Quantcast
PplWare Mobile

Ucrânia usa armas químicas em Zaporijia? Rússia diz que sim…

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. SPr says:

    E deve usar e tem de usar. Ali é solo ucraniano. Esta ali um invasor / agressor tem de ser tratado dessa maneira.

    Continuem, não tenho pena nenhuma em quem usa centrais nucleares como bases.

    Sugiro que o façam também na Crimeia.

  2. Godlike says:

    E se tiver, o que tem?
    Não é como se a União Europeia ou Estados Unidos se importassem, desde que consigam mudar o regime em Moscovo para poderem dominar a Rússia financeiramente como já fazem com o resto do mundo, tudo vale!

    A união entre a Rússia, China e Índia deve ser parada a todo o custo, senão o “Great Reset” não vai funcionar!

    As always, Follow the money!

    • PorcoDoPunjab says:

      Quando o Saddam usou químicos para arrasar cidades Curdas, alguém o foi criticar e castigar?
      Não? Ele há com cada coisa mais estranha…
      Já sei, armas químicas só podem ser usadas pelos bons.
      Quem decide quem é bom? Nós, óbvio…

      • Estefêneo Empregos says:

        Caso não saiba, foi provado que não existia armas químicas no Iraque, embora os EUA o afirmavam inquestionavelmente. Veio-se a descobrir que isso não era verdade, mas só depois de executarem milhares de civis iraquianos que tentaram fazer o mesmo que fez a Ucrânia, defenderem o seu país.

  3. Bruno Mota says:

    A Rússia também diz que não invadiu a Ucrânia. Eles sempre que abrem a boca, só dizem mentirosas.

  4. David Guerreiro says:

    Há armas químicas e Adolph Hitler está ali e vivo, a comandar os ucranianos…

    • rSP says:

      Ainda bem, esperemos que mais ataques químicos surjam na Crimeia e se instale o caos la. Aquilo é território ucraniano, quem se julga que é da Russia sofrerá todas as consequências.

      Podiam fazer ataques em carros, sabotagem de carros e muito mais.
      Estou aplaudir este tipo de ataque na Crimeia só me faz rir e ficar feliz pela força exercida da Ucrania em demonstrar que o povo de lá sofrerá as consequências do Putin.

      • Godlike says:

        RSP, nem vou comentar o conteúdo do teu post porque sinceramente nem merece resposta.

        Em vez disso, vou te fazer 2 perguntas:
        1. Por acaso estudas-te os 2 lados da história ou estás só regurgitar aquilo que viste na TV?

        2. Achas que um país simplesmente decide “invadir” outro da noite para o dia e sem medir as consequências?

        3. Quem é que está a ganhar com esta guerra? É sempre esta a pergunta que tem que ser feita!!

        • joaomatos says:

          Eu acho que não vale a pena sequer tentares…
          Estas a falar com um nazi extremista, o que esperas dessa corja??

          E o pior de tudo é que os estamos a acolher aqui em Portugal…ainda vamos sofrer consequências bem graves por termos tido a estúpida da ideia de os acolher cá..

          • jota says:

            “Mauricio” aka “asimoto” aka “joaomatos”, voltaste? ou nunca saiste e vens para aqui papaguear propaganda só para ser do contra?

        • José Orlando says:

