Quantcast
PplWare Mobile

Afinal PS5 não será compatível com jogos da PS3, PS2 e PS1

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. fim do mundo says:

    Nada que já não se estivesse à espera, nunca fizeram recompatibilidade com os jogos das consolas de gerações anteriores não ia ser agora que ia mudar.

  2. Sammy says:

    A próxima “pérola” da sony será uma subscrição qualquer “obrigatória” ou alguma melhoria gráfica apenas disponível nas TVs proprietárias, como já li algures.
    Money, money, money… Venha lá o money.

  3. Luis Silva says:

    Não será necessário instalação? What? Então será tudo online? E se uma pessoa não tiver grande internet, vai ver navios?

  4. Alex says:

    A matéria afirma o que somente a Sony poderia, e não o fez.

    “Nota: Entretanto a UbiSoft já retirou a informação.

    De relembrar que a Microsoft prometeu suporte quase universal. A Xbox Series X será retrocompatível com os jogos do Xbox One, e também com jogos do Xbox 360, como terá acontecido com a Xbox 36o e a Xbox One.”
    Não somente isso, rodará também jogos do Xbox original.

  5. Carlos Monteiro says:

    Não retrocompatibilidade não PlayStation 5 só quando tiver a 200 € xP e é quando já não fazerem jogos para a PS4 xP

  6. Adrian Santos says:

    Mas será que hoje em dia ainda há pessoal que quer jogar jogos da PS1? Compram uma PS nova, com RX, 4K, etc… para jogar jogos da PS1? Sinceramente. Esta disputa entre fanboys das duas marcas já enjoa.

    • Santos F says:

      Há sempre quem tenha aquele joguinho antigo que goste de o jogar de vez em quando. É sempre bom ter essa opção. A falta de retro compatibilidade de um produto da mesma marca será sempre uma opção anti consumidor. O mesmo vai acontecer com os comandos. Quem investiu em comandos bons para a PS4 agora, comprando a PS5 vai fazer o quê com eles?… Não há justificação para a falta de compatibilidade, quem fica a perder é sempre o consumidor

      • Adrian Santos says:

        Respeito a opinião, mas não concordo.
        Eu tenho uma ps2 em casa, parada. Sempre que quero jogar aqueles jogos antigos, tenho lá a PS. É só montar e jogar. Agora… gastar 500€ (supostamente) para jogar jogos da PS1, não faz sentido para mim.
        Em relação aos comandos, é a mesma coisa. Compreendo que a malta queira usar os antigos, mas visto que os novos comandos trazem tantas melhorias e novidades, como por exemplo, o sistema hepático, não faz sentido usar um comando de uma PS4 numa PS5.

        • Santos F says:

          “mas visto que os novos comandos trazem tantas melhorias e novidades, como por exemplo, o sistema hepático, não faz sentido usar um comando de uma PS4 numa PS5.”
          Sim, trazem melhorias, e acho bem usar essas melhorias, mas o que é que impede dos comandos da PS4 não funcionarem na PS5?… Podias muito bem ter a possibilidade de jogar na mesma com o comando da PS4 sem essas “melhorias” que o comando da PS5 oferece. A programação de inputs nos Jogos é bastante fácil de ser feita. Se há coisas que não é possível no comando da PS4 simplesmente não mapeavam essas funcionalidades e pronto. Uma coisa é não dar outra coisa é não querer…
          Por exemplo, eu tenho 2 comandos PS4, é mesmo muito raro usar o segundo, só mesmo quando vem alguém a cá a casa jogar o que também acontece pouco mas de qualquer forma, se comprar uma PS5 não queria estar a comprar mais um comando para ser usado 3x por ano se o da PS4 funcionasse…
          Uma coisa é gostar da marca, e apoiar a marca, outra coisa é ser fanboy e apoiar decisões que não trazem beneficio nenhum para o consumidor. Eu cá faço parte do primeiro grupo, gosto da marca e de alguns jogos da mesma mas não apoio decisões que são feitas claramente para nos sacar mais dinheiro. Quanto mais o pessoal apoiar estas decisões, mais irá ser comido no futuro…

          • Adrian Santos says:

            Eu não sou fanboy da marca até porque já tenho € de lado para comprar uma consola da próxima geração, mas ainda não me decidi por qual das duas. PS5 ou Xbox.
            Esta questão dos comandos não é nada de novo. Os comandos da PS3 também não servem na PS4 penso eu. Assim como um dia, os comandos da PS5 não irão ser compatíveis com a PS6 (futurologia).

        • Mr.T says:

          É uma questão de opção. Quem quisesse poderia também joga-los sem ter de ter uma consola extra funcionavel e ligada. Assim, nao tens opção. Gosto de ser eu a decidir por mim… Mas isto sou eu.

      • Filipe Rocha says:

        Agora essa porcaria é um problema, fácil a Xbox “inventar isso” porque a porcaria do comando deles é literalmente igual, ainda funciona a pilhas santa paciência!

  7. Luis Anjos says:

    Bem… It´s a Sony!

