Quantcast
PplWare Mobile

MrPiracy: O site que disponibilizava conteúdos ilegais acabou

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Tonheco says:

    Morre um, nascem dez!

    • SANDOKAN 1513 says:

      Pois,já deu para ver.Eles até têm o desplante de no comunicado indicar para os utilizadores que frequentavam o MrPiracy para somente se registarem no Pobre.TV,pois assim todo o seu “backup” lá.Basta importar a conta.Isto é apenas uma mudança de estética.Se calhar só muda mesmo o nome.

      • BitorApple says:

        Aqui na PJ estamos bem cientes disso e não aconselho ninguem a sair da legalidade senão terão consequências. Volto a relembrar que o incumprimento pode levar uma multa ate 1500 euros.

        • Jacinto Rego says:

          Mesmo até agora conseguiram arrecadar para o Estado só a conta dessas multas um total de 0€!

        • Zé Fonseca A. says:

          Obrigado pelo aviso.
          Já agora qual a vossa posição quando se deparam com um estudante sem meios de rendimento ou alguém que aufere o RSI, como enquandram a vossa aplicabilidade de multas face ao direito de igualdade de acesso à cultura previsto na constiuição portuguesa, mais concretamente no Diário da República n.º 86/1976, Série I de 1976-04-10:
          1. Todos têm direito à fruição e criação cultural, bem como o dever de preservar, defender e valorizar o património cultural.
          2. Incumbe ao Estado, em colaboração com todos os agentes culturais:
          a) Incentivar e assegurar o acesso de todos os cidadãos aos meios e instrumentos de acção cultural, bem como corrigir as assimetrias existentes no país em tal domínio;
          b) Apoiar as iniciativas que estimulem a criação individual e colectiva, nas suas múltiplas formas e expressões, e uma maior circulação das obras e dos bens culturais de qualidade;

          Grato pela resposta.

          • Cristina Rodrigues says:

            Nada disso é um crime wtf. Mais outro que defende bandidos.

          • João says:

            Ai queres cultura? Tens imensa cultura barata ou de graça em Portugal. Não precisas de te armar em chico esperto. Cultura não é só cinema e séries de TV. E aliás, se te realmente importa o acesso à cultura vê conteúdo nacional.

          • Zé Fonseca A. says:

            Que parte de “corrigir as assimetrias existentes” no acesso à cultura não percebes?
            É dever do estado que os que não podem pagar por cultura tenham direito à mesma, caso contrário é constitucional e previsto nos direitos fundamentais do cidadão de ter acesso à mesma cultura que a restante população.

            Já fui estudante, sei o que custa e nesses tempos recorri a pirataria, principalmente de musica.
            Hoje em dia pago por serviços de streaming de tudo e mais alguma coisa, pago quase 100€ mensais pelos serviços, no entanto não deixo de me lembrar de que nem toda a gente está na mesma posição e se pode dar a esse luxo.

          • Guarda Serodio says:

            @Zé Fonseca A

            Podes pode, não podes sacodes.
            Não tens dinheiro seja porque razão seja, não consomes, não roubas.
            Já dizia o outro:
            “Não pirilamparás..”

        • Chacal says:

          É? Eu continuo a usar o piratebay.

          Fica bem e vê se apanhas os bandidos dos desfalques … Sr. PJ

        • AqueleAmigo says:

          Aqui na PJ? hahah

          Sugere então um website com conteudo em PT-PT com a mesma quantidade que este tinha. Mesmo pagando, o conteúdo PT-PT é muito escasso.

        • OhFonix says:

          Isso, isso! Multem os desgraçados que vêm séries e filmes em sites pirata para arrecadar dinheiro para o estado poder pagar o buraco que os FDP que roubaram milhares de milhões deixaram. Isso, isso, dediquem-se a aplicar a lei com os pobres porque aos ricos o braço da lei não chega. Isso, isso, ocupem-se com estas questões porque são estas que realmente importam ao país e à sociedade! Aliás, é mesmo de demonstrações da aplicação da lei como essas que todos precisamos para voltar a acreditar no nosso sistema de justiça.

        • Rui Miguel says:

          Aqui no FBI informo que não são conteúdos ilegais. É tudo legal, a ilegalidade é alguém não receber por isso.

        • abubakar says:

          boa sorte com isso madje boomer

        • Mysta says:

          Vai pregar para outra freguesia

        • lapizazul says:

          Vocês na PJ não conseguem prender ninguém da Camorra do Norte, quanto mais eliminar sites…

        • CIS says:

          Aqui no CIS não sabemos de nada.

        • Joao Magalhaes says:

          Amigo, aí na PJ deviam se dedicar aos verdadeiros ladrões, óbvio que isto é um crime mas ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de prisão. Já agora uma perguntinha, por acaso já encontraram o João Rendeiro ?