          Parabéns Godlike.
          Finalmente não sou o único a pensar assim. Vou deixar aqui um exercício que espero que o rSP e outras pessoas possam refletir sobre o mesmo e no futuro tenham mais atenção. Exemplo: Fulano X mata fulano Y. A polícia judiciária vai investigar. A primeira abordagem é: qual o motivo? Qualquer ato de agressão de um fulano x para um fulano y temos sempre de perceber o motivo.Portanto, porque razão na questão da Ucrânia e Rússia o mesmo tipo de raciocínio não é feito pelas pessoas?
          A segunda parte de qualquer ato de agressão, principalmente onde envolve países é quem beneficia?
          1- Se a Ucrânia ganhar quem beneficia? Ao meu ver EUA apenas. Porquê? Porque impede o comércio entre a Europa e a Rússia. Principalmente a Alemanha. Esta é a grande razão da guerra na Ucrânia ao meu ver. Porquê? Porque a Alemanha e a Rússia estavam a criar um gaseduto novo. Isto faria com que a Alemanha, juntamente com a Europa, começassem a se afastar da dependência financeira dos EUA. E seria o princípio do fim da NATO, das bases militares americanas em território europeu.
          Mas como ganha a Ucrânia a Europa vai ficar sempre dependente dos EUA e com isso afundar se mais, levando assim a uma nova provável guerra mundial em solo europeu.
          2- E se a Rússia ganhasse?
          O gasoduto começava a funcionar. A economia Alemanha alavancava. E a Europa tinha crescimentos econômicos bem superiores. E com isso a dependência dos EUA diminuiria. Inglaterra iria perder relevância no Reino Unido. Escócia iria exigir a saída do Reino. Países de Gales depois. E a República da Irlanda do Norte era obrigada a unir-se a Irlanda, voltando a ser apenas um país. Noutras partes do mundo, Israel mudaria a sua posição para com a Palestina. Qatar perderia relevância visto que a sua economia depende em muito do gás que vende. Siria, Afeganistão, Iraque Iémen, Irão teriam finalmente possibilidade de crescer sem guerras.

          • Manuel da Rocha says:

            Problema na sua teoria:
            O tal gasoduto abastecia 3% das necessidades da Alemanha. Quem ganhava com isso? A Rússia. Deixaria de pagar 187000 milhões de dólares anuais, aos países por onde passam os 3 gasodutos e passava a receber 100% do que vendia. GAZPROM tinha previsto que os lucros, da operação para a Europa, aumentassem 15400 vezes, até 2025.
            Europa não ganhava nada… pagava o mesmo e a Rússia podia dizer “o preço aumentou 700000% paguem”.

        • Manuel da Rocha says:

          1- Você é que é dos vendidos e apoia o Assad, assim como o Daesh (onde a Rússia já gastou 170000 milhões de dólares, a contratar 83000 mercenários… os mesmos que combatiam o Assad, EUA e Russos, agora recebem 8000 dólares mensais e 300 extra por cada ucraniano morto. Nem 5% lhes pagam em relação ao que pagam aos 2300 Tchechenos, que o Kadyrov recebe 200 milhões de dólares (sim, a Rússia paga-lhes em dólares americanos, graças a offshores que continuam a operar)por cada vídeo feito na frente de combate.
          2- O Putin e o FSB avançou para a invasão, pois a informação que tinham era que só o batalhão de Azov se iria opor à invasão. Que 6 das maiores divisões de combate ucranianas se iriam juntar, aos russos, logo após a invasão e que Kiev seria cercada em 48 horas, obrigando à rendição e assassinato de todo o governo ucraniano. Só que, os mapas russos estavam 30 anos desactualizados, que 3000 para-quedistas foram largados… num aeródromo, em vez do aeroporto de Hostomel, a 23km de distância, o que facilitou a acção das forças ucranianas, pois só com mais 5000 para-quedistas, é que a Rússia conseguiu controlar o aeroporto, perdendo 4300 soldados de elite e quase 2000 terem sido evacuados para a Bielorrússia, aquando da chegada das forças terrestres.

          3-Quem está a ganhar com a guerra? FSB. Receberam 332300 milhões de dólares americanos, para usar em “operações internacionais”. Por outro lado, o grupo de militares, que possuíam o triplo desse valor, investido fora da Rússia, estão mortos, presos ou são procurados para serem assassinados.

