Quantcast
PplWare Mobile

Ataque a sites da SIC, Expresso e Blitz foi para chamar a atenção?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Jota says:

    A SIC não foi uma das que tentou elevar o Rui Pinto a herói? É bem feito, agora paguem!

  2. antunes says:

    Não sei como existe quem defenda estas pessoas como o rui pinto, roubam bancos, roubam dados de servidores:(

  3. alt.menino says:

    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f2/J%C3%A9r%C3%B4me_Bosch-Les_7_P%C3%A9ch%C3%A9s_Capitaux.jpg

    Os sete pecados capitais, são a soberba, a avareza, a inveja, a ira, a luxúria, a gula e a preguiça.

    1. Soberba

    A soberba pode ser definida como orgulho excessivo. É a tendência a nos considerarmos melhores do que todas as outras pessoas. A soberba é o pecado da pessoa extremamente vaidosa, que pensa e age como se estivesse acima de tudo e de todos. O oposto da soberba é a humildade.

    Para os católicos, a soberba é o principal pecado ou raiz de todos os pecados, já que ela participa do pecado original, descrito no Gênesis.

    Deus proibiu que Adão e Eva provassem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Mas o demônio tentou Adão e Eva, dizendo que se eles provassem do fruto seriam tais como Deus, conhecedores do bem e do mal. Querendo se tornar independentes de Deus, Adão e Eva cometeram o pecado da desobediência e da soberba.

    É possível encontrar referências ao pecado da soberba em outras passagens bíblicas, como esta:

    O Senhor detesta os orgulhosos de coração. Sem dúvida serão punidos.
    Provérbios 16:5

    2. Avareza

    A avareza, também chamada de ganância, é o apego excessivo aos bens materiais e ao dinheiro. A pessoa avarenta é mesquinha, isto é, não gosta de compartilhar o que tem e faz de tudo para ter sempre mais. A avareza é o oposto da generosidade.

    Há muitas passagens na Bíblia que fazem referência à avareza. Uma delas está na Primeira Epístola a Timóteo, redigida pelo Apóstolo Paulo:

    Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.
    1 Timóteo 6:9-10

    3. Inveja

    A inveja é a tristeza pelo bem de outra pessoa. O invejoso é aquele que se sente mal pelas conquistas alheias, incapaz de ficar feliz pelos outros, como se a vitória alheia representasse uma perda pessoal. O oposto da inveja é a caridade, o desapego e a generosidade.

    Há muitas passagens na Bíblia sobre a inveja, uma das mais importantes aquela em que é narrado o primeiro homicídio (Gênesis 4). No Antigo Testamento, lemos que Caim matou seu próprio irmão porque Deus havia apreciado mais os sacrifícios feitos por Abel. Portanto, de acordo com a Bíblia, o vício que está por trás do primeiro homicídio é a inveja.

    Em Pedro 2:1, há uma advertência sobre a inveja:

    Livrem-se, pois, de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência.
    Pedro 2:1

    Outra menção à inveja pode ser encontrada em Gálatas 5:26:

    Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.
    Gálatas 5:26

    4. Ira

    Ira, raiva ou fúria é uma manifestação intensa de indignação que pode levar a agressões verbais ou físicas. O oposto da ira é a paciência.

    A ira humana é um dos pecados capitais, e há muitas passagens bíblicas que abordam o vício da pessoa irritadiça, iracunda ou violenta. É o que se vê, por exemplo, em Provérbios 15:18:

    O homem irritável provoca dissensão,
    mas quem é paciente acalma a discussão.
    Provérbios 15:18

    Em Salmos 37:8, leem-se conselhos importantes direcionados à pessoa irritadiça:

    Deixe a ira, abandone o furor; não se irrite; certamente isso acabará mal.
    Salmos 37:8

    Mas muito se fala também da ira divina. Para os cristãos, ela é a reação legítima de Deus contra o pecado, mas maior que a Sua ira é o Seu amor, que perdoa aqueles que se arrependem.

    Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.
    Romanos 1:18

    5. Luxúria

    A luxúria é o pecado associado aos desejos sexuais. Para os católicos, a luxúria tem a ver com o abuso do sexo ou a busca excessiva do prazer sexual. O oposto da luxúria é a castidade.

