Quantcast
PplWare Mobile

Windows 10 vai trazer novos gestos aos trackpads, iguais ao Mac

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. daiquiri says:

    Já não era sem tempo. São bem vindos e há muito que provaram a sua utilidade.

  2. Samuel says:

    Sr. Pedro Simões, nota-se a sua preferência pela Apple mas sejamos imparciais, o título nada tem a ver com os Macs mas lá aparece: “…iguais ao Mac”, nem de um comparativo se trata mas lá tem de vir a lavagem cerebral a que já nos habituou

    • Vítor M. says:

      A comparação tem a ver com a qualidade de gestos que existem no OS X e que estão a ser agora introduzidos, embora à maneira Microsoft, nos trackpads. Nada tem a ver com lavagem cerebral caro Samuel, apenas um termo de comparação qualitativo que, sim é melhor no Mac esta tarefa, muito melhor aliás, mas que finalmente está também a ganhar outra qualidade no Windows, o que é fantástico para quem gosta do Windows.

      Como o Samuel entendeu, não é nosso problema, o que digo é que foi uma comparação qualitativa face ao que existe no OS X e que vai ajudar os utilizadores Windows (que em muitos casos são comuns às duas plataformas).

      Suspeito que a lavagem o Samuel já a sofreu, não está a conseguir separar as águas, até porque o Pedro Simões é um utilizador muito mais Windows e Android que OS X e iOS. Mas, como somos utilizadores de todas as plataformas para (ao contrario de muitos outros) falarmos com conhecimento de causa, temos essa facilidade de comparar o que há de melhor sempre para valorizar. 🙂

      Grande abraço.

      • MM says:

        Podiam também dizer que há muitas funcionalidades que o OSx foi “roubar” ao Windows. Aliás, o próprio Jobs uma vez disse algo que mau é copiar, mas “roubar” e modificar de forma a torná-lo melhor é bom para todos.
        Portanto, sim, mais uma vez este artigo está tendencioso. 🙂

      • Samuel says:

        Isso não é resposta, existem muitos atributos que saem para IOS que já existem em Android e não vejo no título: “Iphone terá NFC que já existe em Android”, vejo antes: https://pplware.sapo.pt/apple/iphone-6-devera-vir-com-suporte-para-a-tecnologia-nfc/
        Para mim este site que deveria ser imparcial tende sempre para a Aplle só ainda não percebi o porque.

        • Vítor M. says:

          Mas está na tua cabeça meu caro. Temos muito mais conteúdos não Apple, basta veres com olhos de ver. Essa mania da perseguição está bem patente, até porque nesse link que deixaste no texto do artigo diz mesmo isso, que “Esta tecnologia está a ganhar espaço entre os dispositivos móveis e hoje vemos já smartphones (especialmente Android), tablets, TPAs e até equipamentos life care.”.

          Tens é de ler muito mais que o título e deixar essa mania de perseguição, porque dá aspecto que a ler Android, Windows ou outra coisa qualquer, na tua cabeça só se interpreta Apple Apple Apple… se estiveres atento e acho que és uma pessoa que esse atributo (se não não visitavas o pplware.com) verás que estás errado. Os termos comparativos que possamos usar nunca são para desqualificar mas sim sempre para qualificar qualquer marca tecnológica.

          Pensa nisso 😉

      • Hugo (também) says:

        Pense assim, se muitas pessoas apontam para o mesmo, alguma verdade terá que existir. Por vezes uma pessoa faz isso inconscientemente e aí o melhor é parar para pensar.

    • Nunes says:

      A situação é muito simples de se entender. Há anos que o trackpad nos Macs funciona muito melhor do que nos PCs, e há anos muita gente reclama disso e elogia o que se consegue fazer nos MacBook. E sendo o trackpad uma coisa tão fundamental na produtividade da maioria dos portáteis, nem sequer é uma questão da Microsoft estar a copiar ou não gestos e funcionalidades, mas de finalmente estar a tentar resolver uma coisa bastante importante que funciona de forma excelente nos Macs.

  3. Nunes says:

    O problema não é se o sistema aceita ou não certos gestos, o problema tem sido com os drivers dos trackpads.

  4. Exemplo says:

    Muito boas noticias para o Windows, nesta área a Apple está a ganhar sem duvida.
    Voces não acham que a consola devia levar um update? Eu sei que existe o powershell, mas terminal do windows deixa muito a desejar!