          • José Orlando says:

            Não o consigo realmente. É este tipo de pensamento que faz com que estejamos com problemas. Vou lhe dar um exemplo prático e realista. Os príncipes herdeiros de Inglaterra foram a Jamaica em representação da coroa inglesa. E replicaram o mesmo evento de 1957( acho que era essa data). Os jamaicanos ficaram tao indignados porque a replicação do evento de 1957 era sinônimo de coloniasmo. A tal ponto que voltou a surgir na sociedade jamaicana o pedido de compensação pela escravatura efetuada pela coroa inglesa. Como a Inglaterra e restantes países europeus que foram colonizadores não conseguem entender que o seu atual comportamento é ainda efeitos da era de colonizadores. Só nos ultimos 20 anos os países europeus ajudaram a invadir países do medio oriente com falsas provas e falsas justificações. Inglaterra recentemente protegeu, com a criação de uma lei especial, os soldados da sua unidade de elite SAS, que fizeram das piores atrocidades a cidadãos afegãos. Na Síria, um país soberano foi invadido tanto por o ocidentais, como turcos, israelitas de uma forma ilegal e contra as normas do direito internacional. O único país que tinha direito de estar lá era a Federação Rússia a quem o governo legítimo da Síria solicitou ajuda. Portanto quando me diz coisas incorretas sobre a Rússia devia ter mais em conta que a Rússia não só eslavos mas há também siberianos, coreanos, arménios, chineses, judeus. E se a Rússia atacou devemos ter em conta que eles nunca o fizeram no passado. Nunca tomaram a iniciativa de começar algo do nada. Primeiro foi Napoleao ( Europeu) depois os Alemães ( europeus). A Europa quando foi salva do nazismo e fascismo italiano não se deveu a ação americana mas sim a ação soviética porque foram estes que impediram a Alemanha de obter combustível para a sua máquina de guerra. Nesse processo morreram mais soviéticos do que europeus e americanos. Quando a União soviética colapsou a nova federação compensou monetariamente as ex repúblicas soviéticas nomeadamente a Ucrânia. Nenhum país europeu fez isso com as ex colónias. Portanto quando fala da Rússia tem de ter isso em conta e também o facto de eles serem europeus e não descendentes de europeus como os americanos que são criancas em termos de mentalidade, moral e maturidade comparados com a Rússia.

          • jota says:

            @José Orlando, a cassete da propaganda bate bem para os teus lados.
            Então a Russia nunca tomou a iniciativa de invadir (eg.: Chechenia)?
            A Russia foi só ajudar o Governo Sirio a livrar-se dos opositores armados, apelidados de terroristas, mas o governo Ucraniano tb pede ajuda desde 2014 para recuperar a Crimeia e livrar-se dos separatistas do Donbass, armados pelos Russos, mas como é o governo ucraniano já não tem legitimidade para pedir ajuda.
            Saudações ☭

          • jota says:

            “(eg.: Chechenia)” Peço desculpa pela confusão, é claro que não invadiram nenhum país soberano, quanto muito trataram-se de Operações Militares Especiais.
            Mas tu tb te deves ter eganado, e podes perder alguns pontos neste post, pois admites que a Ucrania foi invadida pela Russia

    • PorcoDoPunjab says:

      Sim, e com as armas de destruição total do Saddam…

  5. joaomatos says:

    Isto está a aquecer…eu tenho para mim, que do Zelinsky só vai sobrar, a roupa do corpo..
    Há muito que a Rússia descobriu links sobre armas químicas na Ucrânia, ora programas desses não são possíveis de levar a cabo sem a aprovação do estado Ucraniano.

    • rSP says:

      Caso isso venha acontecer, irá surgir mais ataques fortissimos pela Ucrania. Sabotagem a carros e muito mais, estamos devidamente preparados. E estou em prol que a Ucrania deve usar quimicos para matar russos que la vivem em prol da Rússia.

      Quem manda na Crimeia é a Ucrânia, chorem.

      • Grunho says:

        Não acho boa ideia. Quando a Rússia não tivesse mais nada subia o degrau acima das armas químicas e carregava no botãozinho vermelho. E depois lá tinha a Nato que igualar a parada.

