PplWare Mobile

Windows 8: Versão ARM incompativel com software Intel


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Carlos says:

    Nunca, claro.

    Até porque não existem, nem nunca vão existir emuladores.

    Não é verdade?

    • SatoMew says:

      O problema não é a falta de emuladores ou de módulos no sistema para alcançar a emulação mas sim o facto de não haver interesse em criar esses mesmos mecanismos quando o desempenho seria péssimo

    • Carlos(other) says:

      Não vejo vantagem nenhuma em ter o window num tablet ou smartphone. Qual a vantagem do windows hoje? A vantagem dele é que ele tem mais aplicativos e tem mais pessoas que sabem usá-lo. Os outros sistemas são mais bonitos e fáceis de usar. Você pode não estar acostumado, mas estão mais fáceis. Só que se ele ir para essa área ele chegará sem suas vantagens. Os aplicativos que rodam em intel não rodaram em arm. É difícil emular os programas da arquitetura intel na arm porque a intel usa um esquema cisc, que é mais complexo que o simples arm. Não teria um bom desempenho. E depois que teria que adaptar os programas já existentes no windows para dispositivos touchscreen e com resoluções pequenas. A vantagem “quantidade de aplicativos” cai nessa. Depois tem a experiência do usuário com o windows. Mesmo muitos tendo muita experiência com ele(não das melhores), usar um tablet ou dispositivo móvel tem que ser algo diferente. Ele não é um novo pc. É algo novo, que não deve trazer os problemas que existiam nos pcs(digo, no windows). As pessoas esperam desses aparelhos algo rápido, prático e intuitivo. O windows não tem essas qualidades. E se fizerem um windows adaptado para móveis com essas características(o SO), não será mais windows. Então não tem porque alimentar essa vontade de ver o windows do pc no celular. Se isso der certo, não será o mesmo windows. Poderá ser como outro sistema qualquer. Ai eu defendo a utilização do linux, pois ele já está há bastante tempo no ARM, já tem vários aplicativos, vários toolkits de desenvolvimento, vários desenvolvedores com experiência na área e diversos sistemas operacionais de sucesso. O linux já é bem representado pelo android e pelo symbiam. Tem o webos que era bom(talvez o melhor tecnicamente), mas por algum erro de empresários e marketeiros este já morreu. O meego é bom também, a Intel mamtém seu desenvolvimento, mas tenho medo de cair da mesma forma que o webos. O android é o android. Nasceu a pouco e já é o maior. E tem vários outros linux por ai.

  2. Joao Pineli says:

    A noticia podia estar mais trabalhada, construções frasicas desta noticia estão muito a desejar…não me levem a mal mas parece que nem reveram o texto.

    “Na prática, esta tomada de posição da Intel vai obrigar que a Microsoft e todos as outras empresas de software para Windows vão ser obrigadas a desenvolver aplicações específicas para estas versões do Windows 8.”

    –> Na prática, esta tomada de posição da Intel vai obrigar a Microsoft (e todas as outras empresas que desenvolvem software para Windows) a desenvolver aplicações espícificas para o novo sistema operativo Windows 8.

    “O alargamento das plataformas suportadas pelo Windows vem fazer tremer um pouco o domínio que a Intel tinha neste campo. A reacção que estão, apestar de compreensível, revela um pouco de receio da concorrência e do que estes vão ser capazes de oferecer ao mercado.”

    –> O alargamento das plataformas suportadas pelo Windows vem fazer tremer um pouco o domínio que a Intel tinha neste campo. A reacção desta, que apesar de ser compreensível, revela um pouco o receio da concorrência e do que estes vão ser capazes de oferecer ao mercado.

    Cumprimentos

    • Alex says:

      Para além do titulo que está errado…

      “Windows 8: Versão ARM incompativel com software Intel”

      para

      “Windows 8: Versão ARM incompativel com software da versão x86”

      • Telmo says:

        A sério, não percebo esta malta, têm de criticar tudo… Oh pah, sou ser directo contigo: “és burro ou fazes-te?”… Para quê complicar o título do artigo? Já agora porque não “Microsoft Windows 8 (Build 79xx) na versão criada especificamente para compatibilidade com processadores ARM inconciliável com software programada para a plataforma 80×86 da Intel”? Contente??

        • Alex says:

          Creio não ter sido explicito. O titulo não tem problema nenhum, simplesmente está errado… não existe a designação “software Intel”. Quanto muito pode ser o software que a Intel produz, como por exemplo os seus drivers e tools…

          A arquitectura em questão chama-se x86/i386 e não software Intel.

    • André Pinto says:

      Concordo.
      Que esforço que fiz para tentar perceer algumas coisas da noticia..
      Minha Nossa…

      Abraços..