  5. dajosova says:

    O meu Asus Zenbook já fazia isso, em particular o gesto de 3 dedos!
    Nada de surpreendente. quanto às janelas saltarem para as abas doutros monitores tb não vejo grande diferença. Por ex, no teclado é usar Windows+cursor dta ou esq.

    • Woot! says:

      Sim mas não podes comparar a fluidez do Mac. Eu não gosto de usar Mac nem do SO acho demasiado confuso e limitativo, mas temos que ser francos, essa (e outras) funcionalidade está a anos luz da funcionalidade oferecida por qualquer PC com Windows.

  6. MM says:

    Há alguma forma no mac de arrumar rapidmente as janelas no monitor de forma ter 2 janelas lado a lado? No PC basta usar tecla wndows + setas. No Mac há alguma forma idêntica?

    • Vítor Moreira says:

      Eu uso o Spectacle: http://spectacleapp.com/

      Recomendo!

      • MM says:

        Diria que é um pouco “ridículo” ter de instalar uma app para arrumar as coisas no monitor – faz-me lembrar o Android que temos de instalar apps para tudo ou nada funciona.

        • Nunes says:

          Ridículo? O que é que será mais relevante, uma funcionalidade extra que facilmente se adiciona com uma aplicação, ou uma funcionalidade alargada extremamente dependente da qualidade de drivers no computador, e que tanto quanto eu sei ainda nenhum PC conseguiu pôr a funcionar de forma fiável?

          • Rykardu says:

            O meu Asus tem estes gestos e funciona tão bem como no Mac.

          • Nunes says:

            funciona tão bem? mesmo? Sempre? Não é isso que transparece. O que transparece é trackpads que vão tendo falhas no reconhecimento do gesto pretendido – fiabilidade

          • Rykardu says:

            Não tenho razões de queixa. Quando faço mostrar o expose tem um pouco de lag, mas ai o problema é do software que faz animação que está longe de ser perfeito. Mas a resposta do trackpad aos vários gestos é excelente… mas também é verdade que uma boa parte do software no windows não está preparada para estes gestos. Por exemplo o Opera nao retrocede com 3 dedos para a esquerda…

          • MM says:

            A funcionalidade de arranjo da disposição das janelas mo Windows não tem nada a ver com drivers, é uma funcionalidade nativa do Windows e funciona em todo o lado, em todo o computador.
            Já agora, essa app funciona mal porque, p.ex., o software da Adobe porta-se muito mal com isso – torna-se inútil essa app quando usamos a Adobe Suite.

          • Nunes says:

            @MM
            “A funcionalidade de arranjo da disposição das janelas mo Windows não tem nada a ver com drivers,”
            Não me estava a referir à disposição das janelas, que isso é o que se consegue fazer no Mac com uma “mera” aplicação. Os trackpads é que precisam de drivers em condições e não há aplicação que te salve com gestos, se as drivers não forem em condições – e são raros os PCs em que isso acontece

    • daiquiri says:

      essa das janelas do mac é a mesma coisa que os gestures do windows. faz todo o sentido e há muito que devia ter sido implementado no sistema operativo já

      • MM says:

        Sim, no que toca à arrumação das coisas no monitor, a Apple bem que podia aprender com a Microsoft. O espaço de trabalho do OSx é muito pouco produtivo no que toca à organização de programas abertos.

        • Miguel says:

          eu não tenho dificuldade nenhuma

          talvez tu não o saibas usar

        • Nunes says:

          Essa deve ser para rir, certo?
          O sistema que introduziu a funcionalidade Expose/Mission Control, que tem há anos Desktops Virtuais, etc, e é muito pouco produtivo em organização? Será que sabes o que é trabalhar com imensas janelas abertas de programas diferentes? Não é por arrumar duas janelas nos cantos que te resolve todos os problemas das janelas… tanto assim é que o novo Windows vai introduzir os Desktop Virtuais e algo parecido ao Mission Control!

          • MM says:

            Não estou a falar de multiplos desktops, estou a falar em dividir o mesmo desktop, em que podemos ter 2 programas lado a lado e passar coisas de um para o outro. Estou a falar em arrumar 2 programas lado a lado com 2 acções (1 acção para cada).
            Isto o Mac não tem e faz-me muita falta.
            Multiplos desktops não ajuda neste caso, porque tenho de andar na mesma a saltar de um lado para o outro (o tempo que perco com isto nem vale a pena usar multidesktops).