        • Manuel da Rocha says:

          A Rússia está entalada.
          Enquanto os media americanos e europeus criticavam o Trump, as forças especiais americanas tomaram posse de 12 das 13 ogivas “de mala” russas. 3 delas roubadas de bases militares russas, 3 recuperadas de um general russo, que as estava a vender pela melhor oferta, na Sérvia e as 6 restantes que estavam na posse de antigos membros do KGB, fora do país. A Alemanha foi um dos países que protestou, pois em 2017, um grupo especial americano fez um raid a uma mansão, no sul da Bavária, onde 16 pessoas morreram. Um deles era um antigo capitão do KGB, outro um coronel e um major-general do exército russo (o resto eram seguranças, alguns alemães). Na altura os média ainda quiseram saber o que se passou, nada foi revelado e as autoridades alemãs receberam ordens para arrumar o assunto… é que os russos estavam ilegais e os atacantes tinham usado um helicóptero militar americano, para chegarem a Aviano (Itália), de onde deslocaram para os EUA.

    • Castro says:

      desde quando é que se pode confiar em propaganda Russa?

      • Secadegas says:

        A partir do momento em que confias na propaganda contrária sem pensares… E com isto chega-se rapidamente á conclusão que votas no PS.

        • Castro says:

          :S e porque carga de água é que vou acreditar em propaganda doutros? Se é propaganda há sempre que desconfiar! Ou será que tu acreditas em propaganda?

        • Manuel da Rocha says:

          Como tu que apoias o Montenegro e o Ventura, que promete 48 pistas para 9 aeroportos internacionais, em Portugal Continental, sem contar com Alcochete.
          Entretanto o teu super herói, Hugo Soares, continua a esconder “as provas de 1600 a 6000 mortos”, como anunciou a 18 de Junho de 2017, sem piar sobre a acusação que fez ao povo de Leiria.

      • Godlike says:

        Porquê? Conheces alguma propaganda em que se pode confiar por acaso?

        A humanidade está muito mal acostumada, querem deixar o raciocínio totalmente de lado em troca de conforto e luxos, depois vê-se o resultado.

        Vamos a ver mesmo quem vai sair prejudicado no meio disto tudo. Eu votaria na União Europeia e Estados Unidos.

        Fiquem aqui a culpar a Rússia e não se preparem para o que está por vir, as elites agradecem.

        • Patrik says:

          Culpas os estados unidos e a europa mas agora pergunto te eu, vives onde? Porque não vais para a russia? Pois…outro jeronimo que fala mal mas não sai daqui

        • Castro says:

          leste o outro comentário? Arranja dois dedos de testa e sê desconfiado de informações dadas por beligerantes sobre outros beligerantes… regra básica!

  6. Castro says:

    lol! Quer dizer, no momento em que os Ucranianos começam a ter arsenal capaz de parar os Russos e tomar a iniciativa é que vão usar armas químicas??? Querem enganar quem? Se iam usar armas química certamente teria sido na altura em que estavam em desvantagem e a perder territórios importantes, não agora!!

    • joaomatos says:

      Os Ucranianos nunca tiveram armas para parar os Russos, e continuam a não ter, por isso é que usam todos os truques e mais, para tentar tirar proveito disso, mas sem exito.
      A Rússia está ao ataque outra vez, e o exercito ucraniano, não tem meios para se debater com os Russos.
      Os nazis lançam atentados terroristas, mas os atentados terroristas não ganham guerras…na hora H fogem com o rabinho entre as pernas os cobardes..vai lá ver a ver se eles enfrentam os Russos cara a cara…esta bem está,,,cobardes, usam os mesmos métodos usados na 2 guerra mundial…por isso é que continuam a perder, porque não são machos, são meramente nazis, mas pelos vistos a raça suprema ainda não surgiu, como nunca surgiu na 2 guerra mundial…
      A Europa ainda vai ter muitos problemas com estes terroristas..mas eventualmente a Rússia vai limpar a Ucrânia dessa peste.

