Quantcast
PplWare Mobile

É seguro utilizar uma VPN para a Banca Online?

                                    
                                

Autor: Mário Sousa


  1. mt says:

    Alguém não sabe o que é TLS.

  2. Elektro says:

    Também têm o Mullvad 60€/Ano e aceitam cobrança por dinheiro dentro de um envelope não havendo nenhum dado de que adquire esse serviço do lado da empresa 😉

    • Sérgio says:

      Já testei e não gostei. As velocidades eram muito baixas. Por exemplo, com um servidor europeu, o download não passava dos 10 megas e o upload pouco mais de 2 megas.
      De que lhe vale ser a melhor se depois não tem motor para andar e deixa as ligações mega lentas? Estás iludido.

  3. Samuel MG says:

    Tenho uma solução que custa €0… o Linux para desktop!!

    • Francisco Santos says:

      tem a certeza? O Linux com a cota de 5% é menos atacado, mas os “dedos” dos utilizadores são iguais.

    • Joao Ptt says:

      Não é o Android que é baseado no Linux ou alguma variante do UNIX? E não faltam programas malignos para essa plataforma, até para furtar os dados bancários, etc. Logo Linux não é em si melhor ou pior, é mais uma forma de ter acesso a programas e às redes incluindo a Internet.
      Pelo menos nos computadores ainda dá para manter actualizado a gosto, já nos smartphones e tablets é um pesadelo manter um sistema operativo por mais que o tempo que o fabricante suporta… e mesmo os sistemas operativos alternativos além de muito difíceis de instalar dependendo do modelo e marca ainda costumam ter problemas de suporte de partes dos componentes e por isso alguns cingem-se a um grupo muito pequeno de aparelhos e ainda assim estão constantemente a excluir modelos com mais do que uns poucos anos 3 ou 4 +/- parece ser o máximo que suportam.

      Indo ao encontro da VPN, o ideal é que os sistemas operativos trouxessem boas VPN (OpenVPN / WireGuard), mas aparentemente depois espiar a malta tornava-se complicado em demasiadas situações e então metem só aqueles protocolos inseguros ou extremamente duvidosos quanto à sua real segurança, em especial em contextos de organizações/ empresas/ governos onde a espionagem é um problema real e sério.

  4. Francisco Santos says:

    Utilizo o Opera ou o TOR, ambos tem VPN e são grátis 😉

  5. Ricardo Marques says:

    Se as ligações dos nossos browsers ao home banking já são cifradas não percebo o que acrescenta uma VPN deste tipo. Creio até que acrescente risco porque nos expomos a eventuais falhas de segurança do próprio serviço.

    • A.M. says:

      +1. …e, curioso, tenho a PureVPN e desligo-a para aceder aos bancos, porque também tenho a ideia/dúvida de que “a coberto de uma suposta protecção” possa estar a “entregar o ouro ao bandido”!! Ou seja, poderá haver a ideia que quem navega “escondido” por uma VPN é porque está a tentar proteger algo – logo um “alvo” prioritário!!

    • Mário Sousa says:

      E para quem viaja? Está a partir do princípio que uma VPN se destina apenas aos nacionais ou a quem não sai do próprio país.

  6. A.M. says:

    Não deixa de ser curioso o título do artigo: “É seguro utilizar uma VPN para a Banca Online?”
    Quando era suposto aparecer uma pergunta do género “é aconselhável o uso de uma VNP para a Banca Online!!??”, ou então “como proteger-se para aceder à Banca Online” Mais parece uma resposta a uma dúvida que um cibernauta tenha ( exemplo: uso uma VPN para navegar na internet, mas será seguro aceder por ela à Banca Online??!)
    Gosto de ler os artigos do Pplware, mas este!!! …e à semelhança de muitos outros, em que o objectivo principal é fazer publicidade, deixa-me com mais dúvidas na utilização de uma VNP, depois de ler o artigo que, supostamente, apela ao uso de uma (em particular!!)

    • scp says:

      Típico infomercial pela pplware. Precisam de sponsor para comprar iphones e itags.

      Nem põem PUB no artigo quando claramente estão a publicitar uma empresa no artigo, daí o nome deste tipo de notícias “infomercial”.

      • Mário Sousa says:

        Falamos de todos os meses de várias VPNs, não acredito que sendo nosso visitante somente agora se tenha dado conta que é um tema a abordar com frequência….

        De qualquer das formas estará nos seu direito de escrever a sua opinião, que eu respeito mas discordo e não vejo fundamento.

