Quantcast
PplWare Mobile

ASAE apreendeu 3665 capacetes por falta de segurança

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. André R. says:

    Choca-me mais este tipo de falcatruas, com equipamentos de segurança, como as famosas golas inflamáveis anti-fogo, do que as roupas da Hike, Andidas, Espuma, Lacosta, Reboka, etc, vendidas nos mercados…

    • David Guerreiro says:

      Nos mercados não vendem Andidas, é mesmo Adidas. E é por isso que são confiscadas. Se venderem malas Louis Vitonho, que não é marca registada, a ASAE não quer saber disso.

  2. Theboice says:

    Pena que não resolvam o problema do consumidor ao esconder a ou as marcas para assim se protejerem, mas espera… pois… estamos na tugalândia onde se protejem os gatunos uns aos outros…

  3. deeppurple says:

    Isto é mau porque se trata efetivamente de segurança. Mas o cúmulo da hipocrisia é quando vejo muitos badamecos a andar sem capacete ou com alguns que parecem casca de ovo rachada, seja de scooter, trotinete, ou motoretas de baixa cilindrada… e não fazem nada!
    Sim, porque um atleta desses, mesmo a velocidades inferiores, se vai ao chão com a formatura ou leva uma pancada, não tem risco algum de segurança.

    • David Guerreiro says:

      Há muita malta a usar capacetes não homolgados sim.

    • B@rão Vermelho says:

      Mas ai a insegurança é uma opção pessoal de quem tem tal comportamento, aqui é alguém que está a vender gato por lebre é diferente, vamos nos comprar a uma loja por ser mais seguro e somos enganado.
      Eu pessoalmente só uso capacete porque é obrigatório, se fosse livre arbítrio não usava, a única pessoa que corre risco é o próprio, mas não há nada como andar de mota sem capacete 🙂

  4. deeppurple says:

    Raios partam a escrita intelejumentemente teimosa, tal como a possibilidade de editar comentários no PPL que há-de chegar em 2140.

  5. Paulo says:

    palhaçada. Isto em nada tem a ver com a seguranças mas sim com quem esta a perder o negocio do capacetes “oficiais”. Onde anda esta gente todos os fim de semanas nas feiras onde se vende o mesmo, brinquedos, comida, artigos de higiene entre outras coisas?
    Vivemos e somos governados por uma mafia.

  6. Jonny says:

    Só iluminados por aqui…

  7. Migas says:

    A informação sobre a empresa que os vendia, marca e modelo dos capacetes devia ser tornada pública, para que quem tivesse comprado capacetes desses, pudesse reclamar e fazer a sua troca

    • B@rão Vermelho says:

      Tal e qual, a não ser que consigam garantir que ainda não tinham vendido nenhum, também é possível e ai está de certa forma a proteger a empresa se faz bem ou mal não sei.

  8. compro essa também says:

    Bem, são 3665 …

    Cá com um capacete !….

    😉

  9. Ricardo says:

    Pronto, o governo daqui a umas semanas já pode anunciar a distribuição de 3665 novos capacetes adjudicados directamente a uma entidade x, para segurança das suas patrulhas da praia…. no Inverno,

  10. Xajus says:

    95650÷3665= 26€ / capacete

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.