    Das passagens bíblicas que tratam desse pecado, uma das mais incisivas é a que está em Gálatas 5:19:

    Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia.
    Gálatas 5:19

    Em Colossenses 3:5-6, há outra referência ao pecado da luxúria:

    Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria;
    por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência].
    Colossenses 3:5-6

    Leia mais sobre luxúria e concupiscência.
    6. Gula

    A gula é o pecado associado ao desejo de comer e beber de maneira exagerada, para além das necessidades. Esse é um pecado que tem a ver com a perda de controle em relação ao próprio corpo. O oposto da gula é a moderação.

    Quase todos os pecados estão relacionados à falta de moderação. No caso da gula, trata-se do consumo em excesso de comida e bebida, ao qual se atribuem males físicos e espirituais, já que a gula pode levar a outros pecados, como a preguiça. O pecado da gula é uma manifestação da busca da felicidade em coisas materiais.

    Em Provérbios 23:20-21, há um conselho aos que querem se manter distantes da tentação da gula:

    Não ande com os que se encharcam de vinho, nem com os que se empanturram de carne. Pois os bêbados e os glutões se empobrecerão, e a sonolência os vestirá de trapos.
    Provérbios 23:20-21

    7. Preguiça

    A preguiça é a falta de vontade ou interesse em atividades que exigem algum esforço, seja físico ou intelectual. A preguiça pode ser definida como a falta de ação, a ausência de ânimo para o trabalho e outras tarefas do nosso dia a dia. O oposto da preguiça é o esforço, a força de vontade, a ação.

    Para os adeptos do catolicismo, o pecado da preguiça tem a ver com a recusa voluntária ao dever do trabalho (da busca do pão de cada dia), mas também se relaciona com a falta de ânimo nas práticas de devoção e na busca da virtude.

    Dentre as passagens bíblicas em que se faz referência a esse pecado, destacam-se as seguintes:

    O preguiçoso deseja e nada tem, mas o desejo dos que se esforçam será atendido.
    Provérbios 13:4

    Observe a formiga, preguiçoso, reflita nos caminhos dela e seja sábio!
    Provérbios 6:6

    O preguiçoso morre de tanto desejar e de nunca pôr as mãos no trabalho.
    Provérbios 21:25

    Acho que deu para entenderem onde eu quero chegar……. Sejam humildes, falem só do que supostamente pensam que sabem…….

    • Há cada gajo says:

      As lições de moral são para os moralistas.

    • zcxzxc says:

      Não vás ao médico não…

    • Paco says:

      Ma’man tens de meter mais tabaco nisso.

    • José Bacalhau says:

      Ao contrário dos que se deram ao trabalho de responder a este post, eu achei-o interessante, embora ligeiramente (mas não completamente) fora de tópico. Será verdade que eles não se importariam de ser descritos como soberbos, avarentos, invejosos, irascíveis, lascivos, gulosos ou preguiçosos? Duvido. Quando dizem para “pôr mais tabaco nisso”, rejeitam o conteúdo moralista do post ou aconselham uma ida ao médico, estão na verdade a olhar para o lado e não para eles próprios. Sinceramente, eu gostaria de não ser frequentador dos pecados listados no post, e se o sou – como muitas vezes sou – é porque falhei.

      • Samuel MGor says:

        Falsos moralismos é o que a bíblia tem a mais. Uma das bases das guerras é a religião! Muitas das guerras nos tempos antigos foram orquestradas pela a organização que criou a bíblia 😛

        • Joao Baeta says:

          Tens toda a razão. MAS os Cristãos evoluíram. Os muçulmanos não, permaneceram na Era das TREVAS. Os Cristãos ( nada sei sobre os “Evangelistas”) segundo eu saiba não estão a promover novas guerras. Mas os muçulmanos, em especial os islamitas estão a promover guerras, atentados e tudo o que lhes puder ser útil, após destruir o mais possível da CIVILISAÇÃO OCIDENTAL, a qual, quer nos convenha, politicamente ou não, é o melhor que o MUNDO actualmente tem.

      • ddqdd says:

        fds este site está cada vez mais estranho

    • Sardinha Enlatada says:

      Gostei do conteudo, por vezes faz bem lembrar as pessoas destas coisas. Toda a gente sabe disso mas por vezes esquecem-se.

    • Rui Costa says:

      Põe mais tabaco nisso…..

