Quantcast
PplWare Mobile

ANACOM dá OK para ensaios técnicos do 5G na faixa do 4G

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. MMM says:

    As faixas já atribuídas aos operadores foram licenciadas de forma agnóstica e podem ser usadas para o 5G. O problema coloca-se com o tráfego actual do LTE e a vantagem teórica marginal em usar essas bandas no 5G agora. Teriam muito pouco tráfego nessas bandas e o LTE ficava ainda mais congestionado.

  2. jorge dias says:

    Deve ser só para a CAPITAL … … pois em muitos lados nem 2G … só querem é dinheiro… vergonha …

  3. AlexS says:

    As bandas têm limite de dados. Quanto mais alta a frequência mais dados consegues transmitir para a mesma largura de banda. O 5G para permitir mais dados precisa de uma banda mais alta.

    • Keyboardcat says:

      Não. A quantidade de dados só depende da largura de banda. Não dá frequência. Consegues transmitir o mesmo usando 20MHz na faixa dos 700MHz como dos 3500MHz.

      Sendo a única diferença haver muito mais espaço disponível nas frequências mais elevadas.

      Mas a eficiência em bits/Hz é constante.

      • AlexS says:

        Não é. Tenta lá transmitir uma imagem 4K em HF no mesmo espaço de tempo e largura de banda que em frequência milimétrica. Não consegues a não ser que a frequência mais alta começa a ser penalisada pelo atenuação/clima do momento.
        frequência mais alta significa que envias/recebes mais dados num dado espaço de tempo.

        Porque é que os radares de longo alcance são nas frequências mais baixas e e os retornam mesmo uma imagem do alvo em vez de um ponto no ecrean são em frequência mais alta? porque poder ter muitos mais dados com maior frequência. Mas és penalisado pela mais atenuação do sinal, chuva etc. As comunicações com submarinos submersos são em VLF com antenas monstruosas e conseguém ir até certa profundidade, radar OTH-B que permitem detectar aviões atrás do horizonte – HF – mas são muito pouco precisos, a quantidade de dados é limitada.

        • Keyboardcat says:

          Diferentes frequências interagem de forma diferente com os materiais. Logo comportam-se e propagam-se de forma diferente. Isso é um facto.

          Mas o que disse é que a quantidade de dados só depende da largura de banda e da sua modulação.

          Mostra-me uma fórmula que prove o contrário.

          O que estás a tentar dizer é que, por exemplo, um sinal transmitido por uma distância mais longa tem que usar uma modulação menos complexa e/ou usar parte da largura de banda para efeitos de correção de erros. Isto para compensar os efeitos causados por atenuação, interferência entre outros. Mas isso são apenas formas de adaptar um sinal ao mundo real.

          Pega em qualquer fórmula, seja ela para FSK, PSK, QAM, etc e podes ver que o número de bits que podem ser transmitidos num sinal não depende da carrier (frequência central em que vão ser transmitidos).

          Todos os sinais no teu smartphone são descodificados/codificados na sua frequência base (baseband), ou seja, 0Hz. Só são movidos para a sua frequência de transmissão antes de serem amplificados.

          Mas não vou expandir mais no tópico. Se quiseres podes ler e estudar sobre transmissão de dados. Inclui muita matemática mas é interessante.

  4. Cristina Rodrigues says:

    Vamos ter mmwave ou nao?

  5. Samuel MG says:

    A ANACOM já devia ter finalizado o leilão mas como ainda pode mamar mais aos operadores vai continuar o leilão 😛

    • Blackbit says:

      A Anacom esta presa às condições do leilão (definidas por ela própria) e que agora se estão a virar contra ela e nos todos, pois creio não existir um limite temporal definido para a totalidade do leilão, daí o arrastar desta situação.

      Que isso sirva de lição para o futuro, leilões sim mas com data fim!

  6. Filipe says:

    Mais vale iniciarem o leilão para o 6G porque isto já não sairá da “cepa torta”.

  7. Pedro Nogueira says:

    5G não passa de uma ilusão para os ceguinhos enterrarem mais dinheiro. Nem o 3G/4G tem a funcionar em pleno. Não passa de um plano comercial, para algo que até vídeos foram manipulados para tentarem atirarem-nos areia para os olhos. E o pior é que ninguem com tomates, consegue parar estes abutres das operadoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.