comentam.
    Ningúem diz que é mau o Linux, até porque em outros ambientes é bastante usado, simplesmente o utilizador comum, não quer viver na era de ter que fazer coisas por comandos de consola como no tempo do MS-DOS. Quer algo intuitivo, gráfico, simples. Não quer saber de ter controlo total do SO, quer algo que funcione sem se executar 100 comandos ou procurar por controladores. E nisto o Linux falha e o Windows vence.

    • P says:

      Sabes lá do que falas.
      A única coisa dificil para o utilizador comum pode ser a instalação, porque nem no Windows nem no Mac eles sabem fazer uma instalação de raiz.
      De resto, tudo funciona como devido, e sem teres de recorrer a comandos nenhuns.

    • smurff says:

      não diria melhor, verdade nua e crua…

    • Altair says:

      Até não gosto mesmo dessa frase ”Chegou o Ubuntu 16.04 (Xenial Xerus)! E agora Windows 10?”, nada muda realmente, porém cada um use o sistema que bem entender e pronto, ja por outro lado o linxu não e sistema d efanaticos e nem precisa ficar usando linah de comando se nao quiser.

    • Rui Moreira says:

      Diz isso a Microsoft , com a sua powershell, ou ate ao facto de poderes ter bash no Windows 10 .

    • Rui Moreira says:

      “Quer algo intuitivo, gráfico, simples. ”
      Pode sempre usar o Ubuntu !

    • Rui Moreira says:

      “quer algo que funcione sem se executar 100 comandos ou procurar por controladores”
      A ultima vez que tive de procurar por controladores foi exactamente no windows

    • Victor F. says:

      Melhor comentário que já li acerca deste assunto!

    • jovi says:

      instalar pela linha de comandos é coisa do passado… ja a umas 4 ou 5 versões que ja não é preciso… instala-se a aplicação como no windows, next next next

      • Altair says:

        Verdade, é claro que existem distro que tem que ser instaladas via linha de comando, como Arch Linux e Slackware, mais não é o caso do Ubuntu, Debian, etc… essas possuem uma excelente interface para a instalação, não vejo terminal linxu como coisa do passado não, acho que é muito interessante para usuários avançados, é uma das ferramentas mais importantes presentes nas distros linux, mais não é obrigatório o seu uso para o usuário final, infelizmente vejo em muitos comentários por ai de usuários Windows, que nunca utilizaram linux a falara mal do sistema, isso é lamentável, acho que cada um use o que achar melhor pra si e pronto, pra mim o melhor é o linux sem dúvida.

  7. Miguel F. says:

    o “sudo apt-get upgrade” não instala versões novas do kernel,
    para isso devem fazer “sudo apt-get dist-upgrade”.
    Para libertar espaço daquilo que já não é usado, fazer “sudo apt-get autoremove” (remove versões antigas do kernel).

    • Pedro Pinto says:

      Aqui funcionou às mil maravilhas.
      Espeta-lhe este comando antes: sudo apt-get install –install-recommends xserver-xorg-hwe-16.04

      PP

    • P says:

      Não é bem verdade.
      O dist-upgrade instala tudo o que está de mais recente nos repositórios, mesmo que isso te possa trazer problemas ao sistema.
      Quando fazes o upgrade normal, essas packages têm uma probabilidade quase nula de te trazerem instabilidade ao sistema, e sim, faz upgrades do kernel

      • Vlad says:

        O comando apt-get upgrade não atualiza o Kernel. Através da linha de comandos para atualizar o Kernel precisas de utilizar o comando apt-get dist-upgrade. Este ultimo comando instala exactamente os mesmo pacotes que o programa gráfico “Actualizações”.

  8. Luis says:

    Para constatarem a usabilidade do Ubuntu e seus derivados, instalei num portátil o Xubuntu com a Cairo Dock para a minha namorada. Ela ainda hoje não sabe que que é o Linux ,mas ficou agradada com a rapidez e interactividade do sistema em relação ao Windows.
    Ela é uma usuária média de computador, ou seja, faz pesquisas, usa o facebook, recebe vários tipos de email, etc.

    • Altair says:

      Muito interessante Luis, comigo é a mesma coisa, instaleu o ubuntu MATE no notebook da minha esposa e está tudo correndo bem, o sistema é mais rápido e fluído, antes tinha o windows 7, e a maquina parecia uma carroça, ela está gostando muito do sistema e faz de tudo nele, e sem preisar utilizar terminal pra isso, e bom resaltar isso pq em pleto 2017 ficam dizendo que pra tudo se precisa de comandos, é bom postar esses relatos para tirar esses mitos que dizem que linux é pra nerds, é dificil, so usa comandos pra tudo, etc…
      Eu sei que quem mais diz isso são os usuários finais de Windows, mais pra deixar claro que são apenas Mitos, esses são apenas dois casos de sucesso, de muitos que estão por ai com linux.

    • Rui Moreira says:

      So para dar o meu +1 aqui a minha esposa também usa Linux a mais de 8 anos e ate hoje tudo bem.