    • FAR says:

      Sugiro que aprenda com as suas próprias lições que prega e que tenha atenção logo no ponto 1 antes de vir dizer aos outros o que devem ou não fazer.

      Obrigado.

  4. robin says:

    será que li bem ? iberdade de Imprensa ? deve ser anedota.

  5. Marshall says:

    Das duas uma, ou alguem comprometeu as credentials de accesso ou sim, tentativa e erro utilizando alguma forma de ataque.

    Era mais compreensível alguma alteração a algum artigo, apagar ou criar as ditas fake news.

    O que me impressiona é nos dias que decorrem, como é possivel manter “refém”, pronto, uma estação televisivel ou qualquer outro medium de informação pública digital.

    Os dados acima de todo têem de ser mantidos in-house. Pois as páginas são apenas um lugar de publicações.

    • Joao Ptt says:

      Para um grupo como a Impresa eles precisam de um verdadeiro centro de dados… que obviamente não é a sua vocação mas apenas uma necessidade colateral.
      Usar a Amazon AWS faz sentido do ponto de vista de capacidade dessa empresa de guardar e disponibilizar dados… ainda que se cobrem muito bem pelo serviço prestado.
      O mais provável é algum dos computadores que têm acesso à administração desses sistemas ter sido comprometido localmente e as credenciais comprometidas… ou o servidor central onde estão as credenciais de acesso.

      • Marshall says:

        Temos essa vertente… Quanto ao controlo de custos dou-te a razão.
        No entanto, indo pela via tradicionalista muitos de nós vemos como uma oportunidade de “privatizar” o conteúdo nacional e dinamizar as nossas infraestruturas, porque até temos a possibilidade, e no entanto, bem, ainda estamos um tanto fragmentandos nesse ponto mas talvez esteja na altura ;D

    • kolas tarik says:

      “uma estação televisivel ou qualquer outro medium ….” és de que planeta pá?!
      A língua portuguesa tem vindo a ser maltratada desde o dia que o Sócrates a vendeu ao Lula. Assiste-se cada vez mais à pouca vergonha que é ver o português a ser usurpado por tudo o quanto é software e produtos vindos dos “states”, tendo a bandeira do Brasil como identificadora para a escolha de idioma. Eu até creio que no espaço Schengen isso é proibido. Mas um país que assiste impávido e sereno sem se indignar(alguns até aplaudiram, creio), ao discurso em Espanhol que o nosso P.M. fez numa cerimónia oficial, não nos admiremos do que aí vem.

      • Marshall says:

        Haha >.< ! Por acaso tenho o corrector automático em inglês e tenho estado fora do país um tempo…

        Concordo sim, e sabes que mais a culpa é de nós. Se nós temos a opção de criar um teclado virtual "in-web" para páginas multi culturais ou específicas de cada país ou à audiencia alvo, porque não o fazemos?!

        Fica aqui um standard assente no tempo e espaço..

        PS: Desculpem os erros ortográficos, e até considero-me um tradicionalista pré acordo ortográfico.

  6. oh says:

    “senhas mal configuradas ou uma configuração insegura na conta da cloud (autenticação multifator)”

    No shit sherlock. Deveriam apostar mais (igualmente) na formação dos funcionários acerca de segurança online..

    • Marshall says:

      Infelizmente temos de admitir que tudo público relacionado “bem, tudo..” tem de ser reestruturado.

      Temos aqui a nossa resolução de ano novo!

      Transparente?! Sim
      Centralizado?! Sem duvida
      Accesível?! >.< Aqui nós tamos

      \m/

  7. miguelito says:

    Há meses que estes putos andam a ensinar a invadir contas mal configuradas na AWS. https://www.twitch.tv/hackingesports e mais se seguirão provavelmente.

  8. moonlightz says:

    Ataque a partir do braziu, pena ter sido a estação de televisão errada… devia era ter sido a tvi e tentarem deitar abaixo o brigue broder.

  9. Sergio M. says:

    Adorei, fizeram bem. Falam em “liberdade de informação” mas não divulgam os Panama Papers, onde há supostos Jornalistas e Directores asssociados nessa mesma lista!

    Viva ao ataque, adorei. Fiquei empulgado, eles não são Jornalistas, são “Jornalixo” é bem feito, o mesmo poderia acontecer a outros meios. Adorei, fiquei contente.

