Quantcast
PplWare Mobile

5 dicas para compras online mais seguras

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Maria Inês Coelho


  1. minie says:

    comprar em Portugal com taxas e iva? não obrigado

  2. Bruno says:

    Cuidado com algumas lojas que andam a ser recomendadas por terem preços baixos. Algumas não emitem faturas.

  3. Alexandre Badalo says:

    O kuantocusta é uma ideia engraçada, nao tem é quase sites nenhuns!! (já agora, quem é o criador do kuantokusta?)

    • Vítor M. says:

      Não tem? Mas eu pesquiso desde smartphones a pneus e o que mais vejo são sites de venda dos produtos.

      O dono? Chama-se Paulo Pimenta e tem no site a sede e contacto. É gente séria.

      • miguel says:

        o kuantokusta é um exelente site, grande parte das minhas compras se não a totalidade são feitasapartir de escolhas de la…

        Alias eu raramente encontro melhores preços do que la.. muitas vezes ate fico surpreendido aos preços praticados em portugal…

        Outra coisa, se encontrarem um produto muito barato numa determinada loja não comprem tudo de la, pois as vezes, é preferível pagar portes a dobrar e comprar o resto noutra loja (meu exemplo, montar um pc)

  4. gonpin says:

    Lojas onde faço compras: amazon.es/uk e aliexpress.

  5. nauti4u says:

    Pequeno vídeo by SaldoPositivo (Caixa Geral de Depósitos) de como se deve comprar numa loja online:

    http://www.nauti4u.com.pt/blog/compras-seguras-na-nauti4u/

    • Vítor M. says:

      Sim bom vídeo, decalca algumas que referimos, embora vamos mais longe e damos exemplo de um serviço que permite analisar as várias ofertas e complementa com outras dicas muito válidas. Bom trabalho.

  6. Rui C says:

    Esse morder de lábio da primeira foto … aii 😀

  7. David Guerreiro says:

    O número 5 deste guia está incorreto e deveria ser alterado. Não se pode abrir as encomendas antes de pagar à transportadora, simplesmente porque a transportadora apenas tem a incumbência de as entregar, nada tem a ver com o seu conteúdo.
    A partir do momento em que a encomenda é aberta já não pode ser devolvida pela transportadora, pois o expedidor vai logo alegar que foi furtado conteúdo e vai exigir indeminização.
    Nenhum estafeta de transportadora irá permitir que se examine o conteúdo antes de pagar. O conteúdo é da única e excluiva responsabilidade do expedidor e destinatário.

    • Vítor M. says:

      Depende. Já tive casos em que não ia assinar que recebi sem saber o que vinha lá dentro. Então disse ao entregador para esperar e quando reparei que o equipamento vinha danificado, simplesmente recusei ficar com ele e assinar a sua recepção. O entregador o que fez foi voltar para trás com o produto. Mais tarde recebi o produto intacto.

      Salvo erro, que já foi há algum tempo, o homem escreveu o que se passou e eu assinei… não me lembro de foi num impresso próprio ou no documento que se fazia acompanhar da encomenda.

      Nos CTT também é diferente de outras empresas, tenho ideia que podemos verificar antecipadamente o produto, quando é contra pagamento.

      • Carlos says:

        Não depende nada, simplesmente não se pode fazer.

      • JJ says:

        Mas o produto já não estaria pago?

        Normalmente quando o produto já esta pago, pode-se abrir a encomenda e verificar. Se estiver em mau estado, pode-se então devolver, escrevendo na nota de encomenda da transportadora o sucedido.

        Se o estafeta aceito abrir a encomenda antes de pagar, é por foi um gajo porreiro, porque na realidade raramente antes de pagar eles aceitam o abrir a encomenda.

      • JJ says:

        Outro aspecto: antes de se pagar um produto, não se pode reclamar do mesmo! Simplesmente porque antes de pagar, isso não é teu. Logo, se não é teu, não podes reclamar.

        Uma reclamação só é validade depois do pagamento, nunca antes, porque antes o produto é do vendedor não do comprador. Se o comprador não gosta do produto como ele esta, simplesmente não compra.

        Por isso, sempre que alguém quiser realizar alguma reclamação de um produto ou serviço, por exemplo no livro de reclamações, tem de primeiro pagar para depois poder reclamar.

        • Marco Silva says:

          A lei não é clara que se tenha de comprar para depois reclamar.
          Até porque podes reclamar de um atendimento por exemplo e não precisas de comprar para reclamar.

    • NewJ says:

      Ia falar exatamente no mesmo, o ponto 5 não é possível. As transportadoras não permitem abertura das encomendas antes do pagamento. Poderá haver alguma exceção para confirmar a regra, nada mais.

