Quantcast
PplWare Mobile

Portugal: Helicópteros para a Ucrânia não têm licença para operar

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. ze carlos says:

    Estavam ansiosos para mandar o melhor heli de combate a incêndios com o catano. “ai não há peças porque estamos de relações cortadas com a Rússia” – basta fazer operação triangular e o problema seria resolvido.

  2. Keyboardcat says:

    A marinha Ucraniana opera alguns Ka-27, talvez possam usar estes para peças.

  3. Joao Costa says:

    Mas os três Kamov que atuam em Portugal nos últimos anos, são de aluguer e esses já tem licença.
    Em vez de o desgoverno dizer que os Kamov que são de sua propriedade não tem licença, deviam dizer que um está acidentado desde 2012, outros dois estão para reparação desde 2015 e os restantes três estão inoperacionais desde o início de 2018, devido a problemas de manutenção.
    São estes negócios milionários que os portugueses tem de sustentar!

  4. Quim Silva says:

    ja agora por cada 6 destes Helicópteros , mandem de presente a T.A.P.

  5. Infinity says:

    E funcionam ao menos?

    • Joao Ptt says:

      Não precisam de funcionar, deve ser para peças. Mas talvez os Ucranianos até consigam meter a funcionar, o problema vai ser certificarem para voo. ah ah

  6. Ze Jose says:

    Quem fez o negocio? + 1 do amigao Costa. siresp+elis vamos todos o car.. com estes …

  7. Manuel da Rocha says:

    Os 6 helicópteros foram comprados a uma empresa russa, que os adquiriu na Ucrânia.
    Os Kamov eram produzidos na fábrica junto a Hostomel, destruída pela Rússia, a 3 de Março de 2022.
    Portugal doando os helicópteros, a Ucrânia ainda terá peças suficientes para os colocar a voar, nem que seja para transporte pesado (o seu serviço original). Ter os helicópteros quase completos poupa muito dinheiro e dá para usar peças que tenham sobrevivido aos ataques russos.
    Estupidamente há aqui comentas que acham que Portugal comprou aqueles helicópteros há 3 meses atrás…

    • Alexandre Costa says:

      Tanto quanto sei, todos os helicópteros Kamov, entre modelos civis e militares, são fabricados em Lyubertsy, no distrito homónimo, oblast de Moscovo. As instalações a que se refere, em Hostomel, juntamente com o aeródromo para serviço de carga lá existente, pertenciam à empresa Antonov, soviética até 1991 e ucraniana desde então.

  8. jaquim says:

    Uma boa solução para nos livramos do cancro e sumidor de dinheiro que foram esses Kamov, para lá de ser necessário um camião cisterna atrás desses bichos, dado a apetência por combustível, todas as outras questões como a manutenção de preços de luxo

  9. Paulo says:

    Corrupção pura. Estão a descartar material que foi comprado para uma finalidade e que deixaram apodrecer. Agora para não terem o morto a mostra e justamente terem uma desculpa para a compra de mais helicópteros e cobrar comissões os politicos estão a fazer desaparecer os Kamov.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.