    Continuem sejam eles quem for. Criminosos é quem censura a liberdade de expressão (quem discorda da vacina, quem é contra etc)

    • zedotelhado says:

      +1
      lá se foi a programaçon cobid diaria

    • Mercuccio Capuleto says:

      Portanto, cheio de pulgas…! Talvez ande distraido, mas foi precisamente o Expresso que divulgou os Panama Papers… Ou se calhar foi da falta de vacina…

      • Samuel MGor says:

        Divulgou!? Largou o que queria mas ocultou muita informação 🙁 Principalmente aquela em que é referido o nome de jornalistas e os principais intervenientes do “consorcio”. Ninguém deste consorcio queria os seus nomes e contas offshore divulgadas e sim existe jornalista com contas em paraísos fiscais.

  10. Donodacarne says:

    Pelos comentários se percebe como anda a saúde mental de muita gente……..

  11. Knight Rider says:

    Os sete pecados capitais, são a soberba, a avareza, a inveja, a ira, a luxúria, a gula e a preguiça.

    1. Soberba

    A soberba pode ser definida como orgulho excessivo. É a tendência a nos considerarmos melhores do que todas as outras pessoas. A soberba é o pecado da pessoa extremamente vaidosa, que pensa e age como se estivesse acima de tudo e de todos. O oposto da soberba é a humildade.

    Para os católicos, a soberba é o principal pecado ou raiz de todos os pecados, já que ela participa do pecado original, descrito no Gênesis.

    Deus proibiu que Adão e Eva provassem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Mas o demônio tentou Adão e Eva, dizendo que se eles provassem do fruto seriam tais como Deus, conhecedores do bem e do mal. Querendo se tornar independentes de Deus, Adão e Eva cometeram o pecado da desobediência e da soberba.

    É possível encontrar referências ao pecado da soberba em outras passagens bíblicas, como esta:

    O Senhor detesta os orgulhosos de coração. Sem dúvida serão punidos.
    Provérbios 16:5

    2. Avareza

    A avareza, também chamada de ganância, é o apego excessivo aos bens materiais e ao dinheiro. A pessoa avarenta é mesquinha, isto é, não gosta de compartilhar o que tem e faz de tudo para ter sempre mais. A avareza é o oposto da generosidade.

    Há muitas passagens na Bíblia que fazem referência à avareza. Uma delas está na Primeira Epístola a Timóteo, redigida pelo Apóstolo Paulo:

    Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.
    1 Timóteo 6:9-10

    3. Inveja

    A inveja é a tristeza pelo bem de outra pessoa. O invejoso é aquele que se sente mal pelas conquistas alheias, incapaz de ficar feliz pelos outros, como se a vitória alheia representasse uma perda pessoal. O oposto da inveja é a caridade, o desapego e a generosidade.

    Há muitas passagens na Bíblia sobre a inveja, uma das mais importantes aquela em que é narrado o primeiro homicídio (Gênesis 4). No Antigo Testamento, lemos que Caim matou seu próprio irmão porque Deus havia apreciado mais os sacrifícios feitos por Abel. Portanto, de acordo com a Bíblia, o vício que está por trás do primeiro homicídio é a inveja.

    Em Pedro 2:1, há uma advertência sobre a inveja:

    Livrem-se, pois, de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência.
    Pedro 2:1

    Outra menção à inveja pode ser encontrada em Gálatas 5:26:

    Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.
    Gálatas 5:26

    4. Ira

    Ira, raiva ou fúria é uma manifestação intensa de indignação que pode levar a agressões verbais ou físicas. O oposto da ira é a paciência.

    A ira humana é um dos pecados capitais, e há muitas passagens bíblicas que abordam o vício da pessoa irritadiça, iracunda ou violenta. É o que se vê, por exemplo, em Provérbios 15:18:

    O homem irritável provoca dissensão,
    mas quem é paciente acalma a discussão.
    Provérbios 15:18

    Em Salmos 37:8, leem-se conselhos importantes direcionados à pessoa irritadiça:

    Deixe a ira, abandone o furor; não se irrite; certamente isso acabará mal.
    Salmos 37:8

    Mas muito se fala também da ira divina. Para os cristãos, ela é a reação legítima de Deus contra o pecado, mas maior que a Sua ira é o Seu amor, que perdoa aqueles que se arrependem.

    Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.
    Romanos 1:18

    5. Luxúria

    A luxúria é o pecado associado aos desejos sexuais. Para os católicos, a luxúria tem a ver com o abuso do sexo ou a busca excessiva do prazer sexual. O oposto da luxúria é a castidade.

    Das passagens bíblicas que tratam desse pecado, uma das mais incisivas é a que está em Gálatas 5:19:

    Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia.
    Gálatas 5:19

    Em Colossenses 3:5-6, há outra referência ao pecado da luxúria:

    Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria;
    por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência].
    Colossenses 3:5-6

    Leia mais sobre luxúria e concupiscência.
    6. Gula

    A gula é o pecado associado ao desejo de comer e beber de maneira exagerada, para além das necessidades. Esse é um pecado que tem a ver com a perda de controle em relação ao próprio corpo. O oposto da gula é a moderação.

    Quase todos os pecados estão relacionados à falta de moderação. No caso da gula, trata-se do consumo em excesso de comida e bebida, ao qual se atribuem males físicos e espirituais, já que a gula pode levar a outros pecados, como a preguiça. O pecado da gula é uma manifestação da busca da felicidade em coisas materiais.

    Em Provérbios 23:20-21, há um conselho aos que querem se manter distantes da tentação da gula:

    Não ande com os que se encharcam de vinho, nem com os que se empanturram de carne. Pois os bêbados e os glutões se empobrecerão, e a sonolência os vestirá de trapos.
    Provérbios 23:20-21

    7. Preguiça

    A preguiça é a falta de vontade ou interesse em atividades que exigem algum esforço, seja físico ou intelectual. A preguiça pode ser definida como a falta de ação, a ausência de ânimo para o trabalho e outras tarefas do nosso dia a dia. O oposto da preguiça é o esforço, a força de vontade, a ação.

    Para os adeptos do catolicismo, o pecado da preguiça tem a ver com a recusa voluntária ao dever do trabalho (da busca do pão de cada dia), mas também se relaciona com a falta de ânimo nas práticas de devoção e na busca da virtude.

    Dentre as passagens bíblicas em que se faz referência a esse pecado, destacam-se as seguintes:

    O preguiçoso deseja e nada tem, mas o desejo dos que se esforçam será atendido.
    Provérbios 13:4

    Observe a formiga, preguiçoso, reflita nos caminhos dela e seja sábio!
    Provérbios 6:6

    O preguiçoso morre de tanto desejar e de nunca pôr as mãos no trabalho.
    Provérbios 21:25

    Acho que deu para entenderem onde eu quero chegar……. Sejam humildes, falem só do que supostamente pensam que sabem…….

  12. alt.menino says:

    A Maioria fez-me recordar, a memorial entrevista que foi descrita pelos vários canais de comunicação, quando faziam referencia.

    Segundo o diretor nacional da PJ, o antigo banqueiro preparou a fuga “durante vários meses” e que “não só não houve nenhum deslize, como João Rendeiro usou todos os meios tecnologicamente mais avançados — e que custam uma exorbitância — para poder comunicar de forma não detetável”. Luís Neves disse mesmo que “a entrevista que deu à CNN aconteceu através de uma forma encriptada que não permitia que qualquer trabalho fosse feito para o localizar” e reforçou: “Tratam-se de tecnologias de meios que não estão ao dispor de qualquer um.

    https://www.signal.org/

    https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Ftse4.mm.bing.net%2Fth%3Fid%3DOIP.1GkGH1JICMShCbrL4cIdpwHaE8%26pid%3DApi&f=1

    Aqui ninguém é a favor da bandidagem, a verdade só basta…….
    Quando comprarem peixe, não se esqueçam olho brilhante e guelra vermelhinha.

  13. Pablo says:

    Adoro a parte que diz que os hackers usam o telegram para combinarem ataques.

    É que deve ser msm!XD Isto sim é uma ataque à liberdade!!
    Quererem deitar abaixo esta plataforma de comunicação.

  14. PorcoDoPunjab says:

    Que fiquem off para sempre.
    Não se perde nada…
    Cambada de vendidos.
    Imprestáveis, incompetentes e corruptos, que envergonham a profissão de jornalista.

  15. Xnelox says:

    Estou a ver que a Kaspersky está em linha com a minha suspeita que publiquei no post da notícia anterior, mas eu só sou especialista em pipocas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.