Quantcast
PplWare Mobile

Operação “Locker”: Mais de 300 vítimas de burla em Portugal

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Tiago Rodrigues says:

    O folclore à volta de burlas de mexilhões é impressionante…

    Os verdadeiros 15 mil milhões continuam “ em análise “!

    • albino negro says:

      Se tens alguma pista… avança

      • Tiago Rodrigues says:

        O problema eventualmente é existirem demasiadas pistas…
        O dinheiro não se evapora, mas a divida publica aumentou… e estamos todos a pagar!

    • Paulo says:

      Corretíssimo! Continuam a manter o povinho anestesiado com estes eventos, enquanto o autentico roubo ate passa na televisão. Sobretudo no canal da Assembleia. E depois temos qye levar com os comentários destes do senhor Negro que ou são funcionários públicos ou descerebrados

  2. Profeta says:

    Esquecam, esses desvios de grande envergadura nao sao para ser investigados. Estao ao abrigo e proteccao dos amigos do costumes, aqueles que fazem reunioes mensais e fumam o seu belo charuto e ficam a contar historias de como passam a vida a enganar o povo e mesmo assim eles nao acordam. Aleluia irmao.

  3. CF says:

    O autentico roubo foi este:

    https://ycharts.com/indicators/european_central_bank_total_assets

    Quem é que duplicou o dinheiro desde 2020?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.