  8. Crow- says:

    Afinal? A Sony nunca mencionou a PS1, PS2 e a PS3.
    No reveal feito em Março foram bem claros nos slides listando apenas a PS4 e PS4 Pro, e mesmo assim só garantiram compatibilidade com a maioria dos jogos, não todos.

    • Megadriver says:

      Isto! Eles nunca expuseram a hipótese de ser retrocompativel com todos os jogos da PS1, PS2, PS3.
      Nem deveria. A arquitectura da PS5 é uma progressão da PS4 deixando obviamente vários devs contentes com o facto de não terem que estar a reaprender conceitos para fazer os jogos. Como é óbvio se é só um upgrade, então tudo o que está para trás é susceptivel de levar um upgrade também ou simplesmente ser jogável.

  9. Megadriver says:

    Nunca houve margem para dúvidas que a PS5 não seria retrocompativel com tudo até à PS1. Nem deveria ser. O que faz sentido, isso sim, é pegarem nas antigas bibliotecas de jogos e fazerem remakes desses mesmo jogos. Basta olhar para titulos como o Crash Bandicoot ou Final Fantasy 7 para se ter uma ideia.
    O que preferem jogar de momento, o novo FF7 ou o velho?

  10. Tiago says:

    Eu próprio adorava jogar algumas games q no passado foram importantes para mim, mas a sony so pensa em ganhar dinheiro e cagao de alto nos clientes .
    Pois este ano comprar xbox pq a ps5 nao me agrada prefiro msm experimentar outra plataforma.. a sony ja foi sony hoje em dia é so marketing nada mais..

    • Filipe Rocha says:

      Os bons jogos continuam do lado de cá.

    • FAR says:

      Oh homem então faça a sua escolha seja feliz. Não precisa de vir para aqui justificar-se! A sério que não precisa.

      Ou se calhar então é daqueles que “é só garganta”, que desdenha mas que no fim… puff, faz o mesmo de sempre.

    • Zé Duarte says:

      Então compra uma PS1 que deve custar uns 30€ ou usa emuladores. Que chorinhas. Quando sair a PS20 também têm de ter obrigatoriamente compatibilidade com todas as anteriores?

  11. PoPeY says:

    Ora bem… Existem jogos PS1/Ps2 à venda na PStore para a PS4. Qual é a dificuldade em termos de Hardware/software de colocar a consola a validar somente a licença original do jogo e depois fazer o download da Store?

    Isto não é nada do outro mundo, é apenas uma questão de “boa vontade”.

    • Mr.T says:

      “é apenas uma questão de “boa vontade””. Errado! É apenas uma questão de dinheiro…

      • PoPeY says:

        Não não é questão de dinheiro (pelo menos na parte do investimento). O processo passava somente colocar o software a reconhecer o disco da PS3/Ps2 para validar a licença (original/pirata) para podermos fazer o download do respectivo na Store. Mantém-se a linha de código para obrigar a usar o disco no arranque do jogo e pronto. Numa tarde tinham a programação feita. xD

  12. Bruno says:

    Vai haver vai. Na PS4 também dizem que não tem compatibilidade. No entanto, uma PS4 com Jailbreak pode jogar jogos da PS3/PS2/PS1. Tal como um PC basta fazer emulação. A PS5 também terá essa abilidade, mas a SONY é que não quer fazer isso.

  13. Mr.Dias says:

    Isto é uma guerra sem fim. A Sony nunca se preocupou devidamente com a retrocompatibilidade e não era agora que se ia preocupar. Se bem me recordo as primeiras PS3 aquelas gordas que debitam ondas de calor que dá para aquecer um quarto, essas tinham retrocompatibilidade total com os outros modelos. As PS3 seguintes já só tinham compatibilidade com os jogos da PS1 mas não dá PS2. Se a PS5 ler jogos da 4, os mesmos só podem jogados com os comandos da 4 e não da 5. Isto é para que consumidor pague mais em produtos e serviços da Sony mais nada. Mas sei que existem malta que prefere ter tudo num só bloco. Ou seja uma ps que consiga ler tudo. Abraço

  14. Pierre Cross says:

    Tudo muito confuso… têm que olhar distante…
    A Sony financeiramente está em apuros, é uma verdade e todas as estratégias giram em torno disso.
    Também verdade que quem compra uma PS5, não vai jogar, jogos da PS1… mas é muito fixe poder fazer e jogar os tais jogos que marcaram o percurso de um gamer, verdadeiro…
    O que muita gente se esquece é da forma como o mercado mudou (há aqui alguns posts que mencionam) e tudo será transferido virtualmente no futuro e tudo pago… aí sim, vai doer… e a sony já tem uma estratégia definida bem como a Microsoft.

    Agora é escolherem e divertirem-se!!!

    Por vezes é preciso deixar a carteira de lado e escolher com o coração.

    🙂

    Eu gosto mais de uma plataforma, que há anos foi criada no sentido de ser mais seletiva outros preferem tudo e todos… não posso criticar, são opções, a vida é isso mesmo.

    Venha lá o Natal e a minha horrível caixa preta como homenagem ao sistema de ventilação utilizado no Apple Cube e Mac Pro 7

    Agora, o Game Pass Ultimate com CloudX….IMBATÍVEL!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.