      • Sérgio says:

        scp, lá por teres ganho o campeonato tens de ter calma com tanto peito. Eu vejo um artigo que fala de uma questão real e que depois remete para uma VPN que pode ajudar esse problema.

        Deves saber mais do que os outros para tanta afirmação. Enfim, já conhecemos a laia.

        Eu só tenho a acrescentar: bom trabalho PPLWARE.

    • Mário Sousa says:

      A vida e as diferentes personalidades tem destas coisas subjetivas o que é lixo para uns pode ser ouro para outros.

      Porque é que não seria seguro aceder via VPN à banca? Por exemplo, para quem viaja muito, fora da Europa, será que é preferível usar o wifi manhoso de muitos hoteis e expor-se ou usar esse mesmo wifi com uma VPN e usar um IP português para poder aceder a partir de qualquer localização?

      A mim, pessoalmente, o que me choca é a quantidade de polícias das categorias de artigos que existem por ai, com alegações baseadas em, sabe-se lá o quê.

      Permita apenas alertar que os nossos conteúdos são totalmente gratuitos para todos os nossos leitores independentemente da posição ou estrato social. Somos assim, queremos estar para o público. Que isso incomoda muita gente? Certamente que sim, basta correr alguns dos nossos comentários…

    • Sérgio says:

      A.M. deves ser do catano! Então leste um artigo que não te gostou e mesmo assim ainda perdes tempo a vir escrever um testamento desses. Eu não li metade do que escreveste porque quando vi tanto texto só pensei que para escreveres tanto deves amar o PPLWARE.

      Só o amor leva a que se perda tempo a criticar algo que não se gosta.

      Tenham juízo.

      • A.M. says:

        Não sei se sou “do catano”…mas que gosto do PPLWARE isso gosto!! Pena é não ser amor correspondido!!! Mesmo assim, continuarei a escrever-lhes “cartas”..ahh…ahh!!

  7. Curso De Vigilante says:

    Aqui é a Fernanda Lima , gostei muito do seu artigo tem
    muito conteúdo de valor parabéns nota 10 gostei muito.

  8. Dannny says:

    Nunca se pode agradar a gregos e a troianos. Infelizmente o que não falta ai são opinadores profissionais que se os virarmos do avesso não tiramos proveito nenhum.

    Fico cada vez mais triste por estes comentários tão vazios de conteúdos e que parecem cheios de inveja.

    Eu quando não gosto de um conteúdo seja da Pplware seja de outro sítio qualquer ou nem leio ou salto para o seguinte pois afinal só tenho a agradecer pelos milhares de conteúdos com que o site me oferece, de borla.

    Confesso que me custa a entender. Obrigado Vitor Martins, obrigado Pplware

  9. MalicX says:

    Publicidade barata. Começa a ser típico do Pplware.
    A dúvida que ninguém esclarece: as ligações ao banco são encriptadas. O que acrescenta, além de lentidão e uma terceira entidade a monitorizar o tráfego? Nada acho.

    • Mário Sousa says:

      E quem viaja? Imagine-se na seguinte situação: está num pais estrangeiro e, por algum motivo, necessita fazer uma transferência através do home banking mas para o fazer vai ter de usar o WiFi manhoso da pensão onde ficou. Continua a ser seguro?

  10. Miguel says:

    Sou português e vivo no Brasil há cerca de 2 anos. Como mantenho as minhas contas ai em Portugal senão fosse o uso de VPN nem sequer podia aceder.

    Conheci a Purevpn aqui no PPl ware no ano passado e comprei um pacote de 5 anos com um desconto. É verdade que comprei a medo porque pedem todo o valor à cabeça mas efetivamente funciona de maravilha e as velocidades são bastante razoáveis.

  11. Ferroviario says:

    Excelente dia PplWare. Obrigado e continuem com o bom trabalho.

  12. Arroz de Marisco says:

    Depois de ler o artigo costumo ler os comentários que existam e neste caso só penso: outra vez arroz? Mas de onde vem esta cambada de malta que só sabe criticar? Será que não têm nada melhor para fazer? É muito simples: se não é do teu agrado vai-te embora pois estou certo que não farás muita falta. Sempre a criticar, sempre tudo mal. Ao menos quando criticarem, façam-se valer de argumentos válidos ao contrário de andar com insinuações constantes. A minha avó sempre me disse: não gostas mete na borda do prato e vocês podem fazer igual e deixar de vir para aqui escrever estes comentários que nada acrescentam. Se é publicidade é porque só fazem publicidade. Se são artigos legiítimos é porque faltou falar sobre isto ou aquilo e o autor(a) não sabe nada. Irra para esta gente, nunca estão bem com nada. Que gente tão onas de sabão…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.