      • Castro says:

        enfim… pobre…! Os russos estão tão bem que andam a ter que retirar tropas dum lado para tapar buracos noutro… esquecendo de tapar os buracos na retaguarda e proteger-se das armas de maior alcance que a Ucrânia agora tem, bem como as regras de segurança sobre “fumadores”. Mas pronto… se achas que num momento em que a Russia não está a avançar em lado nenhum tem a mesma importância estratégica que nos meses em que a Russia conquistou pontos importantes no sul e no leste da Ucrânia, não sei o que dizer sobre a tua capacidade analítica!

        • joaomatos says:

          Acorda pá vida… a Rússia só nas ultimas 3 semanas libertou 200 km Quadrados de território em Donbass..
          Digo-te outra vez…acorda para vida!

    • Manuel da Rocha says:

      Problema: a Ucrânia entregou 54 ogivas nucleares e 68 mísseis, assim como 60 vagões de material químico, bacteriológico, bio-químico e radioactivo, em 2004-2006, em acordo com a Rússia, para devolver as armas “de destruição massiça da URSS”. 26 silos foram desmantelados até 2012 e 30 fábricas, ligadas ao exército soviético e KGB, foram destruídas. O acordo era que a Rússia recebia as armas e deixava de chatear os ucranianos. A Rússia cumpriu… até 2014.

  7. Secadegas says:

    E novidades, há? É que o regime fascista de Kiev também anda a tentar criar um desastre nuclear… E sempre com o suporte (não vou comentar sobre os acéfalos que aqui grunhem) dos EUA e EU.

  8. Profeta says:

    Esta guerra Russia vs Ucrania vai em que temporada ? Ou deram uma pausa para criarem mais episodios ? Me engana que eu gosto.

  9. J says:

    Ainda bem que há sempre uma putinete com inteligência superior, como este/a seca adegas que com os seus grunhidos tenta esclarecer os ditos acéfalos. Obviamente que comenta desde a rússia pois lá é que se está bem. Ainda bem que existem seres assim neste mundo.

  10. José says:

    Se os russos afirmam isto querem usar as suas! A Rússia já cometeu todas as infâmias possíveis na Ucrânia, falta mais esta. Quem defende esta gente é tão ou mais culpada pelos crimes russos na Ucrânia, Gente que idolatra assassinos. Tudo estaria sossegado que os russos cuidassem do seu enorme e pobre país! Têm uma obsessão coma grandeza de pé descalço e fundilhos rotos.

  11. john says:

    Que disparate. A Ucrânia não comete crimes de guerra. Com o fim da associação do dólar ao padrão ouro os EUA para manter a sua hegemonia mundial meteu-se no médio oriente de forma a forçar as transações do petróleo em dólares. Armaram uma confusão brutal, mas lá conseguiram manter o dólar como moeda internacional. Agora com a transição energética é preciso arranjar solução para o dólar caso contrário ele não vale nada. Aliás, os EUA são especialistas a imprimir moeda que não vale nada. Sem o controlo da Rússia e da China os EUA não conseguem o controlar as riquezas mundiais que vão ditar quem mandará no mundo nos próximos séculos, ou seja, as terras raras. Assim, para a EU e EUA a Ucrânia pode cometer os crimes de guerra que entenderem pois os órgãos de comunicação social ocidentais irão apoiar e com isso enganar o Zé Povinho. Se pensam que os EUA e a EU terão sucesso então enganem-se. O preço do ouro já está a sair do controlo do UK e a seguir virão mais novidades.

  12. john says:

    A semana de 22 a 26 vai ser terrível. Neste preciso momento os ucranianos estão a fugir de Kiev. As saídas de Kiev estão todas entupidas!

    • Luís Costa says:

      Tu é que tás entupido dessa cabeça

    • Rui says:

      @john eu vi as imagens. Nunca percebi porque as saídas de Kiev cheias de engarrafamentos. Eu li vários posts teus e para mim é clarinete és uma pessoa culta e que tem conhecimentos militares. Podes dizer-me inquérito se irá passar entre Índia 22 e o dia 26?
      Já agora não ligues ao @Luís Costa. Eu também já muito mal tratado por algumas pessoas que andam por aqui. É lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.