PplWare Mobile

O Arch Linux também já pode ser instalado e usado no Windows 10


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. tUfFaS says:

    Finalmente uma de jeito.

  2. zedoido says:

    Ora começam a chegar distribuições de Linux como manda o figurino, agora só falta o Gentoo para o ramalhete ficar quase completo.

  3. Danilo says:

    Microsoft só está fazendo isso para que mais desenvolvedores não migrem para plataforma do pinguim e prefira viver no Windows 10 usando docker e conteiners.
    Basicamente um forma de usar o Linux para destruir o Linux.

    • José Pedro says:

      Ou então para lentamente começarem a migrar para uma arquitectura que parece mais escalável, em vez de insistir em código que acaba por ser reescrito vezes sem conta à porta fechada.

      Não sabemos 🙂

    • Moisés Ricardo Pereira says:

      Infelizmente essa pode ser a dura verdade.

    • cqueiroz says:

      Viva, o tema é interessante, mas…”Basicamente um forma de usar o Linux para destruir o Linux. “, pela Microsoft?
      Fiz uma rápida pesquisa, e existem: Distribuições GNU/Linux e Distribuições Linux, e entendi o conceito de ambas e…depois existe o tal de Linux!

      1. Como Distribuições de GNU/Linux e para exemplo temos: Trisquel GNU/Linux e Parabola GNU/Linux
      2. Como Distribuições Linux e para exemplo temos: Debian Linux, Arch Linux, Ubuntu Linux
      3. E por fim temos o Linux.

      A ser verdade essa atitude da Microsoft, ela vai acabar com qual primeiro?

      • Danilo says:

        Não existe GNU/Linux, isso é coisa de xiita. É Linux e ponto final.

        • cqueiroz says:

          Danilo, dizes tu, dizes mal e ainda por cima metes o Islão na conversa.

          Sim eu uso uma Distribuição Linux, porque para além de utilizar as ferramentas GNU, utilizo TAMBÉM software PROPRIETÁRIO em simultâneo, para todas as minhas necessidades de trabalho e lazer.

          No meu entendimento, quando se fala ou escreve Linux, estamos perante o Kernel e não outra coisa qualquer que não o… Kernel.

          Estou-me completamente BORRIFANDO, para os movimentos, GNU versus
          anti GNU / Free Software Foundation e seus derivados.

          MILHÕES usam produtos Microsoft…ÓPTIMO
          MILHÕES usam produtos APPLE…ÓPTIMO
          ALGUNS usam Distribuições de Linux…ÓPTIMO

          E por ultimo, pouco me importa quem é CONTRA ou a FAVOR das Distribuições de Linux, eu SOU LIVRE e USO o que EU QUERO.

          • Danilo says:

            Entendo os motivos, procure pelo artigo chamado “Linux ou GNU/Linux, um debate que não parece ter fim”.

            Muito interessante.

    • Douglas Miranda Dullius says:

      Não, é pra facilitar a vida de quem usa Windows e Linux ao mesmo tempo, não precisa mais reiniciar o para usar o Linux pois os dois rodam simultaneamente, claro que para funcionar corretamente precisa de um hardware mais potente, um processador melhor e muita ram sem falar no espaço que pô recusa no HD, dúvido um hardware básico rodar Windows 10 e Linux simultaneamente sem travar um ou os dois.

      • Danilo says:

        Provavelmente no futuro eles vão remover o kernel NT e trocar pelo kernel Linux. Por enquanto o uso é basicamente com um docker.
        O problema é que, fazendo um sistema híbrido ou mesmo trocando todo kernel para o kernel Linux isso fará com que as pessoas fiquem presas ao sistema da Microsoft, pois pra que fazer dualboot, pra que usar Linux se o Windows “tem acesso ao Linux”? Os devs vão pelo caminho mais simples.
        A Microsoft está usando o Linux contra ele mesmo.
        Lembrem-se do: Adaptar, estender e extinguir. Ela está apenas “estendendo” antes de extinguir ou sufocar o Linux!

    • José Renato de Souza says:

      Chora!

  4. Kennedy says:

    Junte-se ao inimigo se não puder vence-lo, e então o destrua de dentro para fora, usando ele, contra ele mesmo!
    Que tática de guerra da Microsoft heim, andaram lendo uns livros de guerra japonesa heim kkkkk

  5. jaugusto says:

    Aparentemente não é oficial, nem suportado pelos devs da arch-linux…

  6. Jackson Santana says:

    Interessante. E se Microsoft não quiser perder espaço pata IOT?
    Estaria ela querendo espaço nos embarcados?

  7. Paulo says:

    Não troco minha distro Linux por windows. Desde que migrei pra Linux, comecei a entender melhor e me interessar mais no funcionamento de sistemas e programas. Sem contar que, por vezes, Linux se mostra superior em questão de segurança, rapidez e , ouso dizer, simplicidade. Pra não falar no poder que ele nos entrega. Eu controlo muitas coisas que no windows eu apenas achava que controlava ou achava que não tinha como controlar. Não preciso ficar desfragmentando disco, não me preocupo muito com vírus e afins e pra quase todos os programas que mais usamos no Windows existe um similar pro Linux. Estou muito satisfeito.

    • ademirt says:

      Segurança no linux também depende de configurar ou habilitá-la.

      Tem distros que apesar de conter um firewall , precisa ser configurado ou habilitado.

      Praticamente todas distros vem por default o openssl , e este se não estiver configurado pode ser uma porta para algum invasor.

      No Ubuntu, por default já corre o Apparmor, que ajuda alguma coisa.

  8. Paulo says:

    Sem falar que é tudo TOTALMENTE GRÁTIS

  9. Samuel Castro says:

    Eu nunca mudei para Linux por depender da Adobe, vontade não me faltava. Como sou leigo me ajudem a entender… Esse tal de Arch seria uma versão do Windows que poderei executar normalmente os softwares como Adobe ou è um sistema a parte e se eu instalar no lugar do Windows terei problemas? No caso esse Arch teria que dar boot na hora de iniciar o PC ou ele é um software que terei que executar dentro do Windows? Me ajuda!

  10. zedoido says:

    Andam muito preocupados com a Microsoft e com o que ela faz ou pode vir a fazer num futuro mais ou menos próximo para as Distribuições de Linux e para o Linux Kernel.

    Cresçam para a VIDA!

    O Linux Kernel e as Distribuiçoes de Linux, seguem o seu caminho, queira ou nao queira a Microsoft.

  11. Sandro says:

    Uso o Debian a anos, trabalho com suporte a redes e o windows faz nenhuma falta, algum tempo tenho utilizado também para desenvolvimento, tenho todas ferramentas necessárias, estabilidade, segurança e uma grabde comunidade de utilizadores que está sempre resolvendo qualquer tipo de problema.

  12. Luís Ferreira says:

    Isto é só nogentoo. Vamos esperar pela resposta da equipa oficial do Arch sobre este assunto. Sendo isto não oficial, incluindo repositorios como archlinuxcn, viola, de alguma forma, os direitos do nome e deturpa muito a filosofia da distribuição oficial.

    Deixem-me só citar Morten Linderud, membro da equipa: “This is an unofficial image and does weird things like adding the archlinuxcn repository and the archlinuxcn-keyring package.

    It’s worth noting that the app store should do some validation on the image, but (as far as i know) the Arch team has not been contacted about this. The app store also demands free usage of any trademark published, so this is a tad problematic.”

    I use Arch, btw…

  13. Joel says:

    Não está na Store

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.