Quantcast
PplWare Mobile

87% consideram que Portugal deveria ter a opção de Voto Eletrónico

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Já foste says:

    Muito bem…mais fácil para eles se premanecerem no poder…

  2. Pipoca says:

    E se fosse implementado a seguir iam reclamar da segurança.
    Este tuga nunca se decide.

    • Filipe says:

      Se em vez de perderem tempo a falar do andré ventura e do seu partido ou “é necessário trocar o nome Cartão de Cidadão para Cartão de Cidadania porque é discriminatório contra as mulheres”, teriam mais tempo para discutir medidas de forma a que o voto electrónico fosse implementado de forma segura e eficaz.
      Mas perder tempo com assuntos ridículos é o que o nosso governo adora fazer.

      • A says:

        Porque cidadania é o gozo, e ou direito de um cidadão/cidadã. Sinceramente quando não se tem mais nada para fazer, perde-se tempo em dar valor a coisas sem noção…

      • Euéquesei says:

        Perder tempo e dar antena a assuntos ridículos serve para entreter as pessoas e não discutir o que está mal, porque é incómodo.
        É o que se chama dar palha a burros.

  3. Miguel says:

    87% desconhecem os Rios Pintos desta vida…

    • Hélio Musco says:

      13% pensa que não há maroscas com o sistema atual: https ://www.publico.pt/2021/01/24/politica/noticia/ha-pessoas-nao-puderam-votar-ja-votado-cne-costuma-acontecer-1947692

  4. Pirata das cabernas says:

    nao sou a favor, o voto nunca pode ser eletrónico

  5. Jon@s says:

    Só não será seguro se não quiserem. Sou 1000% a favor do voto eletrónico, mas mantendo também o voto nas urnas!!!

  6. Abreu says:

    Sempre votei, nunca falhei umas eleiçoes…

    Até o dia que fui a junta de freguesia pedir uma declaração de residência… São 5 EUR para o Sr presidente assinar… WTF nunca mais fui

    • Asdrúbal says:

      Mais um motivo para ires votar, para tirar esse gajo do poleiro!!!

      Na minha freguesia, NUNCA precisei de pagar por nenhuma declaração,
      incluindo quando necessitei duma declaração para um edifício que possuo e teve de ser com selo branco para entregar nas finanças, nunca me cobraram um tostão.

      O Sr. Presidente recebe um ordenado para estas coisas (assim como algum do staf da junta)
      Protesta rapaz, que desta vez tens razão!

  7. Coiso coisa says:

    O voto electrónico não é anónimo pela maneira que tem de ser desenvolvido. E a nível de segurança, qualquer sistema on-line pode ser ‘hackeado’ o que pode haver interferência e manipulação. Nada como levantarem o cu dos sofás e irem votar.

    • F Gomes says:

      “Nada como levantarem o cu dos sofás e irem votar.” – Quando um dia vc estiver impossibilitado por qualquer motivo de saúde, de levantar o cu do sofá, gostaria de o ver escrever novamente isso…

      • Pedro Pinto says:

        Mas é mesmo!
        Puro egoísmo de certas pessoas que tem medo da mudança.
        Tipo André Ventura que exterminava qualque cidadão que adquiri-se uma deficiência porque se tornava um inútil, improdutivo para alimentar os bolsos dos fascistas.
        Há que mudar, mas também há que ser em segurança que é óbvio.

        • Euéquesei says:

          Pedro Pinto, exterminar qualquer cidadão que não alimenta bolso dos fascistas?
          Não é isso que está a
          acontecer agora com os idosos a morrerem aos magotes?
          Afinal não é o Ventura que quer fazer isso, isso está a ser feito pelos belos governantes que temos agora.
          Votou neles? Pois olhe, não merece mais do que aquilo que tem.
          Tenha vergonha na cara e não seja ridículo.

    • Hélio Musco says:

      “O voto electrónico não é anónimo pela maneira que tem de ser desenvolvido.” – pode ser anónimo. Não é nada por aí além.

      A segurança depende do investimento. Se fosse assim tão simples hackear, os bancos não estavam cada vez mais digitais.

    • Woot! says:

      Tenho uma resposta para ti: Blockchain.