          • Nunes says:

            @ MM
            mas estamos a desconversar?
            O que eu digo é que arrumação automática de 2 janelas não te resolve o problema de organização e produtividade com muitas janelas, é preciso bem mais do que isso. E convenhamos, o Windows é pior que o Mac se tiveres que gerir imensas janelas para trabalhar – ou será que trabalhas só com duas ou três?
            A funcionalidade de arrumar janelas não é o tudo ou nada, tens muita forma de trabalhar com janelas lado a lado sem ter uma função de redimensionamento automático. Aliás na minha experiência prefiro redimensionar manualmente a maioria das janelas para ter uma boa referência dos conteúdos e maximizar o uso do ecrã, mesmo tendo uma aplicação no Mac que me permite fazer o redimensionamento automático das janelas. Muitas das vezes o redimensionamento ocupa demasiado espaço desnecessariamente ou corta informação que quero que seja visível nas janelas.

          • RaCcOn says:

            Pouco produtivo?

            Por acaso pouco ou nada uso essa funcionalidade no Windows, mas de qualquer das formas passar de uma janela para outra em MacOS e do mais simples que pode haver…

            4 dedos para baixo no trackpad, e clicar na janela que queres…

            Se tiveres as janelas em dois ambientes distintos, 3 dedos para o lado que queres ir…

            Simples? muito mesmo…e produtivo.

          • MM says:

            @Nunes
            Claro que resolve no meu caso. Faço paginação e ter duas janelas lado a lado faz-me muito jeito. Trabalho com mais programas ao mesmo tempo, mas normalmente quando tenho uma fonte de informação para passar para o documento principal, dá-me muito jeito estar ao lado da outra, ou seja, ter o Word ao lado do indisign no mesmo desktop dá um jeitão.
            Redimensionamento manual não funciona bem no MAC porque uso painéis flutuantes no indisign, o que atrofia por completo todo o visionamento.
            Este tipo de complicações não acontecem no Windows porque este dimensiona todo o programa rapidamente e não apenas a área da folha.
            Para mim, neste campo a Apple podia implementar um melhor aproveitamento do desktop.
            As apps de dimensionamento funcionam mal com o suite da adobe por causa dos painéis laterais.

          • Nunes says:

            “dá-me muito jeito estar ao lado da outra, ou seja, ter o Word ao lado do indisign no mesmo desktop dá um jeitão”
            quem te ler até pensa que isso não é possível no Mac. A questão das janelas flutuantes nos programas da Adobe vai ser sempre um problema, mas elas desaparecem na transição para a janela do outro programa, por isso é só meio problema. Mas mesmo no Windows, em que funcionam janelas dentro de janelas, o redimensionamento rouba espaço útil ao documento, e dependendo do tamanho do ecrã até algumas ferramentas, por isso não é tudo cor de rosa.
            É certo que o sistema implementado pela Microsoft agiliza o ajustamento, mas isso só não resolve quando tens que andar há procura da tal janela que tem aquilo que procuras, e os desktop virtuais ajudam a manter as tuas janelas organizadas da maneira que é mais produtiva, sem ter que andar sempre a ajustar as janelas e programas, etc…

          • MM says:

            @Nunes
            Então podes-me explicar como fazer isso no OSX? (não estou a ser irónico). Já estou farto de dar voltas e não consigo um ajuste tão eficiente como no Windows – só o facto da top bar ficar sempre fixa já é uma trapalhada para mim.

          • Nunes says:

            fazer isso o quê? Ter o Word ao lado Indesign? É assim tão complicado para ti ajustar manualmente o tamanho das janelas (até o botão de “maximizar” a janela ajuda a ajustar a janela ao conteúdo)? E como disse, ao saltares para a janela do Word, os paineis flutuantes do programa da Adobe desaparecem! Aliás até podes organizar esses paineis e janelas de modo a minimizar a sobreposição de janelas doutros programas se é essa a forma como gostas de trabalhar.

          • MM says:

            Estás a brincar, certo? Sabes quantas vezes preciso de ter programas lado a lado e saltar informação de uma lado para o outro? Fazer isso manualmente cada vez que abro uma fonte nova?! É isso a tua ideia de produtividade e rapidez?!
            Aceita, a Apple não tem uma boa solução para trabalhar dentro do mesmo desktop. Tem multi, mas como single é limitadissimo.
            Aquela topbar presa é ridícula.
            Não vou discutir mais isto. Obrigado pela não ajuda.

