PplWare Mobile

PlayStation Now já está disponível em Portugal


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. A says:

    Um bocado carote, não? Juntando o plus ainda mais caro fica. Não obrigado

  2. Adalberto says:

    Deveria estar incluio já no preço do Plus.

  3. Filipe says:

    Um plano melhor, poderia ser 10€ por mês, plus + now, mesmo que o catálogo de jogos do now fosse limitado por mês.

  4. Nuno Monteiro says:

    Dá sempre para relembrar The Last of US, 7 dias free, bota que tem.

  5. Ricardo J. says:

    Já não é necessário emulador para a ps4 🙂

  6. Carlos says:

    Subscrições e mais subscrições!

  7. Bruno Silva says:

    Mais um serviço com um custo recorrente muito elevado para a realidade económica Portuguesa que quando falhar a Sony muito prontamente irá culpar os utilizadores por não aderirem ao mesmo.

  8. José Rodrigues says:

    Isto de andarem a aplicar subscrições para tudo e mais alguma coisa vesse mesmo que é algo benéfico para algumas empresas. Mas muitos esquecem-se que nem todos têm poder financeiro para tal, mal para o dia-a-dia dá quanto mais para videojogos. Isto esta atingir proporções surreais, mas só compra quem quer é obvio. Mas isto não deve ficar por aqui a meu ver, mas o futuro dirá, para melhor? Duvido, porque já não basta o que se paga pela consola com tempo cada vez menos limitado na sua vida útil assim como a INTERNET, e a pouco tempo PLUS e agora o NOW. De minha parte já tive PS4 mas já tinha chegado a conclusão em degradação de minha parte desde a PS3 que isto da industria de videojogos está atingir patamares insustentáveis. Quando a população tiver mais poder de compra maior será a riqueza tanto para empresas como qualidade de vida como lazer entre outras mais.

  9. João says:

    Isto parece ser idêntico ao Origin Access, mas para a PS. Supostamente se tivermos uma subscrição ativa podemos jogar esse jogos da lista. Ou estou enganado?

  10. Jorge Rodrigues says:

    Só agora …
    O serviço que já existe há anos nos EUA e UK entre outros países..
    A quem diz que é caro , não comprem arranjem as consolas correspondentes ou mudem para a Xbox .. que ficam melhor.

  11. João M. says:

    Tendo em consideração o que oferece, não me parece caro. Gastar 99€ num ano não é muito comparado que um jogo novo custa pelo menos 60-70€. Só com o RDR2 e o Spiderman gastei mais do que isso e agora é “poupar” com os jogos que saiem do Plus. Parece-me um bom negócio e só peca por chegar só agora ao mercado português. ´

    Já agora, é uma excelente forma de jogar os miticos da PS2 e PS3 numa PS4.. sem ter de comprar as consolas.. (ou jogar no PC, via stream).

    • dqdd says:

      é uma excelente forma de removerem a retrocompatibilidade das novas consolas.

    • PoPeY says:

      A questão é que estas a pagar por um serviço. Quando compras um jogo ele é teu, aqui pagas um serviço em que te emprestam jogos.
      Por exemplo, ainda ontem liguei a minha velhinha dreamcast e joguei Jet Set Radio e MSR… Com o caminho que estamos a tomar, a curto/medio prazo isto deixará de ser possível nas consolas da actualidade. mesmo depois de comprares o jogo digital, se o servidor de download for desligado deixas de o poder jogar/descarregar. Um jogo que pagaste…

      • Spoky says:

        Nem mais!! Nunca na vida faria tal coisa, e mais… se fores banido adeus aos jogos que compraste em suporte digital…

      • João M. says:

        Bem, é como que tem Netflix , tvcines, etc.. compras/Assinas um serviço e depois usufruis. O mesmo no PC com o STEAM.. as licenças são tuas mas (corrijam caso esteja errado) os jogos que compras ficam ali e caso a STEAM te mande passear, ficas sem eles.
        Pessoalmente gosto da ideia de assinaturas. Por exemplo, tenho filmes em formato fisico e digo que raramente pego neles porque .. já os vi n vezes.. No entanto, se for ao netflix (ou outro do género) chego lá e toca a ver o que lá tiver sem gastar 20-30€ pelo dvd. à quantidade de séries+filmes que vejo, a assinatura destes serviços sai-me bem mais barata do que se comprasse o formato físico.
        O mesmo se aplica aos jogos. Penso duas vezes quando vou gastar 60-70€ num jogo que até pode ter um tempo de vida curto mas (depois de experimentar os 7 dias do Now) vejo que este formato de assinatura será algo que irei tirar bem mais proveito.

        O formato de assinatura é um formato bom para quem consome os conteúdos. Por exemplo, se uma pessoa só compra um jogo a médio prazo e pouco joga, este tipo de serviço é pouco util e caro ; mas, se for para uma pessoa (ou até familia, como meu caso) em que se joga mais, então até sai barato.

        Quanto ao ser banido e perder as coisas; o truque é não ser banido 🙂

    • Tiago says:

      Não sei se está só a mim mas eu quando jogo jogos PS2 ou PS3 na PS4 os jogos travam muito tanto na imagem como no som porque será? Penso que rede não será a minha rede wi-fi tem velocidades de 36 mbps.

  12. Nuno Pinto says:

    Gasolina.
    Pq a palavra subscrições? a palavra certa não seria Assinatura?
    Se alguém me quiser corrigir, pf explique. Obrigado

  13. Z/OS says:

    ja vi que o pessoal gosta muito de trabalhar, receber um ordenado e depois gastá-lo neste tipo de coisas. mais vale trabalhar menos, ganhar menos e ter cuidado com o que se gasta. ganha-se qualidade de vida. por mim, este tipo de empresas poderia desaparecer… que eu nao sentiria falta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.