    • Asdrúbal says:

      Claro que o voto eletrónico pode ser anónimo!

      E nem é necessário inventar novamente a roda.
      Já existem soluções para isso e com garantia (implementado e a funcionar em alguns países)

  8. RichardBloom says:

    E não á o banal voto por correspondência porque?
    Na Suiça á referendos por tudo e por nada, é banal votar por correspondência.

    • Euéquesei says:

      Na Suíça fazem referendos em assuntos importantes, para ser o povo a decidir.
      Não é como aqui que não consultam ninguém com a desculpa que o povo é burro, o que sendo verdade não justifica tal acto.

      • Miguel Pinto says:

        Na suica 90% da populacao é licenciada, em Portugal nem 30% tem o 12 ano.

        • Miguel says:

          Lol metade da população são tugas e uma boa parte de primeira geração e segunda com 4 classe.

        • Euéquesei says:

          Miguel Pinto, o ser licenciado, por si só, não implica que seja mais informado para a realidade.
          O que para aí não faltam são engenheiros da tanga em que a única licenciatura que têm é a da corrupção e da incompetência.
          Para se ter bom senso e capacidade de distinguir entre o que interessa e o que não interessa não é necessário ter um canudo de Harvard.

          Eu não tenho canudo, tb não o quero, mas se quisesse podia comprar um, ouvi dizer que passavam uns ao Domingo ali pelos lados de uma certa universidade.

          O Português vai atrás do chico espertismo, de quem engana mais e melhor, deixa-se enganar facilmente, olha para os partidos políticos como se fossem o futebol.
          Desde que seja o meu partido a fazer, está sempre bem, nem que seja uma asneira monumental.
          Os Suíços não vão nisso, têm capacidade analítica, crítica e de exigência, coisas que nós aqui mal sabemos o que são.
          Alguma vez um governo na Suíça sobreviveria aos sucessivos escândalos a que este governo de mafiosos nos habituou?
          Ao fim de um ano estavam na rua corridos a pontapé…
          Aliás, nunca na vida o António Costa seria eleito pelos Suíços para governar o que quer que seja.
          Eles lá não vão na cantiga do Socialismo, são uns bárbaros, não sabem o que é bom.

      • jack says:

        Pelo que leio por aqui em alguns comentários, provavelmente até têm razão. A população Suissa está muito bem informada, e por cá só se for futebol.

  9. Nuno says:

    É evidente que o voto eletrónico seria uma enorme vantagem para combater a abstenção, e nesse ponto concordamos todos. Sempre o defendi com muita força. Mas depois li e aprendi um pouco mais, e a minha opinião mudou… Apesar da tecnologia estar super avançada, temos de considerar que ainda não se consegue garantir a 100% o anonimato, e as questões de segurança são excecionalmente importantes. O voto é, por princípio fundamental, anónimo e individual. Ao votar eletronicamente, existe sempre “lastro” de informação que fica registada (do dispositivo, do browser, etc) e, ao votar em casa ou em qualquer sítio, o risco de coação no voto aumenta exponencialmente (alguém que tenha as credenciais pode votar por si, ou coagir a votar num sentido ou outro). Em suma, perde-se o momento do anonimato. O facto de se votar sozinho numa cabine num papel com uma caneta é, sem dúvida, o melhor garante de anonimato e ausência de coação. Urnas eletrónicas? Sim, porque não? Mas isso não resolve a abstenção, continuamos a ter de ir para uma fila e votar. Eu adoraria o voto eletrónico, mas olhando para as questões de anonimato e coação, vejo riscos imensos e uma possibilidade de deturpação de resultados muito elevada. Não pela adulteração dos resultados, mas sim pela adulteração do acto de votar (são coisas diferentes). Espero um dia conseguirmos resolver estas questões, era bom para a democracia. abraço para todos e #staysafe e fiquem em casa

    • Pisca says:

      Há alguns anos, largos, sendo Presidente de Mesa, vejo um casal a ir votar e quando a Senhora se dirige com o seu voto para preencher, vejo o marido ir atrás, pergunto-lhe “onde vai ?”, resposta do fulano, “ver o que ela vai fazer, não faz nada sem eu saber”, só tive tempo de lhe dizer, “olhe começa agora” e o fulano ficou parado a olhar par mim e baixou as orelhinhas