        • Daniel says:

          @Bitor se a porcaria da PJ
          fosse competente, até poderia levar o aviso a sério… Como não passam de imbecis com farda, não me causa alarme

  2. SANDOKAN 1513 says:

    Sai-se do MrPiracy,vai-se para o Pobre.TV,isto é brincar completamente com as autoridades.Enfim…

  3. B@rão Vermelho says:

    è uma pena, mas já algum tempo que deixei de visitar desde que o Addon para o Kodi deixou de funcionar.
    Já agora é problema só meu ou mais alguém está com o mesmo problema, não consigo andar com a página para baixo (scrool) no Google Chrome.

  4. Administra Dor says:

    Como assim brincar com as autoridades? Eu pago a taxa da cópia privada para poder ver.

  5. Sergio says:

    Grande site, mesmo tendo netflix, amazon e hbo, tinha que recorrer ao site, RIP!

  6. Manuel Costa says:

    Só usei 1 vez um site nacional: os servidores telepac de newsgroups. De resto, consegue-se o mesmo material através do IRC e sites internacionais, sem estar sujeito a publicidade e pagamentos adicionais.

  7. Renato Gomes says:

    Continuo a preferir torrents + Plex, e vou usando o Stremio.

  8. Pedro L says:

    Adoro o nome ahahah. Não uso streaming mas se usasse punha uma Vpn nos primeiros tempos …

    • Joao Ptt says:

      É melhor não se fiarem nas VPN’s, em especial se exigirem registo e/ ou pagamento (porque ficam com mais uma forma (além do IP) de provar que foram mesmo vocês). Podem tentar usar várias vpn’s diferentes (pelo menos 4) em multi-camada, uma liga à Internet, e depois cada uma vai dentro dessa e a seguinte dentro das outras duas, e a outra dentro das outras três anteriores para tentar despistar alguém mais persistente… mas qualquer erro e é a “morte” do artista. Nunca aceder da vossa habitação/ local de trabalho mesmo com VPN multi-camadas sem registo/ dinheiro envolvido porque alguém com muitos recursos eventualmente consegue fazer o percurso inverso… ou podem estar a divulgar dados inesperados como a localização GPS/ redes de Wi-Fi nas proximidades/ aparelhos Bluetooth na proximidade entre outros que poderão ajudar a identificar com poucos metros de margem de erro onde vocês estão.

      Por último Netflix, Disney +, entre muitos outros estão aí com os conteúdos mais ou menos diversificados conforme vivam num país de primeira ou de terceira categoria como Portugal… e sempre a excelentes preços que qualquer rico pode pagar sem fazer mossa na carteira/ conta bancária.

      • AqueleAmigo says:

        “Netflix, Disney +, entre muitos outros estão aí com os conteúdos mais ou menos diversificado”

        Certamente não estás a falar de conteúdo em PT-PT. O pouco que há nem tem os filmes completos.

        • Joao Ptt says:

          Com ênfase na parte seguinte que não citou “conforme vivam num país de primeira ou de terceira categoria como Portugal… e sempre a excelentes preços que qualquer rico pode pagar sem fazer mossa na carteira/ conta bancária.”

          Em Portugal os conteúdos, queixa-se o pessoal, que é fraquinho em comparação aos EUA e outros países. Os direitos de transmissão por país na Internet é uma fantochada que não há forma de desaparecer infelizmente.

      • Marco Lopes says:

        Sem uma VPN, em certos países da europa (ex: Alemanha), uns “dias” depois de partilhares conteúdo protegido por direitos de autor, recebes uma cartinha registada em casa, de uma das DEZENAS de gabinetes de advogados contratados pelos estúdios, editoras, etc, a pedir o pagamento da respectiva “coima”, que começa em algumas centenas de euros… SEM AVISO PRÉVIO! (e não vale a pena bufarem, porque é legal fazerem monotorização de todo o tráfego, registarem os IPs, o os ISPs são obrigados a revelar imediatamente os dados do cliente, sem qualquer alegação legal)

  9. Tiago Branco says:

    Fácil. Num mês pagas Netflix, noutro HBO, noutro Disney+, noutro AppleTV e retomas o ciclo. Isto é só desculpas. Ninguém necessita de ter todos os serviços streaming ativos num mês.

  10. Luís Soares da Costa says:

    Incrível a quantidade de pessoas que se revoltam contra um site que disponibilizava filmes online. Pena não ver essas pessoas preocupadas com os Rendeiros e os Espiritos Santo desta vida que roubaram milhares de milhões e andam ai…

  11. Apoca says:

    Queria fazer 1 minuto de silencio por favor!