    • Pérolas says:

      Só para que saibam há N empresas a migrar para linux e outras a apostar em parques hibridos.

  9. ze ninguem says:

    alguém me sabe dizer o que e isso chamado UBUNTU?

  10. antonio carlos says:

    alguém pode me dizer para que serve o pacote “hwe” no comando acima?

  11. J.Frazão says:

    Relativamente ao Linux, nunca fui muito adepto do Ubuntu. Prefiro o Manjaro.
    Já agora, alguém sabe como remover no Ubuntu aquelas lentes do dash scoop? Numa versão anterior tentei remover mas nunca tive sucesso nisso.

  12. andre says:

    Para substituir o windows 10, não diria, pelo menos para a grande maioria das pessoas, mas para substituir o Vista nas máquinas mais antigas, que vai deixar de ter suporte já em abril, isso sim, tenho-me fartado de instalar (não o ubuntu, mas o xubuntu) a quem me pede e não tenho tido queixas, pelo contrário só elogiam o sistema e a sua rapidez….

  13. Cléber says:

    Depois de instalar o Linux Mint 18.1 no PC Dell e no meu Mac mini-2011 não penso mais em voltar para o Ubuntu. Os desenvolvedores do Mint criaram um aplicativo gerenciador de atualizações de fazer inveja até ao macOS. Bela interface, simples, intuitivo e já tem um atualizador de kernel para que se evite instalações perigosas de PPA internet afora. O Linux Mint tem uma interface simples, intuitiva, polida e muito coerente e personalizável. Apesar de gostar do conceito do Dash do Unity bem como do menu global na barra superior, o Ubuntu sempre apresenta muito mais bugs que o Mint além de que muitas arestas nunca são aparadas. A interface pena e clama por uma revisão geral e nada há mais de 5 anos! Uma pena. O Ubuntu é um divisor se águas e base importante para várias distros, mas o trabalho da equipe de desenvolvimento do Linux Mint está muito à frente em termos de soluções e usabilidade. A interface Cinnamon é amplamente personalizável com ferramentas nativas. Como não amar o Linux Mint Cinnamon?

  14. me and me says:

    Cuidado windows 10? Com o que? Buracos na estrada? Enfim.
    Linux vai ser sempre um nicho de mercado no universo do utilizador final.
    E sim, é uma dor de cabeça por vezes de por a funcionar… Vocês falam de boca cheia, mas todos sabemos que se não fica tudo ok a primeira temos sarilho do grande. O safa é que a internet é um manual gigantesco que noa vai sempre ajudando… Caso contrario…

    Tentem la por a funcionar uma simples placa de rede que não tenha o driver inslado automaticamente.. Em que tenham de ir ao fabricante fazer download, compilar, instalar, possivelmente mais um update de kernel, configurar o modulo/driver para arrancar automático e no fim nao da… Enta la se tem de procurar uma distro, possivelmente martelada por uma alma caridosa para suportar o chipset da placa de rede….
    O utilizador dinl ia adorar isto….

    • Altair says:

      É engraçado, toda vez que instalo linux, seja Ubuntu, mint, Debian, nunca precisei instalar drivers seja de rede, som , o máximo que fiz foi instalar driver de impressora e só.
      Mais enfim uso linux a pelo menos 3 anos, acredito que no passado distante realmente foi assim, mais hj ja não é mais.

      • me and me says:

        A questão é essa, nunca andaste atras do problema, assim que andares percebes o que eu digo.

        Hoje pode estar melhor, mas se apanhas um hardware mais “exotico” ficas um belo problema nas mãos…

        Para não falar do promenor em que é mais fácil estoirar com linux devido a um erro nosso do que estoirar windows…

  15. Fábio Moreira says:

    Boas. Alguém me consegue explicar uma coisa. Iniciei está semana o uso do Ubuntu e não gostei pois o PC demor 1min a ligar e depois abrir as app demora também. Algo que com o Win10 não me acontecia. Fiz limpeza e instalei a neto também um problema. Deteta mas não conecta e noutros dispositivos que aqui tenho conecta muito bem. Alguém me ajuda?

    Obrigado

    • paulo g. says:

      A tua placa wireless pode não estar a funcionar em modo n… eu tinha esse problema. Quanto ao resto deves ter um pc antigo pelo que deves usar uma variante mais leve, exemplo: xubuntu.

  16. John says:

    Ubuntu é maravilhoso, desde utilizadores normais até aos programadores. O único senão é o consumo de bateria excessivo em dispositivos portáteis, que pode afastar pessoas que precisem de mais autonomia.

  17. CMatomic says:

    Ainda utilizo o ubuntu 14.04 lts

  18. ROBSON says:

    Tem como fazer uma instalação limpa saindo do Ubuntu 16.04.1 64 bits para o Ubuntu 16.04.2 64 bits sem perder a partição /home e os dados nela contidos?Se sim como fazer? Grato por qualquer ajuda..

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.