          • Nunes says:

            “Estás a brincar, certo? Sabes quantas vezes preciso de ter programas lado a lado e saltar informação de uma lado para o outro? Fazer isso manualmente cada vez que abro uma fonte nova?!”
            E alguém disse que tens que fazer isso sempre e manualmente? O botão de maximizar ajusta o tamanho da janela ao conteúdo, e as janelas podem muito bem ter ligeira sobreposição sem comprometer visibilidade de conteúdos, ao mesmo tempo que manténs a máxima funcionalidade de cada programa – ou será que a funcionalidade para a tarefa não interessa?

            “Aquela topbar presa é ridícula”
            Se queres reclamar disso reclama à Adobe, que não gosta de seguir a “linha” de interface dos programas no Mac, e já te disse que isso desaparece quando passas para o outro programa. O ridículo é a tempestade que fazes quando só consegues fazer uma tarefa ao mesmo tempo, ou será que passas o dia a comparar conteúdos?

        • XBUZZY says:

          tens uma app que te simula isso, arrastas a janela para o canto e auto ajusta-se a usar metade do ecra 😉

        • João Felix says:

          por isso é que tens uma coisa chamada ambientes de trabalho que podes trocar entre eles com 4 dedos. Eu tenho 1 para trabalhar outro com safari em fullscreen e outro para coisas extras.

  7. David Toffee says:

    Finalmente! Este Windows 10 está a parecer-me cada vez melhor, espero que não me desiluda na altura do lançamento..
    Agora podiam era apostar mais em melhorar a segurança.

    PS: Já tinha saudades daquele cabelo! 😀

  8. Diogo Ribeiro says:

    o meu hp probook já tem funções semelhantes…

  9. Andre Roque says:

    “Been there, done that…”

  10. Marco says:

    O surface 4 com windows10′ processador broadwell vai revolucionar de vez o mercado, so falta oferecer a type cover na compra do surface como a fnac ja faz em relacao ao 3

  11. irlm says:

    e o gnome shell já tem isso de por janelas lado a lado, só pela tecla WIN, por enquanto não está implentada com o touchpad, mas faz o mesmo efeito.

  12. Marcos says:

    Óptima funcionalidade aliada ao facto de que o windows 10 irá permitir múltiplos ambientes de trabalho. Pode ser que assim os fabricante adoptem e eu também possa usar em Linux.
    Em ao facto de ser algo que já se usar em Mac, apenas digo: Não é preciso inventar a roda de novo para se produzir um num novo material que não a madeira.

  13. Marcos says:

    Óptima funcionalidade aliada ao facto de que o windows 10 irá permitir múltiplos ambientes de trabalho. Pode ser que assim os fabricante adoptem e eu também possa usar em Linux.
    Em relação ao facto de ser algo que já se usar em Mac, apenas digo: Não é preciso inventar a roda de novo para se produzir uma nova num novo material que não a madeira.

  14. tfae says:

    Como utilizador Mac, posso dizer “ATÉ QUE ENFIM!” que a Microsoft se preocupa com isso.
    Se é cópia, inspiração… isso não interessa… o que interessa é dar essa funcionalidade aos utilizadores!!
    Eu como utilizador Mac, sempre que uso Windows sinto falta desses gestos multi-toque. É bom saber que isso vai mudar.

  15. irlm says:

    eles acabam por copiar uns aos outros (MS,Apple,Gnome/KDE)

  16. Joao says:

    “Este último gesto poderá ser também feito para dar acesso à nova função Task View. Tanto a nova função como a forma de lhe aceder são similares ao que podemos ter já no OXS.”

    No meu Asus isto ja acontece com o windows 8.1 …

  17. XBUZZY says:

    quero ver os trackpads com Windows 10 a funcionar fluidamente como os macs

    Ja ha alguns trackpads com gestos parecidos, e os que testei são uma bela treta.

  18. JM says:

    Esta comparação entre a qualidade e eficácia das funcionalidades do OSX vs Windows é o máximo!
    Por aquilo que li e vi, presumo que se copiaram mutuamente para o bem do utilizador. Ao ler os comentários que questionam a maneira com usamos o SO; se é mais ou menos produtiva; se trabalhamos com 2, 3 ou 4 janelas, se sabemos ou não o que é multitasking, vem-me à memória uma passagem do grande António Aleixo:

    Sei que há homens educados
    Que tiveram muito estudo.
    Mas esses não sabem tudo,
    Também vivem enganados;
    Depois dos dias contados
    Morrem quando a morte vem.
    Há muito quem se entretém
    A ler um bom dicionário…
    Mas tudo o que é necessário
    Calculo que ninguém tem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.