  12. MACnista says:

    … Ui que eles andem aí!!! e disfarçados…

  13. João says:

    Só virgens ofendidas! E depos são os primeiros fugir aos impostos! Obrigado por tudo mr.piracy

  14. Fo says:

    Estavam com medo de ser apanhados e desligaram.

  15. andre says:

    CinemaHD + real debrid, fácil!

  16. Joao says:

    Provavelmente já estava a ter problemas com a cloudflare.
    Já que fazia o “shield”.
    pobretv usa também o cloudflare. Vamos ver que vai dar.

  17. MascoteLeo says:

    Hahahahaha ” conteúdo ilegal” hahaha agora somos todos obrigados a ser ricos e ter dinheiro para ter acesso GRATUITO A CULTURA E CONHECIMENTO que deveria ser gratuito a quem não tem condições de pagar. ” conteúdo ilegal” o teu rabo!

  18. Paulo Silva says:

    Encontrei um site há pouco tempo inteiramente grátis:
    O projecto era inicialmente a pagar e depois passou para gratuito suportado por publicidade.

    O site é https://www.netmovies.com.br/

    Se alguém souber de mais sites do génoro deizem o endereço nos comentários por favor.

    Abraço a todos.

  19. wtvlol says:

    Nunca tinha ouvido falar neste site.

    Existem muitos outros.

  20. Daniel Rodrigues says:

    Oh página abençoada, esta, da Pplware, que tem, como visitantes, pessoas honestas, sempre na legalidade, incapazes de darem um p%€#do, sem fazerem a respectiva medição do ruído, ou do índice de gases tóxicas… Santa hipocrisia, estes pseudo-tretas que vêm apontar o dedo a quem usa plataformas deste género, para assistir a séries ou filmes…
    Falo com cliente de duas plataformas de streaming, a HBO e a Netflix:
    . O conteúdo, cá, é limitado… Nem tudo o que sai nos países de origem, para determinadas plataformas, é difundido livremente pela plataforma em causa… A ser, muitas das vezes, só passados vários meses, é que são disponibilizados
    . Quem procura o retro, o antigo, não tem muitas soluções, excepto o que ande pelo YT ou na RTP Memória… Ou, se tiverem a sorte, de encontrar em DVD…
    . Quem gosta de cinema alternativo, nada de mainstream… ou encontra para venda, ou tem de usar este tipo de plataformas…

    Deixem-se de parvoíces, toda a gente comete uma falha de vez em vez… e não é pelas plataformas como o MrPiracy que o cinema, em Portugal, está pelas horas da morte – até porque, a maioria dos filmes nacionais, nem por lá andavam… é mesmo pela falta de qualidade…
    E também não é, por este tipo de conteúdos, que o país está, como é hábito, nas “lonas” economicamente… é por permitirem tipo como o Rendeiro ou o Salgado, fugirem da justiça, com milhões que pertenciam, não só ao estado, mas também ao comum cidadão…

    Por alguma coisa deixei de seguir este site… esqueço-me que a maioria dos “comentaristas” residentes são “doutos” e “sapientes” e não perdem uma oportunidade de mostrarem essa sapiência, apontando defeitos aos outros……. ou seja, esta a página daqueles cromos que, no secundário, passavam imenso tempo dentro dos cacifos, por terem a mania que eram melhores que os outros…

  21. Ricardo Pinheiro says:

    Pobre.tv já não está disponível … Que passou?!

  22. Rui Pinto says:

    O pobre TV está a fazer as atualizações, vai demorar decerteza por isso vejam por aqui https://www.tugastream.club/

  23. Carlos Ferreira says:

    Conteudo ate podia ser de uso ilegal. Mas era apenas UM site onde se poderia DOAR para manterem aquilo a funcionar e teriam os conteudos de TODAS as plataformas num unico sitio.

    Ter de subscrever aos serviços todos que existem para ver variadas series e filmes ia ficar muito mais caro do que se imagina. O mesmo aconteceu no passado com as blackbusters, Chegamos a um ponto em que bastava alugar um filme por 2/3€ quando nao era mais quando alguem podia duplicar os mesmos filmes e depois vender por 5€ 10 filmes.

    Cinema hoje em dia era como ir ao teatro antigamente. vamos de longe a longe se podermos porque os preços sao altos. Agora sao a plataformas de streaming

  24. KapaC says:

    Os meus parabéns pelo vosso trabalho sem duvida vão deixar saudades.
    Amei os vossos serviços, para alem do vosso profissionalismo tiveram consideração pelas pessoas que não tem oportunidade por meios financeiros.
    Embora possa existir exteriormente criticas menos construtivas, vocês foram fantásticos acreditem!
    Gratidão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.