Quantcast
PplWare Mobile

Autárquicas 2021: Conheça todos os resultados neste site

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Zé Fonseca A. says:

    Felizmente começamos a ver a morte há muito anunciada do PC.

    • Duarte says:

      Não digas isso, á autarquias com excelentes presidentes do PCP.
      O Chega surpreendeu-me, teve um bom resultado tendo em conta que foi a primeira vez de foi a votos nas autárquicas e os representantes eram totais desconhecidos, muitos enm sabiam o que estavam a fazer.

      Vai prometer nas legislativas.
      Quanto ao PCP, bom….é ver a margem sul e o degredo que aquilo se tornou sob alçada dos comunistas. Já em Évora e Beja têm feito um bom trabalho.
      Nas autarquias o que vale é a pessoa, não o partido que representa.

    • Pe@ce says:

      Parece-me que é mais o BE que está a ir pelo cano.

      • Zé Fonseca A. says:

        BE sempre foi mediocre nas autarquicas, só em legislativas e presidenciais têm alguma expressão.
        Já o PC sempre teve uma expressão muito grande, principalmente sul do tejo e alentejo, felizmente isso está a acabar.

      • Duarte says:

        O BE original de louçã morreu. O que ficou foi um bando de pessoas fascistas (que gostam de chamar aos outros aquilo que são) que não toleram opiniões diferentes , liberdade de expressão e defendem libertinagem.
        Querem viver á custa de quem se esforça e dar o pouco que há a “forasteiros” ignorando completamente quem deu muito a portugal e hoje passa necessiades. Demostram uma falta de respeito pelos idosos portugueses de revoltar as entranhas.

        Quanto mais depressa este partido morrer melhor que é uma péssima influência para os mais novos, aproveitando-se das suas mentes ainda muito permiáveis e influenciáveis.

        • Rui says:

          Porque é que acha que nasceu o Chega? Tinha de nascer algo que contrabalançasse a extrema esquerda do BE!

          Porque é que o BE só tem nas suas fileiras pessoas das 2 grandes metrópoles interceptado com funcionários públicos que recebem sempre no dia 21?

          Não vê empresários no BE, nem muita gente de fora de Lisboa e Porto, porque o discurso é todo ele contra quem mora fora das grandes cidades (querem transportes de borla em empresas que todos os contribuintes já pagam os prejuízos, falam de problemas habitacionais….. onde se há falta de gente no interior…….

    • Hélio Musco says:

      É no que dá começar a educar as pessoas.

    • Miguel says:

      O que é o PC? só me vem à cabela o Pinto da Costa….

  2. Fusion says:

    Mais uma vez o vencedor da noite foi abstenção (digo isto em tom pejorativo)

  3. irlm says:

    medina com melao 🙂

  4. ToFerreira says:

    Mais uma derrota para as sondagens. Começa a ser vergonhoso.

  5. FT says:

    Infelizmente o vencedor é sempre o mesmo, a “Abstenção”.
    Vejo os guerreiros dos teclados sempre a reclamar de tudo mas na altura em que podem fazer algo, ficam quietos em casa, no shopping ou na praia.
    Recompensar o voto, na minha opinião, é uma estupidez.
    Só o facto de podermos votar e participar em quem nos irá governar nos próximos anos é recompensa o suficiente.

    Mas isto é apenas a minha opinião!

  6. Sempre na boa onda says:

    No império dos sentados a reclamação vem de todos os lados.

    No império dos divisores a falta de programa dá dores.( Dizem que são do crescimento).

    No império dos oportunistas os outros é de que são fascistas.

    No império dos aliados assinam de cruz documentos na praia sentados.

    No império dos roubados ouvem música e bebem até cair para o lado.

    No império dos endinheirados tentam fazer dos outros escravos.

    No império dos impérios roubam sempre os mais sérios.

    No império dos vendidos trabalham nos offshores porque é permitido ( a alguns ).

    No império dos trabalhadores e reformados a luta continua por todos os lados.

    No império da ignorância todos querem uma qualquer mudança ( seja lá a que for ).

    No império do poder querem da teta do Estado se abastecer.

    No império dos incoerentes mandam olhar ao que é dito e não ao que fazem.

    No império dos passados tentam voltar a fazer o que fizeram em tempos passados.

    Vamos lá continuar a trabalhar. Talvez apareça o império que dignifique quem o faz…

    Saudinha !

  7. Miguel Real says:

    Claro que votar devia ser obrigatório, desde que, os bébés saem da maternidade com numero de contribuinte. Somos obrigados a pagar impostos diretor e indiretos e não somos obrigados a votar??? é ridiculo sendo um acto de cidadania tão importante como pagar impostos!!!!

    • Sardinha Enlatada says:

      Eu concordaria com essa obrigatoriedade se os politicos fossem responsabilizados pelas promessas que fazem as pessoas e nao as cumprem. Ainda me recordo de ter visto o Antonio Costa dizer que ia resolver o problema da corrupcao. E ate hoje nem uma palha. So para burros. Utopia nas eleicoes vai existir sempre. Nada muda so entram pessoas diferentes para os mesmos partidos, so para dar um ar fresco ao partido mas na realidade aplicam as mesmas solucoes e obviamente que os resultados serao sempre os mesmos. Ja dizia Einsten!!

  8. Miguel Real says:

    Claro que a abstenção dá jeito aos partido e quanto maiores mais jeito dá é estudar melhor o método de Hont alterado em Portugal e perceber não vou explicar por aqui.
    apenas para começarem se quiserem:
    https://www.cne.pt/content/metodo-de-hondt
    entre outros:
    https://ajologoexisto.wordpress.com/2015/09/29/a-abstencao-beneficia-os-grandes-partidos-vote/
    para acabar
    https://www.jornaltornado.pt/o-que-diz-o-direito-sobre-abstencao-votos-nulos-e-em-branco/
    Portugal essa republica democrática oligárquica desgovernada por minorias que nem são de elite, como quase todo o mundo.

  9. Ricardo Gomes says:

    Portugal, e o seu percurso até ao abismo 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.