  3. A isto se chama monopólio!

  4. Sammboga says:

    O pessoal entusiasta pelas TI normalmente e bom no que se refere a TI’s e nao penso que sejam tao bons a escrever Portugues. Eu nao tenho teclado Portugues desculpem a falta de acentos, etc.
    Portuguesismo a parte… Esta noticia aparece num momento em que a Intel tem estado a ver que no mundo da mobilidade (Tablets e smartphones) a sua cota de mercado se existe e muito pequena. Como eles querem dominar tudo desta vez saem dominados. Na Apple estao e muito bem presentes nos Macs mas nao estao nos iPods, Iphones e iPads. Isto e tudo um extratagema para controlar mercado que nao tem. Nao entro na “Fans War” mas acho que os que os fabricantes de chips presentes no mercado estao a fazer um bom trabalho.

  5. Sérgio says:

    É um pouco o que acontece agora com o WM6.5. As aplicações são desenvolvidas para a framework .net reduzida. A microsoft não quer perder este mercado importante. O WM7 veio para o mercado do publico em geral, não para o mercado profssional (PDA’S,sistemas embebidos, etc)
    O Windows 8 virá recuperar o que foi perdido com o WM7

  6. Necro says:

    A Intel não quer perder mais mercado nos tablets do que tem perdido, sendo que neste momento não tem nada de jeito 🙂

    Se lançarem um CPU com desempenho de um ARM e principalmente o consumo energético igual é claro que prefiro x86 para correr todos os programas actuais, mas se não o fizerem ñ me importo nada de optar por um tablet ARM, tal como os outros que já existem, mas sinceramente irei preferir Windows 8 aos existentes iOS ou Android Honeycomb, se bem que o Honeycomb está bastante interessante, mas dá sempre a sensação de estar inacabado e até de ser “experimental”…

    • lmx says:

      boas..
      esqueces-te de referir a AMD, que está muito bem no mercado movel, com muito bons processadores e que gastam…quase nada..
      A intel no mercado movel ja era…tal como a M$..
      Agora é so linux like Os’s por ai a bombar 🙂

      cmps

  7. Carlos says:

    http://arstechnica.com/microsoft/news/2011/05/intel-takes-pot-shots-at-arm-windows-misses-point-completely.ars?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=rss

    Por acaso aqui dizem uma coisa interessante.

    A Intel fala em 4 versões do Windows para quatro chips ARM, mas a Microsoft só fala de 3 (NVIDIA, Qualcomm e Texas Instruments). Qual é a quarta?

    E também diz que a Microsoft uma licença para produzir os seus próprios chips. E que provavelmente o vai fazer, para a nova XBox.

    Hmmmm…

  8. Alucard says:

    Não sendo eu especialista no assunto, acho que deviam substituir as referências a compatibilidade Intel, por “arquitectura x86”. Dizer que o Windows só funciona em processadores Intel não faz sentido. Ele só funciona na arquitectura x86, que tanto pode ser Intel como AMD.

    • carlos says:

      No mundo das TIs, Intel é usado como designação ha Arquitectura que corre windows, quer tenha outro CPU ou x64.
      É a mesma coisa entre chamar PC ao windows e MAC a APPLE, são tudo PCs e este ultimo usa cpu intel.

      Pode ser confuso mas foi assim que ficou definido.

      • VT says:

        Que mundo das TI’s é o teu ?
        C’um camandro…

      • Alex says:

        Desconheço completamente essa definição…

        A designação correcta é x86, que para quem não sabe deriva da primeira linha de processadores de 32bits produzidos pela Intel. O i386 é ainda hoje usado como designação desta arquitectura, sendo o x86-32 o seu diminuto para 32bits e x86-64 para 64bits. Pode-se também referir de IA-32 e IA-64.

      • L.Mata says:

        LOL… esse mundo é muito especial 🙂

        • carlos says:

          É o mundo onde estão situados os principais servidores de muitas grades empresas portuguesas.

          Eu não falei em designação correcta mas sim “é usado como”, fui explicito e directo.

          Onde aprenderam sobre a designação x86, devem ter aprendido sobre os famosos conectores rj45.

          ERRADO, não se chamam rj45 mas todos chamam…

  9. aver says:

    Windows on SoC – arquitectura System on a Chip, que permita que o Windows 8 corra ao mesmo tempo num PC, num tablet ou num smartphone, de tal maneira que não seja preciso andar com os três equipamentos, mas apenas um.

    A coisa já vem sendo falada há algum tempo. Por isso é que a Microsoft não gostou das “bocas apressadas do homem da Intel. O que é verdade é q
    http://www.neowin.net/news/microsoft-shows-off-windows-8-running-on-soc-build-numbers-revealed

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.