  8. David Guerreiro says:

    Compras de Natal em Portugal só se for para ficar sem dinheiro, com os preços que se praticam cá. O dinheiro já é pouco, então a pagarmos impostos e mais a xulice tuga do costume, não há dinheiro que chegue, daí que comprar no estrangeiro cada vez mais é a única opção para quem não é rico.

    • minie says:

      comparando alguns preços aqui em Portugal com a Espanha. chego a poupar uns euros e ainda penso. pena algumas pessoas não quererem comprar pela net e depois compram aqui em Portugal a preço exagerado.

  9. Bond says:

    E cuidado quando associam um MBNET a uma conta Paypal, coloquem varios cartoes mbnet na vossa conta paypal mas nunca usar o principal que deverá ter a validade de 1 ano, isto por causa da resposta que o paypal me deu:

    Obrigado por entrar em contacto com o PayPal relativamente á utilização do MBNET.

    Se o Sr. xxxxxxx quiser usar o MBNET, deve certificar-se de que é reutilizável. Isso significa que pode adicionar dinheiro para o mesmo cartão várias vezes o número do cartão não muda.

    Se tem que adicionar um novo número de cartão na sua conta toda a vez que quiser fazer um pagamento, este serviço não deve ser usado com PayPal. Isto ocorre, porque o número máximo de cartões que pode ser adicionado à conta do PayPal durante todo o tempo de vida da conta é 16. Se atingir este número a sua conta será bloqueada, pelo que depois terá de adicionar um cartão de débito ou de crédito emitido pelo seu banco.

    Queira informar-nos caso necessite de assistência adicional.

    Foi um prazer ajudá-lo. Obrigado por escolher o PayPal

    Atenciosamente,
    xxxxxx
    PayPal

  10. JJ says:

    Acho que o ponto 2, devia incluir o PayPal.

    Alias, o PayPal protege mais o comprador do que o MBNet. OK, o MBNet permite restringir o valor a pagar isso é bom e dá segurança.

    Mas, se a encomenda não chegar? E o comerciante não responder aos emails? Fica-se sem o dinheiro…

    Com o PayPal, temos 40 dias para reclamar caso algo não corra bem com a nossa compra. Podemos abrir uma reclamação junto do PayPal a pedir explicações ao vendedor, caso não se conseguia resolver as coisas, por norma o dinheiro é devolvido pela PayPal.

    Por outro lado, com o PayPal, também não é preciso ter cartão de credito, pode-se carregar a conta PayPal por transferência bancaria e também só se gasta o dinheiro que lá estiver.

  11. JJ says:

    Já agora, dicas e sugestões para compras online, aqui:
    http://guialojasonline.maisfacil.com/

  12. Rui Costa says:

    Falam, falam, mas comentar o post em si…nada.

    Na minha opinião o ponto sobre o modo de pagamento da compra online é das mais importantes.

    Deixarmos rasto sobre o nosso número real de cartão de crédito, código de segurança, não é nada seguro. Considero até agora, o MBNET o modo mais seguro.

  13. Rui C says:

    Compro tudo electrónico em Espanha e na Alemanha.
    Aqui é tudo estupidamente caro.

    • JJ says:

      Isso também é um pouco exagerado.

      Existe vários produtos que a diferença é nula ou não justifique o tempo que se espera para ter o produto.

      • Rui C says:

        Não deves estar habituado a fazer compras online para dizeres isso.
        O máximo que esperei foi de 4 dias.
        E tenho compras que faço até ás 14h , e no dia seguinte estao a ser entregues.

  14. Hélder Fragoeiro says:

    essa opção de pagamento à cobrança podemos mesmo abrir a encomenda antes do pagamento? ou é só com algumas lojas? agradecia que alguém me tirasse essa duvida, obrigado

  15. Zé Tone says:

    acho que não é bem assim

  16. Jorge Frazao says:

    o melhor é deixarem as compras do Natal para…. depois do Natal 🙂 Com as sobras, os preços inflaccionados acabam, efectivamente, por ficar mais baixos 🙂

  17. Joel says:

    Eu pelo menos encontrei um produto MAIS barato em portugal que em algum país da europa(fora USA lol maldita alfândega tuga).

    Este:Samsung 250GB SSD 840 EVO mSATA. Aqui consigo por 134,31. Lá fora é mais caro. lol. (vi ebays(uk, fr, es, de, etc) e agora vi nos sites que acima falam nos comentários).

    Está difícil minha prenda. 😀

  18. Pinto says:

    Em relação as futuras o que já me aconteceu numa loja online foi que trabalhavam com o programa sage e no envio por email da fatura caiu na caixa de spam, por isso tem de se ter atenção a isso. mas em tudo o caso se colocarem o NIF no final do mês aparece sempre no e faturas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.