    • Asdrúbal says:

      Acho que vai aqui uma confusão do caraças…

      O artigo não é claro, mas “Voto Eletrónico” não é “Votar pela Internet” mas sim a desmaterialização dos cadernos de votação.
      Ou seja, TENS DE IR na mesma a uma mesa de voto, mas em vez de mostrar o cartão de cidadão e receber um papelinho para fazer uma cruzinha, envias o cartão numa ranhura e escolhes uma das opções no ecrã, tal qual como fazes no multibanco, por exemplo

  10. Pisca says:

    Algum dos comentadores sabe descrever os procedimentos nas meses par apurar os votos ? depois falem-me em voto electronico

  11. ElectroescadaS says:

    Totalmente a favor do voto eletrónico…

  12. Douglas Charles Cunha says:

    Implantem, mas não faça como no Brasil. Imprimam os votos para que seja possível fazer recontagem e auditoria.
    Aqui no Brasil todas as eleições são manipuladas porque o Supremo Tribunal Federal, que legisla em favor de bandidos e corruptos, não permite a impressão e recontagem de votos.

  13. j says:

    Aqueles que fazem abstenção deviam votar nem que fosse em branco para mostrar o desagrado.

  14. Lino says:

    voto eletronico é sinonimo de fraude
    tudo o que pertence a uma rede é violavel
    nao se pode meter os destinos de um país nas mãos de hackers contratados

    lamento mas o voto tem de ser presencial … as pessoas tem de ter vontade e convicção de levantar o rabo do sofá chova ou faça vento … caminhar ate á mesa de voto, pegar na caneta e fazer um X

    votar num sofá era colocar os votos nas maos de bêbados e de inconscientes

    • Hélio Musco says:

      “votar num sofá era colocar os votos nas maos de bêbados e de inconscientes”

      Ainda bem que, no sistema atual, os bêbados e inconscientes não têm o direito de votar………..

      Já agora, qual é a percentagem da população que é bêbada ou inconsciente?

  15. Lino says:

    ps- sou administrador de redes

  16. Joao says:

    Sendo este um blog tecnologico, a maioria / totalidade das respostas vem de pessoas voltadas para a tecnologia. Um estudo destes com uma amostragem mais diversificada, e julgo que a maioria seria contra a votação eletronica.

  17. Ghosty says:

    E usar-se uma técnica à volta da blockchain para verificação e certificação dos votos? Certo que mesmo com a melhor tecnologia, ou cálculo, ou método de ocultação dos dados de quem votou vamos sempre acabar por conseguir fazer um relacionamento entre voto e quem votou… Mas… Qual é realmente o problema de saber-se em quem votou? Há perseguições hoje em dia por causa do voto? Descriminação? Numa sociedade tão “livre e evoluída” como a nossa há casos destes ainda?
    Bom… Ironias à parte… Certificado do cartão de cidadão a fazer “referência” (ou assinatura) de um hash digital guardado numa blockchain e no voto ser verificado aquando do voto com o cartão de cidadão a referida hash que será usada para inclusão do voto noutra blockchain de controlo dos votos em si.

    Quanto a “adulteração de votos” fica salvaguardado pelo facto de não se poder votar duas vezes, nem ser possível “violar” a integridade da blockchain… Algo que hoje em dia com votos em papel… Diga-se de passagem que qualquer pato pode trocar a caixa de votos com outra que contenha um número de votos favorável a si…

    Quanto a verificação de quem votou… Difícil… Precisavam de fazer o reverso do cálculo entre o hash da blockchain contra a chave pública do certificado do cartão de identidade… E encontrar de quem é essa chave pública… Boa sorte! 🙂

  18. Sardinha Enlatada says:

    Quer dizer tudo na internet e nas grandes empresas, bancos, etc tem extrema seguranca e conseguem colocar os dados seguros. So o voto electronico e que nao o conseguem fazer ? Deviam arranjar argumentos mais fortes. Sou a favor do voto electronico. Mas e claro se forem os politicos a encomendarem esse trabalhinho e para esquecer. Esse projecto deveria de partir de empresas independentes e nao ligadas a partidos nem juntas de freguesias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.